Home Divulgação … e o General Heleno estava certo

… e o General Heleno estava certo

958
32

O jornal inglês The Economist, no dia 1º de outubro de 2007, publicou nota sobre uma decisão da Organização das Nações Unidas (ONU,) de 20 de setembro daquele ano, que determinara como pertencente à Guiana uma área marinha que estava em disputa com o Suriname. O jornal dizia que “o Serviço Geológico dos EUA (USGS) acredita que as águas turvas da Bacia Guiana-Suriname podem conter mais petróleo não descoberto do que as reservas comprovadas no Mar do Norte (…)”.

Pois é, a Guiana tem petróleo. Ela tem petróleo não só no mar, mas também no interior. Nos dias de hoje, por exemplo, a empresa de exploração de petróleo Groundstar aposta nesta potencialidade da Guiana e fechou um pacote de contratos, dentro dos quais estabeleceu 3 pontos para as primeiras perfurações: nas regiões dos rios Karanambo, Rewa e Pirara. Toda esta predisposição petrolífera na vizinha Guiana concentra-se num tipo de terreno geológico-ambiental classificado como bacia sedimentar.

Voltando à Guiana, a exploração do petróleo/gás naquele país acontece na bacia sedimentar do Tacutu, que tem cerca de 30.000 km². Parte dessa bacia, cerca de 12.000 km², está no Brasil, dentro do estado de Roraima. A Bacia de Tacutu originou-se do mesmo movimento tectônico (separação dos continentes) que produziu as bacias cretácicas produtoras de petróleo da costa do Brasil, como a a do Recôncavo, na Bahia, e a Potiguar, no Espírito Santo. A Bacia do Recôncavo tem um terço do tamanho da bacia do Tacutu, produz há mais de 50 anos e, mesmo assim, ainda hoje se descobrem novos campos produtores de óleo.

Entretanto, o que já se fez na bacia do Tacutu, aqui no Brasil, até hoje? Muito pouco. Na década de 80, a Petrobrás realizou levantamentos sísmicos de reconhecimento, mas com tecnologia de baixa capacidade e que hoje já está ultrapassada. Foram perfurados apenas dois poços na área, os quais comprovaram a existência de camadas geradoras e de rochas acumuladoras, mas que não mostraram (nos locais furados) indícios de óleo e gás.

Acontece que, ainda hoje, apesar do enorme progresso obtido nos variados métodos de pesquisa, mais de 80% dos poços pioneiros (os primeiros a serem perfurados em uma bacia sedimentar) não resultam, nem aqui no Brasil e nem no mundo, em descobertas aproveitáveis, oferecendo, porém, valiosas informações quanto às possibilidades petrolíferas da área, permitindo refinar a pesquisa e redirecionar os próximos furos, os quais passam a ter melhores condições de acerto. Na bacia de Campos (Rio de Janeiro), por exemplo, os 10 primeiros poços foram negativos, mas forneceram valiosas informações para localizar o primeiro poço positivo, furado em 1974.

O mapa acima, copiado do site da Groundstar, mostra a posição da Bacia do Tacutu na região de fronteira entre o Brasil e a Guiana. Mostra também a localização dos principais alvos de pesquisa da companhia. Na Guiana já houve produção de petróleo.

Segundo artigos dos geólogos Jaime Fernandes Eiras e Joaquim Ribeiro Wanderley Filho, que já trabalharam para a Petrobrás, “houve produção inicial (1982) de 409 barris de óleo/dia, em basalto atravessado no fundo do poço Karanambo 1. Após a completação, o poço passou a depletar, chegando a produzir por pistoneio, água salgada e apenas 60 barris de óleo/dia. Como o poço foi perfurado sobre um amplo arco regional, acredita-se que situações geológicas mais favoráveis poderiam ser encontradas em zonas mais tectonizadas”.

De acordo com estes mesmos geólogos, o tipo de acumulação da Bacia do Tacutu é similar ao da Bacia do Solimões e, por isto, tem grandes chances de também conter petróleo, já que na do Solimões “a Petrobrás produz diariamente cerca de 57 mil barris de óleo e 6 milhões de metros cúbicos de gás”.

Essa questão da necessidade de se voltar a pesquisar petróleo/gás na bacia do Tacutu é tão séria que foi, inclusive, tema de tese de dourado no Instituto de Geociências da UFRJ: “Análise Tectono-estratigrágica da Bacia do Tacutu em Território Brasileiro”, do geólogo Renato Lopes Silveira. De acordo com seus estudos, Silveira conclui que o “potencial petrolífero da Bacia do Tacutu não foi adequadamente avaliado e que a aquisição de novos dados geofísicos e a aplicação de parâmetros de aquisição e de processamento mais adequados propiciariam avaliar convenientemente a referida bacia”. Para o geólogo “a ausência de reservatórios convencionais arenosos na bacia do Tacutu, propícios à acumulação de hidrocarbonetos, não seria compatível com a maioria das bacias do tipo rifte que ocorrem no mundo”.

