Home Exércitos Cadete expulso de West Point explica porque passou a ser de esquerda

Cadete expulso de West Point explica porque passou a ser de esquerda

6401
232
Spenser Rapone
Spenser Rapone

Por Spenser Rapone

Tudo começou com o meu post na mídia social, no qual expressei meu apoio total e entusiasmado ao ex-quarterback do 49ers (time profissional de futebol americano), Colin Kaepernick, em sua luta contra a injustiça racial, a supremacia branca e a brutalidade policial. Depois de revelar uma foto minha de uniforme com a hashtag #VeteransForKaepernick, fui recebido pela solidariedade de meus colegas soldados, bem como por um dura retaliação da minha cadeia de comando.

Até hoje, mantenho as minhas convicções, apesar dos esforços dos oficiais de me pressionarem ao silêncio. Eu acredito que defender os explorados e os oprimidos é a coisa mais honrosa que podemos fazer como pessoas. Nenhum trabalho deve atrapalhar ou reprimir essa busca, e é por isso que decidi renunciar à minha comissão como oficial do Exército dos Estados Unidos. Minha renúncia condicional foi negada pelo secretário do Exército. Em vez disso, os militares me forçaram a submeter uma renúncia incondicional ou comparecer perante uma comissão de inquérito – um julgamento antagônico no qual um júri de oficiais superiores determinaria meu destino. Em vez de submeter-se às palhaçadas do que equivale a um julgamento de demonstração, na melhor das hipóteses, ofereci minha renúncia incondicional. Ao julgar-me uma última vez, os militares determinaram que o caráter de meu serviço fosse “diferente de honroso”. Apesar de os militares prolongarem meu tempo no serviço, cheguei à conclusão de que deixar as forças armadas completamente, quaisquer que sejam as circunstâncias, é o único caminho moral em frente. Durante essa provação, aprendi que estou longe de estar sozinho em meus sentimentos de desilusão e traição dentro da hierarquia militar dos EUA.

Quando adolescente, acreditava que o Exército dos Estados Unidos era uma força do bem para o mundo. Eu pensei que me inscrevi para lutar pela liberdade e pela democracia, para proteger meus entes queridos e meu país de danos. Minhas experiências me mostraram o contrário.

Depois de testemunhar a destruição sem sentido no Afeganistão durante meu desdobramento para a província de Khost no verão de 2011, eu sabia que nossas guerras deveriam ser interrompidas. Fui designado para o meu pelotão como assistente de metralhadora. Participei de missões onde seres humanos foram mortos, capturados e aterrorizados. No entanto, o horror causado pelos desdobramentos no exterior dos militares dos EUA não se limita a combates apenas. Algumas noites, mal fizemos nada, mas andamos por uma aldeia. Como tal, quanto mais eu estava lá, mais se tornava aparente que a mera presença de uma força de ocupação era uma forma de violência.

Minhas ações no exterior não ajudaram nem protegeram ninguém. Eu me sentia como se fosse pouco mais que um valentão, cercado pelos militares mais bem armados e tecnologicamente avançados da história, em um dos países mais pobres do mundo. Eu vi muitos dos meus colegas soldados ansiosos para levar a cabo a violência por causa da violência. Não há honra em tal sede de sangue; pelo contrário. Vi em primeira mão como a política externa norte-americana procurou realizar a subjugação de pessoas pobres e morenas para roubar recursos naturais, expandir a hegemonia americana e extinguir a autodeterminação de qualquer grupo que ousasse se opor ao império. Idealista e sem uma visão de mundo coerente ainda, eu pensei que, talvez, perseguir a carreira de oficial me permitisse mudar as coisas e ajudar a acabar com a loucura. Eu estava errado.

Logo me ocorreu quão difundido é o complexo militar-industrial. Estudei, examinei minhas próprias experiências e comecei a compreender mais completamente os horrores e o impacto do imperialismo norte-americano. Aprendendo que mais de um milhão de pessoas perderam a vida desde o 11 de setembro — a grande maioria sendo civis inocentes — começou a me assombrar. Vendo que até um trilhão de dólares por ano estavam sendo desviados da educação, da saúde e da infra-estrutura nos EUA para apoiar nossas 800 bases militares em todo o mundo, começou a parecer cada vez mais enlouquecedor. Dentro do próprio exército, uma em cada três mulheres é agredida sexualmente. A morte do jogador de futebol e do soldado Pat Tillman por fogo amigo foi encoberta para vender uma guerra. Os generais responsáveis ​​por crimes de guerra – da destruição desenfreada de aldeias afegãs e iraquianas à construção de prisões de tortura – são recompensados ​​com elogios e poder político. Essas verdades tristes e desonrosas tornaram-se crescentemente impossíveis de ignorar. Os militares não eram a instituição nobre e altruísta que os comerciais e os filmes de Hollywood faziam – longe disso.

Em West Point, logo me vi em desacordo com meu futuro papel como alguém encarregado de liderar soldados na batalha. No entanto, deixar West Point depois do meu penúltimo ano significaria retornar às fileiras de alistados ou encontrar uma maneira de conseguir um quarto de milhão de dólares para pagar a academia de volta. Então eu aguentei, esperando encontrar uma maneira de conciliar essa contradição. Mais uma vez, eu estava errado.

Ao retornar a Fort Benning, Geórgia, para começar meu treinamento como oficial de infantaria após a formatura, fiquei apavorado. Era como se eu estivesse em um lugar simultaneamente familiar e desconhecido. Houve coisas que notei que meu eu de 18 anos não poderia ter reconhecido antes. O mais impressionante é que observei o escopo da lavagem cerebral dentro das tropas, de homens de infantaria carecas, zangados, na maioria adolescentes, recém-formados, para graduados ansiosos por liderar esses soldados ingênuos na próxima guerra dos Estados Unidos. Senti-me testemunha de uma ilusão coletiva – uma de que eu já fui parte, mas de algum modo escapara milagrosamente. Depois de quase um ano lá, enquanto me preparava para mudar para meu novo posto de trabalho em Fort Drum, uma coisa ficou clara: não posso mais fazer parte disso. Não posso matar nem morrer pelos militares americanos – ninguém deveria.

Eu sei que não estou sozinho em me sentir assim. Meus sentimentos e experiências não são uma anomalia. Eu sei, porque eu tive conversas com outras pessoas que expressaram os mesmos sentimentos.

Você que está aí, e se você seguir os mesmos passos que eu, estou com você. Embora a perspectiva seja assustadora, unidos, temos muito mais poder do que todos os generais e políticos juntos. Nós possuímos a capacidade de moer toda essa máquina militar até parar. Já é hora de vivermos com a confiança e o respeito que nos foram concedidos pelo povo. Que nosso amor mútuo pela humanidade e nosso desejo de libertação e paz sejam nossos princípios orientadores.

Mais importante ainda, vamos encontrar uma causa comum com o povo do Afeganistão, Iraque, Palestina, Iêmen, Síria, Líbia e tantos outros que sofreram a mando dos Estados Unidos. Para aqueles soldados de quem ouvi falar, e para aqueles que ainda não conheço, espero que você também tenha a coragem de entregar suas armas comigo e recusar suas ordens de matar e morrer em benefício de um punhado de elites da classe dominante às grandes custas do resto de nós. A liberdade está do outro lado. Juntos, vamos lutar para acabar com essas guerras intermináveis ​​de trilhões de dólares, e vamos nos unir aos nossos irmãos e irmãs ao redor do mundo para acabar com todas as formas de exploração, opressão e violência sem sentido.

Spenser Rapone
Spenser Rapone

FONTE: www.truthdig.com

232 COMMENTS

      • TIRELESS

        Nao seja radical igual os aiatolas do Iran.
        Vc esta sendo radical igual eles.

        Apesar da materia falar sobre o rapaz ser de “esquerda” eu nao vi nada de comunismo, populismo ou esquerdismo ali na fala dele.

        Pelo contrario, a fala dele foi bem coerente.

        E diferente de vc, ele é americano e vivenciou toda a situaçao in loco. Ele esteve la.

        Tireless
        Nao deixe a sua raiva pelo comunismo cega-lo.
        Mesmo pq hj nem a Russia e nem a China sao comunistas. A Russia é uma oligarquia e a China uma ditadura.

        O comunismo morreu em 1991.
        O que existe hj sao lideres populistas e ditaduras.

        Cuba, Korea do Norte, Venezuela, China, sao todas Ditaduras, nada mais do q isso.

        A fala dele expoe nada mais nada menos do que a verdade sobre oq acontece nos bastidores de TODAS as Forças Armadas, nao so as dos EUA. Com Russia, China, Israel e ate Brasil tbm é assim.

        Ele teve uma visao critica daquilo pelo qual passou e viu que nao estava de acordo com oq ele anteriormente idealizava e sentiu culpado. E por isso saiu. Nada de mais. Essa foi a visao dele. Da mesma forma outros nao sairam e continuam pq se sentem bem estando la nas Forças Armadas Americanas. Essa tbm é a visao deles.

        E ele nao disse nenhuma mentira.
        Estupro contra as soldados americanas praticados pelos proprios colegas e ate superiores ja foram relatados por todas as midias dos EUA. Ate msmo mulheres das Forças Armadas Israelenses ja sofreram abusos.
        Nao ha nenhuma mentira nisso.
        A tortura contra inimigos tbm é praticada por TODAS as Forças Armadas do mundo.
        Nada de novo no front.

        Ha que se analisar os fatos expistos sem se dxar levar por cegueira ideologica.

        Os EUA sao o melhor país do mundo pra se viver, mas eles estao longe de serem santos.

        • Essa é boa. Desde quando comunismo é somente economia? A China tem um sistema de partido único, um partido comunista, centralista, dentro de uma estrutura de economia semi-capitalista.

          E é engraçado ver um iluminado feito você, acusar os outros de serem radicais, mas tudo bem defender a ideologia mais genocida da história humana. Se fosse o inverso eles teria sido até morto numa China ou Rússia. Aí eu queria ver a sua suposta compaixão revolucionária a um coxinha manifesto.

          Mas esperar o que de quem defende uma ideologia que deu fim a 120 milhões e… tá todo bem.

          “Deturparam Marx”. 😉

          • Bruno Rocha
            Vc me julga sem me conhecer?

            Quem é vc mesmo?
            Ah… vc é so mais um papagaio que so sabe repetir as coisas que os outros iguais a vc falam.

            De onde vc tirou no meu texto que eu defendo o “comunismo”?

            Volta para as suas aulinhas de ensino medio para aprender interpretar texto.

            Eu posso ate nao concordar com a argumentacao do TIRELESS mas eu sempre respeitei a opiniao dele.

            Mais argumentacao e menos besteirol ideologico sr.Bruno.

            A partir do momento que me julga entao vc nao tem credibiliade alguma para questionar qualquer comentario meu.

            O seu problema é nao respeitar a opiniao dos outros.

            Mas isso é tipico de alguns comentaristas aqui, se a pessoa tem uma opiniao diferente da maioria deles entao logo é taxada de “esquerdopata”, “comunista” ou “coxinha”.

            Isso nao cola mais.

          • Coitadinho desse rapaz… nasceu no país errado… se tivesse nascido aqui já tinha vaga garantida na FEFELECHE uspiana… 🙂

    • “Eu acredito que defender os explorados e os oprimidos é a coisa mais honrosa que podemos fazer como pessoas. ”
      => Até parece que, pelos números de perseguidos políticos, perseguição aos gays, de opinião, racial (perseguição racial não é apenas contra negros), violência policial e mortos no comunismo em toda a história faz desse ex-cadete ser uma “vida inteligente”.

      As democracias têm os seus problemas pois onde há a presença do homem nada é perfeito. Mas o ex-cadete achar que ser comunista é combater injustiças sociais e tudo o mais ou é de um grande desconhecimento de história ou é somente mais um que se tornou zumbi com falta de memória sobre tudo o que essa ideologia do fracasso, da dor, da perseguição, do sofrimento humano e do genocídio em massa de suas próprias populações causaram onde foi implantada.

      E não adianta dizer que não era comunismo e sim ditaduras pois ainda permanece pelo mundo em alguns países exemplos do que verdadeiramente sempre foi.

      • Eu diria: o que há de inteligente em promover um figura tão vil ???… só os analfabetos e os que não leem se apegam a figuras como esta… mas o mundo não é formado só de pessoas inteligentes… temos que combate-los, “pero sem jamais perder la ternura”… nós, os conservadores inteligentes não costumamos dar tiro na nuca de nossos opositores… lutamos mas no mundo da ideias e nesse campo somos imbatíveis…

  1. É como diz certa frase: “comunista feliz é comunista que vive em país democrático, assim é mole, quero ver morar na China, CN, Cuba…”. Mais um imbecil que virou socialista, que não deu certo em lugar nenhum da face da Terra, onde os poderosos tem todos os privilégios enquanto a patuléia divide a miséria. Recentemente vivemos o caos nos últimos 14 anos, recebemos a desgraça total e absoluta das mãos da esquerda, onde a roubalheira foi instituída como forma de governo, a Cleptocracia que o 9 dedos apedeuta implantou e acha bonito. A esquerda caviar tirando férias em Miami, tendo apartamentos e flats nas capitais dos países ricos e capitalistas, corja salafrária. E foram fazer viadices na Rússia e só agora aprenderam que comunistas não toleram homossexualismo, lá dá pena de prisão. Na CN é fuzilamento. Mas aqui em Banânia, o LGBT apoia o PCdoB e outros lixos de esquerda, inacreditável como tudo aqui é invertido.

