domingo, outubro 24, 2021

Saab RBS 70NG

Nicolás Maduro denuncia ‘provocações’ da Guiana e defende mediação da ONU em litígio

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Nicolás Maduro

ClippingO presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, denunciou nesta terça-feira ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, as “provocações” do presidente da Guiana, David Granger, e pediu que inicie o mais rápido possível uma comissão para intermediar o conflito bilateral pelo Essequibo.

Em declarações aos jornalistas na sede da ONU em Nova York, Maduro afirmou que Ban aceitou sua proposta e se comprometeu a “ativar uma comissão imediatamente” para que visite Venezuela e Guiana a fim de impulsionar uma resolução “através do Acordo de Genebra”.

O presidente venezuelano, que considerou a reunião “muito frutífera”, disse que insistiu com Ban sobre “a necessidade de uma diplomacia de paz” e de “continuar canalizando todos os assuntos pendentes da Guaiana Essequiba” através do acordo selado em 1966.

O Acordo de Genebra estabelece uma série de passos para a resolução do conflito territorial que até hoje não foram cumpridos.

Venezuela e Guiana reivindicam a posse do Essequibo, um território de 160 mil quilômetros quadrados rico em recursos naturais, assim como suas águas.

As difenças se intensificaram depois que, em maio, a companhia petrolífera americana Exxon Mobil descobriu uma jazida em águas que supostamente estão na região do litígio, o que Maduro respondeu com um decreto que, segundo Guiana, modifica as fronteiras já estabelecidas com um laudo arbitral.

Segundo Maduro, o chefe da ONU propôs hoje uma possível reunião com o presidente Granger em setembro, quando sera celebrado o aniversário de 70 anos das Nações Unidas.

Maduro lembrou que na última Cúpula do Mercosul foi acordado propor uma reunião de presidentes da Unasul, da qual fazem parte tanto Venezuela como a Guiana, para tratar o conflito. No entanto, disse que foi informado “extraoficialmente que o presidente Granger se nega a comparecer” a essa possível reunião.

O presidente venezuelano acusou Granger tomar “decisões graves” contra o previsto no acordo de 1966 e de “enchr de tensão as relações entre Guiana e Venezuela e as relações do Caribe, que vêm transcorrendo em paz e tranquilidade”.

Segundo Maduro, a Exxon Mobil é o “fator perturbador principal que levou as relações a esta máxima tensão”.

FONTE: Terra/Efe

- Advertisement -

82 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
82 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Delfim
Delfim
6 anos atrás

Receituário hispano-americano pra crise interna : um conflito externo.

Ainda mais com este bolivarianismo morto de fome e de liberdade.

eparro
eparro
6 anos atrás

Delfim 29 de julho de 2015 at 10:54 #

Exatamente Delfim, faz lembrar lá das Malvinas.

Estes ditadorezinhos, de meia pataca, não se emendam mesmo.

Tamandaré
Tamandaré
6 anos atrás

O interessante é que, segundo a matéria, a Exxon Mobil apenas descobriu uma nova jazida, o que, pelo menos em tese, foi bom para os venezuelanos, uma vez que eles já buscavam anexar a região. Maaaaaasssss, incrívelmente, a companhia é tratada por Maduro como “fator perturbador principal que levou as relações a esta máxima tensão”.

Dios mio!!

Claudio Moreno
Claudio Moreno
6 anos atrás

Olá Senhores! Não sei até que ponto é verdade o fato que os EUA serem um grande importador de petróleo venezuelano e necessitar de tais importações…mas…se assim for, nem há necessidade de partir para a via bélica contra o mediocri que fala com passarinho… Simples e “deshumanamente”, pare de comprar o petróleo da Venezuela. Em pouco tempo o país literalmente morrer ainda mais de fome e miséria ( e pior sem papel higiênico para limpar o bumbum). Então o governo perde seu apoio popular que já está em baixa e depõem-se o Maduro. O problema é que em se falando… Read more »

Jorge Tadeu
Jorge Tadeu
6 anos atrás

O receituário dessas ditaduras, seja à esquerda ou à direita, é sempre o mesmo quando há crise interna… Arrumar um inimigo externo… No caso da Venezuela, foram anos e anos de encrencas com a Colômbia, todas elas criadas pelo Chavez, que apoiava as FARC e, agora o seu “clone”, busca encrenca com uma nação muito mais fraca militar, política e economicamente…SDS.

