domingo, abril 11, 2021

Saab RBS 70NG

EUA e aliados constroem cadeia de suprimentos de tecnologia ‘livre da China’

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Biden assinará ordem presidencial para reforçar as indústrias de chips, baterias e terras raras

WASHINGTON/TAIPEI – O presidente dos EUA, Joe Biden, deve assinar uma ordem executiva já neste mês para acelerar os esforços para construir cadeias de abastecimento de chips e outros produtos estrategicamente importantes que são menos dependentes da China, em parceria com empresas como Taiwan, Japão e Coreia do Sul.

O documento determinará o desenvolvimento de uma estratégia nacional de cadeia de abastecimento e espera-se que peça recomendações para redes de abastecimento que sejam menos vulneráveis ​​a interrupções, como desastres e sanções por países hostis. As medidas se concentrarão em semicondutores, baterias de veículos elétricos, metais de terras raras e produtos médicos, de acordo com um esboço obtido pela Nikkei.

A ordem declara que “trabalhar com aliados pode levar a cadeias de suprimentos fortes e resilientes”, sugerindo que as relações internacionais serão fundamentais para este plano. Espera-se que Washington busque parcerias com Taiwan, Japão e Coreia do Sul na produção de chips e nas economias da Ásia-Pacífico, incluindo a Austrália em terras raras.

Os EUA planejam compartilhar informações com aliados sobre redes de fornecimento de produtos importantes e buscarão alavancar a produção complementar. Ele irá considerar uma estrutura para o compartilhamento rápido desses itens em emergências, bem como discutir a segurança de estoques e capacidade de produção sobressalente. Os parceiros poderiam ser solicitados a fazer menos negócios com a China.

A questão ganhou urgência adicional com a escassez de chips este ano que atingiu as montadoras de maneira particularmente forte.

Os EUA viram sua participação na capacidade global de fabricação de semicondutores despencar nas últimas décadas, de acordo com o Boston Consulting Group. O que era de 37% em 1990, agora caiu para 12%.

Embora tenha pedido a Taiwan – que está no topo da lista com 22% – para aumentar a produção, as plantas lá já estão operando a todo vapor e há poucas opções para aumentar a oferta no curto prazo.

Enquanto isso, a Boston Consulting prevê que a China, ajudada por cerca de US$ 100 bilhões em subsídios do governo, vai liderar o mundo com uma participação de 24% em 2030.

Depender muito da China para produtos importantes apresenta riscos de segurança. Pequim usou regulamentações para pressionar os parceiros comerciais, como impor um embargo às exportações de terras raras para o Japão em 2010 em meio a tensões sobre as ilhas Senkaku administradas pelo Japão, que a China afirma ser a Diaoyu.

Os EUA importam cerca de 80% de suas terras raras da China e dependem do país para até 90% de alguns produtos médicos.

A reestruturação das cadeias de suprimentos provavelmente levará algum tempo, principalmente em semicondutores. Como o número dos maiores fabricantes de chips do mundo é limitado, essas empresas têm a vantagem de decidir se seguem o exemplo dos Estados Unidos. Fazer isso exigirá compreensão e cooperação de outros governos.

“Ouvi dizer que, por enquanto, os EUA farão uma revisão intensiva de suas cadeias de suprimentos para determinar o quanto isso depende de quais países para semicondutores e terras raras”, disse uma fonte do governo japonês. “Eles vão discutir contra-medidas com os aliados depois disso.”

Washington já começou a lançar as bases, convocando desde o outono passado economias ricas em tecnologia ou recursos valiosos, como Taiwan, Japão e Austrália, a se juntar a eles para desemaranhar as cadeias de abastecimento da China em meio a tensões latentes com Pequim.

Taipei foi especialmente rápido em responder. Funcionários seniores dos EUA e de Taiwan assinaram um memorando de entendimento em novembro para promover a cooperação tecnológica em sete áreas, incluindo semicondutores e sem fio de quinta geração, bem como “cadeias de suprimentos seguras, protegidas e confiáveis”.

