Aumento dos gastos militares

Trecho do artigo de Federico Mayor Zaragoza, ex-diretor da Unesco, em 02/08/2010 no El País.

1. A França aprovou em julho de 2009, um programa para o período 2009-2014 por um custo total de 180 bilhões de euros, com aumentos subseqüentes para atingir os 337 bilhões. O gasto militar francês está atrás dos gastos com educação e do pagamento da dívida pública. O Pentágono concluiu em 2009 um acordo para vender aviões de combate para o Iraque por 6,3 bilhões de euros. Entre 2010 e 2014 a Índia planeja adquirir 30 bilhões em armamentos dos Estados Unidos, para modernizar suas forças armadas.

2. O gasto militar global, de acordo com o relatório do Instituto Internacional de Estudos para a Paz de Estocolmo (SIPRI), publicado em junho, aumentou em 5,9% em 2009, atingindo o valor sem precedentes de 1,531 trilhões de dólares (mais de 4,194 bilhões por dia). Os 10 primeiros países em gastos militares, em ordem são: Estados Unidos 661 bilhões, China, 100; França, 63,9; Reino Unido, 58,3; Rússia, 53,3; Japão, 51; Alemanha, 45,6; Arábia Saudita, 41,3; Índia, 36,3 e Itália, 35,8. No que diz respeito ao crescimento das despesas para o período 1999-2008, a China encabeça a lista com 194%, seguida pela Rússia (173%) e Arábia Saudita (81%). A média mundial é de 44,7%. O aumento da Espanha é de 37,7%.

IMAGEM: iStockphoto

SAIBA MAIS:

NOTA DO EDITOR: Observar que dos BRICS, o Brasil é o único país que não entrou na lista. Por quanto tempo ainda continuaremos a ser um gigante econômico e um anão militar?

Tags: , ,

Jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

20 Responses to “Aumento dos gastos militares” Subscribe

  1. Vader 4 de agosto de 2010 at 11:29 #

    “Por quanto tempo ainda continuaremos a ser um gigante econômico e um anão militar?”

    Até entrarmos em guerra e perdermos a soberania sobre um pedaço de nosso território. Simples assim.

    Cada povo tem as Forças Armadas que merece. Nosso Exército por exemplo é um ótimo construtor de estradas…

    Sds.

  2. ander 4 de agosto de 2010 at 11:41 #

    Bom dia,

    Gostaria de saber como eu faço para mandar email para vcs.

    desde já agradeço.

    Anderson

  3. #Wagner 4 de agosto de 2010 at 11:45 #

    A Tabela é bem interessantem mostra o quanto os Brics estão se desenvolvendo, mesmo o Brasil apesar de muitos tropeços. ( é fato, nosso orçamento militar e nossas compras militares aumentaram, o problema é o FX2…)
    So nao entendi como a Espanha, que ta com mais de 20% de desemprego, esta comprando mais armas.
    Espanha e Grécia afundando economicamente mas armadas até os dentes numa época em que não existe mais Guerra Fria. A Grécia teme a Turquia, até dá para dar um desconto, mas a Espanha…
    Governos malucos…

  4. carlos 4 de agosto de 2010 at 11:46 #

    Sobre a nota do editor / até o povo brasileiro toma vergonha na cara e acaba com esses bando de partidos sangue suga de dineiro publico, as grandes potências tem 2 ou 3 partidos para disputa as eleições e administra o pais, aqui temos mais de 100 partidos para disputa as eleições, com esses bando de partidos fica muito dificil administra um pais, pois partido A nunca concorda com o partido B que não concorda com o partido C e assim vai, temos que acaba com pensões pagas as filhas de militares mortos, o povo brasileiro tem que fazer igual a proposta da ficha limpa, recolhe milhões de assinatura e acaba com muitos partidos, auxilior moradiar, gasolina, terno, cartão corporativos, cota de passagens aereas, poucos assessores para politicos, diminui os salarios pago aos mesmo, com isso o congresso vai economiza e podem investir em outras areas como educação, forças armadas, infraestrutura, segurança e etc.

