Home Sistema de Armas KAI Surion

KAI Surion

523
19

O KAI Surion é um helicóptero de transporte utilitário desenvolvido primariamente pela Korea Aerospace Industries (KAI), a Agency for Defense Development (ADD) e o orea Aerospace Research Institute (KARI), em conjunto com a Eurocopter.

O projeto do Helicóptero Coreano – um helicóptero utilitário deve custar cerca de US$ 1 bilhão e foi lançado em 2006 pela ADD.

A produção em escala total deve começar em 2012, com a KAI sendo a fabricante principal. Cerca de 245 Surions deverão ser comprados para substituir os UH-1H e 500MD. A Coreia do Sul também fabricará versões civis da aeronave, com potencial para mais de 300 unidades.

Desenvolvimento

Em junho de 2006 a KAI e a Eurocopter fecharam o contrato de 750 milhões de euros para pesquisa e desenvolvimento do KHP/KUH com o Ministério da Defesa da Coreia do Sul. O contrato é o maior já assinado pelo coreanos com uma empresa não-americana.

Um contrato de produção de 2,5 bilhões de euros deverá ser assinado em 2011 para começar a produção em massa. A Eurocopter tem 30% de participação na fase de desenvolvimento de 2006-2012 e 20% nos 10 anos da fase de produção, e a KAI e o Governo da Coreia ficam com o restante.

Como principal subcontratada, a Eurocopter fornece a assistência técnica em partes do desenvolvimento da transmissão, caixa de engrenagem principal e da cauda, sistema de controle de voo automático e o mastro do rotor.

Especialistas da Eurocopter foram enviados à KAI para dar apoio e ensinar os engenheiros da KAI o estado-da-arte do projeto de helicópteros. A propulsão da aeronave é formada por um par de turbinas General Electric T700 de 1.600shp.

A Elbit Systems de Israel produz o Helmet mounted display (HMD) usado na aeronave, permitindo as pilotos realizarem missões noturnas. Um grande supressor IR foi instalado nos escapes das turbinas, adaptado do modelo usado no EC 725.

Em 2009 o programa do Surion sofreu um pequeno atraso, devido a problemas de orçamento.

Planeja-se desenvolver uma variante de ataque, com 60% de comunalidade com o Surion. Outra versão com assentos em tandem, o “KUH Tandem Cockpit”, terá 70% de comunalidade. Esta versão terá um sistema de armas anti-carro.

Planeja-se também desenvolver uma versão naval, para os fuzileiros sul-coreanos.

O primeiro protótipo do Surion foi apresentado pela primeira vez em 31 de junho de 2009 e fez seu primeiro voo em 10 de março de 2010, com demonstração de voo pairado a 10m de altura e voo a 140 nós a 2.000 pés em abril.

NOTA DO EDITOR: O programa do helicóptero coreano Surion é um bom exemplo de verdadeira transferência de tecnologia. Aprender fazendo é o único caminho eficaz para absorver tecnologia.

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mikhail Aleksandrovitch Bakunin
9 anos atrás

Qual a diferença na motorização pro Super Puma/Caracal/etc?

Invincible
Invincible
9 anos atrás

Os Coreanos mais uma vez dão o exemplo de como se pode desenvolver tecnologia própria de verdade.

Um helicoptero como este no Brasil teria utilidade militar de civil (pré-sal).

É impressionante como existe falta de visão por parte da classe política.

Investir em um projeto como este é investir em P & D. Tem retorno para a sociedade como um todo. Não fica restrito a um projeto militar.

Colt
9 anos atrás

Desenvolvimento?
Tá mais com cara de adaptação e licenciamento de produção.

Welllington Góes
Welllington Góes
9 anos atrás

Esta ai mais um exemplo que o problema de ToT no Brasil, depende mais da nossa capacidade de comprometimento com ela (transferência), do que necessariamente da origem da tecnologia, mas como o gostoso é culpar os outros……principalmente de quem não gostamos…..

Até mais!!!