Alexandre
Alexandre
6 anos atrás

Acho que o Maduro está certo, se existe questões diplomáticas pendentes sobre esse assunto, nada mais correto que pedir a ONU uma intermediação diplomática. Seria muito fácil para a Venezuela tomar militarmente esse pedaço territorial em disputa, afinal a guiana não tem poder militar algum, as consequências desse ato é que poderia ser complicada, caso os EUA tomasse as dores da guiana, fato. Mas não acho que o Maduro ou um possível governo de direita que futuramente possa a vir governar a Venezuela tenham que entregar essa região sem uma solução diplomática justa para ambas as partes. Ou será que… Read more »

Delfim
Delfim
6 anos atrás

Alexandre.

Realmente, a Guiana não tem poder militar, e nem precisa.

A Guiana é ex-colônia inglesa, membro da Commonwealth, portanto, seus habitantes são súditos de Sua Majestade Britânica, sob sua proteção.

Já sabem o que vai acontecer se um coturno venezuelano pisar território guianense, né ?

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Mi mi mi do Maduro…

eu acho que ele deveria fazer uma Mesa Branca e pedir uma iluminção ao Finado Chapolim.

Esse ai é futuro do Brasil… a Irrelevancia Internacional.

Grande Abraço.

Ricardo
Ricardo
6 anos atrás

Ele vai invadir a Guiana, que vai recorrer a Rainha, que depois vai mandar a Navy e a RAF.

A Venezuela dura dois ou três dias do jeito que a economia deles está.

O mais legal, como vai se comportar a presidANTA. Com certeza vai pedir a Inglaterra que deixe sua posição imperialista de defender um aliado e que a UNASUL (União Socialista Sulamericana) que resolva o caso.

Que falta faz um Reagan!

Abs,

Ricardo

Tamandaré
Tamandaré
6 anos atrás

Pois é Ricardo!!! Dilma está fazendo mais trapalhadas que o Molusco quando o assunto é diplomacia! Não duvido que ela dissesse isso caso houvesse confronto armado.

Victor Moraes
Victor Moraes
6 anos atrás

Esta seria a hora do Brasil, do governo do povo do Brasil mostrar que tem influência e sensatez para resolver este conflito, uma vez que não é uma conflito “interno” de outra nação, mas externo, e próximo de nós, nossos vizinhos. O governo tem coragem de propor um “Tratado de Brasília” para solucionar o conflito no norte da América do Sul? Qual a posição brasileira? Como o Brasil quer ser um ator global se sempre enfia a cabeça no buraco quando há chances de mostrar poder, ainda que seja “soft”, principalmente na América do Sul, entre seus vizinhos? Se o… Read more »

luiz anselmo pias perlin
luiz anselmo pias perlin
6 anos atrás

Para se manter a paz na america do sul se não me engano foi criado um acordo onde qualquer pais que for atacado recebe a ajuda militar de todos os outros DEIXANDO BEM CLARO SE FOR ATACADO E NÃO AGRESSOR.

Alexandre
Alexandre
6 anos atrás

Amigo Delfim, acho que a rainha não iria enfrentar a Venezuela não, quase que ela perdeu para a Argentina em 82, olha que a Argentina não tinha nem submarino para se confrontar, caças velhos sem autonomia e sem um missil ar-ar de vergonha, sem contar que a guerra era a 500 km do continente sul americano. Como a rainha faria para enfrentar a defesa aérea da Venezuela com seus S 300??? Como faria para derrotar os caças SU 30 se não tem sequer 1 porta avião em serviço??? Como conseguiriam enfrentar o exército Venezuelano numa guerra nas fronteiras da Venezuela???… Read more »

Delfim
Delfim
6 anos atrás

Como o UK faria pra derrubar os SU-30 da Venezuela ? Ora, com Typhoons sediados em Belize, Jamaica, Trinidad e Tobago, e na própria Guiana. O que não falta no Caribe é ex-colônia britânica.

E as fragatas super avançadas, e os submarinos nucleares, e navios de tropas cheios de gurkhas… vai pensando.

Os esquerdistas falam “duzamericanusmalvadus”, mas em termo de aplicação do imperialismo os americanos são moças virgens perto dos ingleses. Tenho mais respeito pela Royal Navy volta e meia passando perto do pré-sal que pela 5ª frota americana que só existe no papel.