A Taiwan Semiconductor Manufacturing Co., maior fundição de chips do mundo, concordou na primavera passada em construir uma instalação de fabricação no Arizona que provavelmente se tornará um símbolo dessa relação bilateral. A fabricante de chips investirá US$ 12 bilhões na planta, que produzirá semicondutores para os militares e está programada para entrar em operação em 2024. O governo dos EUA está fornecendo subsídios para o projeto.

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão lidera desde o ano passado um esforço para atrair a TSMC ao país, não apenas para estabelecer uma rede de abastecimento de três vias mais sólida, mas também para fornecer ao Japão uma fonte futura segura de chips de ponta . O governo orçou 200 bilhões de ienes (US$ 1,9 bilhão) para estender o tapete vermelho da fundição, com vistas a uma possível cooperação com empresas japonesas.

Isso parece estar dando frutos. A Nikkei soube neste mês que a TSMC está fazendo planos para construir um centro de pesquisa e desenvolvimento de 20 bilhões de ienes no Japão.

Nas terras raras, os EUA estão se unindo à Austrália para contornar o domínio da China. O mineiro australiano de terras raras Lynas está construindo uma instalação de processamento no Texas com apoio financeiro do Departamento de Defesa dos EUA.

Baterias de veículos elétricos são outra área onde a ação é necessária, já que a Panasonic e a coreana LG Chem perdem participação de mercado para rivais chineses.

Mas em outros campos, como 5G, novas cadeias de suprimentos podem ser caras para empresas americanas e japonesas que perdem acesso a fornecedores chineses de custo competitivo, como a Huawei Technologies.

FONTE: Nikkei Asia

- Advertisement -

58 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
58 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gabriel BR
Gabriel BR
1 mês atrás

Deixem me ver se eu entendi…Joe Biden ( O homem do new green deal ) vai minerar terras raras nos EUA ?! E o ambientalismo do partido democrata fica aonde ?! Hipocrisia !

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Não sei no contrato assinado com Greta Thunberg contemplava um cenário como esse.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

P… Não dá para entender vocês… Se o cara não faz nada é incompetente. Se faz é hipocrisia… É inacreditável ter “Trumpista” no nosso país que simplesmente nunca ganhou nada com esse cara no poder…

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Luiz Trindade
1 mês atrás

Não fez nada ?! Você é de marte . camarada?

Tiago Gimenes
Tiago Gimenes
Reply to  Luiz Trindade
1 mês atrás

É inacreditável ter “Trumpista” no nosso país que simplesmente nunca ganhou nada com esse cara no poder…Concordo!

nonato
nonato
Reply to  Luiz Trindade
1 mês atrás

Quem odeia Trump provavelmente gosta de Maduro.
Essa atitude de Biden é o que Trump começou a fazer
Cortar as asas da China, coisa que Obama e Biden não fizeram.
Os madurenhos não cansam de passar vergonha e preferiam cooperação com Cuba, Venezuela, Bolívia e Irã…

Agressor's
Agressor's
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

A maiores reservas de terras raras do mundo se encontram na China, ela é a maior produtora onde alimenta, sozinha, 97% do mercado mundial. A China representa cerca de 80% das importações estadunidenses de terras raras, essenciais para a produção de armas de ponta e produtos de alta tecnologia. A China também tem suas armas econômicas para serem usadas contra o ocidente em caso de alguma guerra econômica. Basta a China embargar todo o seu fornecimento de terras raras pra essa gente para eles caírem todos de joelhos. Ela tem o poder para pôr todas as potências do mundo hoje… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Andre Vedoze
Andre Vedoze
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

embargar todo o seu fornecimento de terras raras pra essa gente para eles caírem todos de joelhos”
E os chineses vão comer terras raras?

Agressor's
Agressor's
Reply to  Andre Vedoze
1 mês atrás

E aquela gente, vai fazer iphone e míssil tomahawk com o que?

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
XFF
XFF
Reply to  Andre Vedoze
1 mês atrás

Não vão comer , eles apenas vão sancionar os países que sancionaram eles, principalmente os EUA. Além disso, a China está desenvolvendo indústrias de chips, além das indústrias deles dominarem fabricação de smartphone e outros produtos eletrônicos.
Em breve , eles não vão precisar comprar mais chips dos EUA e dos países Europeus.

