Home Foto Os tanques AMX-30 da Venezuela e a falta que faz uma Engesa...

Os tanques AMX-30 da Venezuela e a falta que faz uma Engesa ou uma Bernardini

2593
54

Olhando só os números, as capacidades ofensivas dos blindados da Venezuela são significativamente maiores que as da Colômbia. Por exemplo, a Venezuela em 2003 tinha um componente blindado que incluía 81 carros de combate de batalha AMX-30 (fotos), 36 tanques leves AMX-13, 80-90 tanques leves britânicos Scorpion, 75 caça-tanques M18 Hellcat e quase 300 transportes de pessoal franceses e brasileiros. O exército venezuelano também é equipado com mais de 100 obuseiros de 105mm e 155 mm auto-propulsados de artilharia, 175 canhões sem recuo de 106mm  e mais de 220 morteiros Brandt, de 120mm e de 81mm.

Mas nem tudo são flores nesses números: um relatório reservado obtido em meados de 2001, informava que os blindados do Exército da Venezuela tinham níveis de prontidão operacional de apenas 49% por cento. De 528 veículos blindados, incluindo os tanques AMX-30 e tanques leves, como o Dragoon 300 e os Scorpion, 336 estavam operacionais e 189 estavam inoperantes.

Fontes do Exército Venezuelano também disseram que o trabalho de revitalização feito nos últimos anos nos tanques AMX-30 pela Van Dam, uma empresa metalúrgica venezuelana sem experiência prévia na modificação de carros de combate, praticamente destruiu a capacidade de combate destes sistemas. A torre de um carro de combate deve girar 360 graus, mas depois da reforma da Van Dam a torre só consegue girar 80 graus para cada lado, ou seja, se os AMX-30 venezuelanos forem flanqueados ou atacados por trás, serão facilmente destruídos.

A Van Dam também mexeu na blindagem dos tanques AMX-30, de forma que os tanques foram totalmente divididos em dois. Como resultado, a armadura destes carros pode agora ser penetrada por munições leves como uma metralhadora .30, de acordo com fontes militares. Isto significa que um soldado de infantaria armado com um foguete granada (RPG) pode penetrar as torres destes tanques e matar os tripulantes dentro “com a facilidade que uma faca quente corta manteiga”, se houver impacto do foguete diretamente sobre a costura de soldagem.

54
Deixe um comentário

avatar
54 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
33 Comment authors
João GabrielJORGE TERRA NACERblackburnMárcio Greic Nunes De AndradeJosé Luiz Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marine
Visitante
Marine

E o ze orelha do Chavez ainda fica conversando fiado contra a Colombia. Brincadeira, chega a ser patetico a companhia contratada fazer um estrago desses…

Sds.

rodrigo rauta
Visitante
rodrigo rauta

Realmente, o senhor Chavez é um Fanfarão!

Cinquini
Visitante

Galante, nao que eu desconfie de vc, mas, até onde essas informações são verdadeiras? Sabe-se que esses “boatos” servem para destruir a moral da tropa ou dissuadir o inimigo.

Sei tb que o Chavito dev estar com problemas para comprar peças de reposição para todo o seu arsenal “nao russo”.

Abração

Cinquini

Renato
Visitante
Renato

è praxe na Venezuela ocultar o rosto dos militares? Para que?

Vassily Zaitsev
Visitante
Vassily Zaitsev

Deixa ele fazer o que bem entender, coitadinho. Em caso de conflito, não é ele que vai estar dentro da torre desses AMX-30. Melhor para Brasil, Colômbia, Perú, e todo mundo que não vá com a cara daquele Chapolin-Descolorado. Pena que quem pague o pato sejam as tropas de suas FFAA, que se veem obrigadas a servirem sob uma ideologia Marxista, que não tem pé nem cabeça.

Obs: com o preço do barril de petróleo em brusca queda, vamos ver de onde ele tira verbas para financiar as compras de armamentos da Rússia.