  2. O cara defende regimes que escravizam e aprisionam a população inteira e quer falar de oprimidos. Esse é doente, esses tipos que essa mídia liberal tem criado.

    • O cara vem falar que ajudou a destruir o Afeganistão… Nunca teve nada muito bom naquele lugar, e o que havia sobrevivido aos soviéticos o talibans já tinham tratado de obliterar. Essa é a geração mimimi lacradora de Facebook chegando à vida adulta “… política externa norte-americana procurou realizar a subjugação de pessoas pobres e morenas para roubar recursos naturais…” 🤮

    • “essa mídia liberal”

      Bom deve ser a mídia controlada pelo estado né? Vai para Cuba Smokin, lá é lugar de mídia não liberal e não subverisva.

      • Aqui acima temos exemplos de pessoas contraditórias. Um fala que um cara ser socialista é culpa da mídia liberal e outro usa nome de anarquistas para criticar condutas que criticam o status quo.

        Não é culpa de mídia, do MEC, de facebook de nada….é culpa da falta de noção mesmo.

        • Meu Nickname surgiu como sátira a um antigo comentarista que usava um determinado nome e tinha atitudes contraditórias com relação a este, o tempo passou e para quem chegou agora ficou fora de contexto.

          Outra coisa, se você acha que existe algum alinhamento histórico entre anarquismo e o tal médico revolucionário argentino radicado em Cuba, não sou eu quem não tem noção.

          • Se você não é o Galante não dá para afirmar que chegou “bem antes”, sem querer dar cateirada boba mas estou por aqui desde que só exista o Naval e o Ostra ficava pistola com conversa de aviãozinho por lá.
            Portanto dane-se o que você acha, Senhor Xerife de Nickname 😉

      • Ele usou o liberal no sentido dado pela militância de esquerda, que também se apropriou de palavras como progressista. Leia 2 vezes antes de responder, e na dúvida pergunte o sentido de alguma expressão.

        • Não existe qualquer relação entre liberais e esquerdistas. Esquerdistas só defendem as liberdades individuais quando lhes é conveniente.

  3. A maior contradição desse cidadão e sua verborreia pacifista chama-se Che Guevara e seu terrorismo.Idolatrar alguém que foi heroi somente para regimes ditatoriais que mais inocentes mataram na história.

  4. O sujeito é desonesto e hipócrita! fala que se “revolta contra a exploração” mas tira selfie no espelho com Iphone produzido por mão de obra pessimamente remunerada de um país “comunista”. Fala dos “abusos cometidos pelo US Army no Afeganistão” mas ignora que há meros 30 anos atrás esse mesmo país foi vítima de uma ocupação brutal pela URSS, o maior país comunista que já existiu. Aliás, a “boazinha e comunista” URSS lançava mão de minas em forma de brinquedos para vitimar as crianças afegã. Critica a “subjugação da política externa norte-americana” mas não diz um pio sobre a subjugação do Tibete pela China. E fala do “roubo de recursos naturais” ignorando o neocolonialismo chinês na África, onde exploram os recursos naturais desses países comprando os ditadores locais.

    E para quem acha que a esquerda e o comunismo defende “os explorados e os oprimidos” eu sugiro a leitura do clássico “A revolução dos bichos” de George Orwell. Foi escrito há 80 anos mas continua atual.

      • Eu não estou “desconsiderando” os abusos dos EUA mas sim apontando os erros, contradições e hipocrisia constantes no discurso repleto de frases feitas e lugares comum de Rapone.

        Agora se você não conseguiu entender, inclusive para refutar o que escrevi, o problema não é meu.

  5. No Afeganistão ele chegou a essa conclusão que o comunismo é solução, maravilhoso, etc e tal.

    Mas vale salientar que o Afeganistão já teve um comunismo mais hardcore que a URSS. Sendo que foi o próprio programa extremo de transformação socialista do Partido Democrático do Povo do Afeganistão (corroído pela corrupção e lutas internas) que desencadeou a rebelião que forçou a intervenção soviética, onde eles mataram o déspota comunista existente e colocaram um títere mais submisso em seu lugar. Mas isso não impediu que a URSS entrasse em uma guerrilha sangrenta contra os afegãos.

    • Apenas complementando Tomoko San: e matando muitos civis afegãos inocentes, prática na qual os militares da URSS foram bem eficientes…

  6. Mandem ele para Cuba/Venezuela/Coréia do Norte/Vietnã como CIDADÃO e renunciando a cidadania americana, ai vamos ver se ele não volta em um bote de pneu e tambor rapidinho para Miami.

    • Provavelmente se o Sr servisse estaria lá agora ao invés de se esconder atrás de um computador. Falar é fácil, mas fazer que é bom, né!?

  7. Claro que o exército americano luta pelos interesses de classes dominantes, recursos naturais e por ai vai..Mas por acaso os exércitos comunistas não lutam por uma classe dominadora tb? E por acaso o comunismo não subjuga as pessoas? queria ver esse discurso se ele morasse na Venefavela.

    Esse aí tem que sair da fralda ainda e parar de ler quadrinho de super herói que luta pelos oprimidos.

  8. Sem entrar no mérito ideológico (os cães raivosos pretensamente PhDs em política-ideológica tão atuantes nas redes sociais se encarregam disso, kkk) do pensamento dele, apenas daria parabéns a esse rapaz por fazer na prática um das expressões idiomáticas mais comuns da língua inglesa: ‘think outside of the box’.
    A consequência para ele, evidentemente, dependerá do grau de repercussão que isso ganhar na grande mídia: se não houver grande repercussão (como acho que não terá…até agora não vi nada ainda no New York Times ou no Washington Post, que são as mídias americanas que costumo ler), ele poderá levar tranquilamente a vida; caso contrário, vai ter que fazer como fez o Edward Snowden, não necessariamente tendo que ir morar na Rússia, até podendo viver num país ‘ocidental-democrático-respeitador do Estado de Direito’, mas que tenha culhão para peitar a política externa dos EUA para proteger os ‘direitos’ do moleque.

    • “…‘think outside of the box’…”

      Exatamente Samuca!
      Isto é o que mais se pede dos alunos dos bons sistemas de ensino, principalmente a partir do secundário.
      Isto também é o que mais se pede dos trainees das grandes empresas, especialmente as globalizadas.
      Não só nos EUA, mas também aqui e alhures.
      Estimular a criatividade dos jovens não quer dizer concordar com seus pensamentos (conclusão óbvia, mas que aqui tem que ser postada face os ignorantes que não sabem distinguir uma coisa da outra).

      • Isso aqui não tem nada a ver com “pensar fora da caixa”! É apenas rebeldia acéfala, revolucionarismo sem causa! pensar foram da caixa é oferecer um caminho novo, que pode ser o correto ou não mas que representa inovação e criatividade. No caso o pensamento do sujeito não tem nada de criativo e inovador visto ser a repetição de velhos clichês repetidos ad nauseam por décadas e que, quando aplicados na prática, apenas provocaram fome, supressão de direitos e garantias individuais, guerras, perseguições políticas e morte. Aliás, estamos vendo o que é o socialismo na prática ali do lado da fronteira, na Venezuela.

    • Concordo enormemente com o colega. Para além da inclinação política do rapaz, certo ou equivocado, a decisão dele foi movida por vivência e a coragem de renunciar a tudo mostra resiliência dele em respeito ao que considera errado. Muitos argumentarão que ele é somente mais um esquerdista, mas admiro a capacidade dele de olhar o outro espectro do prisma e compreender que afinal, potência nenhuma tem as mãos limpas e a consequências de suas geopolíticas são sentidas pelos mais fracos.

    • Até que enfim um comentário sensato!
      Aqui a galera acha que todo mundo que não concorda com a opinião deles é comunista, não sabem ter um olhar diferenciado sem por a sua ideologia antes do ser humano. Mas fazer o que, eles acham que só existe doutrinação de esquerda rcrcrc

      • Justamente, Lucas! Penso que toda doutrinação é perigosa, seja ela qual for, porque até certo ponto tolhe a capacidade das pessoas em chegar a uma conclusão sobre algo sem que a ótica ou viés esteja impregnado por tais doutrinas. Pensamento isento e análises frias e imparciais hoje andam escassas.

  9. Esse é o tipo de comunista que critica o capitalismo e defende o oprimido mas não dá esmola, não participa de programas sociais voluntários, não ajuda a mãe a lavar a louça, não cede nenhuma parte do seu salário para instituições de caridade, não deixa sem teto morar na sua garagem…
    Assim é fácil!! No gogó qualquer um é contra o capitalismo selvagem e contra a exploração dos oprimidos. Na prática já são outros quinhentos.

  10. Só falta ele falar que também ficou desiludido com as mulheres e virou gay. Ele esperava o que? Os EUA construir uma nova Califórnia no Afeganistão? Essa nova geração vai nos levar a idade da pedra lascada porque alimentação é mais saudável.

  11. E os que colocam seu “socialismo” pra funcionar na prática, cobra aluguel de sem teto por imóvel que não lhe pertence.
    Teve na história algumas figuras que colocaram seu discurso em defesa do oprimido em prática e que eu respeito. Foram poucos e conta-se nos dedos de uma mão. O resto só usa pobre e oprimido como palanque pra atingir seus propósitos egoístas, igualzinho o mais selvagem capitalista de Wall Street.

  12. Desde quando ser comunista é vida inteligente, manda ele andar com essa camisa na polônia que viveu o comunismo, alias, nunca vi um cara escrever tanta desinformação sobre o que é o comunismo, parece Ptista falando do Brasil no governo deles

  13. Sem entrar na questão ideológica esquerda x direita gostaria de discutir o interesse Brasileiro neste episódio. Vejo muitos comentários condenando o garoto e elogiando o complexo militar norte-americano sem perceber que este aparelho pode, um dia, se voltar contra nós. Por pragmatismo puro deveríamos ser os primeiros a elogiar uma atitude rebelde como esta e incentivar outros jovens a também serem rebeldes contra o imperialismo dos EUA.

      • Sim, sem sombra de dúvidas. Como brasileiro o que me interessa, no tocante a qualquer Estado estrangeiro ou Força, seja ele A, B ou C, é tentar antecipar o risco que eventualmente corremos no trato com o respectivo.
        Ademais, independentemente das inclinações de cada um, no mínimo em respeito ao direito de livre manifestação do pensamento, convém ouvir aquele que teve experiência em algo que nenhum de nós teve, sem preocupações com rotulagens precipitadas.
        E se o rapaz realmente tiver razão?
        Snowden também foi muito criticado, porém quase tudo aquilo que ele revelou se mostrou verdadeiro…

        • O que ele e Snowden têm em comum é justamente a hipocrisia. Snowden se diz defensor dos direitos e liberdades civis mas foi se esconder em um dos regimes que mais viola as liberdades civis dos seus cidadão (Rússia). E Rapone critica o imperialismo norte-americano oferecendo como solução um regime ainda mais imperialista e assassino. E ainda usa a camisa com a estampa de um notório assassino.

          • Rapaz, o ódio visceral que você demonstra ao esquerdismo e quejandos o cega para outras coisas mais importantes. Note que nesta linha de comentários o embate ideológico está descartado.
            Além disso, todo sistema político e econômico comporta contradições, as quais serão mais acentuadas quanto mais empedernida for a sua implantação, pois lhe faltará o necessário equilíbrio, degenerando para a tirania, para o imperialismo ou para a libertinagem pura e simples. Esses problemas inerentes aos sistemas somente serão superados quando o homem estiver evoluído individualmente em patamar superior ao atual. E, veja só que interessante, quando se chegar a isso, os próprios sistemas já não serão tão importantes…
            De qualquer modo, pragmaticamente, o que aqui está ressaltado é o risco que tal situação enseja ao nosso país, um vez que a descrição feita pelo sujeito simplesmente acentua o completo abandono da honra e da moral a serviço da sanha capitalista e de um método de dominação absolutamente contrário aos preceitos básicos de qualquer Estado que se autoproclama democrático. Ou você não percebe isso?

    • Pelos posts aqui, poderemos aferir o provável nível de colaboracionismo (em outras palavras, de traição á Pátria-mãe) numa hipotética invasão e ocupação estadunidense do território brasileiro?

      • Jota Ká

        Perfeito seu comentario.
        Igual vc disse, se houver uma invasao dos EUA ou da Russia no Brasil nos vemos aqui pelos comentarios qntos seriam os traidores que iriam sabotar o Brasil.
        Igual as prostitutas holandesas e francesas que se vendiam por migalhas aos soldados nazistas.
        Dpois q acabou a guerra foram todas fuziladas.
        So que aqui no blog tem aqueles que se venderiam de graça aos americanos e russos.

    • Não há como deixar de condenar esse “sujeito” . Ele entra numa academia militar americana pra no final se dizer contra o imperialismo americano e a favor de notórias figuras cruéis e de regimes ditatoriais e opressores que representam o oposto das características que a instituição que resolveu estudar defende.
      Há limites para o quão imbecil alguém pode ser mesmo nesse mundo de valores relativos que vivemos e esse aí ultrapassou a todos. Só não foi pior que aquele outro (ou outra, sei lá…) que se vestiu de mulher para se forma no ITA, literalmente “defecando” nas tradições de uma instituição que ele escolheu entrar de livre e espontânea vontade e que já as tinha antes dele nascer.
      E do mesmo jeito que o imperialismo americano pode se voltar contra nós a benevolente China também pode e não parece, aos olhos dos esquerdistas, que enaltecê-la é uma atitude da qual se deva ter algum melindre em reserva. Muito pelo contrário!

