Home Força de Paz da ONU Minusca: Brasil manda comitiva de dez oficiais para reconhecimento na República Centro-Africana

Minusca: Brasil manda comitiva de dez oficiais para reconhecimento na República Centro-Africana

6736
136
Uma patrulha da MINUSCA na República Centro-Africana

O Diário Oficial desta terça-feira (9) publica a designação uma equipe de dez oficiais das Forças Armadas para fazer o reconhecimento da área de operações da MINUSCA, na República Centro-Africana, nas cidades de Bangui, Bambari e localidades adjacentes.

Entre 21 de janeiro e 3 de fevereiro, estarão no país africano um contra-almirante, dois generais de brigada, três coroneis do Exército (sendo um da reserva), dois capitães de mar e guerra (um da reserva), um capitão de corveta e um capitão aviador.

As despesas correm por conta do Ministério da Defesa.

FONTE: montedo.blogspot.com.br

136
Deixe um comentário

avatar
136 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
55 Comment authors
Adriano LuchiariMosczynskiMosczynskiOzawaMorais Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Roberto Bozzo
Visitante
Roberto Bozzo

“Entre 21 de janeiro e 3 de fevereiro, estarão no país africano um contra-almirante, dois generais de brigada, três coroneis do Exército (sendo um da reserva), dois capitães de mar e guerra (um da reserva), um capitão de corveta e um capitão aviador.”

O que o pessoal da Marinha fará lá ? Não há saída para o mar no país…..

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

É sério que o Brasil vai fazer parte dessa asneira? Jesus, se eu fosse militar pedia exoneração!
Isso é um absurdo, um tapa na cara do brasileiro!
Falando nisso, há alguma iniciativa do EB para retirar os 200 mil haitianos ILEGAIS que estão no Brasil? Ou importaram problema e se ausentaram? Eu mesmo trabalhei como voluntário em uma ONG e via diariamente a canalhice do nosso governo.
Ahhh o Brasil tem que vender uma imagem de país civilizado e atuante kkkk

João Adaime
Visitante
João Adaime

Mas que gambiarra fizeram nesta Toyota.
Antes então usar um carro de transporte de valores.

Flávio Cardia
Visitante
Flávio Cardia

Mas eles provavelmente enviarão Fuzileiros, e farão a logística do translado marítimo Brasil-Camarões.

Flávio Cardia
Visitante
Flávio Cardia

Ivan, ainda bem que vc não é não é mesmo!! ufa!
O Brasil tem COMPROMISSOS internacionais com a ONU, portanto participa de missões de paz, que são reembolsadas, diga-se de passagem, e com muito mérito, apesar dos vira-latas sempre acharem o contrário….
Os 200 mil Haitianos é problema criado pelo (des)governo PT, e que tem que ser desfeitos pelos próximos governos (ou desgovernos tb), e não tem NADA a ver com as Forças Armadas Brasileiras.

JoãoMiguel
Visitante
JoãoMiguel

Peruanos estão com um batalhão de engenharia preparando um aeródromo por lá. O que vale é a experiência real e não o joystique. Sorte para nossa armada.

JoãoMiguel
Visitante
JoãoMiguel

Pelo jeito essa ONG do Ivan era uma canoa furada com ele no remo.

JoãoMiguel
Visitante
JoãoMiguel

Mais vale uma l200 na mão que um guarani desfilando em Brasília. Fuzileiros navais tem bons veículos, mas treinamos um bocado de gente na operação Ibicui. Qual o tipo de terreno por lá.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

João Adaime.
A Toyota com “gambiarra” é um technical. Este é até fraquinho, há technicals com canhão 23mm e até com casulo 70mm !

JoãoMiguel
Visitante
JoãoMiguel
Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Compromisso o Brasil precisa ter com os brasileiros. Se eu sou o comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, jamais mandaria brasileiro para a guerra, muito menos uma guerra que não é nossa. Meus impostos, meu compromisso, é com o Brasil. vão lutar do outro lado do mundo, enquanto morre brasileiros em hospitais caindo aos pedaços, rodovias “da morte”, presídios super lotados, favelas por todas as cidades, falta de saneamento básico…em 2018 teremos rombo de 180 bilhões de reais, o mesmo rombo orçamentário de 2017. O líder de um país deve lutar pelo seu país, nada de querer dar um… Read more »

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

JoãoMiguel 9 de Janeiro de 2018 at 14:13
Qual era a sua? Já entrou em alguma na vida? Ou apenas ligando para o criança esperança da Globo?

