domingo, outubro 24, 2021

Saab RBS 70NG

EUA: imigrantes reforçarão Forças Armadas

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Portadores de vistos temporários que morem nos EUA há pelo menos dois anos poderão ganhar cidadania, caso se alistem

WASHINGTON. Exauridas pelas guerras no Afeganistão e Iraque, as Forças Armadas americanas vão começar a recrutar imigrantes qualificados que vivem no país com vistos temporários, oferecendo a eles a chance de se tornarem cidadãos americanos em um prazo tão curto como seis meses. Os imigrantes que são residentes fixos no país, com green cards, já são qualificados para alistamento há tempos. Mas o novo esforço, pela primeira vez desde a Guerra do Vietnã, vai abrir espaço nas Forças Armadas para imigrantes temporários, caso eles morem nos Estados Unidos há pelo menos dois anos.

Recrutadores esperam que os imigrantes temporários tenham mais instrução, habilidades em línguas estrangeiras e experiência profissional que muitos americanos que se alistam. Isso ajudaria as Forças Armadas a preencher vagas em equipes médicas, de intérpretes e em setores de inteligência. – O Exército americano atua em vários países onde a a consciência cultural é importante – diz o general Benjamin Freakley, o principal recrutador do Exército, que comanda o programa piloto.

O programa começará pequeno – limitado a mil recrutas no país inteiro durante o primeiro ano, a maioria para o Exército e alguns para outros setores. Se o programa piloto for bem-sucedido, como os representantes do Pentágono preveem, ele será expandido para todas as divisões das Forças Armadas. Para o Exército, ele poderia fornecer até 14 mil voluntários por ano, ou cerca de um a cada seis recrutas. Cerca de 8 mil imigrantes permanentes, com green cards, entram para as Forças Armadas americanas anualmente, segundo o Pentágono, e quase 29 mil estrangeiros atualmente em serviço não são ainda cidadãos americanos.

Embora o Pentágono tenha autoridade para recrutar imigrantes desde logo depois do 11 de Setembro, os militares têm atuado cautelosamente para construir as bases legais do programa de imigrantes temporários e assim evitar polêmicas internas e entre os veteranos diante da perspectiva de uma adesão em massa de imigrantes. A divulgação do programa, no ano passado, suscitou uma leva de comentários irados de militares na ativa e veteranos no site Military.com. Marty Justis, diretor da American Legion, a organização dos veteranos, disse que enquanto uma parcela do grupo se opõe “a qualquer grande afluxo de imigrantes”, eles não discordam do recrutamento de imigrantes temporários, desde que eles passem por minuciosas avaliações.

Nos últimos anos, milhares de recrutas foram recusados

Imigrantes ilegais, que não podiam se alistar, continuam sem o direito. Segundo os recrutadores, voluntários com vistos temporários já terão passado por um pente-fino e terão mostrado que não têm antecedentes criminais. Nos últimos anos, quando as Forças Armadas americanas combatiam em duas guerras e havia dificuldades para alcançar as metas de números de recrutas, milhares de imigrantes com vistos temporários tentaram se alistar e foram recusados por não terem green cards. O trabalho de recrutamento ficou mais fácil nos últimos meses, quando o desemprego cresceu e mais americanos procuraram a carreira militar. Mas o Pentágono ainda tem dificuldade em atrair médicos, enfermeiras e especialistas em idiomas.

Fonte: O Globo, via Resenha CCOMSEx – reportagem de Julia Preston    

Foto: US Army

- Advertisement -

47 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
47 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Excel
Excel
12 anos atrás

“Recrutadores esperam que os imigrantes temporários tenham mais instrução, habilidades em línguas estrangeiras e experiência profissional que muitos americanos que se alistam”

Se a escolha dependesse apenas destes detalhes achariam um mar de candidatos habilitados, afinal os norte-americanos são na imensa maioria monoglotas e grande parte dos estrangeiros ilegais naquele país tem experiência profissional boa ou considerável nos seus países de origem, ou seja, superiores à maioria dos norte-americanos que se alistam por lá. Será que seriam admitidos na escola de oficiais depois?

E a questão fidelidade? Será que estariam de fato dispostos a morrer pelos Estados Unidos?