        • Munhoz

          O 9° Pelotao é um filme russo que mostra com muito realismo como foi a guerra da URSS contra o Afeganistao. E diferente dos filmes americanos, o filme russo mostrou a verdade da guerra. A cena de um Antonov sovietico sendo abatido por um manpad é impactante. Nada de supersoldados russos matando a torto e a direito igual seria se fosse uma producao americana, pelo contrario, o filme mostrou jovens recem saidos da adolescencia sendo preparados para agir num país totalmente diferente e ao qual eles nao tinham nada a ver.

          O filme americano 5 dias de guerra mostra a versao ocidental do q foi a Guerra da Georgia. Nesse filme a Russia é a vilã. Ja no filme russo A Guerra de Agosto temos a versao russa da mesma Guerra da Georgia onde a Russia so entrou no combate para socorrer seus cidadaos isolados na area.

          • Exato Bruno, mais o neoliberalismo sim, modelo econômico baseado na mais pura e intransigente fantasia ideológica. E a pura coincidência é que um dos Estados que mais prega essa doutrina e repitindo como um mantra essa receitas para todos os males, é o mesmo que que faz sistematicamente uso de um verdadeiro keynesianismo militar. Incoerências, a vida é cheia delas…

          • Thiago… vamos definir tecnicamente NEOLIBERALISMO… até onde sei não é MODELO ECONÔMICO mas sim DOUTRINA econômica… senão, vejamos:

            ” NEOLIBERALISMO

            1. Doutrina proposta por economistas franceses, alemães e norte-americanos, na primeira metade do sXX, voltada para a adaptação dos princípios do liberalismo clássico às exigências de um Estado regulador e assistencialista, que deveria controlar parcialmente o funcionamento do mercado.
            2. Doutrina, desenvolvida a partir da década de 1970, que defende a absoluta liberdade de mercado e uma restrição à intervenção estatal sobre a economia, só devendo esta ocorrer em setores imprescindíveis e ainda assim num grau mínimo.”…

            FONTE: Wikipedia…

            Observe que seu conceito muda com o passar do tempo… o mesmo ocorre com conceitos socialistas… o que hoje consideramos “social democracia” nada tem a ver com o preceito original dessa ideologia política, por exemplo… temos que ter mais cuidado ao utilizar esses chavões que usamos como base de nossos raciocínios… saudações…

        • Pela última vez, os EUA não são uma ideologia, eles não são uma União Soviética de direita. O que uma coisa tem a ver com a outra?
          Os EUA fazem suas cagadas por interesses nacionais, não por ideologia. Se o fazem, pela cultura ocidental, são condenáveis.
          Mas eu não vejo gente igual você condenando o outro lado, os seus kamaradas revolucionários, quando esses matam milhões por uma ideologia utopistas.

    • Ninguém aqui está elogiando o complexo industrial militar norte-americano mas apenas e tão somente apontando as inconsistências e a hipocrisia do pensamento do garoto,que oferece como solução para o “malvado imperialismo ‘estadunidense'” uma ideologia autoritária e falida, que apenas fomentou guerra, desrespeito aos direitos humanos, autoritarismo e mortes.

      De igual forma não há “rebeldia” alguma no pensamento dele mas apenas a adesão acrítica a uma ideologia criminosa. Rebeldia é você se contrapor ao status quo oferecendo algo melhor. Quer rebeldes nos EUA? vá até o Vale do Silício! Aliás, um dos rebeldes do Vale do Silício hoje é o homem mais rico do mundo…

    • Não sei se eu entendi, eu elogio e incentivo uma rebeldia e ideologia (no caso especifico estão ligados) que não concordo, por pragmatismo de um dia ser atacado pelos EUA?
      Desejo a outro povo o que não quero para o meu?

    • Parabéns Wilson….vc realmente foi na essência.

      A imensa maioria nem leu a crítica dele….já o condenou previamente. Isso é um fenômeno nada moderno de comunicação. Tão comum que não dá vontade de debater.

      • Todos lemos a “critica” dele, que por sinal é uma coleção de lugares comuns e frases prontas. Ocorre que quem faz uma crítica deve apresentar uma solução, e tudo o que ele fez foi apologia a uma ideologia falida.

    • Algumas vezes lendo os comentários abaixo das matérias do blog me parece estar dentro de um blog não apenas estadunidense e sim ultra conservador republicano e filo sionista . Não deixa de ser curioso , muitos eu até leio com prazer e certo respeito devido ao conhecimento que eles apresentam , sobra perplexidade pois com certeza possuem conhecimentos e noções( mesmo que basilares) de geopolítica, política internacional e defesa ,ainda assim há uma defesa extenuante de interesses exógenos ao Brasil. Sei não, juro que muitas vezes pensei que esse blogue fosse sediado nos Estados Unidos ou financiado por alguma entidade de la .

      • Algumas vezes lendo os comentários abaixo das matérias do blog me parece estar dentro de um blog não apenas chinês e sim comunista. Não deixa de ser curioso , muitos eu até leio com prazer e certo respeito devido ao conhecimento que eles apresentam , sobra perplexidade pois com certeza possuem conhecimentos e noções (mesmo que basilares) de geopolítica, política internacional e defesa ,ainda assim há uma defesa extenuante de interesses exógenos ao Brasil. Sei não, juro que muitas vezes pensei que esse blogue fosse sediado na China ou financiado por alguma entidade de la .

        • Rsrsrs , bem pelos números de comentários ( simples conta de padaria) em pro e defesa – alguns são pura propaganda ver o caso dos comentários logo abaixo – dos EUA não dá para fazer essa inversão. Não me refiro com certeza a você Bosco, que apresenta regularmemte comentários de grande conteúdo e equilibrados, com raras exceções de quando se deixa levar por essas disputas políticas e divergências ideológicas .
          Como você entende comentários desse tipo :

          ” Nós Brasileiros nunca fomos incomodados pelos EUA.”
          ” Os Estados unidos é nosso irmão, nosso lider,e nosso amigo. O resto é choradeira de time perdedor. E se quiser perder a amizade dos EUA é só continuar dizendo tais asneiras.”
          eu os entendo como ingenuidade ou pura propaganda…
          Isso não significa que não existe o fenómeno contrário dos comentários filo-chines ou russos acriticos, mas são uma minoria .

      • Se você entra num globo militar você espera mesmo que a maioria seja comunista fã de Karl Marx ou da grande “mãe” Rússia, ou agentes da KGB? Além disso, se o patriotismo é relegado ao fanatismo ufanista nazista, o que faz um iluminado crítico socialista em um blog militar? Não sabia que a maioria aqui é de direita?

        • Bruno, desde quando ser de direita equivale a ser republicano, filo sionista e estadunidense… ? Po, então de repente Matinê Le Pen e a insurgente direita que clama soberania e independência, contrária ao Ttip ( TAFTA) e crítica em relação a OTAN na Europa são comunistas sem saber … Que bobalhoes . Vou tentar avisar eles que não são de direita.

    • Imperialismo dos EUA? Geralmente gente que pensa assim,e que incentiva jovens a pensarem assim é que tem contra si voltada a máquina de guerra dos EUA. Se fossemos civilizados, cultos, entenderíamos as razões dos EUA, do exército dos EUA. Mas, despeitados, atacamos. E atacando, ainda que apenas verbalmente, atiçamos a fera. Comentário tosco o teu amigo Wilson. Você não sabe o que é um Império. Agora, satisfeito, eu acredito que os Americanos nunca vão de deixar, sinto muito. Não porque eles não querem, mas porque não podem. è muito difícil satisfazer a massa ignóbil.

      • Desculpe-me Victor, nada ver com cultura ou civilização, muito pelo contrário . As razões dos EUA( não apenas , assim como das outras potências ) eu tento compreende-las através de fatores tangíveis ( interesses), não idealistas ou doutrinários, assim como de suas ações passadas e presentes. São ações bem estudadas e projetadas, não é fruto da casualidade do tempo , já Alfred Thayer Mahan – conselheiro de Theodore Roosevelt e um dos mais significativos teóricos e influente intelectual do imperialismo americano- descrevia e delineava a geopolítica e as estratégias para impor o domínio estadunidense sobre o mundo. Muito antes da China comunista ou da URSS, ele já projetava que o domínio dos EUA deveria estender-se do Pacífico ao Atlântico, controlando as Filipinas, Hawaii e Cuba , indicava Suez e Panamá como fulcros. Teorizava que o domínio do mundo pertenceria a uma aliança angloamericana capaz de dominar a Alemanha e o Japão para coibir um eixo russo -chines . Daí em diante há outros teóricos importantes e influentes como Nicholas J. Spykman que desenhava uma estratégia de controle da faixa penínsular e insular do continente euroasiatico pregando que para a defesa dos interesses americanos seria necessário o domínio e fragmentação dessa faixa , porque a unificação dela a baixo de um único poder seria um desastre para os interesses dos EUA. E na Europa pensava que tarefa de impedir a integração do potencial Europeu deveria ser obrigação do Reino Unido.
        “To prevent any integration of power on the continent of Europe, and particularly, to see that nothing would lead to an effective military alliance between Germany and Russia. (…) Germany must be balanced by the power of France and that of Eastern Europe, but no one of the three regions can be allowed to gain complete control” ( N.J. Spykman, The Geography of peace )
        Da pra ver que as linhas estratégicas
        que guiaram e nortearam eles permaneceramm as mesmas. Parabéns para eles que tiveram êxito , azar dos outros incapazes de moldar o próprio destino.

        • Eles só pensam na própria segurança, segurança do povo Americano, o mais democrático e livre do mundo. Pensar e escrever estratégias faz parte da liberdade Americana, mas isto não significa que os empregados do governo, civis ou militares, ficam obrigados à tais livros. Além do mais, há que se distinguir Imperialismo de liderança. Os EUA são lideres e agem como lideres. Eles só se revoltam com povos que pretendem destruí-los, o que inclui destruir esta liderança. É o povo mais lúcido do mundo. No geral, a massa do povo quer mais é assistir NBA e ouvir Michael Jackson. E é deste povo que saem os líderes, sempre pensando no bem da humanidade como país líder. Vide o último caso dos imigrantes ilegais que atravessaram a fronteira do México com os EUA. Foi uma chiadeira. Há muitas pessoas boas nos EUA. Muitas. A maioria. Então, é estapafúrdia esta tese de que os EUA querem um Império. Eles querem liderar, não por cobiça, mas por situação: eles são os mais ricos e os mais preparados, culturalmente e ideologicamente. Este papinho de Império é justamente o que querem que você pense os inimigos dos EUA. E se você pensar assim, pode ter medo, pois você passou a ser uma ameaça para o estilo de vida Americano. Não há Império, há “Leadership!”

          • Não há nenhuma conotação pejorativa ou moral na minha colocação de “imperialismo” que aliás é uma citação do Carl Schmitt sobre o Mahan . E mais que natural que uma potência do porte dos Estados Unidos tenham essas ambições. Não estou falando do povo ou do cara que assiste jogos do NBA. Estou falando do Estado Americano , dos aparatos que guiam essa potência. Ninguém tem medo ou ódio, só imbecis, pessoas sem maturidade emotiva ,ou adolescentes , fazem essas avaliações ingênuas. Só que nos somos brasileiros, e devemos defender os interesses do nosso espaço geográfico, das nossas instituições ( nem sempre boas, mas é o que temos) da nossa sociedade e não apoiar apriorísticamente interesses exógenos, sejam chineses russos ou americanos

          • É um erro falar imperialismo ao invés de liderança. É um erro sim, que leva a muitos enganos. Mas, bem, de qualquer forma, você está certo quando diz que os países devem defender os próprios interesses. Quem não o faz nem deveria existir no cenário internacional. Mas seja justo, os EUA é o mais democrático de todos. Ele dialoga, ele propõe alternativas, ele ajuda financeiramente e tecnologicamente, e lidera como povo civilizado. O Brasil, em especial, nunca deveria cuspir neste prato que come. Se hoje temos uma indústria siderúrgica é graças aos EUA. Se temos uma indústria automobilística, é graças aos EUA. Se temos uma indústria petroquímica, é graças aos EUA. E por aí vai… Diferente de outros verdadeiros Impérios que é só uma exploração ignorante pelo uso da força. Nós Brasileiros nunca fomos incomodados pelos EUA. Há uma choradeira sobre o o “golpe” de 64, mas mesmo isto, se realmente foi, é ínfimo diante da conjuntura da época. Fora isto, se não fomos adiante foi por própria incompetência, e não por influência maléfica de quem quer que seja. Nós brasileiros temos mais que agradecer aos EUA. Somos o que somos, no que há de bom, hoje, em parte, graças aos Americanos. Os Americanos sempre foram um parceiro de primeira hora, um amigo, um irmão das Américas. É um dos povos mais semelhantes a nós ( não há mais semelhantes a nós do que eles no mundo). E, mesmo que você negue, vive nos ajudando nas nossas intermináveis crises, seja política ou financeira, que nós mesmos criamos, pela nossa própria incompetência. Como as pessoas lúcidas sabem, jogar a culpa do próprio fracasso em outros é típico de ignorante. Os Estados Unidos da América é nosso irmão, nosso lider,e nosso amigo. O resto é choradeira de time perdedor. E se quiser perder a amizade dos EUA é só continuar dizendo tais asneiras.

