Home Economia Oriente Médio: por que a China promete investir bilhões de dólares?

Oriente Médio: por que a China promete investir bilhões de dólares?

4072
53

A China está fazendo grandes investimentos econômicos no Oriente Médio, prometendo gastar US$ 23 bilhões ou mais em ajuda.

O presidente Xi Jinping quer acordos de livre comércio com os países árabes, particularmente para petróleo e gás. A China é, atualmente, o segundo maior importador de petróleo do Oriente Médio.

A Arábia Saudita exporta mais petróleo para a China do que para os EUA, mas a China também é a principal importadora do Irã.

A China quer dobrar seu comércio no Oriente Médio para US$ 600 bilhões em 2020. O Oriente Médio é essencial para a iniciativa “One Belt, One Road” (OBOR) da China. O OBOR é a versão do século 21 da Rota da Seda na esperança de conectar a Ásia, África e Europa.

Reuben Mondejar, professor de Iniciativas Asiáticas, diz:

“Isso é parte de um plano de longo prazo da China para assegurar seus recursos para o futuro por causa da situação atual. Com a guerra comercial e todo esse isolacionismo, protecionismo e todas essas acusações, a China precisa de amigos.

E esse é um bom momento para fazer amigos anunciando US$ 23 bilhões em investimentos. No entanto, existem riscos para este investimento. O Oriente Médio é mais problemático, por exemplo, que a América do Sul.

O Oriente Médio é provavelmente a região mais volátil no momento, então a China está entrando em uma área muito difícil.”

O coração do Oriente Médio, Síria e Iraque estão cheios de conflitos. Mas o investimento da China não se limita apenas às zonas de conflito, ela quer acordos de livre comércio com todos os 23 países da Liga Árabe.


FONTE: Al Jazeera

53 COMMENTS

  1. Melhor forma de conseguir amizades é cessar suas ambições na Ásia, com certeza os paises do leste asiático iam mudar o geito que visão a China e a integração daria um passo a frente.
    Mas a China quer uma espécie de sistema continental no leste asiático, bem parecido com o que Napoleao fez na Europa, o que os japoneses na Ásia até a 2GM.

  2. É evidente que a China será (ou já é) a grande protagonista na área econômica no mundo.
    Todos terão interesses em ter boas relações econômicas e políticas com ela.
    Sinal dos novos tempos.

  3. Os mapas dão a clara demonstração do aumento da influência chinesa no mundo.
    E ainda, estão começando a expandir suas relações econômicas na América Latina.
    São excelentes notícias.

    • Não sei do que excelente, noticia de uma ditadura ascendedo ao poder mundial.
      A democracia vai cada vez mais diminuir sua influência e importância, distopotas, como Putin, Mao, Xin Jinping vão ser postos nas escolas como lideres à altura de FDR, Churchill.
      Sem contar no possível dominio chinês do mercado mundial, que constrasta com sua suposta vontade de mercados livres.
      É preferível à morte do que um mundo desse, será um novo “homem do castelo alto”.

      • “possível domínio chinês do mercado mundial” Parei de ler aqui. Tirando a prática de dumping, o que os chineses tem praticado é o capitalismo na sua mais pura essência, ou seja, livre das amarras do protecionismo do estado, cada vez mais praticado pelo ocidente em sua eterna arrogância. Os chineses não tem leis trabalhistas onerosas como na maioria dos países do ocidente, que encarecem a mão-de-obra e torna os manufaturados bem mais caros, por isso as empresas vão para países livres de legislações proibitivas. Se os chineses estão dominando o mercado mundial, é culpa do protecionismo estatal do ocidente.

        • A economia chinesa é fechada, o que aumenta muito sua vantangem comparativa, os salarios são forcados abaixo do que valem, mesmo em um ambiente de mao de obra mercadologica, com apoio do aparato do estado.
          O estado impede a competição, criando e incentivando super empresas ou estatais, so por exemplos, empresas americanas são proibidas de operar no mercado Chinês, a não ser que se associem com uma chinesa, numa proporção 50-50, por isso a China, tem grandes empresas de tecnologia como a Huawei, diferente de uma Apple ou Microsoft, que cresceram por si, proprias.
          A China pertuba o sistema das relações internacionais dirigida pela ordem liberal, que foi apartir da queda da URSS, responsável pela volta da democracia no mundo.