Dalton
Dalton
12 anos atrás

Excel…

seu comentario fez-me lembrar do filme ” falcao negro em perigo”, onde no final do filme, um monologo de um soldado, explica que no final nao estao lutando pelo Pais e sim pelos companheiros.

Acho que isso acontece de verdade, pois na hora H, poucos pensam em bandeiras, hinos, presidentes, acho que vira uma questao pessoal, tipo nós contra eles.

Seria interessante saber o que o ” Marine” tem a dizer sobre isso!

abraços

Henrique
Henrique
12 anos atrás

Basta ver em documentários ou entrevistas que boa parte dos membros das forças americnas no Iraque (por exemplo) já são de origem hispânica … Sanchez, Gonzalez, Mendez, Cortez, Raul, José, Hernandez, Fernandez, etc… etc.. pois o americano em si (aqueles que tem condições de frequentar uma faculdade ou seguir uma carreira civil) não se alistam! Sobra pros rednecks, pobres, negros e imigrantes serem a infantaria dos EUA. Agora com esta de absorver gente com visto temporário com a contrapartida do greencard … vai ter gente pra invadir o mundo todo (rsrs..) se eles quiserem, vão poder formar os exércitos Hispanicos… Read more »

Dalton
Dalton
12 anos atrás

HENRIQUE… Há um grande exagero ao dizer que os militares americanos sao constituidos em sua maioria atualmente por ignorantes, caipiras ou negros. Hoje as forças americanas sao todas voluntarias, ao contrario da epoca do Vietnã, onde entao tal afirmaçao fazia mais sentido. Inclusive apos os atentados de 11 de setembro o numero de jovens favoraveis a volta do alistamento obrigatorio chegou a 70%, e poderá chegar a este nummero novamente caso os EUA sofram mais ataques em seu territorio. O que pude testemunhar nas vezes que viajei para lá em conversas com militares reforçou o que tais relatorios dizem, ou… Read more »

Vassili Zaitsev
Vassili Zaitsev
12 anos atrás

Dalton,

Concordo plenamente. Na hora H, o companheirismo vale por tudo nesta vida, pois seu companheiro é o seu 3º olho, e ele vigia sua costa. Acho que o soldado não quer nem saber de pensar em hino, bandeira ou nação, sóquer saber de realizar com maestria sua obrigação; sair do lugar inteiro, e depreferência sem deixar ninguem para trás.

Isso é o verdadeiro sentido da coisa.

Quem fala essa frase é o ator Erik Bana (que fez o Hulk). No filme, ele é um soldado extremamente dedicado. Pra mim, foi a melhor interpretação em Black Hawk Down.

abraços.

brazilwolfpack
brazilwolfpack
12 anos atrás

Excel,voce tem razao. Sao bucha de canhao,mesmo. O racismo aqui impera,o que levou a esta medida deseperada e que existe uma carencia enorme de americanos que queiram ser voluntarios.Se nao fosse assim,tal medida nao seria necessaria. Realmente,as fileiras da infantaria estao compostas em grande parte de pessoas desesperadas,pobres e sem futuro. Para ter uma ideia,algums dias atraz vi umas cifras que citavam o seguinte: A US Coast Guard,se aceitasse todos os que querem se alistar nela,precisaria de battleships para colocar tanta gente,e mesmo assim,iriam a tona por excesso de peso. Enquanto isso,nos escritorios de recrutadores do US Army,voce pode deixar… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

Dalton, Vc esta absolutamente certo! Na verdade contrario do que disse o Henrique a maioria esmagadora da infantaria e formada por brancos sendo os negros concentrados mais nas posicoes de apoio por quaisquer razoes que sejam, com relacao a camada pobre e ignorante na verdade nao entram pois nao conseguem passar no teste de admissao ou tem problemas de saude que nao os fazem elegiveis, com relacao a crimes tambem ja foi dito que a maioria dos congrssistas americanos tambem necessitariam de “waivers” para se alistar pois os requerimentos sao estritissimos. Eu mesmo ja servi com ex-banqueiros de wall street,… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

Brazilwolfpack,

Ao contrario do que vc fez, vou te tratar como um cavalheiro e lhe dizer que esta COMPLETAMENTE

Marine
Marine
12 anos atrás

ENGANADO…

Marine
Marine
12 anos atrás

A National Guard esta a 20,000 homens a mais do que autorizada pelo congresso, os Marines tinham ate 2011 para atingirem o seu objetivo de crescerem ate 200.000 homens quando comecaram em 2006 e ja haviam cumprido a meta ano passado, a USN e USAF vem cumprindo suas metas todos os anos e ate mesmo o US Army, entao me diga que carencia de gente e essa?

