Home Noticiário Internacional Trump diz que considera opção militar na Venezuela

Trump diz que considera opção militar na Venezuela

4115
64
Soldado venezuelano montado sobre um blindado dispara um míssil antiaéreo Igla 

‘Temos muitas opções para a Venezuela, incluindo uma possível opção militar se for necessário’, diz o presidente americano

O presidente americano Donald Trump afirmou nesta sexta-feira (11) que considera muitas opções para a Venezuela, incluindo uma opção militar.

“Temos muitas opções para a Venezuela, incluindo uma possível opção militar se for necessário”, disse o presidente em seu clube de golfe em Bedminster, onde está de férias. A afirmação foi feita após uma reunião com o secretário de Estado, Rex Tillerson; o assessor de Segurança Nacional, H. R. McMaster e a embaixadora americana na ONU, Nikki Haley.

No final de julho, os EUA lançaram sanções contra o presidente venezuelano Nicolás Maduro, congelando seus ativos no país, e o chamaram de ditador, um dia após a eleição da Assembleia Constituinte convocada por Maduro. O país também aplicou sanções a atuais e ex-funcionários da Venezuela com ligações à Constituinte.
Nesta quinta, em seu primeiro discurso na Assembleia Constituinte, Maduro disse que queria se reunir com Trump. O presidente instruiu o ministro de relações exteriores a abordar os EUA sobre uma conversa telefônica ou uma reunião com o americano.

Maduro, que antes já tinha dito para Trump “tirar suas mãos sujas” da Venezuela, afirmou no discurso que quer uma forte relação com os Estados Unidos, como a que tem a com a Rússia. “Senhor Donald Trump, aqui está a minha mão”, disse.

Ameaças à Coreia do Norte
Trump vem ameaçando a Coreia do Norte nos últimos dias após o país asiático detalhar seu plano de atacar a ilha de Guam, território americano. Nesta sexta, o presidente disse que a solução militar americana para um eventual ataque da Coreia do Norte já está pronta.
“As soluções militares estão agora totalmente instaladas, guardadas e carregadas, se a Coreia do Norte atuar imprudentemente. Espero que Kim Jong Un encontre outro caminho!”, afirmou no Twitter.

FONTE: G1

64 COMMENTS

  1. Hipoteticamente falando trump ataca venezuela , acham que o tal partido que apoia maduro no brasil vai oferecer apoio? (a queda do regime venezuela pode revelar muita coisa do tal partido aqui do brasil) .

  2. Deve ser uma prévia para o ataque a Coréia do Norte ! Uma demonstração de força para Ding Dong Un,como fizeram no Afeganistão e depois no Iraque…

    Quero ver a merda virar boné! Maduro cair de Podre e a península coreana afundar!

  3. é vergonhoso o brasil nem se quer participar das conversas sobre isso…axo q nem mesmo se cair uma bomba atomica aqui do lado o brasil fará algo…o brasil não é um país sério não é nem mesmo uma potencia regional…vergonha….enquanto isso o comando do exercito axo q deve estar brincando de faz de conta vive num mundo paralelo… vice pence virá a america do sul e visitará realmente os países q são mais sério q o brasil…voará para a colombia…sobrevoara o brasil sem escalas nem pousa aqui pousa na argentina e depois chile e depois panamá

  4. Melhor os militares da Venezuela pararem de se venderem enquanto a população passa necessidades e respeitarem a constituição original antes que seja tarde demais e venham a ir para a vala.

  5. O que me preocupa e a quantidade de refugiados que irao vir pro Brasil. Eua nao tem nada a perder em uma guerra como essa, alem do mais a Venezuela possui muito petroleo..

  6. É nisso que dá bater palmas pra louco dançar. Então ele dança e acha que está arrasando. Pois parem de bater palmas e ele pára de dançar.

    Estou falando, neste post, evidentemente do Trump. Maduro é outro louco mas não foi o autor dessa frase imbecil. Ele jamais poderá considerar uma ação militar isolada na Venezuela sem mandado do Conselho de Segurança da ONU, e seu SecDef sabe bem disso. Trump é um fanfarrão ridículo e cada vez mais esclerosado como demonstra suas falácias.

  7. Ozawa concordo contigo em parte, pois desde quando eles precisam de autorização da ONU pra fazerem o que querem? Eles podem.

    E convenhamos, seria uma boa pra por fim no bolivarianismo.

    Horatio, voce preferia quando o PT estava no governo e apoiava as sandices de Maduro e Castro os financiando com dinheiro do BNDS? O Brasil tem mais é que cruzar os braços e deixar que a Venezuela afunde. Eles fizeram a panela que façam a tampa.

  8. Se o Trump enviar 200 Stingers de ombro pra oposição venezuelana eles vão ter mais defesa antiaérea que o EB.

    Acho que vai chegar a hora do Brasil também ter sua guerra civil. O ódio de classes aqui é muito grande. Rico nunca gostou de pobre, até aí tudo bem, mas depois do PT o pobre também passou a ter antipatia do rico.