Já em 2001, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) publicava um mapa com as reservas brasileiras de hidrocarbonetos no qual marcava a bacia do Tacutu entre essas reservas. Ou seja, o fato de haver reservas de petróleo e de gás na região não é desconhecido por autoridades ligadas à área petrolífera e nem por parte do governo, que, em novembro de 2006, por meio do Ministério da Ciência e Tecnologia, empregou recursos da ordem de R$ 1,5 milhão, através de emenda parlamentar, na Universidade Federal de Roraima, para a implementação do Núcleo de Pesquisas Energéticas (Nupenerg) com propostas de pesquisar petróleo na bacia do Tacutu, e na Bacia Sedimentar do Amazonas, na região sul de Roraima.

Grande parte da porção brasileira da Bacia do Tacutu está dentro da área da reserva indígena Raposa Serra do Sol. Ou seja, como se não bastasse haver nióbio, tântalo, ouro e diamantes, na Raposa Serra do Sol também tem petróleo e/ou gás.

Além disso, há outra coisa muito importante que precisa ser observada. Esta semana, o escritor Félix Maier publicou um artigo sobre uma nova demarcação de reserva indígena pretendida pela FUNAI e pelo Instituto Sócio Ambiental (ISA): a dos Cué-Cué Marabitanas, no Amazonas. A descrição geográfica da posição desta Terra Indígena (TI) feita por Maier impressiona:

“Na extremidade sul da TI Cué-Cué Marabitanas fica a cidade de São Gabriel da Cachoeira… Entre a TI Balaio, a leste (que, por sua vez, já faz fronteira com a TI Ianomâmi); a TI Alto Rio Negro, a oeste; a TI Médio Rio Negro I, ao sul; e a Venezuela, ao norte. Abaixo da TI Alto Rio Negro, existe ainda a TI Rio Apapóris (próximo à Vila Bittencourt). E a leste da TI Médio Rio Negro existem as TI Médio Rio Negro II e TI Rio Tea. Abaixo da TI Médio Rio Negro I – depois de uma faixa de terra ainda não pleiteada pela Funai para os indígenas – existe a TI Uneiuxi. Todas estas TI ficam no Amazonas. Com as demarcações de Balaio e Cué-Cué Marabitanas, o município de São Gabriel da Cachoeira terá 90% de suas terras destinadas aos índios!”

A criação da Reserva Indígena Balaio foi feita depois que o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), órgão do Ministério de Minas e Energia, identificou Seis Lagos, um imenso depósito de nióbio logo a norte de São Gabriel da Cachoeira. Esse depósito pode ser até maior que o maior depósito de nióbio hoje conhecido no mundo, que é o de Araxá, em Minas Gerais, que produz 95% do nióbio consumido no mundo. Aliás, antes mesmo de criar a reserva indígena foi criado um parque nacional sobre o depósito, para impedir seu estudo. A quem interessa isso?

Mas, as ambições não param por aí. A pretensão da Fundação Nacional Do Índio (Funai) e do Instituto Sócio-Ambiental (ISA) é juntar todas estas terras indígenas numa única, que receberia o nome de TI Balaio, na qual São Gabriel da Cachoeira estaria completamente inserida.

Acompanhando todas as demarcações de TI(s) e de reservas ambientais na região da Amazônia Legal e até nas suas redondezas, pode-se observar a formação de um corredor de riquezas com importância estratégico-geográfica impressionante. Uniria o Oceano Atlântico ao Pacífico, partindo da Guiana e passando pelo Brasil e Colômbia.

Olhando o mundo a partir da suposição de uma Terceira Guerra Mundial, quem tiver o domínio sobre esta região do ‘corredor’ estará muito bem arranjado.O importante é começar a pensar sobre quais seriam as razões por trás da construção deste corredor…

Autora: Rebecca Santoro
FONTE: Agência Amazônia

NOTA DO BLOG: As palavras do General Heleno dizem tudo. “A política indigenista brasileira está completamente dissociada do processo histórico de colonização do nosso país. Precisa ser revista com urgência. É só ir lá ver as comunidades indígenas para ver que essa política é lamentável, para não dizer caótica.”
16 de abril de 2008

Subscribe
Notify of
guest
32 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Hornet
Hornet
12 anos atrás