          • Thiago,
            Cite comentários seus aqui na Trilogia onde você defende os interesses brasileiros e cite comentários de outrens defendendo os interesses americanos em detrimento dos interesses brasileiros.
            Não o fazendo está sendo leviano em suas conclusões e em suas afirmações e é só parte do “problema” que diz lhe deixar estupefato.
            Antecipadamente, agradeço.
            * Aqui na Trilogia todo mundo tá cansado de saber que não existe isso de “isentão”. Todos que vêm com essa conversa de isentão são esquerdistas fazendo proselitismo partidário.

    • Eu entro no mérito porque é algo que fez parte da história. Simples isso. Nunca vou tecer loas a qualquer país como muitos fazem gerando um Fla X Flu desnecessário. O que julguei na são fatos históricos e os motivos que levaram o cadete a ser expulso o que eu, concordo. O comunismo é uma mal a ser combatido tanto quanto o fascismo.

      Eu acho muito engraçado se falar em imperialismo americano. E o que a URSS fez à Polônia, Checoslováquia, Hungria, Alemanha Oriental,Hungria, Romênia, Bulgária e Albânia quando todos tentaram ao menos amenizar as ditaduras que eram impostas pela União Soviética nos anos 50 e 60? Até as FFAAs desses países eram controladas pelos russos.

      Infelizmente vendo aqui alguns comentários vejo o que ocorre com 40 anos de Escola de Frankfurt fez ao nosso sistema de ensino. São 40 anos de marxismo cultural que nos levou a essa tragédia que é o ensino brasileiro. Ensino este que não forma profissionais e sim militantes.

    • Esta bobagem toda deve ter dado trabalho para concatenar e, apesar de não convencer ninguém com um Tico e um Teco, deve render umas garotas na UCLA por enquanto. Espero que ele aproveite bastante, porque vai ter uma vida inteira de pratos para lavar no mercado de trabalho reservado a bobocas como ele.

    • O único imperialismo que eu conheci na vida é o imperialismo do meu próprio governo contra o próprio povo, de resto só leio e vejo bobagens o tempo inteiro. Ter liberdade de ir e vir, viajar, consumir, escolher namorada e esposa, onde morar, qual filme assistir, ter defesa jurídica, trabalhar, poupar, ter propriedade, ter escolhas individuais etc…defender essas coisas NÃO tem nada de imperialismo, pelo contrário, o ser humano é isso na sua essência. Ser acusado de defender esse valores é algo nobre. Indefensável é defender Che e outros genocidas que passaram por esse mundo. Fico assunto com coisas que leio.

    • “e incentivar outros jovens a também serem rebeldes contra o imperialismo dos EUA.”

      Aguardando o jovem rebelte maconhero também virar um crítico do imperialismo russo/chinês/cubano/venezuelano/norte-coreano

  14. Ele está todo sensibilizado pelo povo Afegão que outrora foi subjugado pelos que ele considera serem “heróis”, deus livre a humanidade da cegueira que impede de ver a realidade por de traz do comunismo e socialismo.

  15. Como eu ri desse texto. No momento inteiro que eu estava lendo, eu fiquei pensando ele falando todas essas coisas bonitas com uma camisa de um assassino estampada.

  16. O camarada se revolta com o sistema mas não larga o osso dos opressores pra não ter que pagar os estudos e depois veste camisa do Che.
    Resumo;
    Titio Sam perdeu dindin bancando estudo deste ae, pois não aprendeu nada.

  17. “Eu acredito que defender os explorados e os oprimidos é a coisa mais honrosa que podemos fazer como pessoas. ”
    => Até parece que, pelos números de perseguidos políticos, perseguição aos gays, de opinião, racial (perseguição racial não é apenas contra negros), violência policial e mortos no comunismo em toda a história faz desse ex-cadete ser uma “vida inteligente”.

    As democracias têm os seus problemas pois onde há a presença do homem nada é perfeito. Mas o ex-cadete achar que ser comunista é combater injustiças sociais e tudo o mais ou é de um grande desconhecimento de história ou é somente mais um que se tornou zumbi com falta de memória sobre tudo o que essa ideologia do fracasso, da dor, da perseguição, do sofrimento humano e do genocídio em massa de suas próprias populações causaram onde foi implantada.

    E não adianta dizer que não era comunismo e sim ditaduras pois ainda permanece pelo mundo em alguns países exemplos do que verdadeiramente sempre foi.

  18. Mais um aborrecente de [email protected] que chegou nessa vida não tem nem duas décadas e acha que já sabe mais a forma correta de prosperar e crescer do que a testada, demonstrada e comprovada por séculos de conflitos e experiências que levaram à evolução e à prosperidade registradas na história ocidental.
    Quando acordar para a vida, vai perceber que nasceu e cresceu no país que oferece as maiores possibilidades de crescimento, prosperidade e liberdade de viver de nosso tempo, teve em suas mãos a oportunidade única de ter uma excelente carreira, com inúmeras possibilidades de crescimento e aprimoramento pessoal e profissional, e jogou tudo fora por conta de uma utopia fracassada e falida há 101 anos.

  19. A motivação dele, na essência, salvo melhor juízo, não é tão condenável. Ele tem razão quando fala da “lavagem cerebral” nos “private” norte americanos. Mas, a camiseta do Che Guevara não combina em nada com isso. Aliás, o texto não tem muito a ver com socialismo. Mas, também acho que devia ter sido excluído das fileiras do Army.
    Tenho um companheiro de turma da EPCAR que foi pra Escola Naval, CMG da Reserva (Armada), casou com uma professora da UFRJ e hoje é um comunista de carteirinha.

    • Correto Rinaldo Nery!
      Manifestação política explícita, de qualquer ideologia, não cabe nas FFAA, pois incompatível com seus valores.
      Mas perfeitamente possível, mais ainda, desejável, na sociedade civil democrática.

    • A impressão que eu tive, Irmão, é que esse rapaz não é comunista nem admirador de Che Guevara coisa nenhuma! Ele apenas usou a camiseta e demais manifestações como recurso para ser expulso de propósito, sem ter que arcar com os custos exorbitantes do estudo que cursou em West Point..!
      Mal comparando, é como quando conscritos se fazem passar por homossexuais para serem dispensados do serviço militar obrigatório…!

      • Andre Luiz

        Tbm analisei a questao dessa forma.
        Nao vi nada de comunismo/socialismo no discurso dele, que alias foi bem coerente e sem citar qualquer tipo de ideologia.
        Com certeza ele usou as camisetas socialistas e do Che so para ser expulso sem ter q devolver pelo menos 250 mil dolares para a Escola.

    • Rinaldo Nery
      Sim, pela fala o cadete so nos mostrou que as Forcas Armadas Anericanas nao sao tao “santas” e nem tao “democraticas” iguais muitos aqui querem crer. O texto realmente nao fala nada de socialismo nem capital8smo e sim com desilusao que ele teve com as Forças Armadas do proprio país.

      Agora em relacao ao seu amigo que virou comunista.
      Uma pena, pq na minha opiniao os “comunistas” vivem no mundo da fantasia acreditando em contos de fadas de uma sociedade igualitaria. Sem chance disso acontecer. O Comunismo na verdade nunca existiu. O que existiu foi uma Ditadura centrada no comando de poucos que dirigiam o destino de muitos e ponto final.

  20. Alguém tem o endereço dele? Quero pedir desapropriação dos bens a meu favor, já que sou um sul-americano oprimido em comparação com um norte-americano rico.

    • “merda”de imperialismo ianque, mas não reclama do imperialismo chinês.
      Boa lógica! hahahahahahahhaa
      Odeio o imperialismo ianque, porra olha o lixo que os americanos estão fornecendo ao EB.
      Brasileiro é um povo surreal e mal agrdecido, pois está recebendo bons equipamentos e se não recebessem e direcionasse esses equipamentos para os colombianos? Nossa, os ianques só ajuda a Colômbia. Paciência. hahahahahahaha
      A História refuta todo o depoimento, principalmente quando ele usa a palavra liberdade, coisa que Mao e Lênin desprezaram.

  21. Ele não foi expulso por ser de esquerda, é um agravante que indica que ele é sem noção mas até aí não é algo “que desqualifique”, ele foi expulso pois é um fraco que gosta de aparecer, que coloca a ideologia acima do compromisso militar, e isso lá eles não toleram. Existem militares americanos de esquerda, muitos veteranos até aparecem na internet falando de política mas nunca ouvi eles falarem que foram discriminados pois dá pra notar que eles eram soldados primeiro e depois comunistas.

    Notem que apesar dele falar besteira na internet anonimamente por anos, foi na primeira vez que ele decidiu fazer uma palhaçada em público que expulsaram sem dó nem piedade mesmo depois dele ter jogado no lixo anos da vida dele e o exército americano por sua vez ter despejado dinheiro na formação dele. Por maior que seja o prejuízo que tiveram com ele, pior seria se esse idiota comandasse tropas com essa vontade de aparecer.

    Lá é assim pois há um comprometimento com a coesão da tropa, não se pode tolerar um fraco no comando, é a experiência fundada em décadas de fogo e sangue que define a linha que não se pode cruzar.

    Já aqui na Banalândia teve aquele aluno do ITA que desrespeitou os militares por anos, inclusive na mídia, criou grupos em redes sociais pra constranger os militares e na formatura ainda desrespeitou a instituição indo receber o diploma vestido de mulher.

    Por que essa diferença de reação? Porque aqui o espírito de parte das Forças Armadas são mais de funcionários públicos do que militares, o compromisso é não criar problema pra si, mesmo que o fazendo gere dano pra instituição. Lá eles não podem se dar ao luxo de pensar assim. Felizmente ainda há uma boa parte dos militares com alma de militar aqui mas essa gordura de “funcionalismo” um dia terá um custo.

    • Carta Branca, no caso do traveco do ITA, o COMAER fez o que foi possível via sindicância. O ser foi punido porque queria usar maquiagem trajando uniforme, e isso o RICAER não prevê. Daí os escroto diz que “foi perseguido porque era homossexual”. E se for pra Justiça Federal, vai cair na mão de um juiz moleque de 30 anos, que usava camiseta do Che Guevara na universidade, e sofreu lavagem cerebral dos professores comunistas! E é óbvio que esse juiz odeia milico… Daí você imagina o resultado. Acontece TODOS OS DIAS em TODAS as Organizações Militares do Brasil.

  22. Ele até tem razão na maioria das coisas que disse sobre a agenda do EUA, mas o problema é que o socialismo também só é bonito na teoria, e Che Guevara nunca foi santo, longe disso.

  23. O que não falta são jornalistas/ blogueiros que escrevem com a sinistra, replicam matérias de sua agenda política mas não escancaram a camisa vermelha escondida sob o manto do “isentão até que prove o contrário ” …

  24. Ninguém se alista nas Forças Armadas com o intuito de mudá-las por dentro, não é assim que funciona, melhor se tivesse se alistado em um grupo politico. Apesar de ele não ter mencionado, com certeza este rapaz teve varias oportunidades para ver que estava no lugar errado.
    Saiu da maneira desonrosa, porém, poderia ter sido pior. Ainda bem que não surgiu oportunidade para que esta sua ideologia não causa-se a morte de um irmão de armas!

  25. Agora que expulsaram esse cara?
    Lembro de ver essas fotos há mais de 1 ano.
    Tem fotos dele em exercícios com blindados usando outras camisetas e com outros cadetes apoiadores.

    • “Agora que expulsaram esse cara?
      Lembro de ver essas fotos há mais de 1 ano.”

      As democracias liberais têm o hábito de garantir aos administrados e jurisdicionados os direitos ao contraditório e à ampla defesa. Por outro lado os paraísos socialistas/comunistas do Sr. Rapone aplicam as punições sumariamente, não sendo raro que a pessoa jamais volte a figurar no Censo.

  26. Uma vez eu li um livro de “Ficção” onde um jovem a favor da família, moral e bons respeitos. Esse jovem. Serviu a suas forças armadas do planeta jupiter, logo no início ele teve que limpar a traseira dos cavalos de Júpiter, tomar chá de alfafa de Júpiter, até aí tudo bem, tranquilo, um terráqueo sem sobrenome arrescem terminando o ensino médio, vida sofrida pai bêbado mãe ausente. Porém, sempre tentando, passados uns 6 meses no período básico jupteriano, esse recruta foi escolhido para uma qualificação, um curso de soldado de comunicações de Júpiter Cavalaria, o soldado feliz foi se apresentar no esquadrão de comando do pel comunicação de jupiter para o início de sua qualificação. Com isso, o oficial de Júpiter chamou seus praças mais antigos e salgou o lombo desse recruta terráqueo, socos pontapés cadeira na cabeça, o soldado quase desfalecido não entendia o qie tinha acontecido, acordou na enfermaria no soro e tudo mais. Passou dois dias, o recruta terráqueo em jupiter se apresenta para o seu cmte de pelotão de Júpiter, que era o Pel. De apoio. Logo o cmte perguntou: o que houve recruta terráqueo? Foste atropelado? Logo o recruta terráqueo respondeu: Não senhor. Então o seu cmte disse: volta lá e comece o seu curso de Comunicante jupiteriano no esquadrão de comando. O recruta apavorado, urinando sangue. Voltou e se apresentou novamente no pelotão de comunicações de Júpiter. O oficial cmt das comunicações perguntou: Você de novo aqui picafumo dos infernos? Você não tem nem sobrenome és um lixo terráqueo. E começou a tortura novamente. Era chique elétrico nos testiculos, óleo dentro do ouvido, e outras coisas piores. Novamente o recruta acordou na enfermaria, apatir daquele momento ele desistiu de tudo pediu para ficar no pelotão de apoio jupiteriano até que completasse o seu tempo de serviço obrigatório em marte. Quando ele se recuperou ele perguntou para o seu cmte direto: Capitão jupiteriano é normal acontecer isso no Esquadrão de comando? O ofical respondeu triste: É que vc não tem sobrenome e você é terráqueo, é como o óleo e a água não se misturam, pelo menos aqui em Júpiter sempre foi e será assim.

