quarta-feira, setembro 22, 2021

Saab RBS 70NG

Musk, Wozniak e Hawking pedem a proibição da Inteligência Artificial na guerra e o emprego de armas autônomas

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Inteligência Artificial

Mais de 1.000 especialistas e líderes pesquisadores de robótica assinam o alerta em carta aberta sobre a corrida armamentista da inteligência artifical

ClippingMais de 1.000 especialistas de alto nível de inteligência artificial e pesquisadores líderes assinaram um alerta em carta aberta de uma “corrida armamentista de inteligência artificial militar” e pedindo a proibição de “armas autônomas ofensivas”

A carta, apresentado na Conferência Internacional Conjunta de Inteligência Artificial em Buenos Aires, Argentina, foi assinada por Elon Musk da Tesla, pelo co-fundador da Apple Steve Wozniak, pelo executivo-chefe da Google DeepMind Demis Hassabis e pelo professor Stephen Hawking, juntamente com 1.000 pesquisadores de robótica e Inteligência Artificial (iniciais AI em inglês).

A carta afirma: “A tecnologia AI chegou a um ponto onde a implantação de [armas autônomas] é – praticamente se não legalmente – viável dentro de anos, não décadas, e as apostas são altas: armas autônomas têm sido descritas como a terceira revolução na guerra, depois de pólvora e armas nucleares”.

Os autores argumentam que a AI pode ser usada para fazer o campo de batalha um lugar mais seguro para o pessoal militar, mas que as armas ofensivas que operam por conta própria diminuirão o limiar de decisão de ir para a guerra e resultarão em maior perda de vidas humanas.

No caso de um poder militar iniciar sistemas capazes de selecionar alvos e operando de forma autônoma, sem controle humano direto, iria começar uma corrida armamentista similar à da bomba atômica, os autores argumentam. Diferentemente das armas nucleares, no entanto, a AI não requer nenhum hardware específico e será difícil de controlar.

“O ponto final dessa trajetória tecnológica é óbvia: armas autônomas se tornarão os Kalashnikovs de amanhã. A questão-chave para a humanidade hoje é começar uma corrida armamentista de AI global ou impedir que ela seja iniciada”, disseram os autores.

Toby Walsh, professor de AI na Universidade de New South Wales disse: “Precisamos tomar uma decisão hoje, que irá moldar o nosso futuro e determinar se seguimos um caminho do bem. Nós apoiamos a chamada de um número de diferentes organizações humanitárias para que a ONU proíba as armas ofensivas autônomas, semelhante à recente proibição de lasers que provocam a cegueira”.

Musk e Hawking têm alertado que a AI é “a nossa maior ameaça existencial” e que o desenvolvimento da AI plena poderia “significar o fim da raça humana”. Mas outros, incluindo Wozniak, co-fundador da Apple, recentemente mudaram de idéia sobre a AI, dizendo que os robôs seriam bons para os seres humanos, tornando-os como o “animal de estimação da família, cuidando o tempo todo”.

Em uma conferência da ONU em Genebra em abril para discutir o futuro dos armamentos, incluindo os chamados “robôs do assassinos”, o Reino Unido opôs-se à proibição do desenvolvimento de armas autônomas, apesar dos apelos de vários grupos de pressão, incluindo a Campanha para parar os Robôs Assassinos.

FONTE: www.theguardian.com

- Advertisement -

15 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
tadeumar
tadeumar
6 anos atrás

Do ponto de vista puramente tecnico, as armas autonomas ja existem ha algum tempo. Os ICBMs. depois de lancados, nao tem como mudar nem o curso e nem o alvo. O missil chega ao destino e detonar sua carga nuclear. Os Cruise Missiles, tambem sao armas autonomas, porque operam independentemente, sem intervencao humana. Os Glolbal Hawk, podem voar sozinhos, navegar sozinhos e aterrizar sozinhos. Mas tambem podem ser teleguiados. O fato de nao possuirem uma aparencia antropomorfica, nao significa que nao sejam robos. A sociedade em geral esta acostumada a pensar em robos como uma forma humana (Terminator, por exemplo);… Read more »

Victor Moraes
Victor Moraes
6 anos atrás

Os robôs nunca serão como o homens pois dificilmente conseguirão fazer um robô sentir dor. E a dor é base para inúmeros sentimentos. Senso de certo e rrado. Provavelmente serão máquinas fortes, capazes de matar, mas serão “tolas” incapazes de fazer poemas ou de fazer rir, por exemplo. Eu não tenho medo. A verdade é que quando em uma campo de batalha todos os robôs forem destruídos ( e certamente serão, uns pelos outros) sobrará para o homem, em carne e osso, voltar para o fuzil. Eu acredito que os robôs, humanóides, serão muitos bons na agricultura (pegar na enxada)… Read more »