Não conheço em detalhes o que se passa na Amazônia, mas pelo o que li e o que me informei, me posiciono da mesma maneira do General Heleno. Nada do que ele disse em suas entrevistas eu discordaria, ao contrário, o vejo como um homem muito lúcido e conhecedor dos problemas. Estou reproduzindo abaixo parte de uma matéria na qual o General Heleno expõe claramente seu ponto de vista: “Durante a palestra, o general lembrou o compromisso brasileiro com declaração da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o direito dos povos indígenas, que destaca a desmilitarização das terras indígenas como… Read more »

welington
welington
12 anos atrás

O General Eleno é um homem de visão, os indígenas da reserva raposa serra do sol só querem aquela terra para num futuro próximo declarar independência e explorar aqueles recursos que se encontram naquele local, aquela região é uma das mais ricas em recursos minerais do mundo inclusive metais como urânio, ouro, manganês e combustíveis fósseis como o petróleo estes índios que se auto intitulam povo indígena só querem explorar esses recursos, não existem povos indígenas só existe o povo Brasileiro. Sobre a demarcação de reservas continuas a qual o exercito não pode patrulhar sem autorização é ridículo, o exercito… Read more »

welington
welington
12 anos atrás

O General Eleno é um homem de visão, os indígenas da reserva raposa serra do sol só querem aquela terra para num futuro próximo declarar independência e explorar aqueles recursos que se encontram naquele local, aquela região é uma das mais ricas em recursos minerais do mundo inclusive metais como urânio, ouro, manganês e combustíveis fósseis como o petróleo estes índios que se auto intitulam povo indígena só querem explorar esses recursos, não existem povos indígenas só existe o povo Brasileiro. Sobre a demarcação de reservas continuas a qual o exercito não pode patrulhar sem autorização é ridículo, o exercito… Read more »

welington
welington
12 anos atrás

Orlando Vilas Boas profetizando.
http://br.youtube.com/watch?v=rkTh_vxXbmk

welington
welington
12 anos atrás

Veja esse vídeo que passa nos EUA.
http://br.youtube.com/watch?v=cTo-mxT9eXM&feature=related

welington
welington
12 anos atrás

Índios falando inglês fluentemente.
http://br.youtube.com/watch?v=NxR7CFAYyos&feature=related

RL
RL
12 anos atrás

Sabem o que me deixa profundamente irritado?

É o fato de virem aqui, alguns “pacifistas” mal inoformados dizendo que o Brasil não precisa gastar tanto dinheiro com aparelhamento militar pq não temos inimigos declarados ou mesmo inimigos à vista.

A questão não é termos inimigos para um “estupim eventual de guerra”, e sim, riquezas infindáveis em nosso país que JUSTIFICA

RL
RL
12 anos atrás

..ops..(continuando).

….JUSTIFICA o que não chamaria de gastos e sim investimentos no setor de defesa.

Se não nos reaparelharmos agora, como iremos proteger tudo isso ai, tendo em vista que já tem cachorro grande farejando nossa carne?

General Augusto Heleno. Este cara deveria ao menos ter uma maior representatividade dentro do governo e ser ouvido.
Pode parecer pretencioso demais, más se ele se candidatar a Presidente, eu voto nele.

Corsario-DF
Corsario-DF
12 anos atrás

Concordo com os Senhores, é impressionante como parte do governo está doido para entregar nossas riquezas (a maior parte ocupando cargos políticos sem vínculos efetivos com o Estado, e sim com o governo), enquanto alguns são contra (a maioria de servidores concursados efetivos dos três poderes e militares das três forças). O Gen. Heleno é um homem de visão e acima de tudo um PATRIOTA, o conheço pessoalmente, e digo com precisão, uma mente mais do que brilhante e um homem muito digno, um militar autêntico. Dou meu total apoio ao Gen. Heleno. Sds.

LeoPaiva
LeoPaiva
12 anos atrás

O governo brasileiro, através do Ministro Celso Amorim, ratificou na ONU recentemente a “Declaração dos direitos indígenas”, o problema é que essa declaração inclui palavras fortes como AUTOGOVERNO, AUTODETERMINAÇÃO e GERÊNCIA DE RECURSOS, então vejamos, como o Brasil irá reagir se algum cacique resolver proclamar seu autogoverno baseado na declaração da ONU? Como o Brasil irá se opor uma vez que assinou concordando com tudo? Some-se a isso o fato de que a maioria das centenas de ONGs que andam por lá serem todas picaretas e testa de ferro de interesses escusos de governos e conglomerados industriais estrangeiros.E só estão… Read more »

Radical_Nato
12 anos atrás

Quando leio essas notícias, fico sem saber o que dizer.
Sinto-me totalmente impotente.
Diante de tantos sinais, será que o governo não enxerga?
O meu consolo é saber que existem homens como o General Heleno, que verdadeiramente amam este País.