Sds. ao senhor!

Dalton
Dalton
12 anos atrás

Vassily,

obrigado por lembrar-me sobre o ator. Já assisti algumas vezes este filme e quando reprisa, sempre que posso assisto novamente.

Bom para os EUA terem em sua ilustre Historia, pauperrimos ignorantes e afro-descendentes tais quais Alvin York, Audie Murphy, John Basilone, Oscar Austin, Alfredo Gonzales e etc…

abraços

Marine
Marine
12 anos atrás

Eu sou brasileiro nascido em Foz do Iguacu, terra da muamba! Falo “uai” pois meus pais sao mineiros, eramos de classe media no Brasil, meus primos todos tem mestrado ai e eu nunca sofri racismo algum em 10 anos de servico… Vc sempre cita que um “amigo” seu em certa posicao conveniente para o seu ponto de vista que sempre te da as informacoes para reforcar suas ideias aqui mas nao e por nada nao mas tenho minhas duvidas que vc conheca tais amigos, mas mesmo se conhecer nao pode generalizar as experiencias de todos os recrutadores por causa de… Read more »

Excel
Excel
12 anos atrás

Marine, Encontrei alguns soldados norte-americanos na Coréia no ano passado, os da força aérea da base K-55 na cidade de Songtan, onde eu nasci. Tive o prazer de conversar com alguns e a primeira grande impressão que me passaram era que para eles aquilo era apenas mais um trabalho, e estavam mais preocupados com os benefícios trabalhistas do que com a ideologia pelo qual estavam lutando. Basicamente existem dois tipos de soldados: os que querem uma carreira (independente de idealismo), e consequentemente se preocupam com os benefícios, e os que estão lá por aventura ou uma chance de viajar e… Read more »

DaGuerra
DaGuerra
12 anos atrás

Bom para aqueles com juventude que procuram uma chance para a cidadania americana. Mas foi assim que Roma começou a cair, a “barbarização” do Exército.

Marine
Marine
12 anos atrás

Excel, Existem soldadode todas as maneiras, a USAF atrai um tipo de gente assim como o USMC pode atrair outro, na maioria sao jovens que e o que pode ter te dado a impressao que vc teve com relacao a comportamento ou linguajar, nao sei, nao estive la com voce. Existem imbecis, como existem genios, carreiristas ou aqueles que so batem o ponto, corajosos e covardes, nobres e gentalhas. Enfim um soldado e a reflexao de seu povo e por definicao reflitira o pais de onde veio. Dai a dizer que sao todos “isso” ou “aquilo” e erroneo e injusto.… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

DaGuerra,

Estamos longe de chegar nesse ponto! Ao contrario do que se espalaha pela internet o numero de imigrantes ainda e infimo comparado com os americanos que servem.

Abracos!

Excel
Excel
12 anos atrás

Marine, Não quis dizer de forma alguma que os soldados norte americanos eram inferiores ou coisa assim. Só quiz te deixar a impressão que tive a respeito deles. É como você disse, tem gente de todo tipo neste mundo, inclusive nas forças armadas (de todo o mundo), e acho que aquilo que você disse a respeito de expectativa é válido também, talvez que esperava ver os “rambos” ou os GI Joes, mas estes só existem na ficção. Independente da motivação que os levou a se alistarem são pessoas que estão aí para defender o seu país, independente do valor do… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

The truth hurts?! Ruffle my feathers?! Sir, I would just rather not have you spill your misguided notions that you know to be false. Have you ever served in the military here?? How do you pretend to know the truth then? You obviously have an agenda, something you believe in…It won’t be me the one to change that but just because you vehemently believe something to be the truth, it doens’t make it so. Eu tenho certeza que conheco melhor o assunto desse artigo pois sirvo como recrutador agora e antes fui “bucha de canhao” na infantaria mas pode ter… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

Excel,

GI Joes ate existem so nao na USAF!! hahahaha

Pode deixar que te compreendi e nao fiquei ofendido nao, mas e isso mesmo, tem hora que a gente tem uma expectativa de que todos os soldados americanos sejam “assim” ou “assado”, famosos sejem “assim” ou “assado”, politicos e ai vai…

Sds!