  27. Pelo texto não sei dizer o quão grande é o apoio do cara a regimes comunistas, afinal optar por uma visão mais a esquerda do espectro politico não torna a pessoa obrigatoriamente um comunista.
    Entretanto a foto com ele exibindo a camisa do Che Guevara, mostra uma clara dissonância cognitiva, visto que criticar as crueldades da Guerra do Afeganistão e apoiar em alguém que impôs sua visão de mundo a população de um país não parece ser coerente.

    No fim me parece um caso de desilusão com uma imagem altamente idealizada dos EUA e suas Forças Armadas e pra preencher o vaco mergulhou no oposto.

    Mais cedo ou mais tarde vai sofrer outra desilusão…

  28. Não sei o que é mais lamentável na ingenuidade dele….entrar no exército americano com o pensamento que iria “ajudar os oprimidos” ou acreditar que o comunismo faça isso..

  29. Acompanho Futebol Americano há muitos anos, na verdade, é o único esporte que gosto. Essa manifestação de CK foi tão sem noção que nenhuma das 32 franquias quis mais contratar o outrora promissor QB.
    Já esse rapaz jogou sua carreira fora por algo que a grande maioria das pessoas não quer nem ouvir falar. Eu mesmo, como professor de História, fico furioso em passar assuntos como Revolução Russa, Marxismo entre essas outras coisas que arrasa tudo por onde passa.

  30. Os argumentos do escritor do texto são ponderáveis, como dos soldados israelenses que se recusam a atuar nas áreas árabes ocupadas, acho que o melhor é efetivar sua retirada do corpo ativo militar. Não é o primeiro nem o último a questionar o posicionamento bélico dos americanos quanto aos seus inimigos pelo mundo, cada país que encontre o caminho que entende mais proveitoso para seu povo.

  31. Se alguém na mesma condição dele estivesse fazendo apologia da organização terrorista Ku Klux Klan e ostentasse camiseta com foto de algum líder supremacista branco, pelo mesmo fundamento seria licenciado do USArmy.

    A diferença seria a manifestação de alguns privates cabeça-dura que, ao invés de esculhambar o sujeito, passaria a lamentar o ocorrido dizendo que foi injustiçado, que o sistema é cruel, que a sociedade está se degenerando, etc, etc. Dois pesos, duas medidas.

    • “Se alguém na mesma condição dele estivesse fazendo apologia da organização terrorista Ku Klux Klan e ostentasse camiseta com foto de algum líder supremacista branco, pelo mesmo fundamento seria licenciado do USArmy.”

      Filhote, estamos na cultura ocidental, não no tribalismo revolucionário. Até porque os dragões da KKK financiam os democratas, não os republicamos. Informe-se.

      KKK é uma seita. Houve uma guerra civil deliberada contra os escravagistas naquele país.

  32. Na biografia de Colin Kaepernick (Copérnico), ele é de pai negro e mãe branca. O pai biológico os abandonou antes de CK nascer, e a mãe os entregou a um casal branco polaco em adoção, e o mandaram para a Universidade onde seu talento apareceu.
    Aí o pardo do CK resolveu ser contra a etnia que o adotou.
    Grande figura que o cadete Rapone se inspirou.
    .
    Mas como o Bosco postou, ele será um esquerdista gozando as delícias do capitalismo decadente.

    • É um lixo asqueroso. E bem lembrado, essa também é a história do Barack Hussein Obama. Filho de pai negro e mãe branca, foi abandonado por seu querido papai. Criado por sua mãe branca, tomou nojo e repulsa da cultura ocidental e da raça que o abraçou.

  33. Vocês são na maioria fanáticos por americanos, a maioria tudo complexado com EUA. Kkkkkk Alguém acorda, aqui é Brasil, quer ser americano, vai que não fará falta. O que foi denunciado na matéria é que eles se impõem no mundo querem dominar culturalmente, militarmente, economicamente, ideologicamente, não importa como, nome disso? Imperalismo. Acham certo? Eu não. Todos os países tem de ter noção de que estão num globo diversificado cooperar pra evoluirmos como raça humana, sem a subjugação e exploração dos mais frágeis, (quem faz isso é pior que criminoso, é um genocida moderno, se escondendo atrás de uma visao falsa de Onu, democracia, pra cometer crimes contra a humanidade). E sem tentar chegar primeiro pra depois explodir todo o resto do mundo.

    • Cooperação? Mas cooperar com inimigos? Como? “De grátis”? Na faixa. Coopera-se com amigos, certo? Cite para nós uma caso em que os Estados Unidos da América esteja agindo com “a subjugação e exploração dos mais frágeis”. Não há. Amigo, o que há é gente ignorante prá cacete ao redor do mundo. Mas de uma coisa eu quero certeza, Americanos geralmente não querem ter santidade reconhecida pelo Papa… Cooperam desenvolvendo remédios, terapias, facilidades tecnológicas, diminuindo custos… disto você não fala nada né… Esta é a cooperação dos EUA com o mundo. E você que se julga fraco, oprimido e subjugado, além da boca para comer, coopera com o que?

      • Coopero com meu nacionalismo, coopero desenvolvendo tecnologias, coopero ajudando o próximo, coopero dialogando entendendo, aprendendo, ensinando, amando, tem muitas formas de fazer o bem, cada um fazendo um pouquinho dá um tantão. Mas parece que os sistemas mundiais insistem em ir na direção contrária, gerando sofrimento humano, terrestre e contribuindo para uma geração futura mais bestial. E sim dá pra cooperar com inimigos, torna-los amigos, fazer um acordão. Um dia terão de fazer, vai chegar num ponto que uma potência dirá as outras, ou a gente vira tudo gandhi e destroi armas de destruição em massa zela um pelo o outro ou vai acabar tudo.

    • Diego K
      Falou tudo.
      A maioria aqui nao pondera a questao sem levar para o lado ideologico da coisa.
      Mas aqui alem dos “fanaticos” pelos EUA/Israel tem tbm os “fanaticos” pela Russia/China que a cada dia que passa estragam e poluem o blog com essas interminaveis baboseiras ideologicas.

    • Mais nojento que comunista são os que se passam por patriotas, claro, patriotas de Cuba, Rússia. Na boa, cara, tira a bandeira do Brasil do teu avatar. Coloca uma vermelha. Seja honesto consigo mesmo e conosco.
      Engraçado como quando esses países queridos fazem isso, e até pior, vocês, guias da humanidade, nunca aparecem para criticar.
      Aguardando sua crítica aos campos de concentração de gays em Cuba. Mortos de fome da Coreia do Norte. Assassinato massivo de protestantes na Venezuela, e perseguição racial/étnica na Rússia e China.

    • Nunca vi ninguém fugir pra país socialista. Nunca vi democracia ocidental, por pior que fosse, fuzilar cidadãos que queiram fugir do país.
      Pra verem a diferença:
      Os EUA criaram um muro para conter imigração ilegal ao seu país. Que malvado, não?
      A União Soviética fez o muro de Berlim pra não deixar ninguém fugir do paraíso na terra, e fuzilava quem tentava.

  34. Como muitos são papagaios, só repetem e criam mitos, farei por vós uma pesquisa na Wikipédia e derrubarei um mito. O comunismo é geralmente considerado como a etapa final do socialismo. É uma ideologia política e socioeconômica, que pretende promover o estabelecimento de uma sociedade igualitária, sem classes sociais e baseada na propriedade comum dos meios de produção. Sem Estado e livre de quaisquer tipos de opressão, onde as decisões sobre o que produzir e quais as políticas devem prosseguir são tomadas democraticamente e permitindo dessa maneira que cada membro da sociedade organizada possa participar do processo, tanto na esfera política e econômica da vida pública e/ou privada. Considerações finais: nunca tivemos comunismo no mundo. Ele é utópico, seria perfeito se existisse, talvez tivemos socialismo mas longe do perfeito a maioria virou ditaduras. Não critiquem uma coisa que nunca existiu, não faz sentido. Obrigado.

    • Realmente nunca funcionou em lugar algum, sabe porque, porque democraticamente decidirão que você vai ficar com o trabalho de puxar a enxada, debaixo de sol. Os outros, democraticamente decidirão que devem ficar com a caneta. Você aceita? Ninguém em são lucidez aceita. Eis a razão pela qual sempre se tornam ditaduras, pois é preciso “obrigar a fazer”. Sem opção, sem liberdade de escolha. Já vi que ou você é criança ou tem a idade mental de uma criança.

      • Esta estória de boas intensões, bonitinho, direito de todos, amiguinhos, justos, isto não existe. Fica bonito nos livros e nos discursos, mas na prática, se há algo de bom agradeça, é o melhor que conseguimos ao longo dos séculos. Socialismo ou comunismo “não funciona”. Aliás, a China é um comunismo onde existem eleições, e no partido comunista existem alas, alas progressistas, alas conservadoras, etc… Mesmo assim não funcionou e a China hoje é um capitalista vorás. Do que era um estado comunista só sobrou a ditadura. “Comunismo não funciona” Aprenda!

          • Caia vc, esta sendo enganado e está gostando, não é certo demonizar algo que nunca existiu e que se existisse poderia ser realmente bom, pensa uma sociedade sem estado te ditando regras porque vc já teria uma educação e ja teria um senso do que é certo e o que quer fazer, acesso a tudo que é possivel ja inventado. Acredito que alguem poderá um dia fazer um novo modelo, misto, pegando o bom dos dois lados, ou inventando um novo. Agora falar que URSS, CN, foi comunista aí viajou pq era um hell, uma ditadura nada se assemelhava ao modelo, uma vez que comunismo pra existir não teria um estado. Que inventem outro nome ou deixem os capitalistas demonizando o modelo pra continuar explorando e não ter chance de vir um modelo melhor, mais altruísta, que eleve a nós como espécie dignas para sermos realmente chamados de racionais e inteligíveis(ja sabe se autodestruirmos a burrice foi provada). E vc acha que lucra com capitalismo? Dá pra se viver bem. Mas só banqueiros e acionistas com heranças gordas (n to dizendo mixaria, de quem tem 500, 800mil, 2 milhões), muito mais.. Aqueles que fazem o dinheiro trabalhar por eles que lucram de verdade. Aquele 1% que deita e rola, enqnto tem quem trabalha sol a sol e não se consegue muito pra se orgulhar na vida. Admite o sistema é longe de ser justo. É oq todos seguimos por falta de opção.

    • Você é um gênio. Meus parabéns.

      Quando tudo se torna do Estado, então não haverá mais Estado, raciocínio mais do que perfeito, é a transição do socialismo para comunismo. Por isso o comunismo nunca existiu e as potências comunistas ditatoriais como China e URSS não são comunistas, já que o comunismo nunca foi implementado, assim podemos revogar o título de ditador comunista de Mao e Stálin, agora eles são os ditadores capitalistas opressores querendo o controle mundial do capital e dos meios de produção. Parabéns pela grande aula Mestre.

      • Esse cadete é mais um entre milhares que vendo o desastre da política externa americana, propõe a maravilhosa ideia de justamente defender valores totalmente oposto do povo americano achando que isso se configurá um bem entre a luta contra o grande satã, isso existe muito aqui nos blogs.

    • Diego K 21 de junho de 2018 at 19:09

      Cara, quanta b8sta de uma vez só.

      –“Como muitos são papagaios, só repetem e criam mitos, farei por vós uma pesquisa na Wikipédia e derrubarei um mito.” —

      Wikipédia. Boa fonte. Hehe

      –“O comunismo é geralmente considerado como a etapa final do socialismo. É uma ideologia política e socioeconômica, que pretende promover o estabelecimento de uma sociedade igualitária, sem classes sociais e baseada na propriedade comum dos meios de produção.”

      Através da concentração máxima de poder nas mãos do estado, da tira total de liberdade e propriedade dos cidadãos, feito por uma elite rica auto-proclamada “representante da humanidade”.–

      –“Sem Estado e livre de quaisquer tipos de opressão,”–

      70.000.000 de mortos da China
      40.000.000 de mortos na União Soviética

      Os partidos políticos se chamavam partido comunista, não partido socialista. Havia a internacional comunista, não a internacional socialista. O partido se chamava Cominter, não Socinter.

      –“[…] onde as decisões sobre o que produzir e quais as políticas devem prosseguir são tomadas democraticamente “–

      Tomada democraticamente pela cúpula política não eleita.

      –“e permitindo dessa maneira que cada membro da sociedade organizada possa participar do processo, tanto na esfera política e econômica da vida pública e/ou privada.”–

      E se torne uma propriedade do estado.

