sexta-feira, julho 30, 2021

Saab RBS 70NG

US Army pede desculpas por erro em carta

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Chefe do Estado-Maior do Exército dos EUA, general George W. Casey Jr., está enviando uma carta pessoal para 7.000 famílias que receberam indevidamente uma correspondência do Exército.
O US Army está se desculpando para corrigir um erro de impressão, que resultou em cerca de 7.000 cartas enviadas a famílias que perderam um parente na Operação Enduring Freedom e Operação Iraqi Freedom.
A carta não continha uma saudação específica por nome e endereço, mas apenas a saudação, “John Doe”, que significa “João Ninguém”.
A carta, que foi impressa e enviada por uma empresa contratada no final de Dezembro de 2008, informava os familiares sobre organizações privadas que oferecem assistência às famílias dos soldados que morreram em serviço.

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
edilson
edilson
12 anos atrás

Terceirização dos serviços as vezes é faz júz a espressão
o serviço é de terceira categoria.
no mínimo caberia a esta empresa uma indenização por danos moraris e desrespeito por aqueles que morreram em nome da pátria…
lamentável

RL
RL
12 anos atrás

Me digam ai qual a nação perfeita no mundo que eu me mudo pra lá.

Com tanto profissionalismo que prega, cometer um erro grotesco desses é mero anti-profissionalismo.

Viram, não somos apenas nós que cometemos gafes administrativas, seja por parte do governo ou não.

Até os caras fazem umas M#$%%#$ de vez em quando. Com menos intensidade, más fazem.

Corsario-DF
Corsario-DF
12 anos atrás

Imaginem chamar um Pai de família ou seu filho de “João Ninguém”???
Essa frase deveria ser para o Bush!!!
Lamentável essa situação, mas fica provado que não só abaixo da linha do equador é que se fazem essas lambanças…

Sds.

Wilson Johann
Wilson Johann
12 anos atrás

Isso dá bem a importância que o US Army dá aos soldados “bucha de canhão” que ele manda para morrer pela pátria em terras estrangeiras.
Hispanos-latinos, pobres e negros, que compõem o grosso das tropas americanas (os filhos de famílias ricas vão para Anápolis), são isso mesmo. Depois que assinam o contrato com as forças armadas comem o pão que o diabo amassou. Pais e mães que perderam filhos na guerra não mereciam passar por uma humilhação dessas. Não havia ninguém para corrigir o trabalho? Ninguém deu uma olhada em uma cópia dessa carta antes de enviá-la às famílias?

Abraços!!!

Vassily Zaitsev
Vassily Zaitsev
12 anos atrás

Que gafe ridícula. Realmente pegou mal.

DaGuerra
DaGuerra
12 anos atrás

Um verdadeiro atentado contra as forças armadas americanas!

Últimas Notícias

Rússia e China realizarão treinamento conjunto no exercício Zapad/Interaction 2021

A Rússia deve se juntar a um exercício militar no noroeste da China em agosto com o tema de...
- Advertisement -
- Advertisement -