Cientista americano é preso acusado de espionar para Israel

Cientista americano é preso acusado de espionar para Israel

5
15
SHARE

Stewart Nozette pode pegar prisão perpétua caso seja condenado

vinheta-clipping-forteUm cientista americano que trabalhou para a Nasa (agência espacial dos EUA) e para o Pentágono foi acusado, nesta segunda-feira, de tentativa de espionagem para Israel, segundo informações do departamento de Justiça.

Stewart David Nozette, de 52 anos, é acusado de “tentar deliberadamente, comunicar, entregar e transmitir informação sigilosa, relacionada à defesa nacional dos Estados Unidos, a um indivíduo que acreditava ser um funcionário da inteligência israelense”, informou o Departamento.

Ele foi preso nesta segunda-feira por agentes do FBI e deve comparecer a uma audiência em um tribunal de Washington nesta terça-feira. Caso seja condenado, a sentença pode ser a prisão perpétua.

“A conduta relacionada a este caso é séria e deve servir como alerta para qualquer um que possa considerar comprometer os segredos de nossa nação por lucro”, disse o procurador-geral assistente, David Kris.

Acesso

Nozette trabalhou para o governo para a Casa Branca no Conselho Nacional Espacial entre 1989 e 1990. Depois, ele passou dez anos no Departamento de Energia.

Em 2000, o cientista criou uma associação sem fins lucrativos com a qual participou, do desenvolvimento de tecnologia de ponta por parte do governo americano.

“Entre 1989 e 2006, Nozette teve acesso a informações secretas e, regularmente, a documentos ligados à defesa dos Estados Unidos”, afirmou o departamento de Justiça em comunicado.

Em setembro, Nozette teve contato com um agente do FBI que se passou por um oficial da inteligência israelense. Ele teria dito que estaria disposto a responder regularmente perguntas sobre informações secretas dos EUA em troca de dinheiro e de um passaporte israelense.

Ao longo do mês, o cientista teria enviado cartas com as respostas às questões. O conteúdo, segundo o departamento de Justiça, era classificado como “secreto e super secreto, sobre satélites americanos, sistemas de alerta precoce, modos de defesa e retaliação contra ataques de grande escala, informações sobre inteligência de comunicação e importantes elementos da estratégia de defesa”.

Ainda segundo o comunicado, Nozette teria aceitado um total de US$ 11 mil pelas informações.

FONTE: Estadão/BBC Brasil

15 COMMENTS

  1. Se ele já passou informação confidencial a um agente do FBI é bem provável que ele cedeu no mínimo as mesmas informações a outros agentes.

    Acredito que isso é de extrema gravidade e expõe a defesa dos Estados Unidos ererererererererere!

  2. robert,

    no mundo não existem países amigos, somente aliados.

    Hoje eles são aliados, daqui a 5 anos, só DEUS sabe.

    Agora, uma coisa é estranha….o agente se vendeu por tão pouco? 11 mil dolares?? estranho…

  3. Que segredo que pode custar 11 mil dólares que Israel já não tenha? Agora a matéria fala que o cara ACREDITA que o contato fosse israelense. O mais provável é que seja alguém a mando da China…

  4. “um agente do FBI que se passou por um oficial da inteligência israelense”

    Israel não tava espionando os EUA, o agente do FBI se passou por um agente israelense.

    Leiam com mais atenção.

  5. “um agente do FBI que se passou por um oficial da inteligência israelense”

    Israel não tava espionando os EUA, o agente do FBI se passou por um agente israelense.

    Leiam com mais atenção.

    Assino embaixo… e acrescento algo…
    esse agente provavelmente achou o suspeito e se ofereceu
    agora se o cara queria mesmo fazer dinheiro com informações podem ter certeza q ele deve ter achado bem antes do FBI suspeitar dele, algum contato russo ou chines…

    com toda certeza… dai com isso os EUA talvez tenha tido a informaçao de que havia algum vazamento e acharam o cara….

  6. No Brasil esse tipo de investigação não ia dar em nada porque o Estado brasileiro não pode induzir um indivíduo a criar provas contra ele mesmo. A lei brasileira é uma piada. Quem é que vai querer criar provas contra ele mesmo por boa vontade? O bandido mais violento certamente que não.

  7. Espiãozinho barato esse hein!!! Provavelmente “marinheiro” de 1ª viagem!!!

    Agora, lá nos EUA o assunto de segurança nacional é levado a sério, punindo com prisão perpétua, enquanto em um gigante tropical…

    Sds.

  8. Israel nao espiona os EUA, existe um acordo firmado no qual Israel se obriga a fiscalizar e impedir que empresas realizem a chamada espionagem industrial.

    A Inglaterra e a Franca espionam que é uma loucura, os EUA espionam ainda mais ….

  9. “Israel não tava espionando os EUA, o agente do FBI se passou por um agente israelense.

    Leiam com mais atenção.”

    Dãaaa, atropelei a leitura geral. Foi mal.

Deixe uma resposta