  5. Paulo 4 de agosto de 2010 at 12:23 #

    Caro Galante

    Isto de sermos potência econômica tenho minhas dúvidas. Temos o oitavo PIB do Mundo (um tri e meio de dólares), mas em renda per capita somos o centésimo primeiro (9.400 US$). Além disso, nossa força de trabalho não é qualificada e é mal nutrida e doente.
    Para sermos considerados potência, o povo também precisa usufruir deste bolo de dinheiro que anualmente o País produz.
    Continuamos como há 500 anos, onde os barões com tudo ficavam e a plebe ignara e rude só tinha direito às migalhas.
    E já que o assunto é Forças Armadas, na grande maioria dos países totalitários (já foi o nosso caso) estas mesmas FAs são/eram usadas pela classe dominante para manter o populacho em rédea curta. Em outras palavras, as FAs funcionariam como um amortecedor entre a elite e o povo.
    Embora hoje nossas FAs não comunguem mais desse pensamento, pelo jeito entre os políticos esta mentalidade ainda permanece. O importante é o povo ficar calminho, calminho para que a elite dirigente possa continuar “gerindo” a seu bel prazer os destinos da Nação. E parece que para eles nossas FAs atendem seus objetivos, não precisando de maior incremento.

    Abraços

  6. Zirium 4 de agosto de 2010 at 12:35 #

    Custeio, custeio e mais custeio….nossos investimentos nas forças armadas se resumem a isso.

    Não dá pra reclamar de FX-2, soldado do futuro, opalão, subnuc e etc…enquanto a um penduricalho sem tamanho nas tetas do orçamento….Infelizmente!

  7. Marine 4 de agosto de 2010 at 12:40 #

    Concordo em partes com o que disse o Paulo mas em termos do post, esses numeros nao mostram nada. ONGs e pessoas “pacificas” adoram mostrar esses numeros pra justificarem gastos maiores em programas sociais bem no estilo “vamos todos andar de maos dadas terminando a fome no mundo”.

    Apesar de ser uma visao nobre, sou muito cinico pra acreditar nessa utopia, infelizmente o mundo sempre teve e tera ameacas que muitas vezes so podem ser enfrentadas ou apaziguadas com a forca ou amaeca do uso de forca.

    Voltando aos numeros, estao completamente defasados! Primeiro que a crise veio e pegou todos em cheio, em especial os orcamentos da Europa, segundo projecao de gasto nao e a mesma coisa do que gasto – olhem bem os cortes novamente na Europa e os contigenciamentos no Brasil so pra citar alguns exemplos. Terceiro, ninguem no mundo fora a propria China sabe sem sombra de duvidas o quanto ela gasta com defesa e quem acreditar nos numeros oficiais eu depois repasso meu site com lotes no ceu a preco camarada…

    Instituto Internacional para Estudos de Paz de Estocolmo? Tenha do! Mais um eufemismo de organizacao que tem uma agenda so por tras dos panos, deveriam se juntar com o pessoal do Viva Rio…

  8. Caipira 4 de agosto de 2010 at 13:01 #

    Concordo com o Marine, pra mim esse dados estão defasados e a questão central da matéria é uma utopia…

  9. Paulo 4 de agosto de 2010 at 13:01 #

    Marine

    Interessante esta sua citação: “vamos todos andar de maos dadas terminando a fome no mundo”.
    Vale lembrar que o presidente Lula cancelou o FX (que o ex-presidente FHC deixou para ele assinar num gesto de cortesia) para poder permitir que “o povo pudesse ter ao menos 3 refeições por dia”.
    Só que nem refeição e nem FX. As Forças Armadas só começaram a ter um relativo destaque no Brasil após o ministro Roberto Mangabeira Unger assumir a pasta de Assuntos Estratégicos e chamar a atenção para o problema.
    Pena que ele percebeu a canoa furada que tinha embarcado e pulou fora. Mas seus ensinamentos ficaram e estão sendo levados aos trancos e barrancos.