Wilson Johann
Visitante
Wilson Johann

Esses AMX-30 são inferiores aos nossos M-60 TTS e também aos leopards que estão chegando da Alemanha, e mesmo a versão do leopard usada hoje pelo exército sobrepuja esses AMX-30. E se estão corretos os comentários postados acima sobre a reforma desses carros, até os TAM argentinos estão aptos a enfrentá-los.

Até mais!.

CorsarioDF
Visitante
CorsarioDF

Eu ainda digo que nessa configuração atual até nossos M-41 ainda em serviço dão conta destes AMX-30 venezuelanos, uma torre que só gira 80º não vai acertar nada que esteja do seu lado e atrás, isso é básico para um CC moderno. Melhor pra gente. Agora só falta querer comprar os T-82 e/ou T-92, aí sim são CC modernos. Sds.

Alfredo_Araujo
Visitante
Alfredo_Araujo

Corsario, uma das ambiçoes do Chapolin é comprar tanques T-90.. Se isso se concretizar a historia muda completamente!! OS T-90 sao equipados com um canhao de 125mm..

Alte Kamarov
Visitante
Alte Kamarov

Será que isto não foi uma farsa muito bem tramada? Pois se ele queria, agora têm a desculpa perfeita para adquirir blindados sobre lagarta no mercado internacional (leia-se russo).

Wilson Johann
Visitante
Wilson Johann

Isto dá uma amostra de que a Venezuela tem problemas sérios de suporte e matutenção de seus equipamentos militares. Se isto se extender as outras forças, eles estão em maus lençóis. Aí eu me pergunto: por quante tempo vão conseguir manter plenamentes operacionais seus SU-30. O suporte pós venda da Rússia não é lá essas coisas não.

Saudações!

tomas
Visitante
tomas

Até aí tudo bem. O problema será levar os M-41 ou M-60 ou ainda os Leopard I A5 lá para os confins da nossa fronteira norte. Pelo que me consta lá em Boa Vista temos alguns EE-9 Cascavel e EE-11 Urutú para guarnecer a região. Temos que ter logística para transportar em tempo mínimo os MBT até lá. Pelo que me consta não temos aviões cargueiros que consigam transportá-los. Para tal, a FAB teria que comprar alguns C-17 Globemaster III ou arrendar An-124 Antonov para o deslocamento dos MBT, pois os futuros C-390 da Embraer só poderiam transportar blindados médios.… Read more »

marcandrey
Visitante
marcandrey

Tinha que ser o Chaves!!!!!

RL
Visitante
RL

Galera. Ao que parece, no caso dos AMX-13 e dos Scorpions, o Chapolin Colorado não parece estar assim tããããããooo preocupado não.

Muito em breve, carros de fabricação russa modelo BMP-3, estarão ocupando os lugares destes veículos.

Olhem esta reportagem ai.

http://www.areamilitar.net/noticias/noticias.aspx?NrNot=673

Fábio Max
Visitante

A questão é que a Venezuela NÃO TEM parque industrial.

O Brasil, mal ou bem, já agregou tecnologia no passado, para construir tanques, e produz hoje em dia veículos militares de boa capacidade (como o Marruá). Além disso, já adquiriu alguma tecnologia em aviônica aplicada na modernização dos F-5 e A-1, e junte-se a isto os parques de manutenção de aeronaves que existem por aqui.

Aqui, há indústria metalurgica, metal-mecânica, química e eletrônica, e na Venezuela, não se fabrica nem sabonete!

São diferenças nacionais importantes que refletem até mesmo nos arsenais de cada um.

andre
Visitante
andre

O Chaves faz bem a defesa Brasileira!!!!!!

Quanto mais ele investir em defesa mais aparecera na midia, e mais as questões da nossa defesa nacional serão questionadas.

GustavoB
Visitante
GustavoB

Ontem saiu a notícia que a Rússia irá fornecer o veículo anfíbio BMP-3 à Venezuela. Eu tinha visto no Terra e hoje achei no

http://www.areamilitar.net/noticias/noticias.aspx?nrnot=673

Junior
Visitante
Junior

Beleza… assim que os BMP-3 chegarem, o Chavez vai mandar todos prá fabrica de panelas de pressão prá cortar o veículo ao meio e soldar denovo….depois soldar a torreta para que esta tenha o movimento lateral de 80 graus prá cada lado… Padronização dos meios…

Emanuel
Visitante
Emanuel

mhauhauhu Mauro, essa foi boa ein!

