Tribunal de Kiev condena brasileiro por terrorismo

Tribunal de Kiev condena brasileiro por terrorismo

5058
3

Rafael Marcus Lusvarghi, acusado também de participação em organização armada ilegal na região do Donbass, foi condenado a 13 anos de prisão

O site ucraniano Novynarnia informou que o brasileiro Rafael Marcus Lusvarghi, acusado de terrorismo e participação em organização armada ilegal na região do Donbass de setembro de 2014 a outubro de 2015, foi condenado na quarta-feira a 13 anos de prisão por um tribunal de Kiev. Ele fazia parte de grupos separatistas que combatem na área, pivô de uma crise entre Ucrânia e Rússia desde o primeiro semestre de 2014.

O condenado foi detido ao desembarcar no aeroporto Borisopol, de Kiev, em 6 de outubro do ano passado. Lusvarghi teria admitido a culpa pelo crime que lhe foi imputado e se declarado arrependido. Também teria cooperado com as investigações.

Entre as provas reunidas contra Lusvarghi, estariam vídeos postados no site YouTube, incluindo um depoimento no qual ele afirma ter matado quatro militares ucranianos na região de Donbass. O advogado designado pelo Estado ucraniano para a defesa de Lusvarghi, Max Herasko, afirmou que vai recorrer da decisão.

FONTE: zh.clicrbs.com.br

3 COMMENTS

  1. O cara é imbecil.Sem duvida : descer em Kiev com histórico dele.Bem feito…
    Agora o canhão na foto é uma pérola! Se os rebeldes estão segurando exercito regular ucraniano e mercenários equipados ate os dentes com canhões de 1940 temos que tirar chapéu..
    Se trata de BS-3! Um canhão de 100mm anti-tantque baseado nos canhões navais russos (da classe Kirov) e que deu origem aos “Rapieiras” – MT-12.Foram produzidos mais ou menos 3 mil unidades.Coisa rara…
    Um abraço!

  2. dependendo do emprego do canhão e do cenário tático, armas antigas não perdem em nada para canhões e obuseiros modernos. Aliás, poucas são as peças hoje que tem eletrônica orgânica. Atirando é a conta e supre 80% do que uma arma precisa ( ainda hoje).

    O que não dá é pra ter armas antigas como base, como é o nosso caso com os M-101 e M- 114, com metade do alcance de peças mais modernas, ainda mais quando há alternativas relativamente baratas.

    Quanto ao sujeito: procurou e achou. Enjoy!

LEAVE A REPLY