    Uma mudança de mentalidade, arraigada há 500 anos, não se muda de uma hora para outra. Primeiro é preciso mudar o povo e daí seus representantes também mudarão.

    Abraços

  10. MA 4 de agosto de 2010 at 14:35 #

    Esse “Instituto Internacional de Estudos para a Paz de Estocolmo” deve ter, sem dúvida, uma excelente agência de inteligência, estatísticos e especialistas militares muito bons também. Vê-se que são uma entidade especializada na consultoria militar, com uma base de estudos e análises das FFAA ao redor do mundo bastante tradicional e competente!

  11. Pinochet74 4 de agosto de 2010 at 22:40 #

    Wagner, a espanha tem tido sérios contenciosos com o marrocos, principalmente quanto aos enclaves espanhóis de Ceuta e Melilla no território marroquino, e já quase chegaram a um conflito anos atrás por causa de algumas ilhas próximas de Gibraltar. É a velha história, quem quer paz prepara-se para a guerra.

    Quanto ao eterno lenga-lenga de “armas que poderiam virar alimento”, basta pegar o bilhão e meio de reais que foi gasto com o bolsa-ditadura para o sustento de cinquentões barrigudos e bem nutridos e outros bilhões que vão parar em ONGs pró-invasão amazônica, anti-desenvolivimento agrícola e industrial (protejam o sagui-do-anus-dourado) que daria para comprar alimentos suficientes para os brasileiros pobres comerem como nababos, sem fragilizar a segurança nacional.

  12. Galileu 4 de agosto de 2010 at 23:24 #

    Felipe
    “Cada povo tem as Forças Armadas que merece. Nosso Exército por exemplo é um ótimo construtor de estradas”

    hahaha, mas felipe o EB não vai dar conta, é muita obra que o TCU vai embargar……temos que treinar o ev, as pás dos chinas seria bom .
    ahha

  13. #Wagner 5 de agosto de 2010 at 12:56 #

    A Tabela ainda é util para uma comparação: não são os demais paises do mundo que estão anormalmente defasados, são os Estados Unidos que estão gastando demais. Poxa, 600 bilhoes… onze frotas policiando o mundo, duas guerras…
    Os americanos deveriam reduzir esse orçamento dantescto e usar uns 200 bilhoes para credito as familias hipotecadas. Seria bem mais util.
    Concordo que nao se deve sucatear forças em nome de comida para o pobre, isso é tese ridicula. Mas da mesma forma acho que os EUA exageram…
    Os demais paises ate estão equilibrados, são os americanos que desviaram demais para os gastos militares.
    Não precisa de tanta coisa assim para conter Irã e Coréia do Norte. As guerras sao assimetricas, o contra-terrorismo nao exige um poder dissuasorio tao exagerado.
    Nenhuma nação é louca de atacar os EUA. E eles americanos ja tem grandes problemas internos, ao contrario do que os seus fanaticos adoradores dizem por aí. Os servos do Império acham que tudo lá é como nos filmes de Holywood, onde todo mundo tem uma casa enorme, hiper equipada, ninguem trabalha e só fofocam. Todos tem uma linda mulher, um filho e uma filha, quatro carros e um jipe Troler na garagem. É essa a visão que o mundo tem deles…
    Não tem justificativa manter 11 Nimitz no mundo. Não tem justificativa manter tantas bases ao redor do mundo. A Russia não vai lançar esquadras de Kirovs para atacar Pearl Harbor, e a China está no canto dela. E o Irã já estã muito bem cercado. Por fim a Coréia do Norte é uma pobre coitada que está morrendo de fome. A Venezuela é uma piada, a Síria mal consegue manter meia duzia de Migs.
    Dissuasão é uma coisa, exagero é outra…

  14. Vader 5 de agosto de 2010 at 14:23 #

    #Wagner disse:
    5 de agosto de 2010 às 12:56

    “Os americanos deveriam reduzir esse orçamento dantescto e usar uns 200 bilhoes para credito as familias hipotecadas.”