  9. kkkkkkkkkkk a Globo (Fake News) ficou doida com esse pronunciamento do Trump! Nossa, fazia muitos meses que eu não assistia a Globo, é inacreditável e assustador o desespero dessa emissora, a quantidade de mentira dita por minuto ultrapassava o Senna no seu auge! Os jornalistas da Globo atacam (inclusive com palavrões) abertamente um Presidente de outro país, aliás, os jornalistas da Globo não usam de tanta agressividade nem mesmo para falar do ditador Nicolas Maduro.
    É curioso observar o quanto a mídia mundial trabalha de forma coordenada para atacar presidentes que não lhe agradam, aqueles que eles não querem, aqueles que não fazem parte do seu grupinho extremamente fechado de pessoas que devem ocupar cargos públicos.
    A vitória do Trump foi um tapa na cara da mídia internacional, 99% dos meios de comunicação atacam o sujeito dia e noite, 99% do tempo sem elemento algum, apenas Fake News, noticias falsas.
    Ou seja, a sociedade não tem direito de escolher seu presidente? Quem escolhe é a Familia Marinho? Os donos de jornais?
    Eu particularmente gosto muito do Trump, especialmente na área econômica e social, em seus poucos meses de governo deu enormes avanços, consertou diversas políticas terríveis do Obama (no futuro as pessoas iriam perceber o quanto são ruins tais políticos), mas sinceramente acho que nesse discurso Trump falhou, pois esse discurso é exatamente aquilo que um populista como o Nicolas Maduro quer ouvir, é exatamente aquilo que todo país de extrema-esquerda (populismo com o dinheiro alheio) deseja ouvir! Trump deu o elemento que o Maduro precisava, agora Maduro vai dizer que o país (Venezuela) está um lixo por causa do capitalismo e do EUA, a coisa é tão bizarra que tem pessoas no Brasil que acham que a Venezuela está no fundo do poço por causa do preço do petróleo kkkkkk
    Eu sinceramente acho que o caso Venezuela (ditadura e socialismo), mostra o quanto o Brasil é um país irrelevante na América Latina e no mundo, o Brasil deveria ser o país guardião na América do Sul, usar de toda sua força, inclusive militar, para jamais deixar tais coisas ocorrerem.
    Mas a situação brasileira é tão ruim que nosso governo fez exatamente o oposto, financiamos a ditadura venezuelana, financiamos de diversas formas, na ONU, com ONGs, com militantes (psol, pt etc…), com bilhões do BNDES etc…
    Todo país governado de forma populista, ou seja, com demagogia, ama justificar os problemas internos utilizando fatores externos, no caso específico, Maduro sem dúvida vai fazer isso, é a situação perfeita! A Venezuela está acabada, extremamente pobre, com um divida pública estratosférica, sem comida (absurdo) etc…mas sem dúvidas a culpa não é do governo venezuelano, nem do modelo socialista, mas sim dos EUA, país esse que compra quase 1/3 do petróleo venezuelano (gera receita para o país) kkkkkkk
    É igual no Brasil, o problema não é o sujeito ser pego em diversas tramoias de corrupção, dinheiro na cueca, contas na Suiça, coberturas, sitios, empresas de fachada, aeroporto particular etc…o problema é a Policia Federa (PF) e o Judiciário kkkkkk
    O problema da divida pública brasileira não é dos políticos (responsáveis por lançar títulos públicos), mas sim dos bancos kkkkk
    O problema do juros alto no Brasil é culpa dos bancos, não é da inflação enorme e inadimplência kkkkkkk
    O desemprego de quase 20 milhões (na prática) é culpa dos empresários que gostam de demitir e entrar em falência, não é culpa de dezenas de políticas desastrosas kkkkkkk
    Abraço!

  10. Muito bem Mr Trump! Pau nos comunistas mundo a fora. As FFAA Brasileiras darao todo o apoio. Nao tinha um exercicio programado entre Brasil, Colombia, Peru e EUA na Amazonia? Aproveita e derruba o tiranete!

  11. Ivan, toda mídia nacional é SOCIALISTA FABIANA, logo trabalham sempre contra a direita, Agora deram em fabricar um boneco para 2018, uma espécie de caçador de marajás 2.

  12. Concordo com o Sr, Combelli e sr. Ivan Bc. perfeitos. deixem os bolivarianos se arrebentarem assistamos de camarote e se possível nos armemos.(Forças Armadas e nós ) Podemos fazer até melhor. Façamos como na revolução francesa. Se os bolivarianos desejam o molusco , podemos dar a cabeça deste e de seus asseclas em bandejas.

  13. Resumindo, na minha humilde opinião (bem humilde mesmo kkkk), quem deveria intervir (em última hipótese militarmente) na Venezuela (em nome dos cidadãos venezuelanos) deveria ser o Brasil (mas pelo jeito só tem tamanho)! Juntamente com outros países da região!
    Fico observando alguns comentários e pensando: Se esse pessoal fosse Presidente de algum país durante a 2 Guerra Mundial, hoje a Europa inteira seria nazista, talvez o mundo seria nazista; em vez de 60 milhões de mortos seria 2 bilhões de mortos.
    Pois na cabeça de alguns intervenção é sempre errado, sempre deve ser evitado…
    Deixa o ISIS matar todo mundo na Síria e no Iraque, matar crianças, idosos, gays, religiosos etc…pois não devemos intervir!
    O Brasil pode ter um governo (sei lá quem e por quais motivos) matando milhões de pessoas, mas ninguém pode invadir o Brasil para socorrer as pessoas, pois intervenção é algo errado!
    Sem intervenção militar dos EUA e aliados na peninsula coreana, nos anos 50, quando o norte invadiu o sul, certamente em 2017 toda a peninsula coreana seria um lugar nos moldes da Coréia do Norte (que maravilha).
    Produto Interno Bruto (PIB – PPC) norte-coreano em 2014: US$ 34,5 bilhões (lixo)
    Produto Interno Bruto (PIB – PPC) Coreia do Sul em 2014: US$ 1,8 trilhão (donos de 12% das patentes em validade no mundo, sede de enormes empresas de importãncia global, educação excelente, infraestrutura excelente, padrão de vida excelente, IDH excelente, segurança excelente, liberdade excelente).
    Mas não devemos intervir, então deixa o sul ficar igual o norte!
    Abraço!

  14. A Venezuela não tem armamento nuclear ou químico, mas no soft Power é muito mais atualizado que o Brasil ou Coreia do Norte.

    Não é um passei no parque com muitos podem achar.

    Brasil seria… Até esse papo de nosso tamanho ser nossa defesa é uma faca de 2 gumes.

  15. Papo furado, quer derrubar maduro ? Para de comprar petróleo da Venezuela. Simples assim.
    Qualquer operação militar so iria fortalecer o regime atraindo loucos anti USA pra Venezuela.

  16. A frase do Trump é mal-colocada, porém oportuna. A maior empresa de petróleo da Rússia (me foge o nome agora), acabou de adquirir ativos, se tornando majoritária, da Pdvsa, portanto o Maduro está dando a única fonte de renda da Venezuela, cada vez mais, ao controle russo.

    Em caso de conflito dos EUA contra Venezuela, o impacto é direto no bolso russo.

  17. Na minha opinião acho que ele não vai fazer é nada, porque infelizmente para o povo venezuelano, o Trump tem coisas maiores pra se preocupar. Ele já está sofrendo ataque dos democratas de todos os lados, seria maluco começar a dar uma de “polícia do mundo” nessa altura do campeonato pois é o que os democratas mais querem que o povo fique contra ele.
    Agora se ele fizer mesmo os democratas (e a esquerda) vão ter orgasmo porque é isso que eles mais querem.