      • Sinceramente, cada dia mais fico pensando quais países de fato são democráticos ?! Tirando os países nórdicos, nenhum outro país conseguiu ser democraticamente pleno. Com participação popular, representatividade… Pega o Brasil como exemplo dá pra falar que é um país democrático ? Só porque você é OBRIGADO a votar ? Você, eu, ou qualquer pessoa desse fórum tem alguma representatividade? (Ah não ser que pague algum político, até momento está é a única forma de ter voz no congresso… ) Sabemos quem vai se eleger indiretamente pelo coeficiente eleitoral ? O problema da China é a falta de liberdade de imprensa! Mas pesando os lados o brasil não é uma país democrático tb já que a população não tem representatividade NENHUMA, e lendo as notícias, vemos que os eleitos votam em interesse próprio ou de quem paga e se coincidir com a votação da população ainda faz uma média… Violência aqui é melhor que lá ? Educação aqui é melhor que lá ? Economia aqui é melhor que lá ? Temos que começar a refletir no nosso próprio país antes de ficar repetindo alguns mantras!

    • Excelentes notícias para quem? Precisa ser muito ingênuo e/ou simpatizante do autoritarismo para comemorar o aumento da influência e do protagonismo da China no mundo.

  4. O jogo dos grandes players globais é exatamente este. Destruir toda uma região, invadir, financiar milícias terroristas, pilhar e despejar bombas até não querer mais, para depois investirem na reconstrução. Porém esta reconstrução é atrelada a contratos de bilhões de dólares, com empresas americanas, europeias e chinesas. O próprio oriente médio a décadas se vende a preço de banana, achando que ser marionete dos países ocidentais se daria bem, pura ilusão e traição. Vejo o oriente médio no mesmo nível da África, Varios países em guerra, jamais conseguindo entrar em acordos de forma civiliZada. A China está se aproveitando do caos planejado, fazendo negócios extremamente lucrativos. A ganância impera em todo o oriente medio. Muitos acham que o petróleo é uma benção, porém deveriam começar a pensar em como ele é uma maldição para esta região.

  5. Fazer negócios comerciais até vai, desde que chineses não vire o dono da nossa “despensa”, mas se envolver politicamente com eles ?? Como diz um colega meu, parece que brasileiro não quer ter liberdade e democracia, apenas quer trocar o dono do chicote.

    • “desde que chineses não vire o dono da nossa ‘despensa'” O que você quer dizer com isso? Ah já sei, aquele discursinho do Bolsonaro de que os meios de produção nacionais tem que pertencer somente à brasileiros né? Ou seja, o velho protecionismo que enriquece os grandes e escraviza os pequenos e indefesos, o mal que assola esta nação desde o seu descobrimento. Parece até o Lula, o Ciro Gomes, ou pior, o Boulos e a Manuela D’ávila (que é muito bonita, mas é comunista…)! E eu achando que o brasileiro tinha aprendido alguma coisa com tantas e tantas crises vividas… O país está perdido com essa mentalidade de alguns…

  6. Que seja muito bem vindo China e Rússia pra parcerias estrategicas com os países do Oriente Médio, EUA já podem tirar o time de campo, que por sinal é oque o Trump já vem planejando em seus discursos (a mando do Putin claro)

    • E hoje (20/07) saiu notícia de que um assessor de Trump acusou a China e o resto do mundo de declararem guerra comercial aos EUA.
      Quer notícia melhor? Eles contra todo o mundo.
      O buraco para os EUA será mais fundo do que eu imaginava.

  7. HAhaha EUA ou China , qual deles o Brasil serve melhor para ser sola de sapato kkkkk.
    Sendo EUA ou China lider do mundo não muda nada para nós,se precisar de passar em cima de qualquer país em questão de seus interesses não vão pensar duas vezes , potencias agem assim e sempre foi assim , não é surpresa para ninguém , e porque não querem ficar debaixo da sola de ninguém preferem ser piti bull do que vira lata rsrsrs.
    Isso que determina a imagem do povo de cada País.

      • Vá morar na Colômbia, alinhada dos EUA. Se duvidar, a Colômbia arranja uma guerrinha básica com a Venezuela e você pode até participar.

          • Se à america representar a liberdade, eu não tenho o pq não fazer, alias faria por qualquer pais que represente.
            Até mesmo contra o Brasil, eu faria, se, é claro, o Brasil representasse o lado negro, o autoritarismo.

          • Tomara que você não fique somente nas palavras e faça realmente isso. Aliás, você pode fazer agora mesmo: é só ir para a Síria ou Ucrânia. Escolha um desses países e já até lá matar os comunistas autoritários. Se escolher a Síria, não perca tempo, porque a guerra lá já está acabando. Mas na Ucrânia vai exacerbar em breve, para sua alegria. Dou até dinheiro para você ir para lá, se precisar.

          • Está bom! Depois vai lá receber alguns aviões de terceira-mão como donativo para os mais pobres.
            Este papo já não cola mais. Os EUA são defensores do próprio bolso.
            Acho que o resto se cansou disso.
            Acho também que eles devem se conformar com a nova realidade.

          • A proposta chinesa não é ter cachorrinhos, como querem os americanos.
            Mas, parceiros. Daí seu sucesso retumbante.

          • So que os americanos não tiveram cachorrinhos todas as decisões de seus aliados, foram feitas pq os EUA eram seus verdadeiros parceiros e suas populações e estados tinham objetivos comuns.
            Só que para pessoas como vc, com visões deturpadas da realidade, isso é inaceitável, pois arruinaria com todas suas visões distorcidas domundo !
            Ego, tapa a realidade.
            Mas a verdade é una só e absoluta, não existe essa de minha verdade.

          • O problema é o viés ideológico de alguns,que embora seja negado, dissimulado,furtivo,não confessado,porém patente nas ações,são capazes de vender a pátria,desde que seja para o seu demiurgo.
            Auto se enganam com seus deuses,na verdade ídolos,humanos sem defeitos,perfeitos,pois atribuem os mesmos uma perfeição que não tem.
            China e Rússia,ambas são ditaduras,eternas,não importa a que regime foram submetidos suas populações no passado distante e/ou recente,porque foi sempre assim desde as suas origens até o presente.Enquanto isso os USA sempre foi uma democracia,defendeu as liberdades por principio.E líder inconteste em todas as áreas, mesmo que o fanatismo não reconheça a realidade.Enquanto isso um dragãozinho que ascendo no cenário internacional graças aos capitais e a tecnologia ocidental,que aparentemente posa de pacífico,pois como permitirão a outros aquilo que nega a sua própria população?
            A dívida da China é colossal,é maior que o seu PIB,ela não vai muito longe,pois vai quebrar.
            Quem viver,vera!

  8. Coreia do Sul e Austrália são países de primeiro mundo que investe na formação de educação e conhecimento nem compara com republicas bananeiras .
    Aqui no Brasil se for EUA ou China não muda nada de nada,e não é culpa desses países citados,um lugar que idolatra carnaval e futebol em primeiro lugar não é serio rsrsrsrs,por isso não entro nessa de ficar torcendo para americano ou chines ,não fazemos nem o nosso dever de casa rsrsrs.
    É uma vergonha.

  9. É claro que o Oriente Médio ainda vai conservar sua importância geopolítica no futuro, mesmo que todo o contexto atual não seja mais o mesmo daqui a alguns anos no futuro, mesmo tendo em vista que no futuro próximo, os EUA, usando uma expressão do mundo do futebol, de ‘sangue doce’, não dependam mais do petróleo, depois da descoberta do gás de xisto que o permitiu que se tornasse não só autossuficiente, como ainda concorrer contra as próprias nações árabes na exportação de energia (que ironia…)

    Também é notório que há reservas de gás de xisto na China e que são até maiores que a dos EUA, sendo que o problema pros chineses estaria na formação geológica que impediria que se extraísse com o fracking usado nos EUA. Mas, cedo ou tarde, é óbvio que esses bolsões de gás vão ser explorados, porque a ferramenta mais importante pra isso, o país tem: $$$.
    Ou seja, os árabes sabem que em algum momento no futuro, não mais poderão depender do petróleo, tanto que pelo menos os países mais endinheirados da região, já se planejando estrategicamente pras próximas décadas como são o caso da Arábia Saudita, dos EAU e do Catar.

    Além do mais, uma coisa é óbvia e vale pro planeta inteiro e não só pro Oriente Médio: sem entrar no mérito da terminologia (nova ordem mundial ou reforma da atual ordem), todos os países terão um novo ‘significado’ dentro de um novo contexto que aos poucos vai se firmando com a ascensão da China e, no caso, do Oriente Médio que continuará a exportar petróleo pra Ásia até o médio prazo, vai ganhar relevância, a posteriori, fazer parte do OBOR. Aliás, na Rota da Seda original, o grande comércio dos chineses era com os árabes e não com os ocidentais. Claro que nesta ‘Rota da Seda 2.0’, o foco seria a Europa, mas se o proselitismo político-ideológico ocidental travar tudo, não haveria dificuldade pros chineses ‘focarem’ no Oriente Médio (e na África…)

    Aliás, sobre esse tema, a relação China x Oriente Médio, essa semana, saiu na BBC (no site em língua inglesa) uma matéria sobre o paradoxo que é China e Israel manterem boas relações, a despeito das posições geopolíticas de cada um deles. Não vou postar o link, mas é só procurar por ‘Unlikely partners? China and Israel deepen trade ties’.

    • Toda relação internacional tem uma ideologia por trás, então essa do proselitismo ocidental, não passa de erro de interpretação seu.
      O ocidente esta defendo seu modo de vida, nas relações internacionais, que sao na verdade um emaranhado de sistemas, na qual a do ocidente representa o modo de vida sobre um governo de democracia ocidental, que depende como todo, governo independente de qual for do ambiente exteno favorável, ou um sistema internacional que o permite viver.
      Por isso paises autoritários, veem, com maus olhos um sistema regido por democracias ocidentais, e se o contrário acontecer, será o mesmo.

      • O sistema ocidental pressupõe uns poucos países ricos montados em um monte de países pobres. Só isso.
        Daí, o sucesso da China.
        Propõe, inicialmente, a não intervenção nos assuntos internos dos outros e meios de trocas econômicas mais justos.
        O sucesso deles é evidente, não?

        • “O sistema ocidental pressupõe uns poucos países ricos montados em um monte de países pobres. Só isso”, nem vou comentar, uma imbecilidade dessa!

          Quanto ao comércio, a China não faz troca economicas justas com ninguem no planeta!
          Ngm não faz nada, pq eles ameaçam fazer sempre uma guerra comercial.

          Sobre a intervenção, todo player faz, inclusive a China, vide o leste asiático.
          E é claro, a intervenção chinesa, não é nada diferente do que os modelos de sistema continental tentados pelo Japão imperial, pela Alemanha nazista e imperial nas 2 GM e por Napoleao no sec.XIX e pelos autoritários imperadores romanos em seu tempo.
          Ou seja, uma bosta!

          • Está bom. Então, agora vai lá e entre na fila para receber algumas velharias de terceira mão do Tio Sam.
            Poupe-nos!

  10. Se os EUA tentam aumentar sua infuência são criticados, ao se recolherem são criticados também.

    E o partido comunista chinês apoia o Ciro Gomes.

    Corramos para as montanhas, se sobrar alguma …

  11. Olhando pelo lado do Oriente medio vejo que se darão bem a China se cumprir o prometido estará levando desenvolvimento, lembrando que hj nao temos uma china de codimentos, especiarias, mas uma china tecnologica.

  12. China olhando para os 300 milhões de árabes, e bilhões de barris de petróleo.
    .
    Israel pode ficar mal neste esquema chinês. A China não tem “dívida histórica” quanto ao antissemitismo, e não possui população judaica influente.

    • Perfeito. Os tempos de bonança estão acabando.
      A perda de influência americana será proporcional ao aumento dos desafios para Israel.

  13. To pensando aqui se todo chines tivesse carro , a coisa ficaria feia rsrsrsrs.
    O mercado de consumo dos chinas é absurdo , e tem a tendencia de ficar maior e maior.
    Aonde entra o tal do dinheiro a ideologia cai .

  14. Não custa lembrar que Nostradamus advertiu sobre uma ofensiva islâmica-asiática no conflito final, e que o Anticristo viria de uma populosa cidade da Ásia.

  15. Não sei o porquê desta indignação e revolta, por um lado, ou desta euforia e o prenuncio de uma nova era dourada sob o domínio chines. É apenas a história se repetindo só que com outros personagens.
    A China não esta fazendo nada diferente do que outras nações fizeram no passado. Esta tentando e vem conseguindo estabelecer relações coloniais com outros países. Quer garantir mercados para seus produtos, garantir fontes confiáveis de matérias primas e alimentos, garantir o emprego para os seus habitantes e por ai vai. O que de diferente tem do que a Inglaterra fez durante seu período de dominação colonial? Nada.
    Reclamar do baixo custo da mão de obra local ou das exigências de associação com empresas chinesas? Endereço errado. Reclame com as empresas ocidentais, americanas e/ou europeias, que aceitaram e ainda aceitam estas regras e se transferiram para lá exatamente pelos baixos custos de fabricação e pelo acesso ao mercado local. A China apenas jogou seu jogo e aceitou jogar quem quis.
    Alguns até tentaram resistir, como o Steve Jobs que manteve a produção nos Estados Unidos até onde pode mas teve de ceder por não conseguir competir com seus concorrentes que produziam por lá. Então seguiu a onda e transferiu suas linhas de produção também.
    Até por aqui sentimos os efeitos. O Brasil tinha um dos maiores fabricantes mundiais de motores elétricos, a WEG, gaucha. Exportava para o mundo mas também não aguentou a competição e, para sobreviver, transferiu a a maior parte de sua produção para a China. Idem com a Marcopolo, grande fabricante de carrocerias para ônibus. E os exemplos vão se sucedendo.
    A culpa é da China? Não. Ela apenas criou as condições propícias. A culpa é das grandes empresas e seus executivos e acionistas, assim como dos governos que aceitaram, estimularam ou permitiram esta transferência. Eles ganham sempre e nós perdemos sempre não importa quem seja o dominador do momento. Para eles o que sempre fala mais alto é o lucro não importando onde esteja sendo obtido.
    Agora é tarde: se hoje o dragão é ameaçador a culpa não é dele mas daqueles que o alimentaram quando era um bebê inofensivo e permitiram que ele crescesse.

  16. há pessoas que adoram criticar os EUA por qualquer motivo. na questão ideológica então nem se comenta mais, visto sempre os americanos serem culpados das mazelas do mundo . entretanto por que os chamados socialistas de plantão adoram ir para os EUA, estudarem morarem em Nova York ou na Califórnia? por que a maior concentração de imigrantes de todo o mundo se concentra nos EUA? FMI é criticado por emprestar dinheiro à países falidos. de quem é a culpa? Do FMI que empresta ou dos governos medíocres e corruptos que exploram seus cidadãos e seus governantes se locupletam? Dou um exemplo: se alguém me pede emprestado algo, empresto e fico perturbando até que me seja devolvido o que me pertence. No caso do FMI ele empresta dinheiro e quer que seja devolvido com garantias. Há pessoas muito simplórias em seus discursos ou deveriam se ilustrar um pouco mais. Concordo com os Srs. Augusto L e outros que preferem viver no inferno da democracia do que manter-se de macacão pelo resto da vida trabalhando sem direito algum no chamado paraíso totalitário-comunista. Lembrando que todo fracassado demonstra seu ranço totalitário culpando sempre os outros e não a si mesmo. Trabalho para me manter evoluído quer espiritualmente e com prosperidade. Para isso se faz necessário trabalhar e competir para ser o melhor e tudo isso se deve através do mérito e não desta ” ilusória ideia de igualitarismo entre os povos” que é papo de boteco de fim de noite para universitários ou idiotas desmiolados. Grande abraço.

  17. O gigante chinês é como um gafanhoto, precisa alimentar mais de 1 bilhão de pessoas e manter a estabilidade do regime que historicamente está ligada a isso, então temos visto a presença chinesa na África que não tem nada de parceria com ninguém é o novo colonialismo, garantir fontes futuras de fornecimento de matérias primas, mercados para bugigangas e armas de segunda, sem qualquer tipo de restrição para com o regimes que negocia, a China não respeita nada nem ninguém, muito menos qualquer tipo de lei internacional, ela está negociando com os piores regimes do mundo, tudo é claro, dentro de seu interesse nacional, então não vejam na China um parceiro, mas um grande gafanhoto prestes a destruir a plantação.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here