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Delfim, esses caras tem mente seletiva, eles só enchergam o querem ver e são preguiçosos até para procurar no mapa sobre as possibilidades que vc elencou. Eles tb não sabem a verdade nua e crua de que “ter não significa operar”. kkkkk Os caras acham que um S-300 (ou são Buks na verdade?) é plug and play… que é só colocar na tomada que o sistema faz tudo sozinho. Eles não sabem que os SU-30 da Venefavela tem disponibilidade menor que 50% e que seus pilotos nunca atingiram 100% de operacionalidade. Se uma joça dessa acontecer é capaz dos Bolivarianos… Read more »

Alexandre
Alexandre
6 anos atrás

Sr Delfim, acho que seria interessante um debate baseado em questões militares, em nenhum momento lhe chamei de direitista ou qualquer outra coisa. O exército Venezuelano tem 120 mil homens, e está ao lado da guiana, podem invadi-la a pé, eles hoje estão bem armados com blindados T 72, sistemas de artilharia atuais, defesa aérea com sistemas de curta IGLA, media, Buk me e longa S 300, e estão adaptados a região, tipicamente de floresta e que dificulta um ataque inimigo, haja visto o vietnam. Quando vc coloca outros países na equação vc tem que primeiro saber é que não… Read more »

Gustavo Borges
Gustavo Borges
6 anos atrás

Será uma tremenda injustiça à Guiana se a ONU conceder um palmo do território contestado aos venezuelanos. As fronteiras foram demarcadas a mais de 100 anos e duvido que tenha algum habitante da região que queira virar cidadão da República Bolivariana da Venezuela.

Alexandre
Alexandre
6 anos atrás

Sr Oganza, seu comentário é que me faz rir, realmente hoje foi um dos melhores dias para meu humor, procure no mapa para ver que seu amigo não tem a menor noção do que fala. A inglaterra só venceria numa guerra nuclear, mas numa convencional seria chutada como quase a Argentina fez, lhe digo sem medo de errar, se a guerra das Malvinas fosse no continente sul americano e não nas malvinas os Ingleses tinham perdido. FATO.

Alexandre
Alexandre
6 anos atrás

Quanto a questão da disponibilidade dos meios eu gostaria de saber como estão na Inglaterra, será que a Inglaterra tem tudo em ponto de bala??? ou será que seria como nas malvinas que usaram até navios mercantes na campanha??
França e Alemanha que tem economias semelhantes ao UK estão com seus meios aéreos com baixa disponibilidade.
O que leva alguém a pensar que tudo são flores na Inglaterra??

celso
6 anos atrás

Alexandre, vc esta tendo uma visao ufanista e irreal de um eventual embate entre estes 2 paises (super trunfo so existe em jogos). Em primeiro lugar, nao seriam os guianenses e nem os ingleses a invadir a venefavela. Estas forcas seriam de defesa e manutencao de territorio, portanto como logistica estariam bem melhor provisionados e num espaco bem menor para isso. Nao da pra comparar esta pseudo qde q vc cita de homens…..qde nao eh qualidade e neste aspecto, os ingleses c o apoio de locais estariam em vantagem (me diga qual pais da america latrina vai apoa-lo ou mesmo… Read more »

Alexandre
Alexandre
6 anos atrás

Sr Celso, em nenhum momento disse que a Venezuela ganharia, estou argumentando que seria difícil para a Inglaterra uma guerra contra a Venezuela, e falo isso baseado no conflito das Malvinas, onde ficou claro que a Argentina perdeu por não ter suas forças em condições mínimas de entrar numa guerra, acho que todos aqui já leram sobre isso. A Venezuela não está nas mesmas condições da Argentina de 82, e isso seria uma guerra indigesta para a rainha, FATO. Isso não é ser Ufanista. A vantagem numérica em solo seria sim Venezuelana, sem questionamentos, a guiana faz fronteira com a… Read more »

Juarez
Juarez
6 anos atrás

Alexandre, acorda “Jose” , os SU 30 Venezuelanos estão com 25% de disponibilidae, os caras mal sabem aplicar a doutrina Russa de combate porque não voaram o mínimo suficiente. Artilharia anti aérea sem C4I é digno de piada, na hora que eles ligarem as diretoras de tiro dos Buk vai chover Harm na cabeça deles que nem granizo.
Tchê, atéa a FAB com armamento suficinete pulveriza estes caras em três dias de combate.