      –”Considerações finais: nunca tivemos comunismo no mundo. Ele é utópico, seria perfeito se existisse, talvez tivemos socialismo mas longe do perfeito a maioria virou ditaduras. Não critiquem uma coisa que nunca existiu, não faz sentido. Obrigado.”–

      O Nazismo pleno também nunca existiu.

      Deturparam Main Kampf.

      😉

  35. “Dentro do próprio exército, uma em cada três mulheres é agredida sexualmente. A morte do jogador de futebol e do soldado Pat Tillman por fogo amigo foi encoberta para vender uma guerra.– longe disso.” Sem entrar no mérito, pois gera brigas de torcida, é impressionante que em pleno século XXI no “país da liberdade e da democracia” exista um comportamento desse tipo, onde se perpetua a agressão e preconceito! E mais, os oficiais superiores, “nata” das FFAA encobertam para “proteger a instituição”. Aliás, é algo q tá por ai em muitas FFAA do mundo!

    O cara pode ser qualquer coisa, mas, pelo que falou tem mais experiência de combate que muita gente!

        • Defender supostos bens com a camisa de um carniceiro comunista que tinha prazer em sentir cheiro de sangue, assumido em carta.
          Che Guevara matou em um mês o que a ditadura brasileira matou em 20 anos.

        • Bruno Rocha, se você acha que o governante instituído e o agente revolucionário devem agir e serem julgados com o mesmo critério então é o seu modo de ver as coisas e talvez ele julgue como absolutamente imprestáveis, de modo indistinto, todos os líderes da Revolução Francesa.
          Sobre a camisa do Adolf Hitler, eu acho que é uma má ideia e não estou sendo hipócrita aqui.
          Explico: os caras usam fotos do Che como símbolo da vontade comunista ou do ideal socialista que, acredite-me, é muito bonito. Agora, você usaria a camisa do Adolf Hitler como símbolo de quê?

          • Ideal bonito? Qualquer jovem de 15 anos com pelo menos meio cérebro percebe que o comunismo é maligno. É um ideal estúpido e TEORICAMENTE errado que já foi refutado por vários economistas e filósofos e cuja aplicação resultou na maior carnificina da história humana até esse momento. Não tem nada de bonito na miséria e no sofrimento que essa porcaria causou. E não há nada de bonito na igualdade, é um ideal de morte e quem quer que conheça o mito da cama de Procusto sabe bem disso. O inferno está cheio de boas intenções. E esse cara, que fez um JURAMENTO de defender o povo americano e os interesses dos Estados Unidos da América, além de defender uma ideologia que visa destruir os valores da vida, liberdade e propriedade que fundaram e fizeram dos Estados Unidos da América a nação próspera que é hoje, ainda usa a camiseta com o rosto de um assassino de inocentes. O exército fez bem em expulsar esse traidor do povo americano.

            E quanto à Revolução Francesa… outro evento sanguinário desnecessário que resultou num regime ainda mais opressor que o que pretendia derrubar. Isso prova o que eu digo, ideais bonitos são apenas desculpas para jovens fazerem merda.

          • João Girardi, como você começou bastante ofensivo. Não me darei o trabalho de te responder pra não entrar no mesmo jogo de burrice e ignorância.

          • Talvez lhe faltem argumentos para responder ao João Girardi meu caro João Augusto visto ele ter dito algumas verdades sempre inconvenientes àqueles que defendem o “bonito ideal socialista”

          • João Augusto 26 de junho de 2018 at 22:52

            A verdade é ofensiva apenas aos mentirosos, se construiu suas crenças em cima dessas premissas falaciosas, nada mais natural do que querer sair pela tangente.

          • João Girardi, qualquer imbecil anencéfalo entende que é ofensivo entrar na conversa tratando o interlocutor dessa maneira.
            Eu não construí minhas crenças em premissas falaciosas. Você é que não se deu o trabalho de ler o que está criticando e vive repetindo o que lhe entubaram sobre o tema. Você é muito bom em discurso estratégico mas é absolutamente vazio de conteúdo, por isso não conversei com VOCÊ, exclusivamente, ao contrário do que estava fazendo com os demais.

          • HMS TIRELESS,

            Se quiser se enturmar com esse tipo de discurso tudo bem. Eu nem li o que o cara falou depois de “Qualquer jovem de 15 anos com pelo menos meio cérebro percebe que o comunismo é maligno. É um ideal estúpido”. Quem tem necessidade de usar esse tipo de escrita não ocupa meu tempo de leitura porque não contribui em nada.
            Se, porém, quiser prosseguir com a conversa no nível que estávamos tendo, tudo bem.

          • João Augusto 29 de junho de 2018 at 13:11
            Ótimo mecanismo de defesa, alegação de superioridade moral, serviu muito bem para desviar de todas as questões espinhosas:
            Qual a sua resposta para a minha afirmação de que a ideologia comunista já foi refutada em teoria e fatos? Nada.
            Qual a sua resposta para o fato de que a aplicação do comunismo resultou na maior carnificina da história? Nada.
            Qual a sua resposta para o fato de que a Revolução Francesa apenas resultou na deposição de um rei (Luís XVI) para colocar um ditador (Napoleão Bonaparte) mais poderoso no poder? Nada.

            O que eu acho mais curioso é você dizer que “entubaram” a opinião em minha cabeça sem você nem sequer saber o que eu escrevi depois. Pura projeção: vendo que você se refere a Che Guevara, um sujeito que já assassinou até mesmo crianças, como “agente revolucionário”, dá pra saber bem que tipo de opinião lhe foi entubada, a de que este assassino, cujo feito foi, sozinho, matar mais inocentes do que toda a ditadura militar junta em 20 anos, era um libertador do povo. Repetir propaganda comunista de colégio não conta como argumento.
            Pegou apenas um pequeno trecho da minha mensagem, disse que eu falei apenas isso e usou esse trecho pra ficar se fazendo de ofendido, dando outro significado ao que eu falei.

          • O que é ofensivo? Dizer que o comunismo é um ideal estúpido? Ó meu Deus! Que crime horrível eu cometi, não pagar pedágio ideológico para a ideologia política que mais matou seres humanos na história, fazendo Hitler parecer um amador.

            Isso é o óbvio do óbvio, se tivesse estudado qualquer pensador que critica o comunismo saberia disso. Além do mais, qualquer estudioso sério sabe que ideologias totalitárias fazem sucesso com a juventude justamente porque, com suas caricaturas de explicações a respeito da sociedade e de seus antepassados, convidam os jovens a fugir da responsabilidade de amadurecer e inculcar a crença de que o mundo é injusto por não atender a seus desejos, e por isso preciam “consertar” o mundo (que em primeiro lugar não conhecem) para se adequar aos seus desejos mais mesquinhos. Qualquer pessoa com maturidade mental superior a 15 anos percebe que movimentos que vivem de bajulações ao espírito juvenil em detrimento ao pensamento tradicional nunca podem fazer qualquer coisa boa, pois ignoram o conhecimento legado pelos antepassados, terminam apenas repetindo os seus erros, e sempre numa escala bem maior. Chesterton já dizia que a tradição é a democracia dos mortos, pois lhes dá uma voz. Se bem que em alguns casos, alguns velhos nunca abandonam o pensamento da juventude e se recusam a crescer, é o caso dos comunistas. De fato, querem que o estado seja sua babá, então como não é apenas um ideal maligno e estúpido, mas também um ideal infantil. Coisa que só ginasiano (e adultos com mentalidade ginasiana) acreditam. Se não percebe isso é porque LHE FALTA ESTUDO.

            Pois bem, se isso lhe ofende, apenas mostra que a carapuça serviu. Aliás, isso foi caridade, pois alguém que se refere à Che Guevara, o carniceiro de La Cabaña, pelo eufemismo de “agente revolucionário” em vez de assassino em massa, deveria é ser chamado de defensor de assassino.

          • João Girardi, papai vai explicar onde você foi ofensivo pra você aprender a brincar no playground: não foi por dizer que o comunismo é estúpido, foi por dizer que “Qualquer jovem de 15 anos com pelo menos meio cérebro percebe que o comunismo é maligno. É um ideal estúpido”.
            Esmiuçando: não é por você ter uma ideia equivocada de uma escola filosófica muito maior que seu achismo, é por você escrever de modo a insinuar que quem não compartilha sua opinião não tem experiência nem intelecto sequer para ser comparável a um jovem de meio cérebro.
            Por conta de você começar a conversa nesses temos é que eu não termino de ler o que você escreveu. Não é porque não dá pra refutar o monte de bobagens que você escreveu. Elas são um lixo e ninguém tem dificuldade em apontar isso.
            Veja essa pérola, por exemplo: “Qual a sua resposta para o fato de que a Revolução Francesa apenas resultou na deposição de um rei (Luís XVI) para colocar um ditador (Napoleão Bonaparte) mais poderoso no poder?”.
            O que dizer pra alguém que escreve isso da Revolução Francesa que o mundo inteiro estuda?
            Você é aquela pessoa que sabe falar alto e xingar e que já sabe tudo, isto é, um I-G-N-O-R-A-N-T-E. Aí não dá pra conversar com você.

  36. Meu Deus…tenho pena desse rapaz, de verdade,quando tiver um pouco mais de idade e realmente começar a pesar suas escolhas, vai ver o tamanho da besteira que fez e da oportunidade que perdeu…mas a vida ensina…

  37. A Democracia americana é uma ditadura dos ricos, poucos admitem isso mas é verdade.

    O New York Times é o jornal mais comunista do mundo e os comentários são muito interessantes. Tem um termo q inventaram lá nos comentários, os “1%”, que é usado para definir os mais ricos.

    A perseguição a esse jovem prova que o USArmy é o braço armado dos ricos. O comunismo sempre foi combatido ferozmente pelos 1% e ninguém na verdade sabe se ele funcionaria mesmo.

    • A democracia é a “ditadura dos ricos” e o comunismo pretende alcançar a “ditadura do proletariado”.

      Como comunismo e democracia são incompatíveis entre si as democracias são necessariamente capitalistas. E enquanto o capitalismo distribui desigualmente a riqueza o comunismo distribui igualmente a miséria salvo, logicamente, uma pequena elite dirigente

      As democracias protegem direitos e garantias individuais enquanto o comunismo as suprime.

      Democracias funcionam, o comunismo já mostrou que não.

      No mais é o que sempre digo: é sempre muito fácil elogiar o comunismo usufruindo das garantias asseguradas pela democracia.

        • Cara, você não entendeu nada…..

          Eu apenas repeti a afirmação de outro forista mais acima justamente para contrapor a democracia como “ditadura dos ricos” à “ditadura do proletariado” comunista.

          Agora que fique bem claro que ser adepto da democracia importa necessariamente em respeitar as instituições ou seja, respeitar a independência dos poderes, especialmente a do judiciário, comprometer-se com a liberdade de imprensa e também entender que eleição não absolve ninguém.

        • Concordo que o funcionamento regular das instituições deve ser respeitado. O que se chama de democracia nos EUA realmente é uma ditadura dos ricos, tal qual no Brasil. Comunismo, ao menos o marxista, não pode, de modo algum, ser uma “ditadura do proletariado”. Isso pelo simples fato de que pressupõe a abolição do estado (não existe ditadura sem poder instituído centralizado).

          • Então a democracia norte-americana. existente de forma ininterrupta desde 1776 e que legou ao mundo o controle difuso de constitucionalidade (aquele em que a inconstitucionalidade de lei ou ato normativo pode ser aduzida incidentalmente no processo judicial), que aprimorou a teoria dos três poderes separados e independentes entre si através da introdução do sistema de “Checks and balances” (Freios e contrapesos, que permite aos três poderes conformarem-se e fiscalizare-se mutuamente), que consagrou na primeira emenda a liberdade de expressão e que criou e consagrou as cortes constitucionais como guardiãs das constituições seria uma “ditadura dos ricos”?

            Partindo da premissa acima (falsa diga-se de passagem) qual seria o modelo de “democracia popular”? A Venezuela, onde Maduro tirou da jaqueta uma “constituinte” cujo único fim foi o de suprimir um legislativo de oposição eleito democraticamente nas últimas eleições fiscalizadas por observadores internacionais e cuja eleição dos constituintes foi em um pleito fraudado no qual o clássico princípio do “um homem, um voto” foi violado através da aberração do “voto setorial” que permitiu que 173 dos 545 membros da tal “constituinte” de saída fossem aliados do ditador bolivariano?

          • Você critica um país pela exceção de suas falhas, e protege outro, mesmo por sua regra assassina.

            “Comunismo, ao menos o marxista, não pode, de modo algum, ser uma “ditadura do proletariado”. Isso pelo simples fato de que pressupõe a abolição do estado”

            Pois é, esse é o “pequeno” paradoxo do Karl Marx. Como não ter um estado e ter uma sociedade regida por proletários? É impossível. A única forma de se ter o socialismo/comunismo é obrigando as pessoas a fazerem isso. Portanto, o estado se torna necessário e indispensável. Abolir o estado, para o socialismo/comunismo funcionar, é impossível.

          • Bruno Rocha, não tem paradoxo algum no Karl Marx. Você, como muitos outros, está confundindo o Socialismo (estágio prévio) com o Comunismo (fim), tanto que usa os dois como sinônimos.
            É um erro comum, infelizmente.