  18. Só vai ter intervenção militar se a situação na Venezuela se escanbar para uma guerra civil e provavelmente os EUA teriam o apoio de nós brasileiros e de todo o resto da América latina só os bolivianos, os equatorianos e algumas outras republiqueta bolivariana da América central iriam chiar . Mas todos vão tentar uma solução pacífica

  19. É muito fácil criticarem o que Trump falou,mas nenhum presidente de outros países estão tomando as dores dos cidadãos,o que Maduro esta fazendo é simplesmente horripilante, Trump está fazendo o que poucos presidentes fez. O cara está se preocupando com os cidadãos, o cara esta se preocupando com a CN, todos criticam o cara mas queria ver se estivessem na mesma posição, o pais dele não esta sendo ameaçado pela venezuela, os países que estão ameaçados não estão ligando.
    Trump fala o que todos não tem coragem de falar, se fosse Obama estaria se borrando com medo da CN e abriria as portas do EUA pra todos os venezuelanos!

  20. Acredito que tenha mais chance dele fazer alguma coisa na “venezueira” do que CN. Uma operação militar na venezuela é muito mais barata, fácil e tem o petróleo para financia-la como despojos de guerra. Sem contar que ele ainda posa de defensor da democracia e grande parte da população iria apoiar, porque entre uma ditadura onde nem papel pra limpar a bunda tem e uma intervenção estrangeira, grande parte da população iria escolher a 2º para ter acesso a produtos. E já daria um recado a CN. Pode ter certeza que ele só tá esperando um presepada do EL Fanfarrito pra chuta a bunda dele… E ele sabe disso, tanto é que baixou a bola e quer negociar com eua…

    Pra falar a verdade não seria nada ruim eles estenderem uma operação dessa pra um certo paiseco huezil….

  21. colombelli 11 de agosto de 2017 at 21:44 sou bolsonaro assim como amo o trump cara para mim as fronteiras teriam q ser fechadas e o brasil juntamente com os eua discutir a ação militar e envio de tropas para intervir na venezuela…assim como os eua não descartam uma intervenção brasil tbm não…como ja disse antes desejaria ver no brasil bases americanas assim como tem no japao alemanha e em toda a europa e uma base naval avançada no nordeste…estamos indo bem em alcantara…ao meu ponto de vista deviamos ter bombas de hidrogenio gás sarim e vx…cruzar os braços não é uma opção pessoas invadem nossa fronteira todos os dias acabando com a economia de boa vista fugindo dos crimes contra a humanidade do maduro…no meu comentario quis destacar q o brasil não poderia ter ficado fora da conversa…sobre o PT nem preciso falar q tenho aversão a todo regime socialista para mim o socialismo é um crime pior q o nazismo deveria ser crime no brasil e banido da face da terra ja matou milhões de pessoas e que quer matar como o PT da coreia do norte tudo q é de esquerda deveria ser banido daqui a qualquer preço…se vc olhar meus comentarios verá q sou a pessoa q mais fala mal do petrolão ptbras bnds tanto q cansei de falar disso desisto…

  22. Acho incrível como o maior pais da América Latina, consegue ser tão irrelevante na diplomacia como é.
    Vamos esperar o grande “Sheriff do Norte” vir para resolver.
    Os Russos ou os Chineses poderiam se interessar em instalar bases por ali ou fornecer armamentos avançados para complicar.
    Será que teremos a nossa “própria” Coréia do Norte aqui ao lado.
    Não seria interessante deslocarmos forças para a fronteira a fim de por alguma pressão no governo Maduro…

  23. Amigos,
    .
    Creio que o Gizmo expôs um aspecto interessante…
    .
    Russos e chineses tem na Venezuela um de seus baluartes para semear sua influência na região…
    .
    Perder a Venezuela seria desastroso para estes. E seriam obrigados a tomar uma posição em caso de intervenção, ou ver seu ‘soft power’ ser reduzido a nada… E como não estão em posição de manobrar militarmente nessa questão, somente lhes restará ficar de beicinho ou endoçar qualquer ação de Trump, apostando em conservar o que sobrará dessa influência conquistada na ultima década frente aos latinos…
    .

    .
    Enfim, apesar de muitos acreditarem que o discurso de Trump foi infeliz, penso que ele realmente manobrou certo dessa vez ( de forma cosciente ou não )…
    .
    A retórica, quando persiste, tem o seguinte efeito: não haverá como saber se o agente estará falando sério; é a impossibilidade de se avaliar as intenções do indivíduo e o consequente descrédito pela repetição, casada a ausência de uma ação concreta. Mas ocorre que quando quem fala tem bala na agulha e pode levar o caos onde bem entender ( e dá a entender que pode faze-lo quando der na telha, como é o caso dos americanos ), as palavras certas podem gerar temor. E nesse caso venezuelano, Trump chegou lá…! Ora pois…! Foi o próprio Maduro quem falou em “estender a mão” e não Trump, e entendo que isso não foi mero populismo da parte venezuelana; foi receio mesmo, já que estão na posição mais frágil… Cabe agora a Trump o próximo movimento e dizer essencialmente o que ele quer ( não a Maduro especificamente, mas ao seu povo em primeiro lugar e a comunidade internacional ).
    .
    Há outro aspecto: na política interna, Trump joga para o time dos “falcões conservadores” e quer intimidar os “liberais” ( tanto democratas quanto os de seu partido ). Uma demonstração de força ( que não precisa ser necessariamente o uso da força em si, mas uma ação de ‘soft power’ ) contra um regime que agora é considerado tirânico pela opinião pública americana, pode ter consideráveis efeitos, consolidando sua posição, aumentando sua força e ajudando a neutralizar as dissidências em casa ( pessoalmente, consideraria manobras militares no “quintal” venezuelano ).
    .
    Se por um lado toda essa retórica pode servir de pretexto para Maduro impor um controle maior, por outro pode fortalecer a oposição, tornando-a mais ativa, aumentando os confrontos e a instabilidade, e consequentemente dando o pretexto para uma intervenção mais direta.
    .
    Ainda, com relação a política externa, está praticamente forçando seus adversários em potencial a tomar posições, posições essas que serão tremendamente incomodas para todos. Ele está deixando líderes corados e pseudo-líderes de calças na mão… E não somente no Atlântico, mas na questão coreana também…

  24. O chanceler Aloysio Nunes disse ontem que seria contra uma intervenção.

    Vai de encontro a retórica do governo Temer que é Anti-Maduro.