Grande abraço

jose carlos mendonça
jose carlos mendonça
6 anos atrás

ola,vamos supor que a tal guerra aconteça e a presidANTA resolva apoiar maduro,será que daria uma ´´boa´´guerra?

caio
caio
6 anos atrás

Eles estão voltando, nossos ditadores sem noção! que procuram fazer guerras simplesmente para desviar a atenção interna, dos graves problemas que lhes afligem; este Maduro já chegou com a mente podre ao poder, e vem se degenerando ainda mais. Nós que lhe temos por vizinho, precisamos mas é orar! para que nossa ” madama” do planalto não assuma as dores do seu miguxo, e termine por piorar nossa situação, social, política e econômica que ela vem degradando, sem precisar de motivo externo, havendo um_ a “vaca” se manda do país e nós bezerros vamos pro brejo.

Alexandre
Alexandre
6 anos atrás

Difícil debater em suposições, 25% de disponibilidade dos SU 30, e pouco treino dos pilotos venezuelanos, onde estão essas fontes??? Será que a Venezuela iria entrar nessa aventura sem antes colocar seus meios em pleno funcionamento? É importante saber que o primeiro ataque seria dos Venezuelanos, então não acho que eles cometeriam o mesmo erro dos argentinos. Primeiro o UK teria que arranjar uma maneira de superar os S 300, buk m2 e pechora 2m, o que já seria um grande gasto. Depois teria que resolver a questão da superioridade aérea, pois como comentei, eles não tem porta avião, teriam… Read more »

Vader
6 anos atrás

Esse cara é um sarrista? Não, ele não é! Ele é um… …MAV!!! “Argentina quase (o “quase é ótimo”, hehehe, muito útil “quase” vencer uma guerra, rsrs) venceu o Reino Unido nas Malvinas”? KKKKKK, quase tomaram é uma Bomba Atômica na cabeça, pra deixarem de ser burros, ahahahahaha… E olha que a Argentina da Ditadura Militar estava dez vezes mais bem armada e equipada que essa joça bolivariana recheada de lixos russos e chineses ahuahuahuahua… E pior: a GB estava na pior fase de seus últimos 50 anos, e ainda assim detonou a Força Aérea Argentina com um caça subsônico!… Read more »

Delfim
Delfim
6 anos atrás

Maduro recentemente tentou uma graça com Trinidad e Tobago, e foi advertido.

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Alexandre, kkkkk sabe tudo… Tô até vendo os Tomys acabando com as instalações do Orinoco e Maracaibo, mais alguns nas bases aéreas… e só esse primeiro ataque seria lançado antes da RN chegar as Ilhas Virgens kkkk Depois um bloqueio naval básico com a ajuda de umas PACs com REVO vindas direto de Tortola (1.200 km) nas Ilhas Virgens (que são um dos Territórios Ultra Marinos Britânicos). Dai é só esperar acabar o combustível dos caras e a economia ir para o saco de vez… a Venefavela entrará em Guerra Civil, o Nicolás cai de Maduro kkkkkk – depois é… Read more »

Oganza
Oganza
6 anos atrás

SE vc lesse 10% dos comentários do Bosco vc diria 90% menos asneiras… kkkkkkk

Mas fazer o que? Um doutrinado é sempre um doutrinado.

O dia em que os MAVs entraram para a História da Trilogia…kkkkkkk

_RR_
_RR_
6 anos atrás

Alexandre… As Falklands foram invadidas em Abril de 82… Em Junho, já eram britânicas mais uma vez… Não creio que é possível dizer que os britânicos “quase perderam…” A rigor, o conflito mostrou duas forças claramente distintas; não tanto em qualidade de equipamento, mas na própria estrutura e dimensão real de suas forças. O Reino Unido, apesar de limitações estruturais importantes, tinha clara compreensão do cenário a sua volta e de suas capacidades. Ações como o ataque do SAS a Goose Green mostraram contundentemente a maneira coordenada de pensar das forças britânicas. Eles sabiam exatamente o que estavam fazendo e… Read more »

_RR_
_RR_
6 anos atrás

Alexandre, Quanto aos venezuelanos, um único Astute pode varrer as bases aéreas venezuelanas mais importantes a fogo com seus Tomahawks… Basta a primeira hostilidade e é certo que boa parte da caça venezuelana será aniquilada no chão ( ou no mínimo terá suas bases aéreas mais próximas da Guiana inutilizadas )… No mais, não é absolutamente necessário invadir para se conseguir o objetivo de dissuadir… Ataques focados na infraestrutura venezuelana podem virtualmente paralisar o país, destroçando sua capacidade de fazer guerra. E tudo isso pode ser feito pela força submarina britânica… Se ainda assim houver necessidade de desalojar forças venezuelanas,… Read more »

Hudson
Hudson
6 anos atrás

Os britânicos são muito mais muito mas fortes que os Venezuelanos, mas não acredito que em plena na crise( A Europa não está 100%) eles sairiam das suas bases, eles iriam vencer a guerra comercial. Meus amigos por mais que o Maduro tente a Venezuela ainda é parte do mundo capitalista.