          • HMS,

            Depois dê uma olhada num vídeo famoso sobre a diferença entre democracia e governos representativos. Ele pode ser encontrado no google usando-se a expressão ‘why maps democracy’. São dois vídeos, aliás, e esclarecem muito bem essa distorção que admitimos.
            “Checks and balances” veio da obra de Montesquieu, que era francês, e não dos EUA.
            A democracia ininterrupta norte americana tem 4 presidentes mortos e algumas boas acusações de fraudes à corrida presidencial.
            Eu não falei nada da Venezuela, foi você quem trouxe ela à baila. Acredito que certamente deve existir um modelo que não seja tão favorável aos grandes grupos econômicos e que não tenha que recorrer à quotas eleitorais.

          • Meu caro João Augusto, se você precisa se socorrer em um vídeo de YouTube para tentar compreender o que seria a democracia, sugiro mais leitura, mais doutrina de direito constitucional.

            Quanto ao sistema de check and balances você deliberadamente fez uma lamentável confusão! Embora a ideia de três poderes tenha sido de fato de Montesquieu, o formato em que os poderes se fiscalizam e se conformam mutuamente foi sim desenvolvido pelos norte-americanos visto que o formato pensado inicialmente pelo filósofo francês colocava os poderes como estanques e, como vimos depois na revolução francesa, resultou em uma hipertrofia do legislativo em detrimento principalmente do judiciário.

            Ademais, o fato de 4 presidentes norte-americanos terem sido assassinados (um deles por um sujeito inconformado com a derrota sulista na guerra da secessão) não impediu os cidadãos de lá de continuarem a eleger seus presidentes e também as instituições de evoluírem. Quanto às suspeitas de fraude você apenas tem suas suspeitas.

            Por fim você se mostra incapaz de demonstrar o porquê da democracia norte-americana ser uma “ditadura dos ricos” e, ao achar justificável a fraude do “voto setorial” de Maduro mostra-se na verdade um opositor da democracia.

          • Caro colega Tireless, em momento algum eu citei a Venezuela e em momento algum eu disse que achava “justificável “a fraude do “voto setorial””.
            Releia meu comentário em relação a isso. Relativamente ao vídeo, ele é uma excelente ferramenta pedagógica mas, obviamente, não esgota o assunto e nem substitui as demais fontes sobre o tema. Tampouco baseio meu posicionamento exclusivamente nele, apesar do que você inferiu em tom beligerante.
            Quais das suas fontes de direito constitucional refutam o vídeo? Poderia transcrever alguma passagem e nome de obra e autor?
            Sobre a sua cobrança de argumento relativa à “democracia norte-americana”, eis alguns pontos:
            O financiamento eleitoral lá, tal como aqui, é multimilionário (estima-se algo em torno de R$8,3 bilhões de reais para os dois lados) e baseado em doações, o que já cria uma desigualdade material aberrante na corrida.
            Além disso, lá o lobby é institucionalizado, criando canais de pressão econômica ainda maiores para os candidatos eleitos, especialmente para os do legislativo.
            Finalmente, como consequência disso, há poucas políticas públicas destinadas à maioria da população em contraste com grandes incentivos a pequenos grupos, com maior capacidade de organização e maior poder financeiro (vide o socorro aos bancos na última crise de lá e o impacto que isso teve na crença do americano médio no “American Dream”), além de pouca perspectiva de mudança, o que explica e causa uma tendência geral de abstenção.
            Pode-se acrescentar também, entrando no judiciário, a vitaliciedade dos cargos da Suprema Corte que, basicamente implica em aposentadorias estratégicas determinadas pela presença no executivo (ministros democratas só aposentam quando o presidente é democrata e republicanos da mesma forma).
            Esses vícios todos, dentre outros, enfraquecem o caráter democrático do sistema, consagrando o que previu a constituição americana desde o início: um sistema de governo representativo e não um sistema de governo democrático.

    • Olhe, saber se funciona é só adotar uma simples amostragem, quartas das recreativa de implanta-lo ocorreram no século passado? Quantas tiveram sucesso?

      • Aí que ta! O comunismo não ocorreu. Não saberá como é, ele nem teve chance, a ambição dos homens é mais forte do que a ideia do comunismo, somos educados pra sermos individualistas, nao partilhamos, . E um sistema mundial mais igualitário não acontecerá tão cedo pois já nacemos no capitalismo selvagem estruturado somos obrigados a segui-lo, nos matamos de trabalhar na base da pirâmide pra dar recursos a cereja da pirâmide. E com o comodismo, o mundo virtual que nos drogamos pra fugir da realidade(jogos e vícios), jovens nascem cada vez mais sem vontade de fazer a diferença, não evoluiremos e nem evoluímos o quanto poderíamos.
        Ja era pra estarmos explorando os outros planetas do sistema solar, com tecnologia mais avançadas. União faz a força, comunismo ou outro sistema igualitário que tivessemos, dá condições melhores e une, soma, capitalismo divide tira de um pra dar a outro.

    • Engraçado como o mundo inteiro quer viver nessa ditadura dos ricos, tanto que aquele país fez um muro pra não permitir que a humanidade quisesse ser oprimida naquela ditadura capitalista opressora.

      Não, é?

    • Me fala um país socialista que você idolatra que seja uma ditadura do proletariado ?

      Cuba – Família Castro Bilionária
      Coréia do Norte – Família Bilionária

  38. Apenas mais um esquerdopala. Espero que um dia a ciência encontre outrabalho cura para esta moléstia além do tiro na cabeça.

  39. O socialista esqueceu de dizer que pq a URSS caiu o capitalismo ganhou mais força, a miséria vai acabar na Década de 40 desse século, desde o fim da crise de 2008 o mundo tem um crescimento econômico perto d 1 por cento ao ano, ainda temos problemas com a Elite mundial que não gosta de capitalismo e sim de poder, mas seguimos em frente, ele esquece de lembrar que os socialistas foram o grupo que mais matou pessoas no mundo, e que quem mais matou Comunista e Socialistas foram seu próprio bando, ele saiu de uma entidade que supostamente é um inescrupulosa para uma ainda pior…. lindo ver ele com a camisa do Che, aquele que disse que fuzilou e continuaria fuzilando em plena ONU, que matou gays, apoiou estupros, massacrou quase 10 por cento da população e aprisionou o resto. adorava relógio suíço, enquanto isso a população que era uma das mais ricas da América central se tornou uma das mais pobres, e ele e os irmão castro se tornarão multimilionários. enfim um cabeça de vento. mas os EUA não são santos.

  40. Pra um comunista o verdadeiro comunismo nunca existiu e só ele poderia implantar o correto. A cegueira eh impressionante. Nossa sorte eh que graças ao bom Deus as vistas da população ao poucos deixam de estar enuveadas.

  41. Prezado Ivam Bc,
    Sim, meu comentário é serio. Sim, os EUA são imperialistas pois interferem e mesmo invadem outros países quando isto é de seu interesse. Note que eles não estão errados, apenas estão fazendo a defesa intransigente de seus interesses tal como nós, Brasileiros, também deveríamos fazer. Meu país se chama BRASIL e em política internacional não existem amigos, apenas interesses. Quanto maior for o poderio norte americano maior o risco para o meu país. Quanto maior a desenvoltura com que os EUA age no meio internacional sem de importar com os outros países pior para os países mais frágeis. Sugestão de leitura: Raymond Aron – Paz e guerra entre as nações.

    • Substitua “EUA” por “China” que você terá o mesmo meu caro Wilson. E aí eu te pergunto: você não acha incoerente que Rapone defende um modelo igual ou ainda pior no imperialismo e no destespeito aos direitos humanos?

    • Óbvio que não. EUA nunca vai atacar o Brasil, nosso povos são similares, compartilhamos nos mesmos dogmas e valores culturais. Não faz o menor sentido uma ação militar dos EUA contra o Brasil, aliás, isso nunca aconteceu. Houve ação em 64, justamente em um período de grande interferência da URSS na América latina. tão verdade que semana passada o próprio FORTE divulgou uma matéria referente a documentos da URSS na Polônia, era de espião soviéticos no Brasil, eles planejavam em certo cenário até instigar uma guerra civil no Brasil, justamente para desequilibrar o país e dar um golpe. Tudo isso com apoio de políticos nacionais, tais como Leonel Brizola e outros. A matéria foi publicada há pouco tempo.
      Eu vejo a interferência de 64 como uma ação anterior a um verdadeiro golpe que estava sendo construído, basta ver o que virou Cuba.
      Os EUA é o país mais presente no mundo, tem alianças com quase todo mundo, especialmente China (reflexo do empresariado americano e do próprio governo americano no final dos anos 70).
      O seu problema é enxergar apenas os pontos negativos da política americana no exterior, na outra ponta, esquece que é o país mais presente em ações humanitárias do mundo, um dos principais financiados de ONU até hoje, sustentou todos os tentáculos dessa organização e de tudo que está em volta.
      Eu vejo muito mais benefícios dos EUA no mundo do que essa visão imperialista. Há centenas de milhares de familias brasileiras nos EUA, nós adoramos a cultura deles, compartilhamos das mesmas religiões, estrutura jurídica, social e humana. Temos muitas empresas naquele país, até 5 anos atrás era o nosso maior parceiro comercial (hoje em 2). Nós estamos presos aos mesmos valores, somos constituídos de indigenas, descendentes de portugueses, espanhóis, alemães, japoneses, poloneses, italianos, africanos etc…temos a mesma base de sociedade.
      ………………………………………..
      Por fim, seu comentário anterior foi muito agressivo, você pregou que deveríamos agir de forma apática com os problemas de outros países. Olhe o que você escreveu: “”””Por pragmatismo puro deveríamos ser os primeiros a elogiar uma atitude rebelde como esta e incentivar outros jovens a também serem rebeldes contra o imperialismo dos EUA””””
      Minha resposta: Elogiar a atitude de um militar que não respeita superiores, não respeita a instituição que estuda, não respeita a história do seu país (milhares de americanos mortos, seres humanos), que não tem senso de respeito pelo país, mesmo estudando em uma instituição do Estado americano. É isso que você defende?
      Então você defende alunos da AMAN, ESA, IME, ITA etc…se rebelando contra o Estado brasileiro? talvez com o propósito de impor uma ditadura comunista no Brasil? Saquear seus bens, separar a sua família, segregar, guiar a sua vida da maneira diversa da sua vontade?
      O rapaz está defendendo comunismo…não tem nada de esquerda nisso, isso não é esquerda, isso não é uma corrente política aceitável em nossa sociedade. Comunismo é algo repugnante, devemos lutar sempre contra tiranias, controle estatal, doutrinação e segregação.
      Deveríamos por na cabeça de jovens em universidades federais e estaduais, no ITA, IME, AMAN, ESA etc…incentivos de rebelião? Com qual propósito? O que ganhamos com isso?
      …………………………….
      Os EUA é um país incrível, lindo e exemplo para o mundo em diversos aspectos, país aberto que recebeu pessoas do mundo inteiro, simbolo do multiculturalismo e respeito a diversidade. Um país com uma raiz linda, grandes homens fundaram aquele país. assim como grandes homens fundaram o Brasil, morreram pelo nosso país…hoje vivemos nesse Brasil enorme graças a homens que morreram no passado, esse país continental, onde vivem pessoas de todas as cores, riquezas e pensamentos diferentes.
      A cultura America (EUA), assim como a nossa, são riquíssimas, eu agradeço a Deus por ter nascido no Brasil, mesmo com todos esses problemas.
      EUA tem 330 milhões de pessoas, é um país lindo, com grande riqueza humana, espalhou pelo mundo a semente da democracia (querendo ou não), solidificou a necessidade do respeito a povos diferentes. Sem dúvidas também errou muito, especialmente no período da guerra fria e outras intervenções.
      Mas jamais eu irei defender rebelião em outro país, eu condeno qualquer pessoas que deseja algo assim para o meu país ou para os EUA. Os 330 milhões de americanos são pessoas, um diferente do outro, cada um com seus sonhos. Cada leitor desse site tem seus sonhos, os editores desse site tem seus sonhos…nós dois temos nossos sonhos. Eu não quero fomentar rebelião em lugar algum, jamais!
      Eu quero cada vez mais países nos moldes dos EUA, ajudar a consertar aquilo que existe de ruim nos EUA e aqui no Brasil, não quero brincar de revolucionário, eu odeio a palavra revolução, eu adoro a palavra EVOLUÇÃO! Devemos olhar parta a frente e esperar o melhor para todos, para russos, chineses e americanos. Não devemos fomentar problemas externos para ninguém, é preciso acabar com essa retórica falida de “imperialismo”, uma bobagem sem tamanho. Volto a dizer, é um país com defeitos, mas é de longe um dos mais atuantes na proliferação de boas ações e bons exemplos para o mundo. Em vez de ver os EUA que atacou o Vietnam, eu prefiro ver o EUA que ajudou países da América do Sul a não ter ditaduras comunistas, ajudou a reconstruir a Europa ocidental, país que é o lar de pessoas do mundo todo, país que exporta boas políticas e práticas, país que ajudou a desenvolver Taiwan, Singapura, Hong Kong, Japão e Coréia do Sul, país que tem uma lista de grandes empresários com ações filantrópicas na África e outros cantos do mundo, além do próprio governo americano com inúmeras ações de estabilização e ações humanitárias, além de apoio ao desenvolvimento.
      …………………………….
      Em fim, acho que muitos estão loucos vendo o pior daqueles que tem muitas qualidade. Como recado final, quero lembrar que indiferente da potência que existe hoje ou manhã, as pessoas devem ser poupadas dessas ações de meia dúzia de pessoas. Devemos defender ideias e não homens…eu estou do lado de quem vende boas ideias.