    Seria o medo de uma crise de refugiados? Ou o GSI já percebeu o risco de pipocarem guerras civis nas demais republiquetas sul-americanas inclusive o Brasil?

    Falando em crise… o rombo de 147 bilhões do temer começou a ser cortado. 9 bilhões vão sair do bolso dos parasitas publicos que ficarão até 2019 sem aumento. Agora só faltam 137 bilhões kkk

  25. Tem gente aqui que tá vivendo em outro plano astral, realidade paralela, ou tá se drogando muito antes de comentar.
    A desinformação está funcionando lindamente. Academicamente é tão simples definir o que é esquerda e direita, qualquer site de pesquisa pro ensino médio explica isso. Qualquer literatura minimamente crível. Mas a maioria dos comentários aí em cima está completamente equivocado. O Facebook e o acirramento da radicalização política brasileira produziram isso aí. Dá tristeza. De verdade, como professor, sinto tristeza. Misturaram tudo, às vezes parece até ocultismo, misticismo, pura desinformação e censo comum. Pra maioria aqui, sinto o dever de falar: parem de ler o que vocês estão lendo, e comprem livros. Sentem a bunda e estudem. Se tem problema com livro nacional, peguem livro acadêmico de qualquer lugar galera, até da Inglaterra que é o berço do liberalismo. Vale tudo, mas achem uma fonte digna de ser lida.
    A maioria de vocês está falando coisas tão sem sentido quanto falar que tanque voa, que avião de caça transporta caminhão, que submarino viaja pra Marte.
    Desse jeito, vão terminar de levar o país pro buraco. Os que não merecem ler isso sabem quem são, pessoas sérias e comprometidas (de qualquer orientação ideológica) mas os adolescentes aí de cima, tem que ser alertados. Tá tudo errado.

  26. Já está pipocando umas milicias anti-Maduro na Venezuela. Seria interessante o Brasil doar uns IA2 pra armar a oposição e fazer a prova de fogo do fuzil em combate.

  27. Mas o que o Bananão (com seus torcedores de futebol, telespectadores de telenovelas/BBBs e foliões de carnaval com seus políticos esquerdistas/corruptos) vai poder fazer??
    Só se for para pendurar um cartaz de protesto no Neymar e mandar ele fazer um monte de embaixadinhas na frente da embaixada da Venezuela!!
    O Brasil é igual aquele ¨irmaozão¨ bobo-alegre e retardado que ninguém respeita e ainda tiram sarro dele!!

  28. Onde tem crise ? Aqui no Paraná não tem crise. Aqui no Paraná não é Brasil eu acho.
    Somos da república do Sul. Os Gaúchos se baNdearam para o socialismo e agora os senhores sabem a situação dos Gaúchos que estão em crise econômica.

  29. Joshua 12 de agosto de 2017 at 14:21
    Sou paranaense e moro em Maringá, terra do (assim chamado pela esquerda) “golpista” Sérgio Moro.
    Brincadeira sua ou não, o Paraná é sim um dos melhores lugares para se viver no país.
    Quanto ao RS, o problema é a metade sul, com viés esquerdista (juntamente com uruguaios e parte dos pulh@as dos argentinos), apesar do tradicionalismo gaúcho. De qualquer forma, a pujança sócio-econômica (IDH, qualidade de vida) de outrora não vinha dali e sim da metade norte do estado, colonizada principalmente pelos imigrantes teuto-italianos.
    Abraços

  30. Horatio, fechamos quase tudo, especialmente fechar fronteira da Venezuela. Te interpretei mal.

    Joshua, tens razão, Tarso literalmente quebrou o estado e em atitude covarde tipica do petismo foi se esconder no RJ. A região metropolitana de POA é um antro de esquerda, reunindo boa quantidade de vagabundos alienados sustentados pelos pais.

    E so pra lembrar a presidente do PT, a senadora ré, não faz muito fez apoio publico a assembleia golpista de Maduro. Processo com maior quantidade de defesa na história da nação e seguindo rigidamente a CF/88 com 5 votações parlamentares pelas duas casas em normal funcionamento é golpe, mas reprimir o povo, prender e matar e convocar uma assembleia com o filho e a mulher como componentes e onde cada cidade tem mesma representatividade ai é bonito. Isso é PT, isso é a esquerda, sem coerência, e onde não há coerência não há caráter.

    Temos de deixar a Venezuela se quebrar sozinha, Fechar fronteira e não alcançar nenhum copo de água pra eles. Elegeram ou apoiaram o Chaves? que colham os resultados. O RS elegeu Tarso e o RJ Cabral, que se lasquem sozinhos ( e olha que sou do RS). Nenhuma lei é mais justa que a lei da evolução. Quem não tem cacife que pereça. Quem erra que pague sozinho pelo erro, so assim se aprende. Basta de assistencialismo e coitadismo. A derrocada deles, Venezuelanos, só nos favorece em todos os sentidos. Vamos pensar em nós e em nossos problemas. E ainda podemos tirar proveito econômico e político disso. O PT os beneficiava, e esta na hora de inverter, de nos beneficiarmos. Assim é a politica internacional, não é comercial de margarina ou creme dental.

  31. colombelli 12 de agosto de 2017 at 16:06
    O tradicionalismo é muito forte no RS. Por isso, ainda tenho esperanças de que venha a acontecer uma reversão desse viés esquerdista (havia esquecido a região metropolitana de POA), apesar do passado com Tarsos, Olívios e Brizolas…
    Notar que a molecada do estado tem um dos maiores engajamentos pró Bolsonaro do país. Senão o maior.
    Abraços

  32. Drummer, é mesmo, não nos diga, se ele, Trump, realmente estivesse tão preocupado com os pobres venezuelanos como você tenta fazer todos acreditarem, ele teria parado de comprar petróleo venezuelano, o regime de Maduro ia ruir rapidinho, mas não, ele faz o que a maioria dos medíocres tomadores de decisão a fora fazem, criticam o Maduro, chamam ele de ditador, mas por baixo dos panos continuam comprando petróleo dele, justamente o único produto que ainda mantém esse safado no poder, o Trump não é diferente dos outros, eles fala essas coisas para sair bem na fita, sabe como é né, vou falar mal daquele ditador para não pegar mal com a opinião pública, mas vou continuar a comprar petróleo dele

  33. Outro ponto que me preocupa e no caso da Venezuela conseguir passar por todo esse processo e conseguir estabilizar a ditadura, anos depois aposto que investiriam muito nas forças armadas alegando o perigo de uma invasão yanke. Dependendo do tipo de loucura deles talvez poderiam investir em um programa nuclear, isso acontecendo seriam uma ameaça grave pro Brasil.