Claudio Quadros
Claudio Quadros
6 anos atrás

Tomara venezuela invade guiana ai nos ficava livre do PT os ingleses e americanos vai usar o Brasil para ataca venezuela primeiro derrubaria governo Dilma depois nosso glorioso exercito destruiria totalmente venezuela junto com oposicao venezuelana e colombia venezula tem muito petroleo os ingleses o os americanos vai quere petroleo venezuela o Brasil sai como vencedo com maior aliado otan estados unidos china e russia nem pessaria quere ajda governo falido maduro so falta cai porque ja esta maduro china fica outro lado mundo russia ta quebrada fica mais 10 mil km da aqui russia nao tem nem navio para… Read more »

Felipe
Felipe
6 anos atrás

Olha Alexandre, quem iria vencer o conflito eu não sei, mas espero que se a Inglaterra precisar de uma “base aliada” para operar, que essa base seja no Brasil. Na minha opinião, leiga, como eu acho que você também deveria classificar a sua, a Inglaterra tem capacidades mais que suficientes para acabar com as estrutura anti aérea da Venezuela em pouco tempo. Dados os rumores da baixíssima disponibilidade dos Su 30 venezuelanos e do estado de seus f16, acredito que a neutralização do espaço aéreo venezuelano também não tardaria, tendo em vista que dificilmente a Inglaterra não teria uma base… Read more »

Alexandre
Alexandre
6 anos atrás

Quantas pessoas sem preparo, não conseguem debater sem ir para o lado ideológico, Sr VADER, o Sr não me conhece, mas com certeza não sou petista e lhe garanto que tenho mais dinheiro que vc. Vc está acostumado a falar bobagens aqui e em outros blogs, se emende camarada. A argentina entrou numa guerra com apenas um submarino velho que não conseguia acertar um alvo, usou caças velhos que sequer podiam fazer revo, ou tinham assento ejetor, usavam mísseis ar-ar ultrapassados, por isso os harrier ganharam a superioridade aérea e vc vem me dizer que a Argentina de 82 era… Read more »

Claudio Quadros
Claudio Quadros
6 anos atrás

Vamos declara guerra venezuela pega todo petroleo pa nois ai teremos gasolina barata tambem coloca nossa badeira venezuela vamos fuzila maduro os vermelho tambem vamos aproveita vamos invadi cuba vela para os americanos ai nossa crise vai embora vamos mnanda dilma companinha limitada para indonesia com mala misteriosa ai podemos festeja carnaval micareta show rock podemos convida ate banda kiss

Rafael
Rafael
6 anos atrás

ONU ?? Como assim o maduro pede mediação da ONU???Pelo que eu saiba quem deveria midiar essa situação é a OEA q foi feita para que países nao-americanos não se metem-se aqui, ou até mesmo pela unasul que foi feita para fazer o Brasil o primeiro da América do sul, acho bom o Brasil tentar acalmar os “zamigos” bolivarianos até pq eles faz parte do Mercosul (não que eu apoe isso) e tbm se a Venezuela invadir a Guiana que veai intervir é os EUA e não a rainha até pq os Amis não iao e não irão deixar um… Read more »

Alexandre
Alexandre
6 anos atrás

Mas para clarear o debate mostro essa matéria postada no Estadão em 2012 que fala sobre um documentário produzido na Inglaterra e que tem uma opinião parecida com a minha.
http://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,argentina-esteve-perto-de-vencer-guerra-das-malvinas-aponta-documentario,848344
Será que o estadão e o britânico Daily Telegraph são MAV???
Com a resposta os entendidos.

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Depois dos Pucaras afundando Navios kkkkk só o impagável: –”…lhe garanto que tenho mais dinheiro que vc.”

Isso é um fedelho de 15 anos dizendo que o carro do pai é melhor? kkkkkkk

O dia em que os MAVs entraram para a História da Trilogia.

Ps.: Isso é exploração de trabalho infantil. 😛

realmente um dia Histórico… Boa Noite caros colegas.