  42. Passou a ser de esquerda com a camisa escrito: SOCIALISMO? Meu filho, vai estudar, esquerda não tem absolutamente nada a ver com comunismo, isso é um absurdo. As pessoas são tão analfabetas políticas que não sabem sequer diferenciar comunista (Estado totalitário e presente em tudo), com políticas de esquerda (focada em Estado em áreas sociais (grande nesse aspecto), sendo isso a principal característica). A mesma doença há aqui no Brasil, pegamos Manuela Davila do PSOL, extremamente ignorante, diz ser de esquerda, mas uma bandeira comunista. Isso é um verdadeiro ataque contra verdadeiras pessoas de esquerdas, pessoa de esquerda não defende Estado interventor, grande e intrometido, não defendo tomada do Estado para impor agenda de grupo totalitário.

  43. Esse rapaz que foi expulso é tão idiota que não sabe sequer diferenciar esquerda de socialismo/comunismo. Desde quando defender governo centralizador, relação top/down, segregação, autoritarismo, coletivismo, doutrinação é algo nobre? Desde de quando entregar a sua liberdade e o direito humano de ir e vir conforme suas próprias escolhas é algo nobre. Pior, desde quando isso é pauta de esquerda? Só na cabeça dessa geração brasileira que não sabe sequer entender correntes políticas. Talvez por isso somos obrigados a ler absurdos como: Hitler era de direita, sendo que as ações do sujeito foram exatamente opostas a práticas e valores de correntes de direita.
    Na última eleição francesa milhões de pessoas ficavam dizendo Marine Le Pen é de extrema-direita (os jornais do mundo repetiram isso o tempo inteiro), mas quando você ia ler as pautas defendidas por essa mulheres, todas as pautas era de esquerda ou de extrema-esquerda: aumento de impostos, leis de restrição de direitos, controle estatal, segregação, ingerência etc…
    O sujeito é um analfabeto político, assim como milhares de brasileiros. Parece aquela política do PSOL, Manuela Davila, diz ser de esquerda, porém defende Cuba e comunismo. É uma vergonha para pessoas genuinamente de esquerda. Comunismo, socialismo (momento anterior ao comunismo), nazismo, Fascismo etc…não devem em momento algum ser confundido com esquerda ou com social-democracia.
    Esse rapaz, além de ser um bobalhão que ataca o próprio país, é mais bobalhão por não saber pelo que luta.
    Esse vídeo exemplifica esse tipo de sujeito: https://www.youtube.com/watch?v=5WHAHKnuR8Y

  44. Essa direita brazileira é uma piada. O cara mora no Brasil, mas fica bolado com um cara lá dos EUA porque ele resolveu expor sua opinião e não gosta do Trump. Quero saber se alguém aqui já esteve em combate no Afeganistão, já visitou o país recentemente ou no passado pra dizer que não existe nada lá, ou vocês se baseiam apenas pelo filme do Rambo que sozinho acaba com uma base inteira de soviéticos?
    Fico imaginando aqui se algumas pessoas recebem pra ficar idolatrando os EUA, porque não possível tanto puxa-s4co, ou a lavagem cerebral foi bem feita.

  45. Na boa, coisa mais normal do mundo, imagine um cidadão do HAMAS a dizer que os soldados devem largar as suas armas e lutar para a aproximação com Israel e os EUA.

    Nos USA o cidadão é desligado, no HAMAS temo pela vida do cidadão.

    Forças Armadas = Hierarquia.

    Em qualquer lugar do Mundo é assim. Não sei porque do espanto e discussão

  46. É só dizer para o Rapaz que ele tem que largar mão de todos os inventos que os “malvadões capitalistas” já criaram e lhe dar uma passagem de graça para CN, e Venezuela e Cuba.
    Conselho válido também para todos que defendem a “ideologia onde não se importa com a história e o que ela fez para implanta-lá e sim a CAUSA”.
    Conhecendo todo “bom socialista” duvido que não tenha lucrado “nada” em cima para fazer isso e se não lucrou, só falta largar o seu “Iphone” e a “Internet” para ser um comunista 100%!!!
    CLAP, CLAP, CLAP, CLAP!

  47. Se uma simples postagem aqui no blog causa tamanha discordia entre os participantes por causa de diferenças ideologicas, imaginem entao como é a arena geopolitica entre as naçoes onde cada uma tem interesses proprios e distintos.

  48. A realidade é que a economia dos EUA se movem a guerra. Se você mudar isso, eles vão passar por um parto longo, doloroso, hemorrágico talvez. Mas talvez e somente talvez se tenha um pais realmente desenvolvido para levar a bandeira da democracia, desenvolvimento humano e solidariedade. Até lá meus nobres, muitos inocentes morrerão!

    • Isso não faz sentido. Mesmo que houver interesses escusos por parte das empresas fabricantes de armamento, nunca na história uma guerra deu lucro. Isso é uma crença socialista propagandista usada coo argumento contra potências ocidentais. No passado era o Império Inglês, hoje são os Estados Unidos.
      Um lucro de bilhões por parte da indústria armamentista desaparece nos trilhões de prejuízos a longo prazo. Só o que foi gasto em termos militares descompensa qualquer lucro. Os EUA bancam a OTAN quase sozinhos. Tanto que já há planos de obrigar os países que fazem parte a pagar o que lhes é devido. O próprio Japão foi pressionado a potencializar suas defesas, para não ficar dependente da OTAN ou dos EUA.

      Além disso, a economia dos EUA, e em grande parte da Europa, é baseada na indústria e serviços. O único país do mundo onde de fato o grosso do PIB vem de produtos militares é a Rússia. Mas eu não vejo os iluminados coletivistas citando isso. Nem mesmo os maravilhosos lucros da Rússia invadindo a Ucrânia para roubar território.
      Onde estava essa gente iluminada que sabe para onde a humanidade está sendo guiada pelo espírito da história?

  49. Proponho que todo brasileiro simpatizante da esquerda abra mão do I-Phone, da Internet, do Windows, do Mac, dos filmes de Hollywood, da coca cola e do Big Mac.

    Proponho que todo brasileiro simpatizante da direita abra mão do 13º salário, das férias remuneradas, da licença paternidade/maternidade e dos direitos humanos (que tanto metem o pau) , ou seja, abstenha-se de comentar aqui, pois este é o primeiro direito fundamental assegurado por eles.

    Quem topa?

  50. minha nossa… a lavagem cerebral aqui me assustou… e no caso é geral…. comunismo ou democracia…. esquerda ou direita…. todos julgam……..como se cada um fosse melhor que o outro……..

    por isso que esse país esta cada dia mais a beira do precipício……pois todos aqui se esquecem que nao existe sistema político e econômico certo, uma vez que oque realmente deveria prevalecer é a cultura de cada povo e o senso critico de cada individuo. Todo o resto nada mais passa de radicalismo ideológico.

    Quem critica o socialismo esta na mesma linha do socialista que critica a democracia. São farinha do mesmo saco., como ja dizia o velho ditado popular.

    • Carlos Eduardo 25 de junho de 2018 at 18:40

      Falou bem Carlos.
      Lavagem cerebral é pouco.
      Em relaçao a alguns comentarista sem noçao de ridiculo a cegueira ideologica impera.
      E certos comentaristas sao tao cegos que nao percebem o absurdo das proprias palavras. Sao um bando de mentes vazias que foram doutrinadas para repetir suas ideologias tolas como se fossem verdades absolutas.

  51. O corajoso texto do rapaz é um líbelo em defesa do humanismo e nada tem de socialista ou comunista. Camisas do Che Guevara e a palavra “socialismo” estão em qualquer lugar, usá-los não compromete ninguém a uma profissão de fé.
    Podemos ver vários depoimentos nesse mesmo estilo, e até com as mesmas palavras, nos discursos e conferências dos vários grupos de veteranos de guerra dos EUA. Os índices mostram que 25% dos sem tetos são veteranos, possuem dificuldades em conseguir empregos e morrem mais por causa de suicídios do que em combates. Então, não se trata de um discurso socialista nem comunista, mas do estrago que uma máquina de guerra permanente causa nos cidadãos dos EUA. Ele questiona, com razão e argumentos, quem realmente ganha com isso!
    Parabenizo o site por essa divulgação que, obviamente, não vai afetar em nada a máquina de guerra do tio Sam. Mas pelo menos pode nos fazer refletir, pensar, pois essa sempre foi e ainda é a maior capacidade dos seres humanos (pelo menos por enquanto).
    Segue links para aprofundar a questão:
    http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL175344-5602,00-ESTUDO+REVELA+QUE+DOS+SEMTETO+DOS+EUA+SAO+VETERANOS+DE+GUERRA.html
    http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2015/03/1602860-veteranos-de-guerra-nos-eua-tem-dificuldade-de-conseguir-emprego.shtml
    https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2013/06/130606_soldados_suicidio_gm

    • “Libelo em defesa do humanismo”? Nem de longe, é um texto oportunista que para piorar ainda cai na vala comum dos clichês dignos de Centro acadêmico e das frases feitas de efeito e sem substância alguma. E sim,o próprio “cabeça de papel” Rapone se assume de esquerda…..

      Agora o mais importante, e que ressalta ainda mais a “cabeça de papel” de Rapone, é que ele simplesmente ignora que as forças armadas não são o lugar para se fazer ou desenvolver qualquer atividade de cunho político. Nas democracias modernas as forças armadas são subordinadas ao poder civil eleito e é vedado aos militares não apenas filiar-se à partidos políticos como também desenvolver atividades de cunho político, o que está certíssimo visto que a interferência de militares na política sempre é desastrosa. No Brasil tivemos 21 anos de uma ditadura que nos legou inflação, recessão, corrupção e uma dívida externa monstruosa. Na Argentina, onde sempre se disse que “militares são políticos de farda” não bastasse uma ditadura que matou 30.000 pessoas ainda houve uma derrota vexatória em uma guerra espúria derrota essa, diga-se de passagem, aplicada por um exército profissional de verdade de uma democracia de verdade, a despeito de ser uma monarquia.

      Ou seja, quem quiser fazer política que saia do exército e se filie a um partido político. Essa é a regra do jogo democrático.

      Por fim, ao insinuar que problemas com veteranos seria uma exclusividade dos norte-americanos você se mostra completamente equivocado pois se trata de um problema que infelizmente é comum em países que se envolvem em conflitos. Os veteranos argentinos da Guerra das Falklands, jogados à míngua pelo Estado, possuem altíssima taxa de suicídios e desocupação. Com os veteranos russos do Afeganistão nos anos 80 deu-se o mesmo, com altos índices de suicídio e consumo de drogas. Outrossim a matéria da FSP é enfática em demonstrar que as políticas levadas a cabo pelo governo dos EUA e organizações de veteranos têm sido capazes de mitigar o problema.

  52. Blá, blá, blá…
    Os americanos são malvados, então vou me juntar à Tchê.
    Moço, você tem direito de protestar contra quem quiser, mas deve escolher melhor a quem apoia.

  53. Ainda me lembro dos soldados americanos usando o símbolo “da paz” do woodstock pintado nos veículos e no pescoço lá no Vietnam.

    Acho que o US Army não ligava muito pra essas coisas naquela época …..

    • Matheus, é um pouco diferente, se os soldados do Vietnan usassem uma camiseta do Che Guevara naquele época era bem capaz de passarem por um processo de corte marcial e de não apenas serem expulsos da corporação.

      Obs.: Eram tempos muito, mas muito mais, nervosos em relação ao comunismo/socialismo.

      Hierarquia e Espirito de Corpo, nós civis não entendemos nada sobre isso.

  54. Eu vejo esta situação do Rapone de duas maneiras.

    1. Este cara tinha que ser excluído mesmo..

    Você não pode servir as forças armadas de um país acreditando em tudo que ele combate e ainda afirmando que a ideologia adversária irá vencer.

    2. Temos que louvar a coragem deste cara..

    Certo ou errado ele teve a coragem de expor a sua forma de pensar. Aqui mesmo temos uma pessoa que se diz do Exército Americano e é 100% esquerdinha, a favor de terroristas e anti-Israel.

    Certamente ele não abre ou abriu isto durante a sua fase de serviço militar, assim como fez o traidor Snowden.

  55. O cadete não passa de um imbecil muito mau informado a respeito do que é o comunismo/socialismo.
    Espanta ver que alguns aqui também são muito mau informados a respeito.
    Tal qual um camaleão, os psicopatas totalitários comunistas assumem a aparência que melhor apetecer às suas futuras vítimas. Repagina-se conforme a necessidade.
    Yuri Bezmenov explicou claramente há mais de 30 anos ( https://youtu.be/Ghw3iI2aEbE ) e tudo que ele disse acontece hoje em todos os países ocidentais. A esquerda brasileira seguiu à risca os ensinamentos do pensador comunista italiano Antonio Gramsci. Contudo, as pessoas preferem acreditar que “o comunismo morreu”.
    Toda a estratégia de ocupação e assimilação da Europa pela dupla socialismo-islamismo faz parte do pacote.
    Acordem!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here