Vader
6 anos atrás

Admiro muito alguns desses caras, mas tentar impedir a proliferação de armas autônomas ou de, em pouco tempo, armas dotadas de AI, é uma utopia. Digamos que os EUA, a França e a GB se recusem a desenvolvê-las. O que garantirá que uma Rússia ou PRC, ou pior ainda, uma Coréia Vermelha ou Irã, ou ainda pior, um EI ou Hizbollah, irão se recusar a desenvolvê-las? Não, a verdade é que se estas armas tem de ser desenvolvidas, e se simplesmente for possível desenvolvê-las, é melhor que elas estejam em mãos das grandes democracias capitalistas ocidentais, onde a probabilidade de… Read more »

lauro
lauro
6 anos atrás

Uma coisa é vc disparar um míssil com determinada programação. Armas com AI, na minha opinião é outra coisa. É vc soltar um drone e manda-lo escolher seus alvos a partir de alguma programação básica. Concordo com os cientistas. A única possivel vantagem de um robô desses é que se produzidos aos milhares voariam ou poderiam operar em solo de forma autônoma. O problema é que jamais terá a consciência de um ser humano e estará sujeito a falhas a ponto de atacarem seu próprio país. Sérios riscos de criar máquinas de matar que podem de uma hora para outra… Read more »

Wagner
Wagner
6 anos atrás

Acho que a AI é o sonho de muitos cientistas, que farão o necessário exatamente para fabricar um ser artificial, e nao desistirao enquanto não fizerem a Mulher robô, para fins óbvios…

Venderia mais que água…

😉

Renato B.
Renato B.
6 anos atrás

Eu espero que eles sejam ouvidos e que um banimento seja feito.

Apesar de todo o ímpeto tecnológico armas nucleares não são tão comuns e guerra química e biológica tornou-se raríssima.

Que os esforços contra armas que matam sozinhas rendam bons frutos.

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Para o bem ou para o mau eles não serão ouvidos. O que ninguém atenta é que não importa se a máquina “pensará” ou não de verdade, se sentirá dor ou não… … pois somos nós que seremos as máquinas. Antes de tudo entraremos em um processo de existência simbiótica e que na verdade já começou por meio da atual Dependência Tecnológica, afinal, tem alguém aki hj que consegue de fato sair de casa sem o celular? Depois chegaremos ao ponto onde ficará difícil saber onde termina o homem e onde começa a máquina. Vc’s duvidam? Uai… todos aki são… Read more »

Luckk
Luckk
6 anos atrás

A unica pergunta que deve-se fazer é ; Ai se restringerá aos campos de batalha ou atingirá todos os niveis da vida , civil e militar? Alguém já assistiu o filme controle absoluto? No qual uma maquina decidi como a politica deve ser exercida.

Defourt
Defourt
6 anos atrás

Senhores Editores,
Um minuto de vossa atenção!

Desculpem-me se o local não é o mais apropriado.

Gostaria de adquirir a “Revista Força de Defesas” na versão impressa.

Enviei dois emails no espaço de dois meses para o prezado site e não obtive respostas. Como devo proceder para adiquiri-las?

Obrigado!

P.S.: no aguardo e esperança dessa tentativa.

Lyw
Lyw
6 anos atrás

Enquanto isso nós nos enrolamos para adquirir um capacete…

Gabriel
Gabriel
6 anos atrás

Estou plenamente de acordo com eles !
Ah mas se a China e Russia desenvolverem armas autonomas? Não acredito na capacidade deles de desenvolver tecnologia como nós aqui no Ocidente.

Wagner
Wagner
6 anos atrás

” como nós ”

Vc inclui o Brasil nisso ??

Legal, nao sabia que produziamos nossos proprios processadores estilo Intel aqui. IntelBR, nao conheço essa fábrica…

Aliás, russos e chineses o fazem, tem seus proprios sistemas de computadores totalmente indígenas.

Não vejo como eles ficariam para trás…

Considerando-se que a China é a maior exportadora mundial de tecnologia…

Vader
6 anos atrás

Wagner 3 de agosto de 2015 at 13:23 # “Aliás, russos e chineses o fazem, tem seus proprios sistemas de computadores totalmente indígenas.” Tem mesmo? Ou fabricam sob licença sistemas americanos? Lembrando que uma coisa é desenvolver um sistema de automação de uma máquina qualquer, outra é desenvolver um sistema operacional de um computador. “Considerando-se que a China é a maior exportadora mundial de tecnologia” A China é a maior exportadora mundial de tecnologia AMERICANA. Fabricam sob licença quase tudo que o parque tecnológico norte-americano desenvolve. O pouco que eles exportam que é – como foi mesmo que o senhor… Read more »

Roberto
Roberto
6 anos atrás

Prezado Oganza, concordo com cada palavra dita. O futuro da humanidade é inevitável….cyborg! A simbiose total do homem com as maquinas será inevitável para a sobrevivência da humanidade!

Últimas Notícias

Grupo de Artilharia Antiaérea realiza exercício de tiro real

Praia Grande (SP) – O 2º Grupo de Artilharia Antiaérea participou, no período de 13 a 17 de setembro,...
- Advertisement -
- Advertisement -