Wilson Johann
Visitante
Wilson Johann

Para descontrair, em vista da nossa situação que também não é boa, só falando do Chaves mesmo. O pessoal que posta no blog entende do assunto “Defesa”, mas sabe ser divertido quando quer. Sempre dou boas risadas.

Obrigado aos bem humorados do blog.

Saudações!!!

RL
Visitante
RL

Fabio Max.

Tô contigo e não nego.

tomas
Visitante
tomas

Realmente o Seu Cháves é uma piada. De mal gosto!!!

tomas
Visitante
tomas

Novidades: A imprensa russa divulgou nesta Quarta-feira que o acordo de fornecimento de armas estabelecido entre a Venezuela e a Rússia, inclui veículos de combate de infantaria do tipo BMP-3. Especulações fazem referência ao tipo de equipamento que a Venezuela receberá da Rússia e afirmam que será o carro de combate 2S25 «Sprut SD» . A Venezuela aparentemente pretende substituir os veículos blindados leves que equipam algumas das suas unidades, entre as quais estão 30 veículos AMX-13 e um pouco mais de 70 unidades do Scorpion. Os BMP-3, porém, não são substitutos diretos de nenhum dos principais meios armados da… Read more »

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Os AMX-13 que foram reformados,tambem estao com problemas…..

Walderson
Visitante
Walderson

Paulo,

que problema? A Venezuela não tem problemas? O problema é os EUA, que ficam inventando que o Chapolin é doido. Na verdade a mídia internacional não gosta do chapolin e engana a todos, fazendo uma propaganda negativa. E viva a “revolution bolivariana”.

kkkkkkkkkkkkk. Só rindo mesmo. O pessoal está falando em M-41. É só mandarmos o pessoal com .50. Vamos economizar gasolina. Eles não aguentam nem uma pedrada de estilingue.

Thiago
Visitante
Thiago

Um assunto puxa o outro se o Chapolin adquirir o T-90 qual MBT seria viavel ao Brasil para fazer frente a ele.

Ulisses
Visitante
Ulisses

Alguém pode me informar quando os 1A5 vão chegar?

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Voces estão achando que a Venezuela,não tem isto aquilo,ledo
engano,temos que respeitar o dinheiro,Chaves ja comprou
aviões de transporte turbo helice,me parece oito,mais dois revo,
e um alerta aereo,agora compra o Sprut,que é um BMP melhorado
com canhão de 120mm,com isto ganha força para ter um digamos
no minimo uns dois batalhões de infantaria,tanques,e etc,
tudo agora aerotransportado,alem da escolta de caças,
e com radar embarcado,e revo,pode ir longe,digamos qual
sera o seu raio de ação aqui na região?
Pois é ,o jogo de xadrez continua…..Façam um lance….

Vassily Zaitsev
Visitante
Vassily Zaitsev

Tiago,

Para bater de frente ao T-90, teríamos que ter o EB equipado com o Leopard II A-6. Este sim daria conta do recado sem grandes problemas. O Leopard I A-5 tem canhão mais leve ( 105mm), menos blindagem, não é tão bem equipado no quesito eletrônica. Mas, é, com certeza, um grande avanço se comparar-mos aos M-60 A-3 TTS ou Leopard I antigão que já é usado nos R.C.C espalhados pelo Brasil.

Luiz Marcelo
Visitante
Luiz Marcelo

Foi anunciado hoje na Folha de São Paulo a compra pela Venezuela de tanques médios BMP3 da Rússia… Acho que certamente ele desejará os T90 também.

rodrigo rauta
Visitante
rodrigo rauta

vem ca, alguem poderia me dizer pq diabos em vez do Leo 1 A5 , não compramos logo os leo 2? A espenha, por exemplo, deve ter alguns guardados, ja q ele utiliza a belezura do A6!