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Temos que ter em mente que países como EUA e Brasil são países de imigrantes por excelência. Sempre teremos imigrantes nas nossas FAs, assim como os EUA também. Basta lembrar, por exemplo, que o nosso atual comandante da FAB, o Brigadeiro Saito, é um descendente de japonês, ou seja, um imigrante, ou filho de imigrante. E isso não o torna menos brasileiro que qualquer outro. E qual de nós aqui não é filho ou descendente de imigrantes? Só se formos descendentes de índios, caso contrário somos filhos de algum imigrante, de imigrante de algum lugar. O que eu acho que… Read more »

Excel
Excel
12 anos atrás

Caro Hornet,
O seu pai não dizia isso pra você em alemão???rsrsrs ..

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Excel, Meu pai veio muito pequeno para o Brasil, criança de colo (é que minha familía paterna teve uns pequenos probleminhas com um certo Adolf, incompatibilidade de idéias, digamos assim, e tiveram que sair meio rapidinho da Alemanha, já em 1933 mesmo). Então, meu pai nunca encanou muito em falar alemão comigo (uma pena). Meus avós é que insistiam com o alemão, até por não saberem falar direito o português. Eles, até morrerem, falaram um português meio “alemaõzado”, quase como nas caricaturas que fazemos de alemães falando português: “o menina”, “a carro” etc…hehehehe Hoje eu sinto falta de não ter… Read more »

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Mudando um pouco de assunto…

O que seriam aquelas marcas, que parecem lombadas enterradas na areia, na foto? Alguém teria alguma idéia?

abraços a todos

Bonifácio
Bonifácio
12 anos atrás

Caros, Há uma questão que transcende a tudo o que foi aqui abordado. Um dos recursos habituais dos tiranos para a opressão dos seus povos foi sempre o recrutamento de estrangeiros. Os americanos tiveram uma experiência que os alertou para o problema. Foi a contratação dos alemães do Hesse pelo rei Jorge na sua tentativa de submeter as colônias americanas. A brutalidade deles entrou para a história. Tendo em conta os desenvolvimentos dos últimos anos como a aprovação do Patriot Act, a construção dos campos da FEMA e a utilização de tropa do exército no policiamento interno no governo Bush,… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

Bonifacio,

130 mil “contractors” nao querem dizer que sao todos “security contractors”…Sua maioria esmagadora sao motoristas de caminhao, eletricistas, mecanicos, bombeiros e outros servicos de apoio. Os segurancas nao passam de 20 mil e mesmo assim a maioria fazem de seguranca de instalacoes tendo pouco ou nenhum contato com a populacao iraquiana.

Sds. e obrigado pela chance de esclarecer isso a vc.

Bonifácio
Bonifácio
12 anos atrás

Marine, Agradeço pela observação em relação ao pessoal da BW. O que tinha dito era realmente impreciso. Mas o fundamental do que escrevi é em relação aos custos dessa gente. O relatório do “Committee on Oversight and Government Reform” estimou que os custos dos soldados da BW são seis vezes superiores aos de um soldado do exército. A empresa respondeu que isso é falso por excluir os custos de treinamento, o que é verdade. Mas esqueceu de citar que os seus mercenários são ex-soldados treinados com dinheiro do erário público. Quanto às funções do pessoal da BW no Iraque e… Read more »

Vassili Zaitsev
Vassili Zaitsev
12 anos atrás

Marine, Concordo com seu ponto de vista sobre os imigrantes, te dou toda razão, porêm, para quem tem TV à cabo no Brasil e assiste The History Channel, Diskovery e National Geografic, com certeza ja assistiu um ou outro documentário sobre o Iraque. Eu mesmo, já vi um desses doc. que falava estritamente à respeito da Black Water. Concordo que a grande maioria dos “contractors” fosse de motoristas, porém, sempre andam escoltados por pessoal fortemente armado. E não são militares de carreira, nem policiais iraquianos. São simplesmente norte-americanos que largaram a carreira militar e arriscaram tudo em uma empreitada possivelmente… Read more »

