Home Artilharia Conheça o Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes

Conheça o Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes

7260
18

Formosa (GO) – O Exército Brasileiro adquiriu, nos anos 1990, cinco Baterias de Lançadores Múltiplos de Foguetes ASTROS II para modernizar a sua Artilharia de Campanha e de Costa. O material foi distribuído em diversas regiões do território nacional. Em 2004, por intermédio da Portaria nº 619, do Comandante do Exército, de 24 setembro, decidiu-se centralizar o material ASTROS II, com a extinção dessas Unidades e a transferência do 6º Grupo de Artilharia de Costa Motorizado (6º GACosM) para Formosa (GO), transformando-o em 6º Grupo de Lançadores Múltiplos de Foguetes e Campo de Instrução de Formosa (6º GLMF/CIF).

A Portaria nº 022, do EME, de 28 de março de 2007, aprovou a diretriz de implantação do Centro de Instrução de Artilharia de Foguetes (C I Art Fgt), vinculado ao 6º GLMF/CIF, permanecendo dessa forma até a publicação da Portaria Nº 312, do Comandante do Exército, de 11 de abril de 2014, que criou e ativou o Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes (CI Art Msl Fgt)), com nova denominação, mas ainda vinculado ao 6º GLMF/CIF.

Por fim, em 2017, a Portaria nº 1.052, do EME, houve a ativação do CI Art Msl Fgt como organização militar e a nomeação de seu primeiro Comandante.

O Centro tem como missão especializar os recursos humanos no emprego e na logística do sistema de mísseis e foguetes e contribuir para a formulação da doutrina de emprego desse sistema da Artilharia do Exército Brasileiro. Além disso, no corrente ano, recebeu militares do Exército da Indonésia, proporcionando aos militares de ambos os países o intercâmbio de conhecimento técnico-operacional do Sistema Astros.

O CI Art Msl Fgt está organizado da seguinte maneira: Diretor de Ensino; Divisão Administrativa; Divisão de Ensino; Divisão de Doutrina e Pesquisa, Divisão de Simulação e Divisão de Alunos.

Atualmente, são desenvolvidos os cursos e estágios listados abaixo no Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes:

  • Curso de Planejamento de Emprego do Sistema de Mísseis e Foguetes para Oficiais do QEMA;
  • Curso de Operação do Sistema de Mísseis e Foguetes para Oficiais;
  • Curso de Operação do Sistema de Mísseis e Foguetes para Sargentos;
  • Curso de Manutenção Eletrônica do Sistema de Mísseis e Foguetes para Sargentos;
  • Curso de Manutenção Mecânica do Sistema de Mísseis e Foguetes para Sargentos;
  • Curso Internacional de Operação e Manutenção do Sistema de Mísseis e Foguetes;
  • Estágio de Organização, Preparo e Emprego do Sistema de Mísseis e Foguetes para Majores e Capitães aperfeiçoados;
  • Estágio de Meteorologia Balística;

O Centro é subordinado diretamente ao Comando Militar do Planalto, possuindo vinculação técnica à Diretoria de Educação Técnica Militar (DETMIL), que é responsável pela orientação técnico-pedagógica.

A visão de futuro do CI Art Msl Fgt é ser reconhecido, no âmbito do Exército, como um centro de instrução de excelência, voltado para a evolução constante da doutrina de emprego do Sistema de Mísseis e Foguetes, a especialização permanente dos quadros e o desenvolvimento contínuo das competências pessoais na busca pelo autoaperfeiçoamento.

Reconhecido nacional e internacionalmente, o CI Art Msl Fgt é, hoje, graças ao comprometimento e dedicação de todos aqueles que fizeram ou fazem parte de sua história, um centro de excelência no que diz respeito à capacitação dos recursos humanos que atuam dentro do Sistema de Mísseis e Foguetes.

ASSISTA AO VÍDEO DE LANÇAMENTO NOTURNO DE FOGUETES PELO SISTEMA ASTROS II NO QATAR

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

18 COMMENTS

  1. Se estas armas tiverem boa mobilidade por todo país, sem dúvidas uma arma poderosa. A escolha de uma região central do país é inteligente. Em menos de dois dias, sobre caminhões, o exército coloca o ASTROS 2020 em qualquer parte do país!

  2. Chuva infernal essa rsrsr.
    Acho que o EB/CFN deveriam adquirir novas unidades desse sistema, ainda mais após a entrada em serviço do MT-300 e SS40G.
    Algo em torno de umas 100 unidades para EB e 36 unidades para CFN.

  3. Algumas observações.
    Sistema de armas modular com respeito a munição, mísseis e foguetes de diversos calibres e alcance de 30km e mais além dos 300km.
    Proteção blindada e grande mobilidade terrestre rodoviária e boa autonomia.
    Geralmente transportados por carretas como os demais veículos blindados.
    Pode também ser deslocado nos navios da MB por exemplo no NDM G-40 Bahia (Inclusive seria possível efetuar disparos com o sistema ainda embarcado contra posições em terra ?).
    Outra possibilidade de transporte em um futuro próximo é o KC-390 com 30 unidades não seria difícil mover em algumas horas 1 bateria completa uns 13 veículos (?) não apenas para qualquer ponto do território nacional mas muito além.
    Por ser um sistema de armas genuinamente nacional sem dependência de componentes criticos vindos do exterior nem sujeitos a embargos.
    Sendo o sistema Astros MK-6 e MK-3M o sistema de armas com o maior poder de fogo de toda a América Latina.
    Seria esse o sistema de armas mais importante e efetivo dentro da estratégia de dissuasão do Brasil atualmente?
    Gostaria de saber a opinião dos demais…

  4. Quem tem dinheiro pode fazer isso.
    Isso teve ser muito aterrorizante para quem está bem próximo de onde vão cair esse foguetes.

  5. Vídeo incrível.
    O pessoal da Avibrás deve delirar com esse vídeo, já pensando na encomenda para repor o estoque de foguetes.
    Seria legal ver onde caíram e o estrago feito.

  6. Nessa densidade de fogo, um missil nao poderia atingir um outro missil proximo, seja por falha de seus motores, deslicamento de ar, ou por azar?

    • 122mm (no caso dos SS-30, Grad e similares) tem pouca eficiência com Cluster em comparação com outras versões (SS-40, Smerch, Uragan e etc).

  7. Imaginem a salva de um GMF completo, com seus 18 lançadores, 06 por Bia! Deveríamos equipar um grupo de artilharia de cada ADs com o ASTROS.
    É com fogo que se ganha as batalhas!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here