As sanções que Trump aplicou está impulsionando ainda mais o desenvolvimento da China pra não depender de certos países.

Agressor's
Agressor's
Reply to  XFF
1 mês atrás

Sanções/embargos só funcionam contra países pequenos e fracos, eles são dependentes do petróleo mas tem nações aliadas para abastece-los como a Rússia que é rica em petróleo, gás e minérios. Estão construindo oleodutos e uma nova rota da seda para interligar não só a Rússia como toda a região a China. Estão comprando terras agricultáveis e construindo novas rotas comerciais por todos os cantos do mundo para fazer diminuir cada vez mais sua dependência por recursos naturais e comodities.

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
nonato
nonato
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Negativo.
Os obamistas atrapalharam o governo Trump.
Mas a China não resistiria à pressão.
Ficaram ricos às custas do povo americano
Alguns milionários americanos faturaram alto.
Fabricam iPhone e tênis Nike na China e vendem por uma fortuna nos Estados Unidos.
Esses aliados chineses nos Estados Unidos sabotaram o governo Trump.
Enquanto isso, os Estados Unidos perdem fábricas…

Helio Silva
Helio Silva
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Boa noite!
Amigo, EUA é hipócrita ao extremo: não quer ninguém financiando o desenvolvimento tecnológico da China através do 5G, mais é mais compra da própria China. Um determinado aplicativo chinês teve o povo americano como o que mais o baixou no mês passado.
Sobre a parte ambiental ele simplesmente vai financiar escavações no país do outros, como sempre fez, e ainda irá cobrar pelos impactos ambientais.
Saudações

Sagaz
Sagaz
Reply to  Helio Silva
1 mês atrás

A China tem mais de 1bi de habitantes e o EUA teve a liderança baixando um app chinês. Por que os chineses não lideram o download de tal app? Será que deve ser um app de livre opinião que o regime ditatorial não aceita? O senhor falava de hipocrisia…fale mais por favor.

Helio Silva
Helio Silva
Reply to  Sagaz
1 mês atrás

Bom, eu citei em um mês…
Pra bom leitor e entendedor perceberá que hipocrisia nesse caso é ajudar no desenvolvimento da China e depois influenciar os outros países a não “ajudarem”. E quando digo “ajudarem”, é adquirir produtos chineses mesmo que seja pra reduzir custos…
Saudações!

nonato
nonato
Reply to  Helio Silva
1 mês atrás

Os Estados unidos erraram em ajudar a China a partir de 1972.
Alimentar a cobra.
Agora é a hora de matar a cobra.
Não há hipocrisia mas mudança de posicionamento que Trump deu início…

Helio Silva
Helio Silva
Reply to  nonato
1 mês atrás

Meu caro, logicamente respeito vossa opinião, mas… Estados Unidos não gostaram da Alemanha receber gás da Rússia num gasoduto construído há poucos meses, mas usavam a até pouco tempo a Soyuz russa pra mandar seus astronautas à ISS (A SpaceX veio pra substituir). Também não gostam de ver ninguém comprando petróleo venezuelano, mas mesmo sob o embrago deles, continuam comprando. Se algum país se associa à Venezuela, Irã ou Coreia do Norte, EUA ameaça de embargos e diz que se está ajudando o “eixo do mal”; mas, o que dizer dos mesmos EUA recrutarem ex-nazistas pra seus interesses? Em resumo,… Read more »

João Adaime
João Adaime
1 mês atrás

Estranhei que nenhum “aliado” europeu participe deste programa.
Talvez a explicação esteja nesta frase: “Os parceiros poderiam ser solicitados a fazer menos negócios com a China.”
A dúvida é: retaliação ou advertência aos europeus?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  João Adaime
1 mês atrás

É porque os europeus acabaram de assinar um grande acordo de livre investimento com a China e não vão entrar numa furada dessas.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

E difícil você convencer alguém de deixar de ganhar dinheiro e gastar mais só porque e seu amigo.

nonato
nonato
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Falou o representante gratuito do regime chinês.
Passou pela doutrinação agora trabalha de graça para o regime…

ALISON
ALISON
Reply to  nonato
24 dias atrás

Fiquei curioso em saber qual foi a sua doutrinação pra lamber botas dos EUA… ????

