Home Ajuda Humanitária Missão no Haiti já custou R$ 1,9 bi ao Exército

Missão no Haiti já custou R$ 1,9 bi ao Exército

436
13

TÂNIA MONTEIRO E LEONENCIO NOSSA – Agência Estado

Sem previsão para deixar o Haiti, o Exército brasilero gastou, de abril de 2004 a novembro deste ano, R$ 1,892 bilhão na manutenção da tropa no país arrasado por uma guerra civil e, mais recentemente, por um terremoto. Desse total, a Organização das Nações Unidas (ONU) reembolsou R$ 556,5 milhões para o Tesouro Nacional. Os números são do Ministério da Defesa.

Na prática, um gasto de R$ 1,3 bilhão líquido em recursos do Brasil. Em 2004, o governo Lula justificou que a participação na missão de paz da ONU era uma forma de garantir um assento permanente do Brasil no Conselho de Segurança, o que não ocorreu.

Atualmente, o Brasil mantém 1.910 homens das Forças Armadas na Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah). A maioria do contingente brasileiro é do Exército. Ainda há militares da Aeronáutica (30 homens da Força Aérea Brasileira) e da Marinha (200 fuzileiros navais). A meta para 2013 é reduzir o efetivo para 1.200 militares, mesmo número do início da operação, em 2004 – o acréscimo ocorreu após o terremoto de 2010.

A redução da tropa de forma “responsável”, nas palavras do ministro da Defesa, Celso Amorim, é respaldada por uma resolução da ONU, de outubro. No começo deste mês, o presidente do Haiti, Michel Martelly, escreveu uma carta de duas páginas implorando à presidente Dilma Rousseff para negociar a manutenção do efetivo, argumentando que ainda não conseguiu formar uma polícia nacional para deter o avanço de gangues. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

FONTE: O Estado de S. Paulo

13
Deixe um comentário

avatar
13 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
cristiano.grPaulo ItamontegiltigerRequenajacubao Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Giordani
Visitante
Member
Giordani

Exército braZileiro no Haiti…..R$1,9 bilhão

Estádio itaquerão………………R$820 milhões
Estádio maracanã………………R$860 milhões
Estádio beira rio………………..R$290 milhões

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Lula queria um Assento no Conselho de Segurança da ONU, mas a única coisa que ganhou foi um Peniquinho.
E quem paga a conta é o otário do brasileiro, justamente aquele que acha que o cara é “O Cara”.

aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

Isso é comer feijão e arrotar perú…
Se o país e seus administradores fossem sérios ou ao menos competentes, esse valor estaria aplicado internamente, inclusive, encarando a compra dos vetores para a FAB. O triste é a nossa impotência e a falta de ânimo das FFAA. A excelência podre da metodologia da ideologia leva à demissão de cidadania… 1,9 bi enterrados no Haiti…

Vader
Membro
Trusted Member

Já passou da hora de cair fora do Haiti. O EB já teve sua “missão real” (aspas duplas). Já aprendeu o que tinha para aprender.

Apenas não saímos de lá por pura ideologia do governo PeTralha.

Enquanto isso, os trouxas pagam a conta.

jacubao
Membro
jacubao

É vero Vader…

jacubao
Membro
jacubao

Quantos CENTAUROS ou M1A2 Abrams poderíamos comprar com essa grana????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Requena
Visitante
Member
Requena

É isso que chamam de “dinheiro a fundo perdido”… 🙁

Marcos
Visitante
Member
Marcos

A Fundo Perdido foi o que o BNDES fez: deixou de converter as ações de um certo frigorífíco e perdeu R$1 bilhão.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

O negócio é o seguinte: a corrupção nesse país está descontrolada.

Giordani
Visitante
Member
Giordani

Marcos disse:
27 de dezembro de 2012 às 13:31
A Fundo Perdido foi o que o BNDES fez: deixou de converter as ações de um certo frigorífíco e perdeu R$1 bilhão.

Que coisa, não?

Pergunta se alguém foi demitido, exonerado, preso ou assemelhado…NA-DA…

giltiger
Visitante
giltiger

É sempre o mesmo raciocínio, querer reduzir TODA a operação Haiti a “ambição de ter assento na ONU” e como não se conseguiu reduz-se a tudo um prejuízo… Pela própria comparação com os estádios da Copa lá em cima já dá para relativizar BEM o “””escândalo””” (com aspas triplas) de gastos com a operação no Haiti. SE algum dia o Brasil tiver assento no conselho de segurança da ONU ou vier a participar no CONSELHO de segurança da organização que vier a sucedê-la, com certeza um dos pontos iniciais será no Haiti. O comando brasileiro da UNIFIL já é decorrente… Read more »

Paulo Itamonte
Visitante
Paulo Itamonte

Dinheirão jogado no ralo. E o pior que aquilo lá virou um atoleiro. Se o Brasil (e os outros países) saírem de lá de repente os haitianos vão se comer uns aos outros. Se ficarem lá esperando até que eles possam caminhar com as próprias pernas, então meu amigo, nossas tropas não voltarão nunca mais. Um amigo meu que foi numa dessas remessas de soldados para o Haiti me contou uma coisa que não sai nos jornais: os haitianos se acomodaram com a situaçâo e agora querem tudo ( reconstrução do país, comida, segurança, etc.) cair do céu. Enquanto isso… Read more »

cristiano.gr
Visitante
cristiano.gr

Muito melhor esse dinheiro sendo investido em equipamentos para nossas FA’s e nossas universidades. Ou ainda, no controle de imigrantes ilegais como os haitianos que estão invadindo o Brasil, dificultando a erradicação da miséria no país.