  34. Daniel Dutra, não tem jeito para o Maduro não, mais cedo ou tarde ele vai cair, só resta saber como, por meio de um golpe de pessoas próximas a ele, seja o seu vice, ou alguns militares que estão com o regime, ou por meio de uma guerra civil capitaneada por membros mais radicais da oposição e partes das forças armadas que se rebelarem como aconteceu essa semana que passou. Com o caos que se transformou a Venezuela, acho que seja muito difícil que o regime se estabilize, se isso fosse possível o Maduro não estava descendo a burduada na oposição, Ministério público e em juízes. É claro que ele cairia muito mais rápido se o papagaio falastrão da casa Branca parasse de falar e começasse a agir (parando de comprar petróleo Venezuelano), mas infelizmente ele não vai fazer isso.

  35. Daniel Dutra 11 de agosto de 2017 at 20:55

    Os russos já estão tomando conta do petróleo venezuelano, a Rosneft fez uma parceira com a estatal PDVSA, uma “ajuda” financeira de Putin dando dinheiro a Venezuela em troca de ativos petrolíferos do país. Tá aí uma grande parceria do “Urso”, estão comprando aquilo que a Venezuela tem de mais importante por uma merreca, sem dúvida uma grande notícia para os russos, estão aproveitando muito bem a situação venezuelana para adquirirem ativos do país. E por falar nisso, são contra o imperialismo dos yankess, mas são totalmente favoráveis ao imperialismo russo, se fosse uma petrolífera americana fazendo este tipo de negócio no país, já se ouviriam gritarias de imperialismo, isto até me lembra que a Exxon Mobil até foi expulsa por Chávez na década passada. Depois dessa notícia não resta dúvidas, Maduro é um líder fraco e Putin está se aproveitando dessa fraqueza, Chávez nunca deixaria isto acontecer, nem mesmo com os russos ou chineses quanto mais americanos, no final das contas podemos concluir que Maduro é no mínimo um governante fraco.
    Já estão chamando de “A Venezuela de Putin”
    http://www.diariodocomercio.com.br/noticia.php?tit=ativos_da_pdvsa_vao_para_a_russia_em_troca_de_dinheiro&id=184192

    Ivan BC 12 de agosto de 2017 at 0:17

    O Brasil não deveria ser o guardião na América do Sul e muito menos intervir militarmente qualquer país vizinho – a menos é claro que eles nos atacassem primeiro. Lendo seu comentário e de outros aqui também nesta seção de comentários já nos deixa cientes que os brasileiros possuem motivações imperialistas tanto quanto americanos, russos e chineses. Você sabe o que acontece quando um país se autodeclara guardião de algum continente? Suas ambições os elevam para um outro patamar, só que agora globalmente, EUA é um exemplo. Quando um país atingir este patamar, agora ele exclusivamente pode intervir em qualquer lugar do planeta, a reação internacional é a histeria anti-imperialista que deixam o povo deste país com a imagem negativa no cenário internacional. Mesmo se esse país fosse governado por uma conduta pacífica, haveria gritos contra essa nação ao redor do mundo, isso eu não quero para o meu Brasil e nem para a população brasileira. Quer ver uma coisa?
    A Bolívia. A Bolívia do índio maluco nacionalizou ativos da Petrobrás no território alegando imperialismo brasileiro no país, a Venezuela apoiou essa ação da Bolívia. No Equador também já há ações anti-brasileiras, mas não lembro por qual razão.
    Olhe esta matéria para entender: Submarino nuclear pode desequilibrar região e gerar sentimento anti-Brasil http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2011/07/110718_submarino_brasil_america_do_sul_mm

    Agora coloque num cenário onde somos a maior potência disparada na região se autodeclarando guardião do continente? O povo aqui da América do Sul já teria disparado seus sensores anti-brasileiros afetando a imagem do Brasil e de sua população.
    Devemos ser analíticos nesta questão, eu defendo um Brasil poderoso militarmente, mas em casos extremamente raros podermos intervir, a Segunda Guerra Mundial é um exemplo desses casos raros.

    E não vamos colocar esta questão usando argumentos da península coreana.

    _RR_ 12 de agosto de 2017 at 10:19

    A China já reduziu sua parceria econômica com o país venezuelano por conta de atrasos de pagamentos e corrupção, embora isso se trate de uma bela ironia.
    Pode conferir aqui: http://fingfx.thomsonreuters.com/gfx/rngs/VENEZUELA-RUSSIA-OIL/010050DS0W3/index.html

    A Rússia é que está tomando conta das relações econômicas com o país da Venezuela, eu disse anteriormente que isto é uma bela negociata, um país em crise é mais fácil comprar ativos, principalmente o “ouro-negro”, russos não jogam para perder.

    Jr 12 de agosto de 2017 at 16:27

    Mesmo com sanções não adianta querer barrar importação de petróleo venezuelano, eles mascaram como usar empresas russas para vender petróleo venezuelano dizendo que é russo, o mais engraçado é que a China utiliza a mesma artimanha como mudar a nacionalidade dos produtos chineses antes de chegarem ao destino final.
    Eu até considero que aplicar sanções contra a Venezuela é algo terrivelmente ineficaz, a população é que irá sentir esses efeitos e não a cúpula política e militar do Maduro que vivem nababescamente, mas barrar importação de petróleo é algo que pode ser remediado.

  36. Galina, realmente, o meu amado Rio Grande, se tornou berço de parte desta escumalha comunista que se apoderou deste país, mas as coisas as vezes nos surpreendem.
    Estes tempos inventaram de fazer um casamento gay em um CTG de um dos berços do tradicionalismo, em Santa do Livramento, toda a operação comandada por uma promotora, discípula da Maria do Rosário.
    O patrão do CTG disse que ali eles não casavam e ponto final, mas a promotora sob efeitos de carência “afetiva e sexual” deu ordem de prisão para ele e afirmou que o casamento bibastico sairia. Não deu outra, no outro dia o CTG “acidentalmente” pegou fogo e acabou o casamento por lá.
    A patronagem mandou um recado para dita cuja, que se ela não tem o que fazer na promotoria, eles teriam uns 300 casos de abigeato só naquele ano para ela tomar providência.

