Home Asas Rotativas Helicópteros de ataque Ka-52 Alligator do Egito

Helicópteros de ataque Ka-52 Alligator do Egito

3813
34

O Egito já começou a receber seus helicópteros de ataque Ka-52 Alligator da Rússia. O primeiro helicóptero Ka-52 nas cores da Força Aérea Egípcia (matrícula “660”) foi fotografado em um hangar e também filmado em voo em uma das bases aéreas do país.

O Egito, em 2015, assinou um contrato com a Rosoboronexport JSC para a compra de 46 helicópteros Ka-52 com entregas em 2017-2019. Esta foi a primeira encomenda de exportação de helicópteros deste tipo. Uma característica distintiva do Ka-52 na versão para o Egito é o fornecimento de um novo sistema de observação eletro-ótico OES-52.

Até o final deste ano, o Egito receberá 15 helicópteros russos Ka-52 “Alligator”, informou o chefe da holding “Helicopters of Russia” Andrei Boginsky.

Segundo o fabricante, o Ka-52 Alligator é um helicóptero de reconhecimento e combate de próxima geração projetado para destruir tanques, alvos terrestres blindados e não blindados, e tropas inimigas e helicópteros tanto na linha de frente como em reservas táticas. Ele pode operar 24 horas por dia e em qualquer tempo. O Ka-52 pode fornecer a aquisição e designação de alvo para equipes de helicópteros e centros de comando e controle terrestres. Ele também pode fornecer apoio de fogo para desembarque de tropas, realizar patrulhas e comboios militares de escolta.

O Ka-52 Alligator está equipado com dispositivos de controle de assinatura, bem como contramedidas eletrônicas passivas e ativas. Ele atende aos últimos padrões russos e internacionais para operação técnica de helicópteros militares.

Primeiro Ka-52 recebido pelo Egito

O helicóptero tem um cockpit de dois assentos lado a lado e pode ser pilotado por qualquer um dos pilotos. As suas capacidades avançadas de voo — obtidas em parte graças aos seus rotores coaxiais — tornam o helicóptero altamente manobrável em espaço limitado e, assim, pode adotar uma posição de ataque vantajosa.

Os dois motores turboshaft VK-2500 do Ka-52 Alligator permitem que o helicóptero funcione em altitudes superiores a 5.000 metros. Tem um teto estático de 4.000 m, e é capaz de decolar e pousar em climas quentes e em terrenos de alta montanha. O Alligator também pode operar em climas frios e condições de gelo.

O Ka-52 Alligator está equipado com a última série de aviônica e poderosas armas ofensivas que podem ser configuradas para uma ampla gama de missões de combate. Ele oferece um alto grau de proteção para a sua tripulação, sistemas automatizados avançados para facilitar a pilotagem e é fácil de apoiar e manter no solo.

Características principais do Ka-52 Alligator
Teto estático
Até 4.000m
Teto operacional
5.500m
Motores
2 x VK-2500 or VK-2500P
Potência de decolagem
2 x 2,400hp
Máxima aceleração ao nível do mar
16m/s
Aceleração vertical ao nível do mar
12m/s
Velocidade máxima
300km/h
Velocidade de cruzeiro
260km/h
Alcance de translado
1.100km
Alcance prático (com tanques internos)
460km
Armamento principal
O Ka-52 Alligator é equipado com canhão de 30mm 2A42-1, e pode levar o sistema de mísseis Strelets, sistemas de lançamento de mísseis guiados Ataka e Vikhr-1, bem como foguetes não-guiados S-8.
Sistemas de emergência
Assentos K-37-800M com absorção de choque

 

COLABOROU: Rustam Bogaudinov

34 COMMENTS

  1. Se não me engano este é o único helicóptero com ejeção dos assentos que há na atualidade. Sonho de consumo total pra qualquer força militar, uma verdadeira máquina .

  2. O que ele tem.de único é poder levar um pode de jammer, quanto a manobrabilidade a nova versão do apache a versão “E” é dita ter a mesma agilidade, a vantagem do apache é o seu domo de radar no topo da helice o que eu acho que nenhum outro helicóptero de ataque hoje tem.

