Home Radares Assinatura do Contrato de Licenciamento do Radar M60

Assinatura do Contrato de Licenciamento do Radar M60

3632
28
Radar_SABER M60
Radar SABER M60

Brasília (DF) – No dia 13 de dezembro, no Quartel-General do Exército, foi realizada a assinatura do contrato de licenciamento e certificação do Radar SABER M60, entre o Exército Brasileiro e a EMBRAER Defesa. A certificação é o resultado de uma parceria entre as instituições no desenvolvimento de tecnologia nacional de defesa para a criação de um equipamento destinado a integrar um sistema antiaéreo visando a proteção de pontos e áreas sensíveis.

Na presença do Comandante do Exército, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas; do presidente da EMBRAER Defesa e Segurança, Jackson Schneider; e de oficiais-generais da Instituição; o Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército (DCT), General de Exército Juarez Aparecido de Paula Cunha, assinou o contrato de licenciamento do Radar SABER M60 com o presidente da Savis Bradar (empresa controlada pela EMBRAER), Nilson Santin.

“O Radar SABER M60 é, realmente, um caso de sucesso!”, afirmou o chefe do DCT, General Juarez. Já o presidente da EMBRAER Defesa e Segurança ressaltou o orgulho da parceria com o Exército e explicou que, a partir desse licenciamento, o radar será comercializado para outros países e a tecnologia gerada poderá ser aproveitada em prol do Brasil. “Hoje é um momento importante para a EMBRAER, para o Exército e para o País”, completou.

RADAR SABER M60

O SABER M60 é utilizado pelas tropas brasileiras desde 2012, e foi empregado inclusive nas operações em prol dos grandes eventos sediados pelo Brasil nos últimos anos. Ele permite rastrear alvos em um raio de 60 quilômetros, transmitindo informações em tempo real para um Centro de Operações de Artilharia Antiaérea (COAA). O equipamento também está integrado ao Sisdabra (Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro) da Força Aérea Brasileira. O radar foi desenvolvido pela BRADAR, empresa controlada pela EMBRAER Defesa e Segurança, em parceria com o Centro Tecnológico do Exército.

Leve, o M60 pode ser facilmente transportado para qualquer local do território nacional ou empregado em missões de paz no exterior. Sua instalação para entrar em operação pode ser feita em menos de 15 minutos e por apenas três pessoas. Outro ponto importante é que o radar pode ser integrado a sistemas de armas baseados em mísseis ou canhões antiaéreos.

O Radar SABER M60 possui baixo peso e elevada mobilidade, é acondicionado em caixas de transporte, podendo ser transportado por viaturas, aviões de pequeno porte, helicópteros, trens e embarcações, pode ser instalado no alto de edificações, e suporta a operação em todas as condições climáticas do território brasileiro. Estas características o tornaram indicado para emprego em operações de defesa externa, bem como em Operações de Garantia da Lei da Ordem e em Operações de Manutenção de Paz.

FONTE: Exército Brasileiro/Agência Verde-Oliva

28 COMMENTS

  1. 60 km e quase nada. Um helicoptero comum levaria 5 min para chegar ate o alvo. Sendo que todos sabemos que os mesmos nao precisam se aproximar do alvo para disparar misseis. Resumindo isso nos da meros 3 min para uma reaçao real de combate. Se forem helicopteros de ataque ou mesmo aeronaves como o Super Tucano o tempo cai ainda mais. Um radar eficaz nos dias de hj no minimo tem que ter uma detecçao de 120 km, oque ainda e pouco mas eficaz contra helicopteros de ataque.

  2. ‘Sandro 15 de dezembro de 2017 at 7:51’

    O SABER M60 é um uma estação de radar cuja a finalidade e rastrear possíveis alvos a baixa altura. Sim, tem o alcance de 60 Km, no entanto o armamento AA, que receberão seu suporte, tem alcance máximo de 10 Km ou menos.

  3. Não só eu não gosto, mas acho fundamental essa separação do operador da antena em um sistema de radar. Num engajamento com mísseis anti-radiação a antena será o alvo, logo nada mais lógico que camuflar e proteger os operadores o mais longe possível da antena, inclusive diminuindo o prejuízo total do sistema como um todo em caso de ataque.

  4. Jesus! Me diga o helicóptero que faz 60Km em 5 minutos? Nem um super tucano faz isso. muito feio esses tipos de intervenções negativas (criticas).

  5. uai Mestre Clesio….mas a antena já não esta separada? Acho que estaão ai juntoas apenas para caber na foto….mas o conjunto como um todo não é aquela estação do operador+ caminhão +a antena?

  6. Obviamente que o operador não fica perto do radar. Tem até um carretel de cabo que interliga o sistema do operador com o radar para ficar o mais longe possível

  7. Tomcat3.7 boa noite
    Vou pesquisar.
    Manuel Flávio me mandou um link sobre gastos com defesa, e vou começar por ali.
    Mas, mesmo q descubra q não há recursos específicos , sei q com o recurso q já chega, estão estudando, pq isso foi muito dito na ECEME.
    Sds

  8. Carvalho, coloquei um “não” a mais no começo do meu texto. Então eu quero dizer que acho bom a forma como o M60 está formado, com o operador podendo se afastar da antena.

  9. acredito que o m60 será mais utilizado para proteger as fronteiras e alertar sobre avioes de pequeno porte a baixa altura. O m200 ja foi testado e vai bem, obrigado.