    G abraço

  37. Daniel, se agora ja esta faltando papel higiênico lá, imagine se estabilizar a ditadura bolivariana. Vai virar um Burundi em poucos meses. E nem os EUA e nem os demais paises da AL permitiriam um programa nuclear venezuelano com fins militares, o qual, aliás, demandaria recursos que eles hoje não tem, e nem terão no futuro se este lixo continuar no poder.

  38. Gilson Moura, entendo o seu ponto de vista, e de certo ponto você até pode ter razão, mas o dinheiro dessas exportações a muito tempo não esta indo ou aliviando a situação da população, tudo que é arrecadado por esse safado com essas exportações são para pagar dívidas de empréstimos que ele fez com a Rússia e a China, dois países em que ele ainda se apoia para não ficar isolado internacionalmente, e o que sobra, ele gasta com o pessoal dele, sejam do partido, sejam aqueles terroristas de motocicleta armados que andam pelas ruas intimidando todo mundo ou sejam os militares traidores que deram as costas para o povo

  39. Eu acho que o Brasil deveria mandar uma tropa de petistas e similares para ajudar na defesa da Venezuela contra os yankees… Esta tropa deveria defender até a morte a pátria sulamericana. Que enfrentem os marines de peito aberto! Retroceder jamais! E que não se deixem cair prisioneiros. Revolución o muerte!!!

  40. Colombelli & Juárez, onde assino.
    Pergunto:
    Estão entrando por Paracaíma somente refugiados ?
    O EB sabe, o GSI acho que não ! Kkkk Rsrsrsrs ….
    Donald, põe o time em campo e acabe com essa novela vai.
    ______________________________________________
    Esse PMDB cheio de viúvas do MR-8 + DI-GGB + VPR + PCdoB + PCB + PS + PCRB + ALN + etc
    estão fazendo muita mer ….

  41. Jr
    Tem o risco dele cair mesmo mas acho que se isso for ocorrer mesmo o jeito mais facil seria por meio de uma guerra civil ou intervencao estrangeira, ele comprou os militares, tem varias fotos de militares venezuelanos recebendo o novo corolla circulando pela internet. No caso de uma guerra civil seria um massacre pois ele ja cuidou de desarmar a populacao anos antes(a nao ser que algum pais ajude a armar a populacao), ja o judiciario sera aniquilado agora com a nova constituinte que com toda certeza dara poderes maximos ao Maduro.

    Gilson Moura
    Rapaz se a Russia esta ganhando com isso entao e provavel que eles mexam os pauzinhos pra ajudar o Maduro de algum jeito, se o Putin conseguiu tanta influencia assim em um pais na america do sul nao vai querer perder ele facil.

    colombelli
    Eles so se importam com a populacao no discurso, na realidade so quem precisa estar bem e o Maduro e seus companheiros pro plano ir adiante. No caso acho que eles pediriam uma ajudinha externa, se a Coreia do norte conseguiu a Venezuela com todo seu petroleo talvez consiga “amigos” que a ajudem, mas e apenas uma teoria que tenho. Acredito que se fossem mesmo mexer com tecnologia nuclear talvez so depois de ja estabilizada a ditadura e com as forças armadas ja estando bem atualizadas pra intimidar os paises que forem contra(e tambem contando com a protecao de algum pais externo pra intimidar o Brasil e os Eua)

  42. concordo com todos os comentaristas revoltados. Sr Ivan Bc nossa CF proíbe guerra de intervenção, porém deveríamos , sim ter uma Força de dissuasão condizente para impor alguma sansão maior do que apenas falar sobre pacifismo. Já fui chamado de judeu( pois tenho ascendência semita) fascista, conservador de direita, por que não? Tudo e aí, vou pegar em armas pelo que as pessoas agem ou falam, só não coloquem a mão fisicamente na minha pessoa pois se tiver armado ou com algum punhal vou utiliza-lo(legítima defesa, dissuadir os mais fortes, comunas ou outros meliantes). SR Fred é de suma importância o estudo e conhecimento ( trinta anos de magistério em escolas públicas e privadas já está bom; dois infartos e outra doença que o digam). a maioria dos comentaristas são pessoas instruídas, visto estarem num site cujo objetivo é defesa, segurança, meios e debates sobre assuntos militares e estratégicos e leio muitos comentários, faz parte de buscar conhecimento, mesmo que na sua opinião não condiz com suas ideias. imaginemos se todos tivéssemos as mesmas opiniões? democracia, debate, ideias, opiniões, todas são válidas. Muitas teses utilizadas dos grandes mestres e doutores foram retirados de trabalhos(dissertações, resenhas e resumos de alunos). Em suma ainda há democracia e respeito neste site e peço que tenha pelos nossos colegas( muitos são policiais, oficiais da ativa, aposentados médicos, professores, e pessoas com nível médio que contribuem para engrandecer quer queira ou não alguns o debate sobre o assunto proposto. Abraços a todos.

  43. errata: Há muitos erros oriundos de estar digitando bem rápido e o computador estar com problemas( velhote igual a quem está utilizando). Grande abraços.

  44. Gilson Moura 12 de agosto de 2017 at 17:52
    Gilson, eu normalmente concordo com seus comentários, mas quanto a sua análise sobre meu comentário eu discordo kkkkk Eu não quis dar viés imperialista no meu comentário, muito pelo contrário, só acho que intervenção em alguns momento é legítimo (a própria ONU defende isso)! Socorrer a Coreia do Sul em caso de invasão (como ocorreu em 1950), socorrer os cidadãos europeus do nazismo e fascismo, socorrer um país de qualquer tirania que esteja matando os próprios cidadãos, no meu ponto de vista, é sim válido! Foi exatamente isso que eu quis dizer, nem toda intromissão é imperialismo, imperialismo está ligado a ideia de expansionismo, no meu caso, eu não quis dar esse sentido, esse norte a discussão, muito pelo contrário: eu não defendo intromissão por mera intromissão, eu defendo a necessidade de resguardar a própria ordem diante de um genocídio ou algo similar.
    Mas concordo com você, minhas palavras em termos práticos pode ser muito perigosa, especialmente se executada de forma irresponsável!
    Abraço e tudo de bom!

