LAAD 2017: BNDES garantirá linha de crédito internacional para produtos de defesa

LAAD 2017: BNDES garantirá linha de crédito internacional para produtos de defesa

1108
0

Rio de Janeiro, 04/04/2017 – A presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Maria Sílvia Bastos Marques, anunciou nesta terça-feira (04), em visita a LAAD – a maior e mais importante feira do setor de defesa na América Latina – que a instituição garantirá uma linha de financiamento internacional de país a país, beneficiando a produção da indústria nacional de defesa, com prazos de pagamento de até 25 anos e 100% das exportações brasileiras.

“Essa é uma exportação diferente das usuais porque é feita de país a país. O que o governo brasileiro está fazendo de forma coordenada, com os Ministérios da Fazenda, da Defesa, de Relações Exteriores e os todos demais órgãos envolvidos, é possibilitar competitividade internacional à nossa indústria”, afirmou a presidente do BNDES.

Ainda segundo Maria Sílvia, os financinamentos poderão ter uma carência para pagamento de até cinco anos.

Em conversa com os jornalistas, Maria Sílvia aproveitou para parabenizar o ministro da Defesa, Raul Jungmann, pela coordenação que possibilitou a iniciativa. “O trabalho foi em conjunto, mas foi estruturado em prol desta indústria tão importante para o País. O Grupo de Defesa criado na Câmara de Comércio Exterior vai dar as normativas para as garantias. Nossa intenção é estruturar linha de financiamento que seja compatível com as condições internacionais”, declarou Maria Sílvia.
O ministro Jungmann disse que poderão ser financiados por países amigos equipamentos como o cargueiro KC-390 e o blindado Guarani, além de um submarino de propulsão diesel-elétrico.

O presidente Michel Temer visitou a feira na tarde desta terça-feira (04). Acompanhado pelo ministro Jungmann e a presidente do BNDES, o presidente Temer percorreu os corredores da feira, passando pelos estandes da Embraer, onde recebeu uma pequena réplica do KC-390, e da Saab, empresa sueca que está desenvolvendo a aeronave de caça Gripen NG.

Durante o dia de hoje (04) na LAAD, Jungmann teve audiências com delegações do Zimbábue, Paraguai, Itália e Polônia, com o qual foi assinado um acordo de cooperação em defesa entre a Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE) e a contraparte polonês.

FONTE: Ministério da Defesa

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY