Home Blindados Eurosatory 2018: Patria 6X6 – Capacidade de Transporte Multifuncional no Futuro

Eurosatory 2018: Patria 6X6 – Capacidade de Transporte Multifuncional no Futuro

1790
13
Patria 6x6
Patria 6×6

A Patria lançou na Eurosatory 2018 um novo veículo – Patria 6×6, que traz os princípios básicos por trás de seu antecessor até os dias atuais, com sua capacidade de transporte multifuncional e modularidade que se adapta facilmente às necessidades do cliente.

Seja bem-vindo para ver o recém-chegado no stand da Patria, no Hall 6 – G260/300.

O Patria 6X6 é um sucessor do Veículo de Transporte Blindado Pasi e complementa as frotas de veículos dos clientes do lendário Patria AMV 8X8. O Patria 6X6 é um veículo de transporte multiuso. A estrutura do chassi é baseada nos mesmos componentes que o AMV, mas com um eixo a menos. O veículo é conduzido por todos os três eixos e dirigido a partir dos dois dianteiros, ou todos os três, dependendo da sua equipagem. Equipagem opcional pode ser adicionada para aproximar o 6X6 do AMV. Por exemplo, vários níveis balísticos e de proteção contra minas, sistemas de armas, sistemas de autoproteção e outros equipamentos internos estão disponíveis.

O Patria 6X6 pode ser equipado com uma variedade de sistemas de armas e, se necessário, o sistema de artilharia Patria Nemo 120mm. O 6X6 tem uma capacidade máxima de carga de 8,5 toneladas. A proteção do 6X6 blindado atinge o nível 4 do STANAG, o que significa proteção contra até mesmo fogo de metralhadoras pesadas. Devido à boa capacidade de carga do 6×6, ele tem melhor proteção do que os anteriores Pasi APCs (Armoured Personnel Carrier). Sua proteção contra minas é de alto nível, mesmo no nível básico, mas até 10 quilos de proteção contra minas podem ser alcançados.

Embarcar e sair do 6X6 é fácil. Além da tripulação de 2-3 pessoas, o veículo tem capacidade para dez soldados, dependendo da finalidade e do layout. O motorista pode se adaptar facilmente aos controles da cabine do tipo 6X6. O veículo é projetado como uma solução simples e econômica de caminhão. Em termos de durabilidade, continuará ao longo da trilha pioneira de seu antecessor, o Pasi. O 6X6 também é um conceito claramente unificado em termos de sua tecnologia de fabricação. Se necessário, a montagem final e o equipamento podem ser facilmente concluídos por um parceiro no país de destino. O 6X6 cumpre os padrões da OTAN e é idealmente adequado para missões de manutenção da paz em qualquer parte do mundo. O suporte do ciclo de vida do veículo é parte integrante do Patria 6X6.

“Há muito tempo existe demanda no mercado por um sucessor do Veículo de Transporte Blindado Pasi, que está em produção desde os anos 80. O novo 6X6 traz os princípios básicos de seu predecessor até os dias atuais, com sua capacidade de transporte multifuncional e modularidade que se adapta facilmente às necessidades do cliente ”, diz Janne Räkköläinen, vice-presidente da sistemas de veículos da unidade de negócios Land da Patria.

A Patria é um fornecedor internacional de serviços de suporte e soluções tecnológicas de defesa, segurança e ciclo de vida da aviação. A Patria tem várias fábricas, incluindo Finlândia, Suécia, Noruega e Estônia. As vendas líquidas totalizaram 467,7 milhões de euros em 2017, e a Patria emprega 2.800 profissionais. A Patria é de propriedade do Estado da Finlândia (50,1%) e da norueguesa Kongsberg Defence & Aerospace AS (49,9%). A Patria detém 50% do norueguesa Nammo e, juntos, essas três empresas formam uma importante parceria de defesa nórdica.

FONTE: Patria

13
Deixe um comentário

avatar
9 Comment threads
4 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
Rafael OliveiraJuarezMarcosJoão AugustoAldo Ghisolfi Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
João Adaime
Visitante
João Adaime

Nas décadas de 70 e 80 do século passado empresas como Engesa, Motopeças, Bernardini e Avibrás já ofereciam protótipos com as mesmas funções (guardadas as devidas proporções para o desenvolvimento tecnológico de lá até hoje) destes apresentados na Eurosatory 2018.
Destas empresas, apenas a Avibrás continua no mercado.
Caberia uma análise para sabermos porque ela sobreviveu e as outras não.

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

A Motopeças, depois de desenvolver o Charrúa que não despertou qualquer interesse do EB ou da MB, simplesmente abandonou sua área de defesa e voltou a se dedicar apenas as peças para motos. A empresa ainda existe em Sorocaba.

João Adaime
Visitante
João Adaime

Rafael
Eu tinha visto na internet uma Motopeças, só que separado, Moto Peças, e não tive certeza se era a mesma. Assim como não sei se a Bernardini ainda existe, fabricando cofres, seu produto original.
Mesmo assim, no segmento de defesa, só mesmo a Avibrás.
Abraço

Bardini
Visitante
Bardini

Veículo interessante. Bastante completo. Tem capacidade anfíbia.
Talvez seja uma melhor solução que a dos franceses:
comment image
.
Seria uma boa comparação.

Bardini
Visitante
Bardini

Como vai ter alguém que vai comparar com Guarani, pq também é 6×6, tenham em mente que eles tem outro 6×6 na prancheta:
comment image

BezerraFN
Visitante
BezerraFN

Como diriam: Se o 8×8 é melhor, partamos logo para um 10×10. Rsrsrs

Renato
Visitante
Renato

Muito bom para rodar pelas cidades brasileiras: blindado para proteger seus ocupantes contra assaltantes e robusto para resistir à buraqueira das ruas.

Delfim
Visitante
Delfim

Muita gente que malhou o Guarani por ser um 6×6 deve estar quietinha agora.

João Augusto
Visitante
João Augusto

Exato. Já ia dizer isso mas você foi mais rápido…

Aldo Ghisolfi
Visitante

E, como fica a doutrina que manda que o ideal é 8X8?

Marcos
Visitante
Marcos

Isto é que é um 6X6 moderno, + proteção, melhor visibilidade (diferente da quelas janelinhas medíocres do Guarani) ao meu ver faz tudo que o Guarani só que melhor

Juarez
Visitante
Juarez

Delfim, eu li e participei da vários debates aqui dobre o Guarani e não li nenhum texto que falasse mal do projeto, li sim, textos sobre se questionava o porque de não se optar por um 8×8 que uma tendência de mercado, uma plataforma mais estável, com maior capacidade de tração e com maior possibilidade crescimento.
Tu é o João Augusto poderiam serais específicos!

Renato
Visitante
Renato

Tem gente misturando as coisas: o veículo 6×6 não substitui o 8×8.

É uma questão de quanto dinheiro tem-se para aplicar.