Mauricio R.
Mauricio R.
9 anos atrás

A motorização é a GE T-700, mesma turbina dos Black Hawk/Apache/Sea Hawk, não é a turbina Malika.

Mauricio R.
Mauricio R.
9 anos atrás

Qndo há a possibilidade de a concorrência te chutar prá escanteio, a maneira de a Eurocopter se portar muda.
Aqui, são de um asco que mata, se acham, mas somente nos exploram.
Infelizmente nossa “rendição” veio de cima, de quem justamente deveria fazer valer a ambição do país.
Os sul-coreanos fizeram valer sua ambição, a Eurocopter entendeu direitinho.

Alfredo.Araujo
Alfredo.Araujo
9 anos atrás

Não seria uma matéria do Aereo ??

Mauricio R.
Mauricio R.
9 anos atrás

Apesar da aparência de “baby Cougar”, invocado o design desse helo, reparem no detalhe do estribo, abaixo das portas na última foto.

Mikhail Aleksandrovitch Bakunin
9 anos atrás

Maurício, então ficou só a “casca” francesa, motores são americanos e a aviônica israelense.

Notem que lá quem recebeu a ToT foi a Korea Aerospace Industries, e aqui ninguem…

Mauricio R.
Mauricio R.
9 anos atrás

Mikhail,

Nem a casca pq essa é coreana, o que os franceses estão fornecendo é assessoria em relação a alguns componentes dinâmicos:

“…assistência técnica em partes do desenvolvimento da transmissão, caixa de engrenagem principal e da cauda, sistema de controle de voo automático e o mastro do rotor.”

Lá a situação é um pouco diferente, a KAI já existia e havia fabricado sob licença alguns helos americanos.
Tanto que na joint venture criada p/ esse projeto, os franceses são sócios minoritários.

Fabio
Fabio
9 anos atrás

O que na minha visão, facilita a pesquisa e desenvolvimento destes equipaments, é a quantidade de encomendas.

Vocês repararam qtos já foram encomendados? Acho que se somarmos todos os helos de todas as FFAAs daqui não dá uma qtde dakela.

Nick
Nick
9 anos atrás

Parabéns à Coréia do Sul, que sabe que para ter TT real existe a necessidade de participar do projeto e participar do desenvolvimento do mesmo…. Agora, enquanto isso na Helibrás…………

[]’s

Sabre
Sabre
9 anos atrás

Olhem a segunda foto e me digam se já viram esse helicoptero em algum lugar?Acabamos de comprar 51 desses só um pouquinho diferente,hihihhi

Sabre
Sabre
9 anos atrás

Galante, verdade, mas reza a lenda que os últimos dos nossos, terão parafusos e porcas fabricados aqui 🙂

Vader
9 anos atrás

Muito lindo esse helicóptero. Parabéns à Coréia do Sul. Um exemplo de ToT de verdade para envergonhar nossos governantes.

Rodrigo
Rodrigo
9 anos atrás

Nem vou entrar no mérito da questão de que algo baseado no Super Puma/EC225/EC725/Cougar e derivados, não seja mais o topo da tecnologia da Eurocopter. A diferença entre o Brasil e a Coréia do Sul é simples. Eles são sérios, tem a capacidade de receber a tecnologia e mantê-la no país aperfeiçoando-a. A Eurocopter é sub-contratada e está repassando para uma empresa coreana. Aqui a Eurocopter é o contratado e “passa” para uma empresa francesa. O que os coreanos fazem é o que na minha visão deveria acontecer no Brasil, a empresa local contrataria uma empresa estrangeira para repassar aquilo… Read more »

Marcelo
Marcelo
9 anos atrás

a “casca” é sim francesa, para economizar usaram a mesma forma aerodinâmica do Puma/Cougar, senão teriam que desenvolver todo o escoamento de ar novamente em ensaios ou computacionalmente. Estranho né? Não eram os franceses que não honravam as ToT? Todo o sistema de transmissão (o coração de um helicóptero) foi repassado para a Coréia. Pode não ser o top da tecnologia,mas é um belo começo.