Henrique
Henrique
12 anos atrás

Senhores, Me referi em meu post à Infantaria e obviamente com um pouquinho de exagero mas em síntesa a imagem é esta. Mas não quis dizer que o “Exército” dos EUA é composto só por gente ignorante, muito pelo contrário, nas funções essenciais, de inteligência, estratégia e coordenação de operações eles são muito bem servidos por gente de primeiríssima linha. Tanto é que a inteligência deles funciona que no período em que moramos nos EUA diversos oficiais e engenheiros navais ligados à MB receberam convites para ingressar na USNavy, sendo que estes sequer sabiam como os caras conseguiram as referências… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

Hornet, Aquelas “lombadas” sao sacos de areia usados para demarcar distancias naquela “Range” (stand de tiro). Vassily, Nao defendo as atitudes da BW ou da empresa, apenas digo que tenho colegas que trabalham pra ela agora e os tenho como homens de honra entao nem todos nela merecem a ma fama. Henrique, A infanatria atrai pessoas desejando aventura, “Alpha males”, adrenalina, camaradagem, la voce encontara pessoas de todos os tipos como qualquer outro quadro de servico. Eu sou da infantaria e como ja disse ja servi com estudantes de Yale, banqueiros e ate filhos de senadores como tambem ja vi… Read more »

Hornet
Hornet
12 anos atrás

Marine,

valeu!

Lutatius Catulus
Lutatius Catulus
12 anos atrás

“De qualquer maneira, o que interessa é o fato da república americana estar a ser minada por esforços de gente muito poderosa.” Bonifácio, 你不对牛弹琴! O Marine ainda não tem esse nível de percepção, possivelmente nunca terá e ainda se orgulha disso. Futuro komissar Marine nem percebe mas é também um instrumento da repressão interna aos “nativistas inquietos”. Mas para os outros colegas que já perceberam que no ocidente o marxismo cultural virou norma gramatical, sempre é bom lembrar que muitas vezes uma “teoria de conspiração” pode ser a única alternativa para transpor inconsistências óbvias na informação apresentada pela mídia, pelo… Read more »

Bonifácio
Bonifácio
12 anos atrás

Caro Lutatius Catulus,

A situação é alarmante, mas felizmente há muito boa gente nas próprias forças de segurança americanas que começam a se aperceber de como estão a ser manipuladas. Lembremos que foi um militar o último grande presidente que lutou com sucesso contra os grupos que desejam há muito recolonizar aquele bravo povo, o general Andrew Jackson. Tenho convicção de que aparecerá um grande líder antes que seja demasiado tarde. Esperemos que não tenha a mesma sorte do grande George Patton…

Um abraço

Marine
Marine
12 anos atrás

E o meu fan clube continua crescendo!!

E cada um que aparece…

Cinquini
12 anos atrás

Lutatius Catulus,

No ofício do Marine ele nao pode dar ao luxo de pensar, se pensar morre 😉

Como disse anteriormente em outro post, vamos evitar de transformar os ataques aos EUA em ataques ao Marine, qualquer reclamação faça como a sugestao do Hornet, evie a reclamação a WHITE HOUSE!!!

Abração

Marine
Marine
12 anos atrás

Pois e Cinquini tem gente que nao sabe diferenciar…O que sera que eu fiz pra incomodar tanto a pessoa dele ou as vezes nos recusamos a entrada dele no USMC ou quem sabe algum Marine por ai roubou sua namorada…rsrsrs

Lutatius Catulus
Lutatius Catulus
12 anos atrás

Bonifácio, não tenho certeza de que aparecerá um grande lider, mas compartilho sua visão de que em certos segmentos do estado (e parte da população) existe gente atenta para a formação de uma “elite hostil”. O modelo político americano seria, em princípio, robusto o suficiente para conter essa elite hostil, mas de que adiantam leis se aqueles que as deveriam fazer cumprir o fazem de maneira seletiva? Marine, quando o caracterizei como komissar o fiz sabendo que você levaria isso com bom-humor, mas gente como eu só costuma ser fâ de gente bem mais experiente, do tipo que já morreu… Read more »

Lutatius Catulus
Lutatius Catulus
12 anos atrás

Hehe, Cinquini, hoje eu não ia perder a chance de acusar o Marine de alguma coisa, qualquer coisa, desde que fosse uma acusação digna de uma boa gargalhada e de pelo menos uma pequena dose de reflexão. Afinal de contas não serei eu que viverei essa estória de perto.