Baschera
Visitante
Baschera

Rodrigo Rauta,
O probleminha é que um Leo 2A6 custa “apenas” Us$ 7 milhões a unidade e os que compramos (Leo 1A5) pagamos menos de Us$ 1 milhão a unidade. Com o dinheiro de 1 compramos 7….usados!!!
Sds.

rodrigo rauta
Visitante
rodrigo rauta

Baschera, eu não me referi aos leo2 A6 e sim aos leo 2 iguais ao que o chile comprou! Mas de qualquer forma obrigado pela informação, não tinha ideia de qnt custava um tanque desses….brinquedinho caro!

Fábio Max
Visitante

O Leo 1A5 é e categoria diferente do 2A6, não? Um é leve e o outro pesado, se não me engano.

Junior
Visitante
Junior

Quanto aos Sprut, se o Chavez comprar esses carros vai ficar na mesma pois, li em um artigo na net que esses carros não foram originalmente concebidos para uma peça de 120 mm, e que alguns deles apresentaram rachaduras após diversos disparos.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

O Chile vai usar os Leo 2 no norte do pais,proprio para o peso
deste,area de deserto,sem pontes,quase 60t,muito pesado para a nossa região,as pontes não suportam este peso,por isto compramos o Leo 1a5,40t.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

O Leo 1a5 tem o mesmo sistema de tiro do Leo 2 inicial,
por isto escolhemos o Leo 1a5,que é a ultima versão deste.
Possue o computador de tiro,infra vermelho,e visão termica
que os outros leo não tem…
Façam uma pesquisa ,tem Leo 1a1,1a2,1a3,1a4,1a5,que é a final..

joao
Visitante
joao

PQP! Deve ser mentira!!! O Brasil ainda usa o M-41???

rodrigo.rauta
Visitante
rodrigo.rauta

Caraca! o Leo 2 tem 60t??? não fazia ideia que era um blindado desse porte. O leo 1A5 é muito parecido com os nossos, mas so fica na aparencia ou em termos de material e tecnologia tb? Alguem sabe qnd eles chegam????

Alte Makarov
Visitante
Alte Makarov

hahahaha! Camarada João, não se desespere! Há uma razão para o inventário do Exército dispor de tanta velharia. O Brasil ainda usa a .50 com marcações da fabricante Browing datando de 1948!!! Mas essas obras de arte foram tão bem feitas que fica difícil fazer algo melhor. Mesmo tendo décadas de idade. Também lembro dos obuseiros usados para instrução de artilharia. Eram da Krupp alemã e datavam de 1938!!! Um verdadeiro feito de amor ao equipamanto!! Vieram como presa de Guerra da FEB. E muitos quartéis ainda guardam lança-rojões para treinamento que são da Segunda Guerra!! Isso sem falar nos… Read more »

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Os Krupp 105mmm,pena que são de tubo curto,são usados ate hoje…
Os M113 são fabricados ate hoje,é o tanque anfibio/transporte
mais vendidos no ocidente,Israel,usa eles ate hoje..
Os M-41 modernizados ainda fazem um bom estrago por aqui…
Existem muito armamento mais antigo,usado para instrução,ou
para manobras dos recrutas…
O mosquefal em 7,62 substituiu o Mauser 1908,7mmm,que existem
em alguns quarteis,e na PM,os Mausers 7mmm,restantes foram vendidos para atiradores civis dos clubes de tiro e colecionadores aqui,e no exterior..

Wilson Johann
Visitante
Wilson Johann

Amigo Paulo Costa,

Os Krupp possuem calibre de 75mm. E são usados para instrução de tiro até hoje. No 16º GAC (Grupo de Artilharia de Campanha), em São Leopoldo – RS, tínhamos (aliás, temos) uma bateria desses 75mm, utilizada para instrução do CPOR, possuem um sistema ce culatra bastante complexo, mas num deixaram de estar operacionais. Até bem pouco tempo, ainda empregavamos o 155 (Long Tom) da II guerra, aquele que aparece na matéria sobre os fuzileiros navais.

