Home Noticiário Nacional Legislativo russo autoriza Putin a usar força militar na Ucrânia

Legislativo russo autoriza Putin a usar força militar na Ucrânia

222
6

Por unanimidade, parlamentares aprovaram o envio de tropas; governo provisório da Ucrânia convoca reunião de emergência

 

140220204946_putin_yanukovych_624x351_ap_nocredit

Clipping  Em resposta a pedido do presidente Vladimir Putin, a câmara alta do Legislativo russo autorizou neste sábado (01/03) por unanimidade o uso em potencial de força militar na Ucrânia. Após a requisição de Moscou, o presidente interino da Ucrânia, Oleksander Turchinov, convocou uma reunião de emergência com sua equipe de defesa nacional para discutir os próximos passos.

Putin enviou o pedido ao Legislativo em função da “situação extraordinária” que ocorre no país vizinho. O chefe de Estado russo afirmou que a medida é necessária para proteger a população de maioria étnica russa que vive na Crimeia, bem como a vida dos oficiais que atuam na base militar que o país mantém na região.

Diante de militar não identificado, população pró-Rússia se junta em frente em praça distrito autônomo da Crimeia, na Ucrânia

A legislação do país prevê que o emprego das forças armadas no exterior precise apenas do aval do Senado; a autorização da câmara baixa russa não é necessária.

O líder do Executivo regional da Crimeia já havia pedido à Rússia ajuda para preservar a segurança do território autônomo da Crimeia, região pró-Rússia que possui relativa independência do governo central da Ucrânia.

Aparição de Yanukovich

Na madrugada de hoje, a chancelaria russa já havia denunciado que homens armados partiram de Kiev em direção e tentaram invadir prédios públicos na capital da Crimeia, distrito pró-Rússia que se opõe ao afastamento do presidente eleito Viktor Yanukovich. O ataque, segundo informou a chancelaria da Rússia, deixou inúmeros feridos.

Autoridades do governo provisório da Ucrânia também afirmaram que militares russos estavam tomando pontos estratégicos na República Autônoma da Crimeia, região que possui relativa independência do governo central da Ucrânia.

Ontem, o presidente afastado da Ucrânia fez sua primeira aparição pública após deixar Kiev, há uma semana. Em entrevista coletiva em uma cidade no sul da Rússia, Yanukovich afirmou que não foi formalmente deposto e que ainda é o presidente do país. Ele acusou o Ocidente pelo fracasso do acordo firmado com a oposição sob a mediação da União Europeia.

FONTE: OperaMundi

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rafael M. F.
Rafael M. F.
6 anos atrás
Mauricio R.
Mauricio R.
6 anos atrás

Cumã???
O legislativo russo autorizou o emprego de tropas russas na Ucrânia, um país soberano e independente???
Hhhuuummm, declaração de guerra pelo visto mudou de nome.

Luis
Luis
6 anos atrás

V. Putin = Stalin II.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
6 anos atrás

Para dizer que foi legal e democrático sobre um ponto de vista, um …. entenderam ?

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
6 anos atrás

ISTO É MUITO GRAVE, AFLORAÇÃO DE SECTARISMO:

http://www.youtube.com/watch?v=8S0fFw08thA

Vader
6 anos atrás

Anschluss versão século XXI.

Esse Putin é igual ao Hitler…