Stewart Nozette pode pegar prisão perpétua caso seja condenado

vinheta-clipping-forteUm cientista americano que trabalhou para a Nasa (agência espacial dos EUA) e para o Pentágono foi acusado, nesta segunda-feira, de tentativa de espionagem para Israel, segundo informações do departamento de Justiça.

Stewart David Nozette, de 52 anos, é acusado de “tentar deliberadamente, comunicar, entregar e transmitir informação sigilosa, relacionada à defesa nacional dos Estados Unidos, a um indivíduo que acreditava ser um funcionário da inteligência israelense”, informou o Departamento.

Ele foi preso nesta segunda-feira por agentes do FBI e deve comparecer a uma audiência em um tribunal de Washington nesta terça-feira. Caso seja condenado, a sentença pode ser a prisão perpétua.

“A conduta relacionada a este caso é séria e deve servir como alerta para qualquer um que possa considerar comprometer os segredos de nossa nação por lucro”, disse o procurador-geral assistente, David Kris.

Acesso

Nozette trabalhou para o governo para a Casa Branca no Conselho Nacional Espacial entre 1989 e 1990. Depois, ele passou dez anos no Departamento de Energia.

Em 2000, o cientista criou uma associação sem fins lucrativos com a qual participou, do desenvolvimento de tecnologia de ponta por parte do governo americano.

“Entre 1989 e 2006, Nozette teve acesso a informações secretas e, regularmente, a documentos ligados à defesa dos Estados Unidos”, afirmou o departamento de Justiça em comunicado.

Em setembro, Nozette teve contato com um agente do FBI que se passou por um oficial da inteligência israelense. Ele teria dito que estaria disposto a responder regularmente perguntas sobre informações secretas dos EUA em troca de dinheiro e de um passaporte israelense.

Ao longo do mês, o cientista teria enviado cartas com as respostas às questões. O conteúdo, segundo o departamento de Justiça, era classificado como “secreto e super secreto, sobre satélites americanos, sistemas de alerta precoce, modos de defesa e retaliação contra ataques de grande escala, informações sobre inteligência de comunicação e importantes elementos da estratégia de defesa”.

Ainda segundo o comunicado, Nozette teria aceitado um total de US$ 11 mil pelas informações.

FONTE: Estadão/BBC Brasil

Tags: , , ,

Jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

15 Comentários para “Cientista americano é preso acusado de espionar para Israel”

  1. Lampião 20 de outubro de 2009 at 1:35 #

    Se ele já passou informação confidencial a um agente do FBI é bem provável que ele cedeu no mínimo as mesmas informações a outros agentes.

    Acredito que isso é de extrema gravidade e expõe a defesa dos Estados Unidos ererererererererere!

  2. robert 20 de outubro de 2009 at 8:38 #

    qm diria q israel q depende dos eua tavam qerendo passa a perna neles.

    q vergonha.

  3. flavio 20 de outubro de 2009 at 8:59 #

    robert,

    no mundo não existem países amigos, somente aliados.

    Hoje eles são aliados, daqui a 5 anos, só DEUS sabe.

    Agora, uma coisa é estranha….o agente se vendeu por tão pouco? 11 mil dolares?? estranho…

  4. André 20 de outubro de 2009 at 9:02 #

    Também achei isso muito estranho, Flavio. O cara vai se sujar de tal maneira por 11 mil doláres!?
    Sds

  5. Ronin 20 de outubro de 2009 at 9:07 #

    11 mil dolares?
    Uai, quem sabe o Brasil nao compra alguns segredos tb?

  6. Jonas Rafael 20 de outubro de 2009 at 9:22 #

    Que segredo que pode custar 11 mil dólares que Israel já não tenha? Agora a matéria fala que o cara ACREDITA que o contato fosse israelense. O mais provável é que seja alguém a mando da China…

  7. Esdras 20 de outubro de 2009 at 9:24 #

    “um agente do FBI que se passou por um oficial da inteligência israelense”

    Israel não tava espionando os EUA, o agente do FBI se passou por um agente israelense.