Abraços!!!

DaGuerra
Visitante
DaGuerra

Então agora os AMX são apenas canhões auto-propulsados. Serão reforçados pelos blindados Russos que o “parceiro” está negociando.

Vassily Zaitsev
Visitante
Vassily Zaitsev

Wilsom Johann,

se, ao menos fossem os de calibre 88mm, aqueles que faziam de tudo: anti-tanque, campanha, anti-aéreo. Na minha opnião, o melhor canhão da 2º Guerra.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Os Krupp do CPOR de BH eram 105mm,inclusive fui uma vez
la com eles ,para ve-los em ação.Montavam a bateria
ao lado da estrada BH-Ouropreto,com os obuses indo
a uma vargem á uns 7km á frente.Hoje em dia é o NPOR.
Os fabulosos e caros Flak 88mm,atiravam a dez quilometros
de altura,na função antiaerea,enquanto muito 105mm mais novo
com tubo curto tinham um alcançe na horizontal de 12KM.
Melhores ainda eram os Flak 120mm.Fazem parte da historia…
Wilson,deve haver varios calibres do Krupp.

Wilson Johann
Visitante
Wilson Johann

Tá bom, Paulo.
Eu pensava que no exército tínhamos Krupps apenas de 75mm. Não conheço os de 105mm. Também considero os 88 como os melhores canhjões da segunda guerra. Construídos iriginalmente para função anti-aérea, se tornaram excelentes anti-tanques, aliás, os melhores. São os que mais aparecem em documentários antigos sobre a guerra, sendo usados em todas as frentes de batalhas com grande eficácia. Não sei qual a cadência de tiros, mas era bem elevada.

Abraços!

Alte Makarov
Visitante
Alte Makarov

Camaradas, se vocês visitarem o Rio de Janeiro, não deixem de ir até o Monumento aos “Pracinhas” da FEB no aterro do Flamengo. Existe um pequeno museu lá e vocês terão a oportunidade de conferir o acervo, que inclui o tão famoso Flak 88.

Nelson Lima
Visitante
Nelson Lima

Tem gente que leva o Chavez e os russos a sério

Luciano Baqueiro
Visitante
Luciano Baqueiro

Amigos, se puderem me tirem uma dúvida : se os Krupp 88mm eram tão bons e versáteis ( e realmente eram ! ) porque os aliados não o copiaram – pelo menos desconheço existência de produção de cópias – havia algum segredo no processo de fabricação que impedisse de simplesmente fazer engenharia reversa ? Não creio que simplesmente por orgulho não o fariam, especialmente os russos.

José Luiz
Visitante
José Luiz

Desculpe, mas na minha modesta opinião a informação não pareçe está correta ou completa, pois antes de realizar a modificação de um sistema complexo como um carro de combate, além de inúmeros estudos teóricos, certamente é modificado um carro como protótipo o qual é submetido a testes, depois os erros corrigidos, depois tem ainda uma pré-série antes de produzir as moficações em série. Não tem cabimento dizer que a torre gira somente 80 graus em azimute, porque ela tem essa limitação, o que houve para limitar o seu giro. Cortar a blindagem do carro, para que? Quanto ao M41 as… Read more »

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Ok,Luciano,canhões são mais faceis de fazer,podem ter sido copiados partes que tinham um desempenho melhor.Varios projetos foram copiados,os aviões a jato,foto colorida,assento ejetor,asa
inclinada com menos arrasto,submarinos,retirar oxigenio do ar,
os foguetes V-2,televisão p&b,tem um monte de invenções,
porque investiram e educação,e juntaram os cientistas em um local,
Peenemunde,que foi destruido por bombas,mas a ideia foi lançada,
hoje a America,Russia,Europa China,Japão tem um local cheio
de cientistas,tipo NASA,tem mais locais,mas eles e que desenvolvem os novos avanços em varias areas,temos o CTA-IME,que possibilitou
a Embraer,e por ai vai…O assunto e bem extenso,é uma opinião..