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
1 mês atrás

Mas a gadolândia dizia que ele iria vender os EUA para a China. Por que reforçar a indústria de tecnologia de ponta, quando se pode vender essas indústrias dos EUA para a China?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

E parece que os chineses vão lançar, em setembro agora, o primeiro carro elétrico bateria de grafeno.
Será que eles ‘roubaram’ a ideia de quem?
kkkkk

https://forococheselectricos.com/2021/02/el-aion-v-de-gac-podra-recargar-en-8-minutos-gracias-a-sus-baterias-de-grafeno-y-se-fabricara-en-septiembre.html

Tiago Gimenes
Tiago Gimenes
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

De quem fala ai? Aproveita e posta as provas documentais já que você esta por dentro do mundo da espionagem industrial.

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Tiago Gimenes
1 mês atrás

Por que vocês sempre tem um tom de agressividade quando falam com o Kings, mesmo sendo ele um dos mais brilhantes comentaristas aqui da Trilogia?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Tiago Gimenes
1 mês atrás

Ainda estou no capítulo da Colômbia.

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
1 mês atrás

As cadeias de produção mundial foram reestruturadas muito tempo atrás, no tempo em que se cria que capitalismo levava democracia junto (muito politico americano não se importava em importar gravatas ou carros do oriente, mesmo ao custo da industria local). Deu nesse mega ornitorrinco que é o partidão comunista chinês rico como um partido reacionário, burguês e que se dispensa de checks and balances ou do we the people. Durante 2020 se viu a fragilidade do ocidente no que respeita ao suprimento hospitalar e de fármacos. Claro que pro DoD, é muito pior a hegemonia da Huawei (que agora, depois… Read more »

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Alex Barreto Cypriano
1 mês atrás

O que aconteceu foi puramente capitalistas sendo capitalistas. Viram uma oportunidade de ganhar mais e gastar menos e aproveitaram.
E sejamos honestos, o ocidente sempre fez isso com a China ao longo de 800/1000 anos, dos quais só nos últimos 150 anos a China esteve mais frágil perante o ocidente.
Papel, seda, prata, pólvora, chá, terras raras, produtos industrializados.

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Capitalistas podem ou não ser democráticos mas autoritários só usam o capital (sob compadrio) pra expandir seu poder opressor além das suas fronteiras. Capitalismo liberal ainda é melhor que capitalismo de estado – e o erro do ocidente foi achar que o lucro gordo e tóxico vindo de ditaduras é mais importante que a manutenção decorosa da liberdade democrática ainda que com taxas de lucro muito mais moderadas. No limite, o capitalismo só fez rica a ditadura chinesa em vez de torná-la uma democracia e agora vê a democracia americana empobrecer e guinar pra uma ditadura de partido único; o… Read more »

Pedro
Pedro
Reply to  Alex Barreto Cypriano
1 mês atrás

Estes argumentos encontram-se explícitos no livro:

China Fantasy: Why Capitalism Will Not Bring Democracy to China
Poderia descrever mais a questão da ditadura do partido único americano?

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Pedro
1 mês atrás

Pedro, não li esse livro. Quanto à ditadura do partidão americano ela começa justamente na intolerância contra quem não concorda com seu livro vermelho…

Pedro
Pedro
Reply to  Alex Barreto Cypriano
1 mês atrás

Bom dia. Em qual sentido? Queria estudar mais.

Abraço.