  10. Calma gente, certeza que o Sandro veio do futuro, lá é normal um helicóptero percorrer 60 km em 5 minutos, aliás fico feliz pela informação em primeira mão que ele aqui passou, o upgrade que a Embraer fez no super tucano foi fantástico, segundo o Sandro ele percorrer 60 km em MENOS de 5 minutos

  11. Como já foi dito, o M200 vai bem. O radar foi concebido pela antiga ORBISAT, hoje BRADAR. Um dos seus idealizadores, o Eng João Moreira Neto, Iteano, é a maior autoridade em radar de abertura sintética no Brasil. Seu radar SAR foi responsável por todas as imagens do projeto Cartografia da Amazônia, gerenciando pelo EB.
    O radar M200 poderá ser o radar padrão dos Grupos de Comunicação e Controle (GCC), da FAB.

  12. O Sandro claramente cometeu um equívoco. Quis dizer 15 minutos. Mas o equívoco maior dele não foi referente ao desempenho dos helicópteros mas sim em não levar em conta que a Terra é redonda.
    Sandrão, mesmo que um radar tenha 500 km de alcance aeronaves próximas à superfície do mar ou da terra só serão detectados numa distância que é dependente da altura da antena. No caso do SABER 60 com alcance de 60 km para determinado RCS, esse alcance não passaria de uns 10 km (otimisticamente falando) se o relevo em questão fosse completamente uniforme, como seria o caso se o radar fosse montado num barco e ficasse no meio do oceano num dia de calmaria.
    Como esse radar é móvel pode se levado para diversos pontos do globo e aí o alcance prático contra alvos a baixa altitude varia tendo em vista que o radar pode ser colocado numa posição mais alta (ex: morro, montanha, etc), o que aumenta a distância do horizonte radar. Aí, entra outros fatores como por exemplo as irregularidades do relevo que influem de modo a reduzir o alcance de detecção.
    Só de curiosidade, uma aeronave (como um helicóptero) a baixa altitude, com o relevo atrás, é detectada por meio do efeito doppler já que a aeronave está em movimento o que implica numa alteração da frequência da radiação que retorna ao transmissor. Essa alteração é interpretada pelo processador do radar como sendo um objeto em movimento e o distingue do ruído de fundo produzido pelo relevo). Se o helicóptero estiver pairado (imóvel) tendo atrás o relevo ele é detectado por meio do movimento das pás do rotor. Muitos radares identificam até o tipo de helicóptero pela rotação das pás.
    Um helicóptero pairado próximo ao solo (cercado pelo relevo) com pás do rotor em material composto (material transparente ao radar-RTM) é praticamente indetectável ao radar sendo melhor utilizar detectores térmicos. Um disco voador pairado em baixa altitude com o relevo por trás não seria identificado, diferente do que ocorre se estivesse se movimentando ou até mesmo pairado tendo o céu atrás.
    Um abraço.

  13. Tomcat3.7
    O pessoal já falou ao do Saber 200.
    No doc q recebi do Manuel, só diz sistemas de defesa AAe, o q pode ser tudo… do Radar ao míssel ou canhões.
    Sds

  14. Agnelo Moreira 16 de dezembro de 2017 at 16:01

    Obrigado pela atenção e resposta.
    Bosco 16 de dezembro de 2017 at 9:30
    Dale Boscopédia ,nosso MD.rs

    Sds. Deus abençoe a todos!

  15. Seria interessante uma versão montada em veículos sem necessidade de montagem prévia
    Alguns dados interessantes:
    Potência: 500W (aqueles ucraniano da matéria acima transmite a 30.000W)
    Distância de detecção: 60km p/ alvo com RCS = 10 m²
    Resolução: 75m
    Distância mínima de detecção: 1,6 km
    Faixa de transmissão: Banda L (950 MHz a 2150 MHz).
    Acompanhamento em tempo real de até 70 contatos
    Em caso de interferência esta pode ser detectada e o operador pode escolher mudar a frequência de operação do radar.
    “É importante ressaltar que, devido ao fato de a freqüência de operação do SABER M60 pertencer à banda L, seria necessária uma antena de dimensões muito grandes para a sua detecção em plataformas aerotransportáveis que possuam equipamentos de Medidas de Apoio à Guerra Eletrônica de Não-Comunicações (MAGE-NCOM). Esta característica já foi notada em teste operacionais reais.”
    Mal posso esperar pelo M-200 este parece ser TOP! não vai ficar devendo nada aos NEBO’s russos!

  16. Bosco fiz uma matematica simples, me basenado no Magusta que tem velocidade maxima de 352 km /h. Para a conta reduzi para 350 km/h. 350 km/h / 60km = 5,8 — Sendo que o mesmo para atacar nao precisa ficar a menos de 10 km do alvo, isso tratando-se de helicopteros. Um jato obsoleto como nossos A1 fazem sem nem serem vistos.

  17. Distancia Percorrida Velocidade Tempo
    60 km 60 km/h 60 min
    60 km 120 km/h 30 min
    60 km 240 km/h helicop . 15 min
    60 km 480 km/h Aviões Helice 7,5 min
    60 km 960 km/h – Jatos tipo A-1 3,75 min

    Salientando de dependendo do armamento empregado o mesmo pode ficar bem distante do alvo.

    OBs: Quanto a velocidade do magusta de 350 km/h, u encontrei uma indiscrepancia total uns dizem 355 outras fontes 295 km/h, 277 km/h loucura geral. Vamos pela media geral 240 km/h tempo estimado de 15 min para percorrer os 60 km.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here