Home Adestramento 2ª Brigada de Cavalaria Mecanizada atua na Operação Charrua

2ª Brigada de Cavalaria Mecanizada atua na Operação Charrua

650
7

 

De 21 a 24 de novembro, a 2ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (também conhecida como “Brigada Charrua” e localizada em Uruguaiana/RS)realizou a Operação Charrua, exercício do Período de Adestramento Avançado (PAA). Participaram quase 800 militares e foram utilizadas 133 viaturas operacionais das organizações militares orgânicas.

FONTE: EB

7
Deixe um comentário

avatar
7 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
BroncorsbacchiAntonio MVader Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Bronco
Visitante
Bronco

E dá-lhe M-41! O Caxias já deveria estar sendo gradualmente substituído pelos Leopard, não?

Será que depois de recebidos todos os 1A5 do lote adquirido nós poderemos ter esperanças de ver o M-41 finalmente aposentado?

Vader
Membro
Trusted Member

Putz, pára de zoar aí galera, um desses M-113 pode ser o que eu fiz meu curso de Infante Blindado, nos idos de 90… 🙂

M-41 ninguém merece. Isso é coisa de museu.

Antonio M
Visitante
Antonio M

Seria o M41 mesmo ou o Carcará, os M41 modernizados pela Bernardini!??!? Será que nem para treinamento servem mais? Ou seria M41C, Caxias?

E li que alguns Carcarás foram doados ao Uruguai.

Bronco
Visitante
Bronco

Antonio M, Os M-41C “Caxias” são justamente os carros modernizados pela Bernardini, cujas principais modificações foram o encamisamento e adaptação do canhão de 76mm para o calibre de 90mm, além da substituição do motor Continental, a gasolina, de 500 HP pelo motor Scania DS14 diesel, maior e mais pesado que o anterior. Assim, uma das formas de reconhecer o Caxias é a silhueta alongada, como na primeira foto acima, em relação aos Walker Bulldog originais, além de observar que o veículo está ligeiramente inclinado para trás, característica da versão C que, inclusive, criou o problema de desgaste prematuro nas lagartas.… Read more »

Antonio M
Visitante
Antonio M

Bronco disse:
9 de dezembro de 2011 às 8:26

Caro Bronco, grato pela informações, acabei misturando os tanques ! rsrssr!!!

É isso mesmo, o Carcará até seria mais leve que o M41C e nem lembrava se acabou sendo efetivo ou não e o que é ofericido ao Uruguai é o Caxias mesmo.

abç

rsbacchi
Membro
Member
rsbacchi

Bronco escreveu: “… Os M-41C “Caxias” são justamente os carros modernizados pela Bernardini, cujas principais modificações foram o encamisamento e adaptação do canhão de 76mm para o calibre de 90mm, …”. Os tubos não foram “encamisados”. Foram brocados. Você encamisa quando quer passar de um tubo de diametro maior para um tubo de diametro menor. Você encamisa e depois faz o raiamento. Um caso de encamisamento foi o do tubo do famoso Canhão de Paris que os alemães usaram para bombardear Paris durante a 1ª Guerra Mundial, de uma distancia de 100 km. Usaram os tubos dos canhões navais de… Read more »

Bronco
Visitante
Bronco

Prezado Bacchi, Obrigado pelas correções. Você, como engenheiro e com experiência no setor, está mais familiarizado aos termos técnicos que eu. Quando falei em encamisamento, na realidade quis me referir ao processo de ampliação do diâmetro do tubo a partir do “brunimento” da parte interna do canhão. Digo isso pois já li em diversos locais (e não sei se isso se trata de alguma lenda urbana) que todo esse processo gerou distorções como canhões com uma parede mais fina que sua parte oposta. Obviamente, portanto, me equivoquei. Quanto ao X1A2 não ser baseado no M3, você tem toda a razão,… Read more »