João Adaime
Visitante
João Adaime

Sou plenamente a favor da nossa participação, mas é preciso deixar claro como funciona o tal reembolso por parte da ONU. Existe uma tabela com uma diária fixa, que não lembro qual é o valor. Se o País gastar mais, azar. A missão no Haiti nos custou R$ 2,5 bilhões (R$ 2.550.393.072,66) e fomos reembolsados em R$ 930 milhões (R$ 930.901.850,62). São valores não atualizados. Mas tivemos um ganho em treinamento militar e teste de equipamentos. Quanto a ganharmos reconhecimento internacional, tenho profundas dúvidas. Só o país alvo da missão e uns poucos camaradas de armas de exércitos de outros… Read more »

João Adaime
Visitante
João Adaime

Delfim Sobreira
Eu me referia à falta de proteção. Bem típica dos rebeldes no Oriente Médio.
El blindaje soy yo.

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Se eu sou o comandante do Exército Brasileiro, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, eu peço exoneração mas não mando brasileiro para a guerra, muito menos uma guerra que não é nossa. Não passaria por tal humilhação! Eu como presidente mandaria brasileiros para as faculdades de medicina (não cubanos), mandaria estudar em universidades no exterior (como a China fez e faz), não para a guerra. Essa é a diferença de alguém preocupado com as pessoas e outros preocupados com o cargo, a diferença de um lider e um gestor. Não é em vão que escolheram como chefe da ONU… Read more »

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Cada um faz o que quiser…eu não mandaria brasileiro para a guerra. Mas fiquem a vontade para mandar seus irmãos e filhso para um paíseco do outro lado do mundo, certeza que o Temer e o português da ONU vão te dar uma estrela após perder uma perna em uma mina.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Dado o clima semi-árido, poderiam levar tropas da Caatinga em vez dos FN.
.
Para quem não sabe, o problema na RCA é um conflito étnico-religioso entre muçulmanos e cristãos. Bem pior que os problemas encontrados no Haiti.
.
Reservas de ouro, diamantes, petróleo e urânio. O BR vai lutar para outros aproveitarem.

Walfrido Strobel
Visitante

Não estou vendo problema nenhum no Toyota Land Cruiser usado para patrulhamento, isto não é para ser um veículo blindado de zona de guerra.
Ele foi preparado com o que precisa para patrulhar as zonas rurais nesta operação da ONU, se querem proteção melhor os APC estão loga atrás na foto.
Vejam nesta foto que estes veiculos semelhantes na Minusca são usados em missões policiais.
. https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTJw67a3csbByMLH3tVeUnKrqwZqi2nGZvXQDyZQD2Glhf9h620SwiGRKsa

Walfrido Strobel
Visitante

Os dois APC que aparecem ao fundo na primeira foto são OTOKAR fabricados pela Turquia.
. https://militaryedge.org/articles/turkeys-otokar-wins-armored-vehicle-contract/

Rafael_PP
Visitante
Rafael_PP

Em minha opinião, há uma guerra civil muito mais próxima, tão mortífera quanto esta e de interesse direto da população brasileira. Mas é aquela máxima: cada um com as suas prioridades.

João Adaime
Visitante
João Adaime

Walfrido Strobel
Bem lembrado. Mas eu acho que o Ministério da Defesa só vai decidir que equipamento usar após a comitiva retornar e fizer o relatório.
Se for para adquirir os jipinhos da Iveco (não me refiro ao Guarani), prefiro que peça ao US Army uns Humvee do estoque do Iraque. Aqueles que estão com o paralama amassado ou a pintura riscada. Nada que o Parque Regional de Manutenção de Curitiba não consiga arrumar.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Há quem diga que os technicals sejam a nova “cavalaria ligeira”.
São velozes, off-road, possuem autonomia, são facilmente acessíveis e mantidos em quantidade.

André
Visitante
André

Roberto Bozzo 9 de Janeiro de 2018 at 13:45 O que o pessoal da Marinha fará lá ? Não há saída para o mar no país….. Delfim Sobreira 9 de Janeiro de 2018 at 14:52 Dado o clima semi-árido, poderiam levar tropas da Caatinga em vez dos FN. Caros Amigos,devo lembrar que nossa Marinha não tem apenas navios,temos um excelente Corpo de Fuzileiros Navais que já atua em ambiente Africano a muito tempo,devo informa-los que nós fundamos o Corpo de Fuzileiros Navais da Namíbia e estamos formando Fuzileiros Navais em Cabo Verde que diga-se de passagem tem climas de característica… Read more »

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Besteira, o Brasil não ganha nada com a ONU e ainda ficam se metendo em assuntos internos, por exemplo, se vier alguém querendo trazer um pouco de justiça a esse país implementando prisão perpetua e pena de morte no Brasil, a ONU chiaria muito contra. Agora quero ver tirarem a prisão perpetua e pena de morte dos EUA, China e Japão, respectivamente as três maiores economias do mundo e o fato de ter alguma ordem ajuda bastante.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Matéria completa sobre technicals em https://maquinasdeguerrasite.wordpress.com/2017/01/20/technicals-a-cavalaria-ligeira-do-seculo-xxi/
.
A população da RCA se divide em 66% cristãos, 18% animistas e 16% islâmicos, mas estes 16% fazem muito barulho.
.
André.
Para mim que sou civil, Fuzileiros Navais teriam atribuições de infantaria em unidades navais, desembarque e tomada de posições litorâneas e polícia da MB.
Mas se s Sr. diz que os FNs podem fazer tantas outras atribuições, em outros climas e biomas e a centenas de quilômetros do litoral, acredito.
A informação sobre o semi-árido, como outras sobre a RCA, retirei do Wikipedia.
Abs.

