Policiais, Bombeiros e agentes penitenciários do Rio de Janeiro prometem antecipar a paralisação das categorias, inicialmente prevista para o próximo dia 10, caso “qualquer covardia” seja cometida contra os agentes que participam do movimento grevista na Bahia. O Exército foi convocado pelo governo estadual para desocupar a Assembleia Legislativa, onde os grevistas acampam desde terça-feira. Helicópteros e blindados apoiam a ação.

“O movimento em prol da DIGNIDADE dos Bombeiros e Policiais do Estado do Rio de Janeiro vem informar que qualquer covardia cometida contra os militares da Bahia, e seus familiares, que estão ocupando a Assembléia Legislativa de lá, ocasionará a deflagração da GREVE GERAL no Rio de Janeiro antes do previsto.”, diz a nota publicada em um blog do movimento SOS PMERJ.

Neste domingo, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, emitiu um comunicado no qual tenta convencer os policiais de que a paralisação não é a melhor forma para reivindicar melhores condições de trabalho, Segundo ele, que disse acreditar que a maioria dos policiais irá trabalhar normalmente no dia 10, a greve dificilmente “irá trazer benefícios” para os agentes.

Beltrame também lembrou que há uma série de aumentos programados para a área de segurança pública nos próximos anos e que a melhoria nas condições de trabalho das categorias deve ser gradual e racional. Entre os agentes, o parcelamento dos aumentos salariais é conhecido como “aumento Casas Bahia”.

Caso a greve se confirme, a tendência é que o Batalhão de Choque e o Batalhão de Operações Especiais (Bope) sejam acionados emergencialmente, já que a greve não é unânime entre eles. Isso acontece porque os dois são os batalhões que recebem as melhores gratificações da corporação.

FONTE: JB Online / IMAGEMSOS PMERJ

Tags: , , ,

Jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

6 Responses to “Policiais do Rio anteciparão greve em caso de ‘covardia’ contra colegas baianos” Subscribe

  1. andre.dadys 7 de fevereiro de 2012 at 7:32 #

    Prezados colegas,

    Na minha opinião, e ao que pese o rigor da lei, não concordo com a grave dos policiais. Estes, ao ingressarem em suas carreiras, são informados que a greve é proibida e passível de punição. Acredito que esta não seja a melhor maneira de conquistar suas reivindicações. Motim deve ser punido com cadeia.

    Comento:
    - Os policiais deveriam lutar por seus direitos utilizando os mecanismos próprios a isso: suas associações de classe, mas não com suas armas em punho, que pode ser entendido por agressão ou intimidação;
    - O Estado e a população não podem ficar reféns de policiais amotinados, armados e promovendo desordem e destruição do patrimônio público, como o que está acontecendo na Bahia;
    - Se a legislação prevê pena aos grevistas, que seja obedecida. Não se deve rasgar o regulamento.
    - A agressão dos parte dos policiais aos membros das Forças Armadas também não deverá ser tolerada, afinal de contas, o EB e a Força Nacional estão ali para fazer o papel que os policiais deixaram de fazer (em benefício próprio);
    - A anistia aos grevistas também pode ser mal interpretada e servir de exemplo para outras instituições, sendo elas policiais ou não (entenda: Forças Armadas);
    - O Estado e a União devem reconsiderar as remunerações pagas aos integrantes das Forças Armadas e Policiais visando evitar os problemas como o ocorrido na Bahia.

    Não sou contra a reivindicação dos policiais. Muito pelo contrário! A classe merece sim a correção salarial. Sou contra a maneira como está sendo conduzida e até mesmo sendo apoiada.

    Aos policiais: Eu os apoiarei como puder, menos concordando com a greve.

    André

  2. rogeriolanducci 7 de fevereiro de 2012 at 10:26 #

    andre.dadys disse:
    7 de fevereiro de 2012 às 7:32

    Como vc não tem que viver ganhando o que eles ganham, fica facil dar a sua opinião, eles tem mais é que fazer greve, privilegios p/ juizes, deputados e oficiais de altas patentes é comum, já quem trabalha deverdade no Brasil ganha merreca, um desembargador pode ganhar até 100 mil p/ mes e policial não pode fazer greve ??????

  3. Lyw 7 de fevereiro de 2012 at 10:58 #

    Não sou contra a greve dos policiais baianos, acho que os policiais do Brasil inteiro mereciam receber um salário digno, aliado à boas condições de trabalho, com equipamentos modernos e eficientes.