    Leiam com mais atenção.

  8. R. Delilian 20 de outubro de 2009 at 10:19 #

    “um agente do FBI que se passou por um oficial da inteligência israelense”

    Israel não tava espionando os EUA, o agente do FBI se passou por um agente israelense.

    Leiam com mais atenção.

    Assino embaixo… e acrescento algo…
    esse agente provavelmente achou o suspeito e se ofereceu
    agora se o cara queria mesmo fazer dinheiro com informações podem ter certeza q ele deve ter achado bem antes do FBI suspeitar dele, algum contato russo ou chines…

    com toda certeza… dai com isso os EUA talvez tenha tido a informaçao de que havia algum vazamento e acharam o cara….

  9. Guil 20 de outubro de 2009 at 11:11 #

    Deve de ser 11 milhões

  10. Fearless 20 de outubro de 2009 at 11:18 #

    No Brasil esse tipo de investigação não ia dar em nada porque o Estado brasileiro não pode induzir um indivíduo a criar provas contra ele mesmo. A lei brasileira é uma piada. Quem é que vai querer criar provas contra ele mesmo por boa vontade? O bandido mais violento certamente que não.

  11. luis 20 de outubro de 2009 at 11:55 #

    quem diria os péla saco dos americanos, passando a perna nos yankee…..hahahahahahha

    abraço

  12. CorsarioDF 20 de outubro de 2009 at 13:42 #

    Espiãozinho barato esse hein!!! Provavelmente “marinheiro” de 1ª viagem!!!

    Agora, lá nos EUA o assunto de segurança nacional é levado a sério, punindo com prisão perpétua, enquanto em um gigante tropical…

    Sds.

  13. Challenger 20 de outubro de 2009 at 17:59 #

    Estados Unidos e Israel, amigos mas nem tanto.

    Quem faz espionagem também pode ser vitima dela.

  14. Thomas D. Weiss 20 de outubro de 2009 at 22:04 #

    Israel nao espiona os EUA, existe um acordo firmado no qual Israel se obriga a fiscalizar e impedir que empresas realizem a chamada espionagem industrial.

    A Inglaterra e a Franca espionam que é uma loucura, os EUA espionam ainda mais ….

  15. Jonas Rafael 21 de outubro de 2009 at 15:52 #

    “Israel não tava espionando os EUA, o agente do FBI se passou por um agente israelense.

    Leiam com mais atenção.”

    Dãaaa, atropelei a leitura geral. Foi mal.

Deixe um Comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Exército paquistanês compra 15 helicópteros de ataque Viper e 1.000 mísseis Hellfire

AH-1Z Viper

O Departamento de Estado americano deu o seu ok, no início de abril, à venda, pela indústria bélica estadunidense, de […]

Jane’s diz que Exército brasileiro está prestes a autorizar novo lote de viaturas Guarani

Guarani-6

O site noticioso IHS Jane’s, pertencente ao reputado grupo editorial britânico Jane’s, informou nesta terça-feira (28.04), que o Exército brasileiro […]

Sistema antiaéreo que o Exército brasileiro vistoriou (mas não comprou) ganhou melhorias

TOR-M2U

O Exército russo colocou em operação o TOR-M2U, a versão mais atualizada do conhecido sistema missilístico de defesa antiaérea de […]

Tanque médio turco-indonésio chega ao mercado em 2017

Turkish-Indonesian_medium_tank - 2

A empresa privada turca FNSS Defence Systems – uma joint venture entre a Nurol da Turquia e a reputada corporação […]

Compre e baixe agora a versão digital da revista Forças de Defesa 13ª edição

Anúncio Forças de Defesa Digital

Agora ficou mais fácil ler a melhor revista de Defesa do Brasil de qualquer lugar do mundo, no computador, no […]

Infantaria mecanizada alemã começará, este ano, a receber os seus primeiros Puma

Puma IFV - 2

  As companhias de Infantaria Mecanizada do Exército da República Federal da Alemanha começarão a receber, ainda este ano, os […]