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

A hora que tem um conflito pedi exoneração,e medo de morrer então não seja militar.Os EUA arrumam guerra e intervenção para tudo enquanto e lado e os militares tem que ir sim sr.Aqui ficam treinando a vida toda os os 30 anos de3 serviço e na hora que o exercito os manda pedi exoneração.absurdos estes comentários acima só queria registrar.

Jacinto
Visitante
Jacinto

Por que existem oficiais da reserva entre os designados? Não seria melhor mandar somente os da ativa?

André
Visitante
André

Delfim Sobreira,poucas Forças Anfíbias tem esse aspecto expedicionário no mundo,da para contar nos dedos até e felizmente nós somos um deles,se estivéssemos falando de décadas atrás exemplo na 2º guerra mundial você estaria certo,os navais teriam seu emprego limitado a apenas abrir caminho para o Exército adentrar mas os tempos mudaram,as guerras atuais pedem mais profissionalismo da tropa,exemplo é a integração de militares atuando em cenários urbanos onde se convive com moradores ou exemplo internacional de insurgentes em convívio com as tropas. Nosso Corpo de Fuzileiros navais conta com 3 Batalhões de infantaria com características de atuação nos 3 tipos… Read more »

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Sr. André, obrigado pelas informações.
.
Só um Capitão FAB ? Qual seria a participação da FAB, apenas transporte ? 3 A-29 e 3 Blackhawk ficariam perfeitos.

Dr. Mundico
Visitante
Dr. Mundico

Jacinto 9 de Janeiro de 2018 at 17:08 Por que existem oficiais da reserva entre os designados? Não seria melhor mandar somente os da ativa? . . . Passar para a reserva não significa necessariamente entrar para o ostracismo e esquecimento uniformizado de pijama. A reserva não é um fim e muitas vezes é um meio. O homem pode e deve aperfeiçoar-se constantemente e o soldado que passa para a reserva pode continuar seus estudos em uma área específica e prestar serviços de forma paralela, seja através de entidades privadas ou de empresas públicas associadas ao campo do seu conhecimento.… Read more »

Spider
Visitante
Spider

A FAB vai mandar A-29 pra descer o chumbo nos baderneiros?

JoãoMiguel
Visitante
JoãoMiguel

Uma de guerra de Proteção à população precisa de Tucanos, não sei. Poderiam usar, se preciso, a artilharia, como o Brasil já fez na África. Acredito que seria mais um trabalho de combate às milícias, conflito religioso entre cristãos e muçulmanos. Talvez tenham outras forças africanas para este serviço aéreo.

JoãoMiguel
Visitante
JoãoMiguel

Perdão pelas palavras Ivan. Não sou acnur e de outras entidades, mas tenho um bom tempo de trabalho junto a fronteira de alguns países latinos prestando serviço pontual. Dentro de aldeias, cidades, países. Do garimpo ao soldado, do indígena ao haitiano lascado, até do ex paramilitar colombiano ou ex farcs. Já voei muito com a FAB, função, furnasa. Ja usei o cartão da presidência para pagar minhas contas, já paguei do bolso para ajudar alguém com fome. Do pescador ao embaixador brasileiro ou americano tive que conversar. Mas no dia a dia sou apenas um caboclo quase aposentado, pessoa comum… Read more »

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Além dos FABianos voarem em missões reais de ataque ao solo com os A-29, fariam uma boa propaganda da Embraer… ou Boeing ?
O problema seria o translado dos A-29. Helis seria bem mais fácil.

JoãoMiguel
Visitante
JoãoMiguel

Levem um corpo de paz, gentileza gera gentileza, mas não deixem de ter uns mísseis antitanque para usar na hora de aperreio e confronto com esses fanáticos cristãos e muçulmanos. Guerra sempre é jovem contra jovem enquanto os velhos fazem política.

JoãoMiguel
Visitante
JoãoMiguel

Que veículos estão lá fundo da foto. Alguém mais esperto pode dizer.