    Prezado Wagner, US$ 600 bilhões é fichinha perto do que o governo “near-socialist” do Sr. Obama entregou para bancos e empresas falidas (US$ 1 trilhão), quando deveria ter entregue esse dinheiro é para o povo que tava devendo…

    Enfim, assim funciona a cabeça da esquerda americana: o povo não tá conseguindo pagar suas dívidas? Empresta dinheiro do povo (tesouro) pras empresas que erraram ao dar crédito para o povo…

    Tudo invertido…

    Quanto ao orçamento militar, este se paga…

    Sds.

  15. MA 5 de agosto de 2010 at 15:21 #

    O gasto militar americano é proporcional a arrecadação fiscal daquele país… Algo simplesmente colossal.

  16. Caipira 5 de agosto de 2010 at 18:35 #

    MA

    Se não me engano o gasto militar americano é apenas 4% do PIB.

  17. Marine 5 de agosto de 2010 at 20:07 #

    Vader,

    Fugindo um pouco do assunto….A crise hipotecaria tem a origem nos emprestimos “sub-prime”, nos anos Clinton os democratas tinham a visao de que o “povo” tem o direito a ter uma casa propria. O que fizeram entao foi forcar as instituicoes financeiras a baixarem o standard e requerimentos pra emprestimos hipotecarios para que o “povao” podesse comprar as casa a quais tinham o “direito” e dai deu no que deu!

    O pior e que hoje procuram fugir da culpa, jogando tudo no colo de Wall St. e os bancos.

  18. General 5 de agosto de 2010 at 20:17 #

    Engraçado……..Nessa lista a França tem um gasto maior que o Reino Unido,porém as Forças Armadas da Rainha aparentam está um nível acima.Será superfaturamento?

  19. Vader 5 de agosto de 2010 at 20:34 #

    Marine disse:
    5 de agosto de 2010 às 20:07

    Pois é Marine, aquela velha história: não existe almoço grátis: se vc está comendo, alguém está pagando. Se vc come e não paga agora, alguém lá na frente vai te cobrar. Simples.

    No final Clinton cavou a tumba do Obama, que se continuar assim corre sério risco de nem se reeleger…

    Essa a m. do populismo: gastar “por conta” pra fazer politicagem, e depois largar a caca pra outro limpar.

    Por isso que mais que nunca há que se ter mecanismos draconianos de responsabilidade fiscal. Se isso é verdade nos EUA (que são ricos), imagine como não é por aqui…

    Abraço.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Encontro de Guerra Eletrônica discute ações integradas de defesa no universo eletromagnético

Com o objetivo de promover a integração entre as Forças Armadas para proteção do país por meio do domínio de […]

Defesa indica criação do Comando e da Escola de Defesa Cibernética

A partir do próximo ano, o Exército Brasileiro começa a dispor de duas novas estruturas para fortalecer a política de […]

O mundo ganhou uma arma de metal inteiramente nova e feita em impressora 3D

Há cerca de um ano, a empresa Solid Concepts mostrou ao mundo o que uma arma de metal feita com […]

9ª Brigada de Infantaria Motorizada – Exercício de Longa Duração

Rio de Janeiro – No período de 6 a 17 de outubro, o Grupamento de Unidades Escola/9ª Brigada de Infantaria […]

Força de Pacificação no Complexo da Maré – 2º turno das eleições no Complexo da Maré

Rio de Janeiro – No dia 26 de outubro, a Força de Pacificação no Complexo da Maré, composta por militares […]

Putin parabeniza Dilma por vitória e reforça estreitamento da parceria com o Brasil

Reeleição sinaliza continuidade de projetos conjuntos e avanço do Brics. Segundo especialista, resultados da votação constituem vantagem para as relações […]