  45. Daniel, depois do caso da Coreia do Norte, duvido que os EUA permitam outro aloprado se crescer no campo nuclear, ainda mais um no seu quintal. Se a Venezuela enveredasse por este caminho seria vaporizada. Por mim quanto pior eles estiverem melhor.

  46. Interessante este pessoal fazendo propaganga do Paraná, eu sou paranaense e moro a 28 anos no nordeste, mas ainda tenho vários imóveis em Curitiba e metade não está alugada devido a crise.
    Me espanto com o número de paranaenses que insistem em vender uma imagem de estabilidade e segurança, o que não existe mais, pelo menos em Curitiba onde conheço.
    Sei que Salvador onde moro tem um índice alto de assaltos, mas nunca testemunhei ao vivo como em Ciritiba na última vez que fui no começo deste ano, eu estava em uma farmácia em plena rua XV no calçadão, cruzamento com a Dr. Muricy quando a farmácia foi assaltada, fui embora sem comprar, no outro dia fui comprar o remédio em outra farmácia perto do Teatro Guaira e estava com a Polícia na porta, tinha acabado de ser assaltada.
    Realmente em relação a alguns indices o Sul está melhor, o desemprego era de 10% em SC e 30% na BA, o menor e maior indice de desemprego no Brasil, a alguns anos.
    Mas parem de querer vender esta imagem de sucesso e prosperidade do Sul, isso é falso.

  47. Ivan BC 13 de agosto de 2017 at 15:14
    kkk
    Bora lá.
    Também gosto de seus comentários, mas sempre irá ter alguma coisa em que vamos nos ter opiniões e posições diferentes.
    Algumas intervenções são legítimas quando algum país ataca outro território para anexar ou mesmo destruir o país, nesse caso eu concordo totalmente. O caso da 2ª Guerra Mundial, Coreia do Sul e da Guerra do Golfo são exemplos de que intervenções podem ser legítimas quando este têm a intenção de apenas expulsar o exército invasor, quando as ações intervencionistas ultrapassam isso, eu já não defendo mais. Mas não foi isso que você disse, principalmente no contexto em que você relatou, vamos prosseguir:
    “Eu sinceramente acho que o caso Venezuela (ditadura e socialismo), mostra o quanto o Brasil é um país irrelevante na América Latina e no mundo, o Brasil deveria ser o país guardião na América do Sul, usar de toda sua força, inclusive militar, para jamais deixar tais coisas ocorrerem.”
    Aqui você deixa a sua posição sobre o que o Brasil poderia fazer em caso de sermos a potência militar que queremos ser, denotando em casos de implementações de ditaduras, o Brasil deveria ser o guardião do continente e não deixar isto acontecer, me desculpa, isso é não é imperialismo, mas é puramente intervencionismo, e o suposto imperialismo vêm justamente destas intervenções.
    Sabe o que o Brasil poderia fazer em casos disto acontecer? Apenas ajudar dando uma contribuição para o povo desta ditadura.
    Mas você provavelmente irá me fazer uma pergunta, então devemos ficar sentados e olhando os ditadores se apossarem de todo um país? Eu digo que sim e não. A melhor forma de combater seria debater ideias, propôr soluções conjuntamente.
    Sabe por que defendo isso? Porque acredito que apenas o próprio povo pode mudar a conjuntura política-econômica de seu país, por isso não defendo a intervenção em algum país só porque escolheram um ditador e transformou este país numa ditadura.
    Agora uma coisa totalmente diferente seria a Venezuela invadir a Guiana, aí sim deveríamos intervir a favor da Guiana por exemplo, ou algum outro maluco fizer o que Hitler fez. Nesse caso concordo totalmente com intervenção a favor do país invadido para expulsar o exército invasor.

    _RR_ 13 de agosto de 2017 at 16:47
    Nada.

  48. Gilson, eu entendo e respeito bastante sua posição, mas infelizmente esse sentimento anti-Brasil já ocorre a algum tempo. No Paraguai, alguns anos atrás, houveram até protestos com a queima da Bandeira Brasileira. Tudo bem que o Paraguai e o Brasil tem uma ‘História diferenciada’ mas na época, os protestos não foram em relação à algum aniversário da Guerra do Paraguai, conflito em que fomos atacados e reagimos de acordo. Já existe um sentimento anti-Brasil em diversos vizinhos mais pobres que temos. E isso provavelmente sempre existirá caso a a disparidade econômica e social entre Brasil e seus vizinhos continue grande ou aumente ainda mais.
    .
    Acredito sinceramente que esse sentimento existirá, independente se intervirmos militarmente ou não nesses países. Não podemos impedir empresas brasileiras de se aproveitarem de oportunidades de negócios nesses países, e isso simplesmente pode não ser bem visto por parte da população de lá, por mais que tragam desenvolvimento e prosperidade, paguem impostos, etc. Esse tipo de atividade já é visto como imperialismo. E ao mesmo tempo, o governo brasileiro não pode se furtar de tentar manter a região estável, justamente para que nossa economia, e a deles também, possa prosperar. Às vezes é necessária uma mãozinha para que essa estabilidade seja mantida ou simplesmente possa retornar. O Brasil ocupa, naturalmente, essa posição de líder regional, por mais que negue isso, e deveria zelar pela estabilidade sim. Não por querer ser o xerifão, mas porque devemos ser responsáveis com nosso quintal e providenciar a tal estabilidade para que nós mesmos possamos prosperar, assim como nossos vizinhos devem ter a chance de prosperarem.
    .
    Isso vai ser enxergado como imperialismo? Vai sim, claro que vai. Inclusive por uma boa parcela da nossa população (muitos já ficam doidos dizendo que o Brasil estava intervindo militarmente, impondo o imperialismo no Haiti!), mas estaríamos perseguindo interesses brasileiros e evitando que nações fora da América do Sul venham executar esse mesmo papel. E acredite, se o Brasil se furtar de ser o líder regional, o vácuo deixado por nós, VAI ser ocupado. Antigamente na época das vacas gordas (petróleo em alta), Hugo Chávez queria ocupar essa posição. E olha o estardalhasso que a Venezuela fez naquela época, com alternativa bolivariana, com isso ou aquilo, e o alvoroço que isso causou Mundo afora e a loucura que isso causou na região, até porque haviam mais governos sul-americanos alinhados com a loucura chavista, inclusive o nosso.
    .
    Antes que algum aventureiro louco como Chávez, mas financiado, possa ocupar esse vácuo de poder, o Brasil teria que fazê-lo para garantir nossos interesses e a estabilidade regional. Isso sim traria um novo status para o Brasil no campo internacional, traria reconhecimento de que o Brasil está encarando sua região e o Mundo com maior responsabilidade, que estaria zelando por seus cidadãos e sua região, e certamente diminuiria a influência de fora da América do Sul por aqui. O problema maior disso é o fato de que sempre vamos negar esse nosso papel natural e que estamos simplesmente quebrados para fazê-lo. O problema menor disso seria justamente o sentimento anti-Brasil, que apesar de já existir, não é tão vocal e nem tão conhecido por aqui.

