Home Conflitos em andamento Damasco condena ‘ocupação turca’ de Afrin e exige retirada imediata

Damasco condena ‘ocupação turca’ de Afrin e exige retirada imediata

3195
40

Tropas da Turquia ocuparam cidade em ofensiva contra milícia curda YPG

O regime sírio condenou nesta segunda-feira (19) a “ocupação turca” da cidade de Afrin, exigindo a “retirada imediata” das tropas de Ancara presentes na Síria, segundo o ministério das Relações Exteriores citado pela agência oficial Sana.

As tropas turcas e os rebeldes sírios aliados conquistaram no domingo a grande cidade de Afrin e o presidente turco Recep Tayyip Erdogan prometeu expandir a ofensiva para outros territórios curdos no norte da Síria.

“A Síria condena a ocupação turca em Afrin e seus crimes e exige a retirada imediata das forças invasoras dos territórios sírios que ocupam”, indica uma carta enviada ao secretário-geral da ONU e ao presidente do Conselho Conselho de Segurança, citado por Sana.

Em 20 de janeiro, a Turquia lançou, com a ajuda de rebeldes sírios, uma ofensiva no território de Afrin, situado em sua fronteira. O objetivo é expulsar da fronteira a milícia curda Unidades de Proteção Popular (YPG), considerada um grupo “terrorista” por Ancara, mas vista como uma aliada por Washington na luta contra os extremistas do Estado Islâmico na Síria.

A Turquia acusa as YPG de terem vínculos com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), a organização armada dos curdos turcos que fazia uma guerra de guerrilhas.

A administração semi-autônoma curda exigiu a intervenção do regime de Damasco e a implantação do seu exército na fronteira para proteger o enclave de Afrin contra a ofensiva de Ancara. O regime, que condenou em várias ocasiões a “agressão” turca, nunca respondeu a este apelo e enviou apenas um número limitado de combatentes pró-regime para apoiar os combatentes curdos.

Ancara nunca escondeu sua hostilidade à autonomia de fato adquirida pelos curdos da Síria nos vastos territórios perto da fronteira turca.

Cruz Vermelha cobra acesso
O avanço das forças pró-turcas e seus aliados levou a um êxodo em massa de civis nos últimos dias e aumentou o medo de um novo drama humanitário em um país devastado por uma guerra que deixou mais de 350 mil mortos e milhões de deslocados e refugiados desde 2011.

O presidente do Comitê Internacional da Cruz Vermelha solicitou nesta segunda um acesso humanitário a Afrin para levar ajuda.

“Agora, com os combates, temos um grande número de pessoas deslocadas (…) Portanto, temos que encontrar a melhor maneira de alcançar essa população no decorrer dos próximos dias e semanas, e espero que seja possível” declarou Peter Maurer à imprensa em Genebra.

Suprimentos e recursos financeiros
A Organização das Nações Unidas (ONU) fez um apelo nesta segunda por suprimentos urgentes e recursos financeiros para ajudar os sírios apanhados em zonas de guerra, dizendo que eles estão “cansados, com fome, traumatizados e com medo”.

“A ONU na Síria está pedindo urgentemente ajuda para conter a situação catastrófica para dezenas de milhares de pessoas de Guta Oriental e Afrin”, disse o departamento humanitário da ONU em Damasco em um comunicado.

FONTE: G1

40 COMMENTS

  1. Turquia e Rússia estão “aconchegados”. Não vão sair dali tão cedo e é bem capaz que eles vão pra Manbij agora.

    De acordo com o Southfront há relatos que os Turcos querem agora pegar o PKK (piadoca sem querer) no Iraque.

  2. Síria está pagando todos os seus pecados (que foi ficar no caminho dos Estados Unidos e Arábia Saudita e OTAN)
    Primavera árabe, ISIS, Al-Qaeda e agora a Turquia. Foram tantas as tentativas financiadas pelo ocidente com o objetivo de dominar aquela região, que o povo sírio deveria ser homenageado pelas ruas do mundo todo.
    Parabéns Rússia e o povo Sírio por suportar tamanha traição e atos criminosos do mundo ” civilizado”.

    • A Rússia tem que ficar muito esperta, porque se depender de seus “aliados” turcos e iranianos, vão ficar sem o playground sírio assim que a poeira baixar.

    • você é sírio? o povo sírio está a 30 anos nas mãos desse ditador, e agora o mundo inteiro usa a Síria como campo de teste de suas armas e processo militares devido a esse maluco, que usou o exercito contra seu próprio povo, e você ainda escolhe esse lado? Se é para escolher um lado, escolha o povo. Você mora no ocidente, assisti filmes da Marvel, mas odeia o ocidente. Cara a Rússia é um país bem grande, tem espaço para você lá. Fica a dica.

