Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A missão de oito observadores estrangeiros na Síria, da Organização das Nações Unidas (ONU), conta com um brasileiro, o capitão de mar e guerra Alexandre Feitosa. Em entrevista à BBC Brasil, o militar disse que a trégua é respeitada em Homs, considerada a cidade de resistência ao governo sírio. Segundo ele, a missão foi bem recebida tanto pela oposição quanto pelo presidente Bashar Al Assad. Pelos dados das Nações Unidas, mais de 10 mil pessoas foram mortas nos 13 meses de conflitos na região.

Porém, organizações não governamentais (ONG) informaram que os embates entre forças leais a Assad e da oposição ainda são intensos em várias regiões da Síria. A missão de observadores fixou em Homs seu posto de observação mais avançado e de caráter permanente. De acordo com o militar, mais de 60% da cidade têm rotina normal, mantendo o funcionamento de escolas, mesquitas e do comércio.

“Desde que chegamos a Homs constatamos que lá o cessar-fogo está sendo cumprido. Temos ouvido apenas alguns tiros esporádicos, duas ou três rajadas por dia, no máximo”, disse o militar brasileiro. “Os dois lados disseram que querem a presença da ONU no país.”

Os observadores da ONU devem ir até a cidade de Idlib, apontada também como foco de resistência ao regime, para fixar um segundo posto permanente. “Nossa ideia é montar um eixo [de cidades monitoradas] do Sul ao Norte do país. Teremos postos permanentes, em princípio, em Daraa [Sul], Damasco, Homs e Idlib [Norte]”, disse Feitosa.

No dia 21, o Conselho de Segurança da ONU aprovou o envio de um total de 300 observadores à Síria, por um período de 90 dias. O chefe do Departamento de Assuntos Políticos das Nações Unidas, o norte-americano B. Lynn Pascoe, disse que Assad ainda usa armas pesadas contra opositores. (Edição: Graça Adjuto)

FONTE: Agência Brasil

Tags: , , ,

Jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

Sem comentários ainda.

Deixe um Comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Brasil e Estados Unidos desenvolverão projeto na área de defesa

Jaques Wagner e Ashton Carter - foto G Fawcet via Ministério da Defesa

  O ministro da Defesa, Jaques Wagner, participou hoje (29/06/2015), em Washington, de reunião de trabalho com o secretário de […]

Brasil deve comprar sistemas russos de defesa antiaérea Pantsir na primeira metade de 2016

pantsir-s1

O Brasil planeja comprar os sistemas russos de defesa antiaérea Pantsir na primeira metade de 2016, disse à RIA Novosti […]

Exército dos Estados Unidos desenvolve motos voadoras

hoverbike

Já havia sido noticiado que uma startup criada por um engenheiro australiano, estava desenvolvendo uma hoverbike, uma espécie de moto […]

Itu sedia exercício do Comando da Aviação do Exército

EB Fennec HA-1 1034 1 BAVEX por do sol - foto Forcas Terrrestres - Poggio

Regimento Deodoro servirá de base de pouso e decolagem das aeronaves O Comando de Aviação do Exército, com sede na […]

Há 65 anos, começava a Guerra da Coreia

Crossing the 38th parallel.  United Nations forces withdraw from Pyongyang, the North Korean capital.  They recrossed the 38th parallel.  1950. (USIA)
Exact Date Shot Unknown
NARA FILE #:  306-FS-259-21
WAR & CONFLICT BOOK #:  1433

Em 25 de junho de 1950, tropas do Exército norte-coreano atravessaram a fronteira para o sul, iniciando a Guerra da […]

Putin: exército forte e bem armado é garantia da soberania da Rússia

Armata - 4

O presidente russo, Vladimir Putin, declarou que a Rússia enxerga diversos riscos, inclusive próximo às suas fronteiras, e que, portanto, […]