    No entanto, não deve-se deixar de se observar a conduta criminosa de parte deste movimento, que promove um clima de medo na cidade, realizando atos de vandalismo, e repressão a direitos da sociedade.

    Aqui em Recife, diante de um aumento abusivo nas passagens de ônibus (cujo sistema de transportes urbano é um desastre), estudantes se mobilizaram para protestar contra esta situação, e tomaram surra dos policiais. Porquê estudantes em protesto levam porrada e os policiais na mesma situação querem ser tratados diferentemente?

    O direito à greve é assegurado pela constituição… mas não estão incluídos neste direito, a possibilidade de invasão e ocupação de patrimônios públicos e atos criminosos.

    Mas o que gostaria mesmo é que tal situação se resolvesse sem mais feridos, é ruim pra todos!

  4. Augusto 7 de fevereiro de 2012 at 13:08 #

    Olá rogeriolanducci,

    como os colegas disseram, os militares sabem, quando ingressam na PM, que greve como está sendo feita é proibida.

    Quanto à comparação do salário de um PM com o de um desembargador, confesso que não entendi o que quis dizer. Acha que um PM deveria ganhar o mesmo que um desembargador ou que deveria ganhar algum salário próximo ao de um juiz? Se acha, chame um PM para mostrar-nos suas qualificações: que ele faça concurso para juiz e tente passar… como dito por outro colega acima, quando os PMs prestaram concurso, já sabem qual é o salário.

    O que não aceito é que um sujeito que mal sabe redigir um B.O. queira ganhar R$ 6.000,00 por mês. Digo isso porque vejo diariamente o “bom português” dos PMs e simplesmente não acredito que gente tão mal preparada queira, do nada, um aumento de salário, fazendo greve logo na véspera do carnaval, quando a cidade recebe turistas do mundo todo.

  5. rogeriolanducci 7 de fevereiro de 2012 at 20:51 #

    Não Augusto, eu não acho que deveriam ganhar um valor próximo não,…. não sou tão burro assim, só que existem classes que possuem privilégios ridículos enquanto outras mal conseguem sustentar suas famílias com dignidade.

    Dinheiro p/ aumento de deputados,oficias de alta patente e juizes sempre tem, chega a dar nojo, mas p/ quem trabalha de verdade ficam com mesquinharias.

    Quanto a sua comparação sobre concurso, então que os qualificadíssimos senhores juizes, nobres deputados e desembargadores de $100 mil cuidem da segurança do povo, pq os os PMs iletrados não querem mais trabalhar de graça.

    []s

  6. klesson 8 de fevereiro de 2012 at 11:36 #

    Aos críticos da greve das PMs pelo país afora, experimentem viver com R$ 622,00 por mês, com o bônus diário de lidar com vagabundos protegídos por lei e a possibilidade de levar um tiro.
    E ainda por mais, ler notícias quase que diárias, de “categorias” superiores que legislam em causa própria com aumento de salários e benefícios descabidos, ilógicos e invetados numa criatividade sem fim.
    Aqui no Ceará, o grande culpado da greve foi exclusivamente o Sr. Governador que como bom polítiqueiro que é, promente mas não cumpre.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Carga tributária mata indústria de defesa, afirma executivo de vendas da Avibras

Companhia brasileira de desenvolvimento de tecnologias e produtos de Defesa participou do seminário da Fiesp para a Escola de Guerra […]

Governo egípcio receberá sistema de defesa antiaérea S-300

De acordo com informações divulgadas na imprensa russa, o governo egípcio receberá as quatro divisões de S-300 (24 lançadores autopropulsados) […]

EUA intensificam renovação do arsenal de armas nucleares

WILLIAM J. BROAD e DAVID E. SANGER DO “NEW YORK TIMES” Uma nova e ampla fábrica em Kansas City, no […]

Compre agora sua revista Forças de Defesa número 11

Outra revista igual a essa, só daqui a 100 anos! A Revista Forças de Defesa 11ª edição de 140 páginas na versão impressa […]

Governo turco pede autorização ao Parlamento para ataques na Síria e no Iraque

O governo turco solicitará até esta terça-feira a autorização do Parlamento para realizar ataques militares na Síria e no Iraque, […]

Exército alemão é incapaz de responder aos compromissos da OTAN

A ministra da Defesa alemã, numa entrevista hoje publicada pelo jornal Bild, afirma que, por problemas de equipamento, o exército […]