  3. Deveria usar “civilizado” para Russia também. nessa guerra nenhum lado é santo, nem síria, nem Russia, nem NATO. oque existe é um descomunal jogo de interesses em que cada um acusa o outro de barbáries. e quem sofre no meio é o povo.

    • Mas a Russia ao contrario dos demais, esta ali a pedido de Damasco.
      Uma minucia, um pequeno detalhe que transforma o ilegitimo em legitimo.

      De todas formas não creio que sofram tanto como o “pacifico” povo brasileiro, diria que pode ser até possivel que o Brasil tenha mais assasinatos por ano que a Siria.

      GAME OVER.

  4. Não deve ser fácil para o governo Sírio saber que uma Força estrangeira está ocupado umas de suas cidades, na realidade não á muita coisa que eles podem fazer nesse caso. vale ressaltar que a Turquia no inicio da guerra Síria, foi um dos paises que mais apoiaram as forças democráticas Síria dentre outros grupos moderamos .

  5. Não entendi…

    Segundo os estrategistas e analistas das zisquerdas intelequitual brasileira..

    Putin e Erdrogan planejam um grande passa moleque na OTAN e nos EUA.

    Como o Putin vai reagir agora? Vai exigir a retirada da Turquia a força do quintal do Assad e perder mais uns Su24 e de quebra se enroscar com a OTAN no quintal dela ou deixar as forças sírias tomando pau das turcas?

  6. O maior “crime” da Síria é se opor a Israel, fazendo frente comum com o Irã em apoio a Hezbollah, na resistência a agressão israelense no Líbano, assim como o apoio a Palestina. Assim como a ousadia de Assad em não aceitar a anexação de Golam Heights. Quem quiser entender o que está acontecendo por lá precisa ler sobre o Oded Yionon plan,, que delinea os passos para o domínio completo de Israel na região.

    https://www.google.com/amp/s/www.globalresearch.ca/greater-israel-the-zionist-plan-for-the-middle-east/5324815/amp

    • Síria e Israel quase chegaram a um acordo de devolução das colinas no início do século. Por causa de um pequeno desacordo nos limites as negociações não proseguiram. Depois disso, tudo piorou e Israel além do acordo de paz e o reconhecimento, passou a exigir o fim das relações com o Irã (inviável) e com o Hesbollah.

      A pequena diferença de território deixaria o lado detentor com a maior parte dos recursos hídricos das Colinas de Golam: fundamental para Israel, importante para a Síria.

    • Como diria Garrincha, só precisa combinar com os árabes. Não duvido que tal plano exista, mas é um tanto inexequível, principalmente no norte africano.

      • Delfim, acho que esta plano está em pleno andamento. Hoje á uma enorme divisão de poder na Síria. Com a guerra civil a questão das Colinas Golan ficou em segundo lugar. Ótimo para Israel.

  7. Turquia apesar de detestável, está fazendo o mais correto pra ela. Limpando a fronteira dos perigos futuros e ainda dando um pau nos curdos que foram burros por tentar se aliar ao Assad.

    • Grigor, os curdos de Afrin não eram aliados do governo sírio. Seriam dos americanos, mas graças as pressões turcas, nunca receberam mais que alguns ‘conselheiros’ (assessores militares e CIA-man).

      Depois tiveram os ‘observadores’ russos que foram avisados para se retirarem de Afrin antes da ofensiva turca.

      Depois que a invasão começou algumas unidades da NDF síria (Força de Defesa Nacional) se dirigiram para a região. Todavia, a NDF é formada pela união de milícias e apesar de oficialmente estar sob o comando das FFAA, muitas vezes age por conta própria.

  8. E a região da Gota na Síria, já foi tomada totalmente por Bashar al-Assad?
    Passou ele dirigindo um carro em meio aos escombros da região no JH da Globo.

  9. Karl Bonfim 20 de Março de 2018 at 20:07
    E a região da Gota na Síria, já foi tomada totalmente por Bashar al-Assad?
    Ghouta foi dividida em três partes , uma foi conquistada ,outra tem uma extensão de 17 km para conquistar, a última 23km …no geral foram tomados 70% do território….

    Muitos ai pergunta :e a Rússia vai tirar a Turquia não? Gente não sei que mídia vcs acompanha , mas Assad não manda nada na Síria.. Quem manda lá é a turma de Astana ,Rússia,Turquia e Irã… Do outro lado do Eufrates manda os EUA…
    Rússia não esta nem para os Curdos , pois depois de vencer os militantes ,adivinha quem vem pela frente????

  10. Esse conflito perdeu toda a previsíbilidade racional a vários anos atras. Deixei de tentar buscar qualquer lógica nisso. Duvido que alguém tenha a mínima noção de como isso vai acabar.

