quarta-feira, outubro 20, 2021

Saab RBS 70NG

US Army pede desculpas por erro em carta

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Chefe do Estado-Maior do Exército dos EUA, general George W. Casey Jr., está enviando uma carta pessoal para 7.000 famílias que receberam indevidamente uma correspondência do Exército.
O US Army está se desculpando para corrigir um erro de impressão, que resultou em cerca de 7.000 cartas enviadas a famílias que perderam um parente na Operação Enduring Freedom e Operação Iraqi Freedom.
A carta não continha uma saudação específica por nome e endereço, mas apenas a saudação, “John Doe”, que significa “João Ninguém”.
A carta, que foi impressa e enviada por uma empresa contratada no final de Dezembro de 2008, informava os familiares sobre organizações privadas que oferecem assistência às famílias dos soldados que morreram em serviço.

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
edilson
edilson
12 anos atrás

Terceirização dos serviços as vezes é faz júz a espressão
o serviço é de terceira categoria.
no mínimo caberia a esta empresa uma indenização por danos moraris e desrespeito por aqueles que morreram em nome da pátria…
lamentável

RL
RL
12 anos atrás

Me digam ai qual a nação perfeita no mundo que eu me mudo pra lá.

Com tanto profissionalismo que prega, cometer um erro grotesco desses é mero anti-profissionalismo.

Viram, não somos apenas nós que cometemos gafes administrativas, seja por parte do governo ou não.

Até os caras fazem umas M#$%%#$ de vez em quando. Com menos intensidade, más fazem.

Corsario-DF
Corsario-DF
12 anos atrás

Imaginem chamar um Pai de família ou seu filho de “João Ninguém”???
Essa frase deveria ser para o Bush!!!
Lamentável essa situação, mas fica provado que não só abaixo da linha do equador é que se fazem essas lambanças…

Sds.

Wilson Johann
Wilson Johann
12 anos atrás

Isso dá bem a importância que o US Army dá aos soldados “bucha de canhão” que ele manda para morrer pela pátria em terras estrangeiras.
Hispanos-latinos, pobres e negros, que compõem o grosso das tropas americanas (os filhos de famílias ricas vão para Anápolis), são isso mesmo. Depois que assinam o contrato com as forças armadas comem o pão que o diabo amassou. Pais e mães que perderam filhos na guerra não mereciam passar por uma humilhação dessas. Não havia ninguém para corrigir o trabalho? Ninguém deu uma olhada em uma cópia dessa carta antes de enviá-la às famílias?

Abraços!!!

Vassily Zaitsev
Vassily Zaitsev
12 anos atrás

Que gafe ridícula. Realmente pegou mal.

DaGuerra
DaGuerra
12 anos atrás

Um verdadeiro atentado contra as forças armadas americanas!

Últimas Notícias

Colin Powell, líder militar e primeiro secretário de Estado negro dos EUA, morre após complicações da Covid-19

(CNN) – Colin Powell, o primeiro secretário de estado negro dos EUA cuja liderança em várias administrações republicanas ajudou...
- Advertisement -
- Advertisement -