Marine
Marine
12 anos atrás

Pois e Lutatius, ja cheguei perto de fazer parte desse “clube” e obviamente nao era minha vez portanto realmente nao desejo pois estou contente jogando no time que estou agora…

Abracao ao senhor!

Bonifácio
Bonifácio
12 anos atrás

Ave Catulus! Bem feita a indagação acerca do “que adiantam leis se aqueles que as deveriam fazer cumprir o fazem de maneira seletiva”. Assim será até que um tribuno se levante e diga basta, como fez o grande Cícero diante de Catilina. Melhor se fossem vários. Contudo, um líder militar é sempre uma garantia de que a razão poderá sempre recorrer à força, se a isso for obrigada. Foi sempre este o último recurso contra os césares deste mundo. Entretanto, para além do poder do inimigo interno, os EUA estão ficando vulneráveis diante de outros inimigos ainda mais sofisticados; http://www.financialsense.com/stormwatch/geo/pastanalysis/2007/0309.html… Read more »

jose ricardo
jose ricardo
12 anos atrás

gostaria de saber como posso faser para poder faser parte das forsas armadas americanas pois sou ex militar e gostaria de poder faser parte delas tambem se possivel for

jose ricardo
jose ricardo
12 anos atrás

se for possivel gostaria de saber a resposta assim que possivel e como devo faser para dar segmento

Nunão
Nunão
12 anos atrás

Prezado Jose Ricardo,

Há vários posts desse blog em que o assunto foi discutido (procure digitar palavras-chave no campo busca do blog a respeito desse assunto, como faria no google), e em geral se pode concluir que vc deve primeiro morar nos EUA com um visto temporário, pelo menos, para fazer jus às novas regras que pretendem implantar. Se não, só com green card.

Reiteramos que estas são informações de comentários de frequentadores do blog, e não de seus editores.

Tolas
Tolas
12 anos atrás

Boas…
Eu li quase todos vossos comentários, enfim cada um tem sua opiniao por somos humanos dai todos diferents em tudo… Continuando queria saber se ai alguem me podia ajudar talvez o Marine??
Eu sou português e moro em Portugal sirvo o meu pais no exercito, e como sabe isto,digamos nao te “actividade” como US Army e queria saber é como eu me posso alistar no US Army – Marines Corps independentement das minhas razões…
Eu sei falar razoavel inglês, escrita o normal a minha comprensão é k é melhor…

Saudações e se alguem me poder aconselhar agradecido…

Beto
Beto
12 anos atrás

Ola

Alguem poderia me informar onde encontro informacoes (websites oficiais do US Government) sobre este programa?
Obrigado!

jhonne lima pereira
jhonne lima pereira
12 anos atrás

moro no brasil e pretendo me alista na forças armadas dos estados unidos da america.e posivel?

jailson de souza costa
12 anos atrás

sou ex-militar do exercito brasileiro infante-combatente, gostaria de entra no exercito USA, para fazer as missões do seu pais, é bom morre por um motivo, seja ele a favor da paz mundial, se precisarem entre em contato comigo no brasil, atravez do hotmail. OK

Fabio
Fabio
11 anos atrás

Marine
Por favor vc poderia me mandar um e-mail???
para que assim eu confirmasse seu e-mail e te mandasse uma serie de duvidas que tenho em relação ao processo de alistamento nas forças armadas norte americanas se voce tiver disposto a me ajudar e claro..heheheh
Fabiobanana88@hotmail.com
um abraço

Últimas Notícias

Recife (PE) sediará a nova Escola de Formação de Sargentos do Exército

O CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO EXÉRCITO INFORMA: Na 339ª Reunião do Alto Comando do Exército, realizada de 18 a...
- Advertisement -
- Advertisement -