  3. No mais acho que os egípcios se atrapalharam nessa compra podia ter ido de mi-28 que daria um bom caldo a qualquer força opositora e seria mais fácil e barato de operar

  4. August, não existe, pelo menos por enquanto, MI-28 que possa ser embarcado em porta-helicópteros. Não se esqueça que esses KA-52 foram comprados para serem embarcados nos dois mistrais comprados pela marinha egípcia. Veja que na matéria diz que os KA-52 serão entregues para a força aérea e não para o exército Egípcio. Se a compra fosse para o exército eu concordaria com você, o MI-28 é mais adequado, se bem que o exército egípcio tem apache

  5. August,
    Os helicópteros americanos não levam pods de ECM porque seus interferidores ativos de autoproteção são instalados internamente. Por exemplo, o Apache e o AH-1 levam o ALQ-136. Mas só de curiosidade existem pods de ECM para os helicópteros ocidentais. Por exemplo, o AMASE, dotado de IRCMs.
    Quanto ao domo de radar no topo do eixo do rotor, o Mi-28 também tem um.

  6. Vlw Bosco, eu nunca tinha visto nada sobre ecm em helicóptero ocidentais. Sobre o mi-28 eu nunca tinha visto um com radar, bom deve ser uma versão nova. Porque antes se eu n me engano eles o exército russo tinha ou tem a versao A que não tem e a versão N que tbm não tem

  7. A que tem radar é a versão MMW havoc mais não conheço uma que esteja operacional. E acabei de ver que tem uma versão nova NM que terá além de uma mudança no nariz de pato do mi-28

  8. Realmente a versão com radar no eixo do rotor existe e já há pelo menos uns 5 anos mas desconheço se a Rússia o adotou.

  9. Meus amigos 46 helicópteros de ataque de alta tecnologia, que sonho
    Detalhe para embarque em 2 ministral que inveja
    O que temos mesmos?
    Vamos atacar de canoas “voadeiras” e estilingue
    400 mil homens sem material bélico adequado, que desperdício.
    Menos contigente mais tecnologia
    Abraço

  10. Segundo o site Ainonline, o contrato para os Ka-52 que devem ser operados nas Mistrals ainda está sendo negociado. Ainda não se sabe ao certo se será um contrato adicional ou se eles virão do acordo original ou serão convertidos nos últimos lotes.
    .
    Recentemente os russos anunciaram que o rotor “dobrável(???)” da versão naval seria padrão em todas as versões do Ka-52.

  11. Prezado Renan

    Servi com 03 Americanos e 01 Paquistanês. Pouco efetivo é PAU!!! Altíssimo índice de suicídio, acidentes etc.
    A dose certa é tecnologia e efetivo na medida da necessidade e das possibilidades.
    Sds

  12. Cara, o que o Egito vai fazer com 2 mistral???? Incrível o nível de corrupção, sem dúvidas deve ter rolado algum esquema dos franceses para empurrar os navios para o Egito. O mais bizarro, 2 mistral para emprego no Mediterrâneo…
    Para o Brasil, não vejo necessidade além do Bahia e futuramente o Ocean (já mandei email para a Marinha exigindo a continuação do nome: Ocean).
    Para a realidade do Brasil e sua região:
    6 Scorpène + 2 nucleares
    14 corvetas bem armadas (expor presença)
    5 fragatas bem equipadas
    Bahia (equipado)
    Ocean (equipado)
    Navio Tanque Gastão Motta
    ndcc garcia d’avila (g-29)
    Navios auxiliares…
    Gostaram dos meus desvaneios? kkkk
    Abraço!

  13. Algust, o que ele tem de único(na verdade seu antecessor KA-50 tbm tem) é simm o sistema de ejeção dos assentos( pode ser q esta versao específica do pedido egípcio não tenha). O modelo russo também temm o sistema President S para sua segurança ant mísseis.

  14. Tomcat acho que todos os aviões de ataque atualmente tem. Certa vez vi na Discovery um documentário sobre o apache e ele tinha assento ejetor

  15. E sobre o presidente s os helicópteros americanos tbm tem uma versão deles. A uns 5 anos atrás eu me lembro de ter visto que os americanos ia instalar lasers para segar mísseis como o stinger lançados contra eles. O que eu pensava que era único era o casulo de ecm mas o Bosco disse que outros helis tem embutido, a sua manobrabilidade proporcionada pelos dois pares de hélices. Amigo Jr se fosse assim seria melhor ter comprado uns ah-1 já provados em combate e menos caros. Valeu scub pela informação, mas acho que um mi-28 com radar no topo deve ser mais eficaz que um ka-52 com radar no nariz

  16. O mi28 tem 2 radares, um no topo e outro no nariz, se a falta de um radar no topo das hélices for um problema, nada impede que se seja instalado num KA52

  17. Meus caros,
    .
    e, ao que parece os russos continuam faturando, segundo informações em 12 de setembro, Erdogan afirmou que Ankara fez o primeiro pagamento para os sistemas S-400 russos, aos quais os EUA expressaram sua profunda insatisfação sublinhando “a importância de manter a interoperabilidade dentro da OTAN na implementação de grandes programas de compras militares”.
    .
    Como não poderia ser diferente, Washington reiterou a posição de que os braços de países que não são membros da aliança, em particular a Rússia, não podem ser combinados com a OTAN. E, é por isso que os EUA insistem que a melhor opção para proteger a Turquia das ameaças é um “sistema de defesa antimíssil compatível com a OTAN”.
    .
    Segundo informações Ankara gostaria de adquirir um sistema americano de defesa antiaérea, mas não conseguiu concordar com a transferência de tecnologias de produção para esses complexos na Turquia.