  49. Leandro Costa 13 de agosto de 2017 at 19:48
    É como eu disse, já existe o sentimento anti-Brasil na Bolívia e no Equador, só que essa do Paraguai eu não sabia, foi até bom saber. O problema foi pelo que eu li era os brasiguaios desmatando florestas para o cultivo de soja, os camponeses do país não aceitaram essa imposição de destruição do meio-ambiente e com isso queimaram a bandeira do Brasil. O problema em cerne não é esse, a questão ressaltada foi o Brasil se autodeclarar o guardião do continente, inclusive intervindo naqueles países cujo alinhamento não consiste com o nosso, isso causaria o mesmo sentimento que os EUA recebem no mundo. Aqui mesmo na trilogia você consegue observar este tipo de atitude que causa repulsa pelos norte-americanos, estou claramente falando no sentido militarmente. Quando em uma situação hipotética o Brasil intervir em algum país, o sentimento não irá abranger apenas naquele país, e sim no mundo. Veja bem, eu entendi sua interpretação apenas no cotidiano regional, mas o sentimento é disperso por todo o globo em uma intervenção que em nada irá afetar nossa soberania. Vamos pegar um exemplo hipotético do Brasil ter o mesmo poderio militar dos EUA, e a Venezuela nessa crise econômica-política, os brasileiros assim como os venezuelanos pedindo ao Brasil para intervir no país, a propaganda daqueles que sustentam e apoiam o regime irá se dispersar gerando um sentimento de ódio anti-Brasil, o mesmo tipo de comportamento que acontece por parte do mundo acerca dos americanos.

    Provavelmente tenho um conceito diferente de estabilidade do que os demais, na minha concepção a instabilidade é quando se chega a um patamar que um país invade outro, fora isso nada mais são do que políticas econômicas fracassadas, cuja consequência é sentida mais na população local do que a regional. A Venezuela está em uma crise profunda, mas países como Chile, Bolívia, Peru, Colômbia seguem crescendo, a instabilidade se torna local por conta de políticas equivocadas, mas para vocês todo o Mercosul já deveria ter bolado algum plano de intervenção para criar uma suposta estabilidade econômica. O PIB da Venezuela caiu 18% ano passado, Peru cresceu 3,9% ano passado, Colômbia cresceu 2% ano passado, Chile cresceu 1,6% ano passado, Bolívia cresceu 4,2% ano passado, por que esses países cresceram e a Venezuela afundou? Ou melhor, por que a Venezuela afundou e outros países cresceram na America do Sul? Na sua concepção era pra America do Sul estar instável.
    Repito: A única instabilidade regional é um país invadir outro, aí sim teríamos razões para intervir em favor do país em que foi invadido. Por isso eu defendo o Brasil apenas intervir se algum país invadir outro, o país invasor gerando instabilidade na região, o Brasil como a maior potência têm o dever de ajudar o país que foi invadido. Nada mais do que isso. Os sentimentos anti-Brasil por estas ações seriam extremamente contidos, haja vista que teríamos um GRANDE motivo para essa intervenção.

    Agora uma coisa totalmente oposta é esse seu tipo de argumentação, quando você começa a utilizá-lo, em momento nenhum podemos acusar outros países de imperialistas por perseguirem o
    mesmo objetivo. E eu coloco a Rússia, China, EUA quem for no mesmo saco, não me venha relativizando criando argumentos específicos de um país faz isso e outro faz aquilo. E mais, se um país for a maior potência da região, não tem porquê ter medo de se ter um vácuo, porque no devido momento estar sendo feito uma corrida armamentista, esse país estaria utilizando a mesma estratégia, só que com um porém, como esse país também seria a maior potência econômica, esse país sempre estaria em vantagem, logo não existe esse vácuo, mesmo que aquele país seja financiado por outro.

  50. Meus caros lendo os comentarios vejo que a grande maioria esta muito bem informado como esta a situação do nosso pais tao calejado pela corrupção.

  51. colombelli
    Eu espero que os Eua fique de olho. O bom e que uma Venezuela com as forcas armadas atualizadas forçaria o Brasil a investir na defesa(pelo menos na teoria) rsrs

  52. A verdade tem de ser dita!
    A questão é “se países gostam ou não que outras nações fiquem se intrometendo em assuntos internos é irrelevante quando:
    Fluxos migratórios intensos e de “tranqueiras” que destruíram seus países de origem através da Omissão/covarde ou puro conluio votando nos corruptos de discurso fácil quando estavam ganhando dinheiro retirado dos outros. Quando a desgraça vem..correm para as fronteiras causando toda espécie de crimes.
    Hoje o Brasil assiste impávido um fluxo de bandidos travestidos de refugiados, com carinhas de coitadinhos, mas que bastará o recebimento de um NÃO de algum brasileiro para se transformar em ódio e preconceito para com os próprios DONOS da CASA. Ou tô mentindo?! Os caras querem peidar na casa dos outros e pensam que temos de concordar com essa atitude em nome da diversidade cultural….Isso vai acabar em genocidio. Podem apostar nisso em 5 anos…começará pela Europa.

  53. Senhores, os meus achos.
    Para mim no máximo o comentário do Trump é para consumo interno na Venezuela, um balão de ensaio para ver se algum militar de alta patente decide algo como um golpe de Estado.
    Pode ser também um aviso para os outros paises (China ou a Russia) para avisar que a Venezuela continua debaixo do porrete americano.
    Os gringos continuam importando petroleo Venezuelano a custo baixo, não vão se meter numa enrascada militar, muito menos o Brasil. Ninguém tem a ganhar com uma guerra deste tipo.
    É mais barato subornar quem está no poder da Venezuela que entrar em uma guerra. Não tem sentido algum, obviamente, a opção militar é uma das opções que os gringos possuem, mas é mais discurso que algo mais concreto.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here