Espero que mais brasileiros, assim como eu compartilhem esse sentimento.

SDs! a todos.

João-Curitiba
João-Curitiba
12 anos atrás

Senhores É claro que nossos governantes sabem de tudo isso que foi comentado aqui. O Supremo também sabe. Idem o Congresso. E se não sabiam, agora sabem, de tanto que o general Heleno fala. Acredito que os governantes estão tranquilos porque já ouviram dos mandatários das superpotências que não devemos nos preocupar. Que ninguém vai tocar em nós. A mesma promessa que o primeiro-ministro inglês Neville Chamberlain ouviu de Hitler após a anexação de metade da Checoslovaquia pelos nazistas: “Fica frio, Nev, que eu só procurei resguardar interesses alemães na região. Estou satisfeito e não vou cobiçar mais ninguém”. *Desculpem… Read more »

Cinquini
12 anos atrás

Senhores, Pelo o que eu saiba o erro dessa assinatura foi do Ministério das Relações Exteriores que acabou assinando essa carta ingenuamente, podem me criticar, mas sei o que estou falando pois tive palestra com o MRE e Gen. Heleno. Uma coisa que foi dita no Congresso e gostaria de repassar ao senhores aqui é que nós temos que tratar os índíos como “brasileiros índios” e não simplesmente como “indíginas”. Entre nós tinha de tudo, historiador, antropólogo, bacharel em direito, realçoes internacionais, tinha de tudo até engenheiro aeronáutico e todos nós concordamos com essa postura adotada pelo Ministério da Defesa.… Read more »

marcelo
marcelo
12 anos atrás

a certo era o exercito ir la e colocar ordem na casa…….primeiramente o governo tem que ver o interessede todos nos brasileiros……depois ver o que faz com esses indios……esses indios de bobo nao tem nada……agora vc vai la onde eles estao que tem posto de saude..escola….e tudo mais..quando nao tem o que eles querem eles sequestrao alguem importante da funai……esse pais nosso ta indo pro buracosem volta

André
André
12 anos atrás

Pô, Cinquini, o MRE assinou esse documento ingenuamente??? Então era caso de se exonerar o Ministro!!!

welington
welington
12 anos atrás

Vejam a entrevista do General Eleno a BAND. parte 1
http://br.youtube.com/watch?v=XR-Zk0icSOQ

welington
welington
12 anos atrás

Vejam a entrevista do General Eleno a BAND. parte 2
http://br.youtube.com/watch?v=D85e9hXr9FM

welington
welington
12 anos atrás

A declaração no seminario.
http://br.youtube.com/watch?v=OBQ10CSlBC0

welington
welington
12 anos atrás

Cientista politico fala sobre a demarcação da raposa serra do sol, e nosso politico desmente, mas o tratado que o país assinou da poderes a reserva de se tornar um estado soberano.
http://br.youtube.com/watch?v=VUJHK-bMi6k

welington
welington
12 anos atrás

Explicação cômica da situação da reserva raposa do sol.
http://br.youtube.com/watch?v=G2cJghc0osg&watch_response

Carlos
Carlos
12 anos atrás

Sei que nao tem nada a ver com os comentário aqui mais acabei de le isso: Excessivamente preocupada com a crise financeira, os órgãos de informação brasileiros não informaram o sucesso do lançamento do míssel espacial VLS-1, feito com sucesso no dia 20 de outubro de 2008, partindo da base de São José dos Campos, e não de Alcântara, como era costume. A última experiência foi desastrosa. Com problemas de pré-ignição, o lançamento fracassou dando causa a incêndio que destruiu grande parte da base maranhense, além de matar 21 pessoas. Grande lástima, sem dúvida. O sucesso é auspicioso. Vai permitir… Read more »

João-Curitiba
João-Curitiba
12 anos atrás

Tenho uma dúvida. Mesmo com a assinatura do ministro, não precisa da apovação do Congresso?
O Lula já convidou a Venezuela para fazer parte do Mercosul, mas o Congresso ainda não ratificou.

LeoPaiva
LeoPaiva
12 anos atrás

Caro Cinquini, concordo com tudo que disse, mas acho difícil uma pessoa do alto escalão de um país assinar um documento tão importante por ingenuidade, prefiro acreditar em incompetência, subserviência, (e tudo mais de ruim que termine em ência).