    O Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar (FTCTC) informou na terça-feira(12/09) que Moscou e Ancara chegaram a um acordo sobre a entrega dos sistemas russos S-400 à Turquia assinando um contrato apropriado.

    Antes disso, foi relatado que a Ankara compraria dua Baterias de SAMs S-400 por US $ 2,5 bilhões. Foi informado também que Moscou repassará tecnologia à Ankara do S-400…
    .
    A Turquia não informou a OTAN sobre os detalhes da aquisição dos sistemas de defesa aérea russo S-400. Vladimir Kozhin, que é assistente de cooperação militar-técnica do presidente russo, confirmou em uma entrevista à TASS que a Rússia e a Turquia assinaram um contrato para a entrega dos sistemas de mísseis antiaéreos S-400 e está se preparando para a execução do mesmo.
    .
    Pois é, parece que os turcos vão mesmo de S-400…
    .
    Grato.

  18. Nada contra o S-400, mas na minha visão essa aquisição tem apenas e exclusivamente aspecto político e não militar. A Turquia matou um piloto russo, essa aquisição vem aliviar essa situação ocorrida, está buscando pagar com dinheiro aquela morte e dizer: Foi Mal. Erdonan não é mais um Presidente, mas sim um ditador (isso é inquestionável, todos nós sabemos que o “golpe” foi armado por ele para assumir de forma irrestrita o poder central), sendo assim, Erdogan precisa abraçar o mundo e agradar diversas vertentes para conseguir apoio internacional, senão é insustentável. Eu acredito que a Turquia vai fazer inúmeras aquisições militares com diversos países.
    Notícia publicada há alguns meses: “””A Turquia também cooperará com a França e a Itália no desenvolvimento de um projeto nacional de sistema de defesa antimíssil, disse o vice-primeiro ministro Fikri Işık no dia 4 de julho”””
    O mesmo raciocínio vale para o Egito, olhem a seguinte notícia:
    “”””Desde que chegou ao poder em um golpe de Estado sangrento em 2013, o presidente do Egito e ex-chefe da segurança do Exército, Abdel Fattah al-Sisi, tem controlado o país de forma repressiva. Além de colocar na cadeia praticamente todas as lideranças da Irmandade Muçulmana, o movimento político religioso que elegeu Mohammed Mursi como presidente após a queda de Mubarak, Sisi também atacou de forma brutal toda e qualquer oposição ao seu governo. Incluindo os jovens que lideraram o movimento revolucionário de 2011.””””
    Há um movimento similar em ambos os países…
    Abraço!

  19. Caro August, até então noticiadamente somente os dois “kamov’s” possuem,dentre os helicópteros de ataque, um sistema ejetor.
    Walfrido, bem legal o funcionamento do sistema ejetor, cabuloso na verdade pois o cara é arrastado por uma corda sei lá com foguete na ponta,rs, mas o importante é a manutenção da vida dos pilotos né e por não se estar em tão altas velocidades em um helicóptero o sistema ,que não deu certo em caças, acaba servindo aos helicópteros(mas deve ser,ao todo, bem caro tbm pela questão dos explosivos nas hélices e tals).
    Titio Putinski ta vendendo sistemas de armas como nunca hein, a vitrine Siria está dando resultados e queiramos ou não os russos tbm sabem fazer armas excelentes.

  20. Excelente aquisição para o Egito. Eles poderão fazer diferença por algum tempo enquanto os caças não chegam e poderão fazer a diferença para o exército egípcio.

  21. A máxima do helicóptero de combate (e não só os de ataque) é: não ser detectado, se for detectado não ser atingido, se for atingido não ser derrubado, se for derrubado os ocupantes devem sobreviver.
    Para que os ocupantes sobrevivam os trens de pouso são feitos para amortecer o a força do impacto e os assentos também têm amortecedores e alguns têm air bags. Assento ejetor é só o Ka-50/52

  22. Quanto de navegação q deixou de cruzar o Mar Vermelho e Suez pelos piratas da Somália?
    Não duvido q Egito esteja planejando atuar naquelas águas com meios desse tipo.
    Sds

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here