  11. A Turquia só avança na Síria com consentimento da Rússia. Nem a Síria, Turquia, Rússia, Iraque e Irã querem um Estado Curdo independente. Quanto mais fraco for os Curdos, menos forças eles tem de fazer frente a esse países.

  12. Com as forças armadas da Síria em frangalhos por anos de guerra civil devastadora.

    Só resta Damasco “condenar” e chorar na cama

  13. Vários leopards 2a4 da Turquia estão sendo destruídos com facilidade e muita gente ainda idolatra esses tanks… a situação do Brasil é ainda pior com os leopards 1a5, só lamento para quem tiver que ir para uma guerra em leopard 1a5, guarani e F-5.

    • Meu caro, a arma pode ser poderosa como for, se o operador não souber usar, ela é praticamente inútil. É isso com acontece com os Leos 2a4 turcos. Veja o caso dos alemães na invasão da França na 2ª GM, tinham blindados inferiores aos franceses, mas como sabiam usá-los deram uma grande coça nos franceses. O mesmo vale para as guerras árabes-israelenses, onde os árabes compraram equipamentos russos a rodo, mas não sabiam usá-los eficazmente e tomaram uma surra dos israelenses.

      • Não se esqueça da perda de vários Abrams M1 dos iraquianos por não terem doutrina no uso da máquina e tal. Nem sempre ter o melhor significa garantia de vitória. Doutrina de emprego é tudo.

      • No caso da invasão da França não foi uma questão de que os alemães usavam melhor os equipamentos, eles foram mais inteligentes quanto a estratégia, os franceses cometeram um erro de estratégia achando que não seria possível realizarem um ataque massivo através da floresta e deixaram a área desprotegida, acabaram sendo surpreendidos com os tanques alemães entrando todos na França sem enfrentarem resistência. O Brasil comete esse mesmo erro achando que é impossível atravessar a floresta com blindados…

        • Não compare as Ardenas com a Floresta amazônica, o espaçamento entre árvores é o mínimo que você possa imaginar na floresta amazônica e estrada são quase inexistentes e a maioria é de péssima conservação, além disso lá chove intensamente, mesmo que derrubem árvores para atravessar o solo iria ficar encharcado com as chuvas constantes da região, a lama iria ser um pé no saco dos blindados, atrasando qualquer ofensiva e dando tempo para que FAB vá até o inimigo e os destrua. Se falar nas dezenas de rios e córregos, alguns rios da amazônia são intransitáveis para barcos grandes.

  14. DE novo a história da fragilidade dos Leopard?!? Na boa, aqui mesmo na trilogia tem um vídeo que mostra o abate de tanques turcos, não pela fragilidade mas pela exposição ingênua dos mesmos. Equipamento, Treinamento e Doutrina são uma tríade inseparável para a eficiência, se um dos fatores é fraco desmantela a eficiência.

    Sds.

  15. Fragilidade dos Leopard??

    Na Síria e Iraque algumas unidades de TODOS os MBTs envolvidos foram destruídos. TODOS!
    Leopard, T72, T90, M60, Abram, Challenger…
    Até LeClerc das tropas dos Emirados Árabes andou sendo destruído no Iêmen, outro país em Guerra Civil na região.

    Tá cheio de mísseis anti-tanques, de tudo quanto é tipo, nas mãos dos rebeldes, curdos, exércitos, terroristas… Impossível não perder nenhum MBT.

    Dizem que a Turquia perdeu uns 20 tanques lá.
    M60 e Leopards.
    Mas matou mais de 1.500 soldados curdos.
    E conquistou a cidade.
    Isso é Guerra poxa! Não é videogame!!!

    O pessoal tem que parar de se basear no Sputinik pra tudo…

  16. Alguns, acham que o Leopard é super tanque, por isso quando umas meia duzias são postos pra fora de combate, já ficam espantados e falando que o tanque é bosta. Agora há uma coisa a se relevar, à versão 2a4 empregada é antiquada em termos de blindagem, nem chobham elas tem .
    So o Leopard 2a5 pra cima que passou a contar com essa blindagem.
    https://en.m.wikipedia.org/wiki/Leopard_2.

  17. O problema aqui é o que já sabemos. Tanques são armas formidáveis contra outros tanques, em batalhas campais estilo Kursk. Agora, na luta casa a casa, contra times de caçadores armados com mísseis que a cada dia são mais portáteis, letais e eficientes, não dá. Até mesmo os magníficos Merkava levaram uma coça no Líbano, exatamente por esse motivo. Abrahams, Leopardo, T-90, e etc, todos apresentam grandes vulnerabilidades .

    • Creio eu que os grandes MBTs estão se tornando defasados hoje em dia, pois a maioria dos conflitos já descambam para uma guerra em ambientes urbanos. Um blindado leve como o Stryker é muito mais eficiente que um MBT, ao meu ver.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here