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Its the economy, stupid. Garanto que quem disse isso pro Clinton não encontrou mais emprego. Capitalismo sem limites políticos é um perigo: o partidão chinês sabe disso e só aceita capitalismo de compadrio ou tutelado; aqui, a democracia, na qual nenhum poder seria ilimitado e estaria livre pra oprimir e violar, se rendeu aos gênios anarco-liberais anti-regulação e deu um tiro no próprio pé. Ninguém disse que a democracia estava imune aos maus bofes dos cretinos…

Antoniokings
Antoniokings
1 mês atrás

Um pouco tarde.
Trump deu o sinal para que os chineses desenvolvessem seus próprios equipamentos.
E eles estão avançando muito e muito rápido.

sub urbano
sub urbano
1 mês atrás

Os EUA são um país riquíssimo em recursos naturais e humanos, no entanto o Capitalismo moderno não tem a ver com “autonomia” e “independência” o Capitalismo se resume a: “eu entrego um produto similar ao seu 50 reais mais barato” e para conseguir isso vc precisa da China. Ou claro que os americanos conseguem fazer um mouse de computador… mas duvido que consigam entregar tal produto por 1 real (a China consegue).

Andromeda1016
Andromeda1016
Reply to  sub urbano
1 mês atrás

Penso que não se trata apenas de custos baratos mas também uma forma de aumentar a dolarização da economia mundial. Sacrificaram a indústria local deles para integrar a economia de outros países ao deles e assim aumentar a procura pelo dólar. A questão do peço barato se resolve com medidas protecionistas mas abriram mão disso e nisso acabaram exportando os empregos dos gringos para outros países.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 mês atrás

Depois de muita p… pancada em termos de suprimentos de eletrônica da China os EUA resolveram agir… Antes tarde, muito tarde mesmo do que nunca!

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Eu sempre ouvi que a China e o maior produtor de terras raras do mundo. De onde eles esperam substituir esse recurso? E que nem deixar de comprar soja e carne do Brasil

Andromeda1016
Andromeda1016
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Existem reservas de terra rara em outros lugares do mundo, o problema é que os outros não querem explorar estas matérias por causa da poluição que isso causa. Agora vão ter de explorar de qualquer jeito se quiserem fugir da dependência da china

XFF
XFF
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Devem estar planejando invadir países que possuem esse recurso futuramente ou desestabilizar países que possuem para conseguir esses recursos…

XFF
XFF
1 mês atrás

Titio Sam está com medo de sanções da China e está procurando alternativas, mas acho que já é um pouco tarde. Eles até conseguem produzir esses itens no território Norte Americano, mas o custo será muito alto e não conseguirão competir com a China em termo de preço e mão de obra.
Eles adoram sancionar os outros países, mas ficam desesperados quando o jogo vira contra eles.

Jagdverband#44
Jagdverband#44
1 mês atrás

A solução é um golpe comunista nos EUA, criando um partido único, tolindo liberdades, vigiando todos, mas, ao mesmo tempo, mantendo o capitalismo como fonte de enriquecimento.
Seria o PARTIDO COMUNISTA AMERICANO DEMOCRATA REPUBLICANO – PCADR.

100nick-Elã
100nick-Elã
1 mês atrás

A China praticamente detém o monopólio de terras raras, praticamente só eles têm. Foi Deus que deu à China esse privilégio. Vejam só as reservas estimadas de terras raras no mundo, em toneladas: 1- China – 44 milhões 2- Brasil e Vietnã – 22 milhões 3- Rússia – 12 milhões 4- India – 6,9 5- Austrália – 3,4 6- EUA – 1,4 Fonte: IstoÈ dinheiro. Como sempre, o Brasil é privilegiado em termos de recursos naturais e possui a segunda maior reserva, empatado com o Vietnã. O poviinho que o Brasil tem é que é o problema. No entanto, outras… Read more »

Sergio
Sergio
Reply to  100nick-Elã
1 mês atrás

Caraca!!!! O Brasil bem na fita, hein! Vivendo e aprendendo.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Sergio
1 mês atrás