O que hoje pode parecer teoria da conspiração ou exagero, amanhã pode se transformar em uma triste realidade.

Vamos torcer que mais Generais Heleno apareçam, junto com alguns Brigadeiros Heleno e outros tantos Almirantes Heleno.

DaGuerra
DaGuerra
12 anos atrás

E quem está por detrás dessa política indi(gesta)são determinados orgãos da ONU infestados pelos internacionalistas vermelhos. Pior é que nosso competente chanceler petista,O CAMBACHIRRA, assinou a declaração dos direitos dos indígenas (recusada pelos EUA, Canadá, Austrália e Nv Zelandia) Ainda pior foi o voto do nosso vegetariano ministro do STF referente a raposa (?)

Cinquini
12 anos atrás

DaGuerra, o seu post é o melhor!
Cuidado pode ter um comunista escondido debaixo da sua cama pronto para te executar no calar da noite!!!!

Leo Paiva, eu acho melhor pensar que foi por ingenuidade, o nosso MRE é conhecido por nao cometer erros, ainda mais um erro desses!

Abração

Henrique
Henrique
12 anos atrás

Senhores, Se formos analisar friamente iremos perceber movimentos claros de grupos de interesses travestidos de “parlamentares” querendo desmembrar parte do Brasil. Parace que o exemplo da Rússia, no tempo do Czar, com a venda do Alaska aos EUA está dando $$$ idéias $$$ a algumas gangues por aqui. Nosso maior inimigo são os próprios brasileiros que permitem ONGs estrangeiras, movimentos “indígenas” (fluentes em inglês por sinal) e atitudes apátridas e descaradas do governo em assinar tratados e concessões sem serem submetidos a plebiscito popular ou votação pelo congresso. O Brasil precisa acordar e já, antes que seja tarde demais… depois… Read more »

Cinquini
12 anos atrás

DaGuerra, o seu post é o melhor!
Cuidado, pode ter um comunista debaixo da sua cama se preparando para pegar você na calada da noite rsrss

André e Leo Paiva, eu prefiro acreditar na ingenuidade, nao quero acreditar que o MRE que tem um histórico de perfeição possa ter errado numa situação dessas!

Abração

Raphael
Raphael
12 anos atrás

welington, ou voce esta se enganando, ou esta tentando enganar. O video que voce fala que passa nos EUA, foi feito para um jogo de misterio na internet para promover o guarana antartica. O video do profeta, nao vou nem tocar no assunto. Mais voce esta tao bravinho com os EUA a usar “profetas” como prova de algo? Os indios falando ingles? Eles moram nas divisas da Guiana, para quem nao sabe colonia inglesa, onde se fala, *dim*, *dim*, *dim*, ingles. Agora por favor welington, de duas uma. Pesquise um pouco mais as suas fontes, alem de colocar no google… Read more »

taer
taer
12 anos atrás

ONGS PICARETAS E SAFADAS ATUAM NO BRASIL LIVREMENTE COM APOIO DO DESSE GORVENO VENDIDO!
BRASIL PARA OS BRASILEIROS( INDIOS E NÃO INDIOS)

welington
welington
12 anos atrás

Acho melhor você se informar melhor Raphael ao que parece você nem sonha o que está acontecendo naquela região onde se você não for convidado ou não estiver de farda você não entra isto é palavra do general Eleno, acho que tem pessoas cegas que não enxergam o que esta na frente delas pois só lêem noticias ocidentais modificadas. No caso do profeta que eu disse que era um profeta por ele prever o que esta acontecendo hoje, a ABIN descobriu interesses europeus e americanos naquela região e no resto da Amazônia, tem índio indo para a Europa e estados… Read more »

Rodrigo
12 anos atrás

Só para esclarecer, aqui tem uma breve explicação sobre o caso Arkhos Biotech / Guaraná Antarctica:
http://www.sumo.tv/watch.php?video=2730310

Cuidado com o que lêem na internet, sempre procurem mais de uma fonte!

Raphael
Raphael
12 anos atrás

Quem esta falando asneira eh o senhor, colocou 3 videos do youtube, tentando enganar bobo. Foi soh eu dar uma pequena pesquisada que o contexto dos videos vieram a tona. Para mim ou o senhor foi enganado, por nao pesquisar corretamente as suas fontes, ou o senhor esta tentando enganar por causa de um odio infantil ao EUA. Nenhuma das duas escolhas refletem bem as seu caracter. Ou teria outra explicacao que nao vejo? Claro que tam interesse na Amazonia, eh um recurso natural de bilhoes de dolares. Mais ai a achar que esta todo mundo tentando tomar?? Claro que… Read more »