Claudio Quadros
Claudio Quadros
6 anos atrás

Sera soldado venezuela teram comida ou corage para atira no pais falta papel higienico comida pneu sukoi da venezuela so presta defile milita pilotos mau preparado pode se choca em pleno voou do os ingles joga papel higienico venezuela bem capaz venezuelano corre para banheiro volta correndo casa feliz armas russa chinesa soldados mau preparado vai provoca medo nem guiana mesmo 6 mil soldados que tem bem capaz coloca maduro na cadeia venezuela igual cachorro vira lata late joga osso vai atraz a venezuela as armas seus exercito seus generais estao vededo tudo farc e bandidos brasil hj mais facil… Read more »

Alexandre
Alexandre
6 anos atrás

Sr Oganza, vc tb não me conhece, vcs estão acostumados a dizer que quem fala contra países da OTAN passam fome, ou estou enganado??? é o tal do pão com mortadela, kkkkk. Se doeu com minha afirmação colega??? mas infelizmente é verdade. Quanto ao afundamento de buques ingleses estava me referindo aos A4, os pucarás apenas faziam ataques ao solo e abatiam helicópteros ingleses, o que já é muito para um avião tão limitado. Mas desminta a matéria do Estadão, ou será que lhe faltou argumentos. https://www.youtube.com/watch?v=woGavZBOzTs Muito engraçado os comentários aqui, fedelhos, esquerdopata, bolivarianos, petralhas, quem afinal são as… Read more »

Alexandre
Alexandre
6 anos atrás

Acho que o Sr Claudio não é Brasileiro, suas postagens são completamente loucas, parece que está usando o tradutor do google.

Edimur
Edimur
6 anos atrás

Kkkkk tudo agora falar que Su-30 e porcaria kkkkk então oque e F-5 nossa essa foi soda,pergunta e se a Rússia mandasse pilotos para o Su? Outra pergunta os com Su os em operação não teriam capacidade de mantes os navios afastado? Acho que a Venezuela não aguentaria pela economia quebrada mas militar mente daria um PAL feio.Também concordo que subestimar o S-300 e caixão e vela preta. Mas o buraco aí e mais em baixo probela e a grana os inglês es estão ferrado mais aí o irmão rico pota a mão f….tudo e basta mandar armamento.

Claudio Quadros
Claudio Quadros
6 anos atrás

Venezuela e piada nao assusta ninguem vamos invadi esta pocaria anexa ao Brasil vende petroleo deles

Jorge Tadeu
Jorge Tadeu
6 anos atrás

Prezados foristas, o caso em tela é o típico “rato que ruge”… A Venezuela está fazendo chantagem com a Guiana, visando obter algum ganho territorial e financeiro, mas, se a coisa engrossar, duvido que dure mais do que alguns dias ante os ataques que certamente partiriam da Inglaterra. Se a guerra fosse travada exclusivamente entre atores do cenário sul-americano, pode ser que tivesse boas chances, excetuando se enfrentasse o Chile, o Brasil e a Colômbia. Agora, acreditar que poderiam confrontar uma potência nuclear, é um pouco de exagero…SDS.

Ivan, o Antigo
Ivan, o Antigo
6 anos atrás

O mapa das disputas territoriais nas Guianas…
https://graphics8.nytimes.com/images/2012/01/16/opinion/16borderlines-map1/16borderlines-map1-tmagArticle-v2.jpg

Nossas fronteiras nunca foram tão pacíficas como se divulga.

Hudson
Hudson
6 anos atrás

A Venezuela tem uma capacidade militar maior que a Guiana mas não quer dizer que a moral da Venezuela estará melhor, não se esqueçam que a Finlândia deu uma calor na URSS. A Venezuela tem equipamento mas não tem treinamento. E não o UK não vai se meter nessa briga com armas.

Hudson
Hudson
6 anos atrás

Se a Venezuela sofre um pouco para derrubar a Guiana, o próprio venezuelano tira o Maduro do poder.

wilde tavares
wilde tavares
6 anos atrás

Tipicamente, os seres humanos brigam por tudo, descobrindo tardiamente que brigaram por nada, em um momento em que descobrem que o objeto em questão encontra-se desprovido até mesmo dos olhares dos autores. tem sido assim ao longo dos tempos e assim será!

Ferreras
Ferreras
6 anos atrás

Quer fazer Maduro desistir da ideia?

Bloqueio dos bens da alta cúpula venezuelana no exterior.

Últimas Notícias

Recife (PE) sediará a nova Escola de Formação de Sargentos do Exército

O CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO EXÉRCITO INFORMA: Na 339ª Reunião do Alto Comando do Exército, realizada de 18 a...
- Advertisement -
- Advertisement -