Renato Vieira
Visitante
Renato Vieira

Os nossos comboios vão andar sempre com um piranha dos FN abrindo caminho, ou melhor, abrindo as minas?
🐢 ⛟🚚⛟🚚🚛⛟

Agnelo Moreira
Visitante
Agnelo Moreira

Senhores, boa noite Alguns oficiais da reserva ainda trabalham com prestadores de tarefa por tempo certo. Depois q a turma promove seu último general, os remanescentes vão pra reserva. Porém, dado a experiência e formação, alguns permanecem e recebem por isso, menos do q por um da ativa e completar com temporário lá no final da linha. Ainda bem q veio a explicação do CFN! CFN e EB tem realizado muito trabalho integrado. Não há problema algum em participarem da missão, pelo contrário, como já foi dito pelo companheiro, tanto pela experiência quanto pelo profissionalismo. O importante é q trás… Read more »

seal
Visitante
seal

Estar na reserva não quer dizer nada. O Gen Santos Cruz quando foi convidado para ser o Force Comander na República Democrática do Congo, estava na reserva. Mas isso não o impediu de vestir a farda do EB novamente e carregar o seu fuzil.

JoãoMiguel
Visitante
JoãoMiguel

E a história que os carros seriam dos Emirados Árabes… Se vão tucanos a A Novaer também poderia se empresta uns Calidus B250 para ir junto com os tucanos mas pela aviação da marinha ou ases do exercito . Sairmos um pouco da mono cultura da FAB. Iam tirar o ministro do temer logo logo.

colombelli
Visitante
colombelli

Primeiro, ainda que a ONU pague alguma coisa, sempre resta prejuizo. Segundo o que se ganha de algum experiência é algo bem específico e de aplicação restrita a casos semelhantes. Terceiro, vamos entrar no radar dos radicais so que temos 17.000 km de fronteiras desguarnecidas. Depois virá o troco. Quarto, a ONU é um orgão marionete, cafona e burlesco, comandado pelos 05 que tem poder de veto. Eles querem ser os mandachuvas? que assumam a bronca. Ficam repassando so as missões boca podre para os trouxas. Quinto não temos recursos no momento pra isso. Dinheiro deve ir é pra Guarani,… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante

JoãoMiguel 9 de Janeiro de 2018 at 18:29
Que veículos estão lá fundo da foto. Alguém mais esperto pode dizer.
.
João Migler, ja postei acima aos 15:09 com anexo, são OTOKAR fabricados pela Turquia.

TukhAV
Visitante
TukhAV

Fora que se morrer um lá é pensão para a esposa… e filhas(???) pelo resto da vida. Mais uma na conta da Viúva.

André
Visitante
André

Acho que o apoio da FAB será mais Logístico. No site da FAB diz que 5 aeronaves estão a disposição da missão,são essas (1) C-105 Amazonas/ (2) helicópteros H-60L Black Hawk/ (2) caças A-29 Super Tucano.

Revoltado
Visitante
Revoltado

Que bom, vamos ajudar nas forças de paz na Africa, a ONU agradece. ONU por favor há como mandar pelo menos 1 milhão de soldados para o Brasil – Mais de 50 mil mortos por violência no país por ano, números de guerra civil. PCC, Amigos dos Amigos, MST, MDAT, Comando Vermelho, pequenas facções de marginais, todas as instituições corrompidas, greves nas PM e PC e ainda se discute segurança ou ordem mundial? Vamos olhar no nosso próprio umbigo e focar em salvar o Brasil. Adoro África, Haiti, a Venezuela o Líbano se pudesse ajudava, mas nesse momento é hora… Read more »

Roberto Bozzo
Visitante
Roberto Bozzo

André 9 de Janeiro de 2018 at 15:34

André, agradeço as explicações.

Hammer
Visitante
Hammer

Logo começarão a chegar mais “refugiados” pra botar nas nossas contas.

Matheus
Visitante
Matheus

Eu acho engraçado como uma missão que contará com apenas 700 homens os caras já estão pensando em terrorismo islâmico aqui. Voces são é desesperados demais, parecem crianças.

Control
Visitante

Srs O que o Brasil ganhou, além do prejuízo de mais de 1 bilhão, com a missão no Haiti, considerando que a experiência adquirida lá, nas ações contra as milicias, não pode ser aplicada no Brasil pelas regras aqui vigentes (segundo nossos especialistas em direitos humanos, os bandidos de nossas favelas são vítimas de impiedosa discriminação e desrespeito a seus legítimos direitos de realização pessoal ? O que o Brasil tem ganho com a presença da MB no Líbano, além do desgaste dos navios e do prejuízo financeiro, considerando que a experiência de combate é nula, além da obtida observando,… Read more »

colombelli
Visitante
colombelli

Control= lapidar e preciso.
Vamos cuidar da nossa casa que já está bagunçada que chega. FA não é polícia. muito menos internacional.