Muitos brasileiros não sabem mas o nosso país é o mas rico do mundo em tudo. As riquezas que se encontram em nosso território tem valor incalculável, entre as reservas de minerais estratégicos mais cobiçadas estão o nióbio, tório, tantalita, manganês, titânio e urânio usados para desenvolvimento tecnológico e nuclear. Em 2010 o Wikileaks divulgou um documento do departamento de estado dos EUA que colocava as reservas brasileiras de nióbio como de importância estratégica para os EUA. As potências estrangeiras são dependentes de nossas riquezas naturais, pois temos as maiores reservas de água doce e de minérios estratégicos como o… Read more »

Agressor's
Agressor's
Reply to  Sergio
1 mês atrás

Uma canetada bem dada de um presidente do Brasil pode trazer mais “caos” que bombas nucleares. A China paga conosco de rei da cocada preta, os estadunidenses com os delírios de grandeza deles, mas se não sair mais 1 contêiner desse país, não dou 24hrs para esses países ficarem desesperados.

Sergio
Sergio
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

O que me assusta é nossa debilidade militar. Não temos como impor nada ao mundo. É como o garoto bonito, educado e inteligente, Mas frágil fisicamente. Fica pianinho perto do brigão fortao. Não tem como encarar. A força Bruta rege o mundo. Que angústia.

João Adaime
João Adaime
Reply to  100nick-Elã
1 mês atrás

Caro 100nick-Elã
Quem estimou as reservas mundiais foi o Serviço Geológico dos EUA.
Quanto à produção anual, ficamos atrás de países como Burundi, Tailândia e Mianmar, sem falar nas potências Índia, Rússia, EUA, Austrália e, claro, China.
E defendo que não exportemos as terras pura e simplesmente, mas industrializadas agregando valor, como imãs por exemplo, que já produzimos.
Abraço

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  João Adaime
1 mês atrás

Caro João Adaime, você está correto. Mas eu postei só as reservas estimadas, mas não citei as que são economicamente viáveis. Porém, se a China realmente entrar em guerra comercial com os EUA e as terras raras forem sancionadas aos Tio Sam, certamente a produção de terras raras no Brasil pode sim vir a ser compensadora. Quem viver, verá.

Abraço

Agressor's
Agressor's
Reply to  100nick-Elã
1 mês atrás

Sabiam que no Brasil se concentram as maiores jazidas de casterita do mundo e que são contrabandeadas desde 1940 pelas nossas fronteiras?…A casterita/estanho é o minério que se faz o inox e que da consistência ao ferro!!…Sabiam que nas reservas indígenas Roosevelt e Yanomani estão as maiores jazidas de diamantes do mundo, e que o diamante contrabandeado desde 1990 daria para pagar a divida externa do Brasil…3 vezes!!!…Sabiam que no Brasil estão as maiores reservas de Urânio do mundo e que também são contrabandeados para países que enriquecem o mineral como combustível de usinas de energia nuclear e para bombas… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Impressionante, Agressor´s

Agressor's
Agressor's
Reply to  100nick-Elã
1 mês atrás

Obrigado

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Pedro
Pedro
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Por favor, prove estes alegações, são por demais importantes, caso sejam provadas para que ganhem a mídia geral e não fique apenas nas mídias especializadas.

Abraço

Agressor's
Agressor's
Reply to  Pedro
1 mês atrás

Em quase todas as principais redes de TV já fizeram reportagens sobre estes assuntos relacionados com essas Ongs e contrabando em suas programações…vc encontra elas no youtube…

O bloqueado.
O bloqueado.
1 mês atrás

Transformar os automóveis em computadores ambulantes deu nisso, a demanda por semicondutores.

Rei
Rei
1 mês atrás

Democratas criticaram o Trump o tempo todo por posição semelhante durante seu governo. Agora que estão no poder, fazem aquilo que criticavam. É hipocrisia que chama?

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 mês atrás

Esta seguindo o aprendizado do imperio chines – “O país que domina a ciência e a tecnologia, domina o mundo” (Gramsci)

Guerras Modernas

O gigantesco número de helicópteros dos EUA perdidos na Guerra do Vietnã

Durante a Guerra do Vietnã, milhares de aeronaves dos EUA foram perdidas para a artilharia antiaérea (AAA), mísseis superfície-ar...
- Advertisement -
- Advertisement -