quarta-feira, outubro 20, 2021

Saab RBS 70NG

Tropa reforçada na busca pelos fuzis roubados

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

80 homens vindos de Osasco vão reforçar as equipes do exército que estão em busca dos fuzis roubados do quartel de Caçapava. No quarto dia seguido de operação, casas de ex-militares em São José dos Campos também foram vistoriadas.

A operação está sendo feita por 200 homens. Hoje (12), uma das varreduras foi na casa do ex-cabo Jessé Diego da Silva, que participou da missão de paz no Haiti e da segurança do Papa na visita ao Brasil. Depois de seis anos no exército, ele saiu na última sexta-feira.

O comandante do exército na região, tenente-coronel José Mateus Ribeiro, explicou os critérios das investigações. “Dentro do inquérito policial militar, o processo investigativo, levantam-se alguns elementos e algumas casas que possam ter ligação. E essas casas são vistoriadas”, explicou. Ainda segundo o coronel, militares que trabalhavam no dia do assalto também estão sendo investigados.

Na casa do ex-cabo nada foi encontrado. O comando do exército não soube informar quantas residências foram vistoriadas até agora. Sete soldados rendidos durante o assalto foram afastados até que as investigações sejam concluídas.

FONTE: VNews

- Advertisement -

21 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
21 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
brazilwolfpack
brazilwolfpack
12 anos atrás

RIDICULO. TOTALMENTE INCONSTITUCIONAL. QUEM DEVERIA TER SIDO “AFASTADO” E O INCOMPETENTE COMANDANTE QUE DELEGOU A GUARDA DE UM QUARTEL INTEIRO A 7 RECRUTAS.

joao terba
joao terba
12 anos atrás

Eu acho que está na hora de punir os comandantes responsaveis pelos quartéis,chega de responsabilizar soldado raso,eles só querem promoção e esperando sua aposentadoria,cada curso que fazem aumenta seus salários,tem de prestar conta a sociedade brasileira.

camberiu
camberiu
12 anos atrás

E’ preocupante e escandaloso ver o EB ‘revistando’ residencias de cidadaos brasileiros sem qualquer mandato judicial. Isso significa que o EB poderia, se tivesse desejo, revistar a residencia de qualquer um aqui nesse forum de discussao.

E’ exatamento o tipo de abuso que o exercito americano fazia no Iraque. A diferenca e’ que o EB esta abusando justamente da populacao a quem deveriam estar protegendo.

andre de poa
andre de poa
12 anos atrás

Desculpe a ignorância, mas o processo do inquérito militar não precisa de mandados para ter acesso ao interior de residências suspeitas?

Dalton
Dalton
12 anos atrás

Deve haver exceçoes, como no caso de uma situaçao de guerra urbana como no Iraque, roubo de armas de forças armadas e trafico de drogas,mas nao tenho certeza.

sds

camberiu
camberiu
12 anos atrás

Dalton, NAO HA EXCESSOES fora caso de flagante delito (valido somente para a policia) e declaracao de estado de sitio por parte do presidente da republica. Fora desses dois cenarios, NAO HA EXCESSAO. Ninguem que nao possua um mandado judical de busca pode entrar na casa de ninguem sem autorizacao. Os donos dessas residencias entariam em seu pleno direito ao PASSAR FOGO no primeiro reco que tentasse entrar nas suas casas sem autorizacao. Legalmente, isso seria um ato de legitima defesa. Artigo 5o da Contituicao Federal XI – a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem… Read more »

Dalton
Dalton
12 anos atrás

Obrigado Camberiu,

Será interessante saber a explicaçao que eles irâo ou nâo dar por nao terem os mandatos.

abraços

LeoPaiva
LeoPaiva
12 anos atrás

Senhores,

A questão jurídica é indiscutível, uma hipótese que pode ser levantada é a da permissão, se algum morador da casa foi questionado e consentiu, a vistoria se torna legal, penso eu.

Na prática a tática deverá ser estrangular o comércio de drogas ocupando a maioria dos pontos de venda, isso afugenta os viciados e atinge os traficantes onde dói mais, no bolso, logo logo as armas serão encontradas enterradas em algum lugar, já vi esse filme antes.
A não ser que tenham sido ladrões de outros locais.

Sds

Noel
Noel
12 anos atrás

Realmente o Oficial que ordenou essa operação exorbitou de sua autoridade, porém o Exército poderia executar estas diligências, como polícia judiciária militar, desde que tivesse mandato expedido por juiz da circunscrição da justiça militar, que da poder de polícia judiciária militar, e atrelado ao IPM; ai sim, a operação estaria dentro da legalidade. O que também demonstra o descontrole das ações, por parte do comando dessa OM, é o fato que de imediato eles deveriam ter solicitado o apoio das polícias, civil e militar, da região e da PE, que tem mais experiência nessas ações, pois muitos dos seus Oficiais… Read more »

Bandeira
12 anos atrás

è realmente preocupante, se realmente não existia mandado de busca,
como também me deixa muito preocupado, a total falta de segurança nas Unidades Militares de nosso país, caso não haja mudança, as mesmas vão virar fonte de suprimento da bandidagem, quanto as “invasões” vamos ver se alguém da região descobre algo as respeito, por enquanto vamos dar a esse comandante o benefício da dúvida.

Clêuber
Clêuber
12 anos atrás

É uma vergonha além de mais um fatídico roubo em quartéis das forças armadas, os direitos individuais dos cidadãos são postos a margem para dar lugar a uma operação trágica.A violação do art. 5° da constituição certamente ensejará por parte dos moradores violados ações de violação domiciliar e danos morais!Esse não é o exército que eu admiro!

angelo
angelo
12 anos atrás

A realização de Busca e Apreensão, sempre é feita em cumprimento a MANDADO JUDICIAL expedido pela Autoridade Judiciária. Quando é solicitada sua expedição, a Autoridade requerente deve embasar seu pedido em “fundamentadas suspeitas”, ou seja, fatos claros que levem o juiz a decidir pela expedição da aludida ordem. Quando de seu cumprimento, no documento devem constar os melhores dados possíveis de identificação do imóvel, assim como do morador e obviamente o que se busca. O cumprimento se dará sempre na presença de duas testemunhas, quaisquer do povo, e ao final do cumprimento, apreendendo ou não objetos, será lavrada no local,… Read more »

DaGuerra
DaGuerra
12 anos atrás

Porque o EB insiste em espalhar “quarteizinhos” pelo Brasil, porque não utiliza o sistema de “fortes” aquartelando toda uma brigada próxima a cidades de menor porte ? Não seria melhorado o aspecto da segurança e adestramento, já que com áreas de menor densidade demográfica, estes fortes poderiam ter anexos campos de intrução de grandes dimensões como o de FORMOSA-GO.

Robson Bandeira
Robson Bandeira
12 anos atrás

É uma vergonha, e uma prova de imcompetência do comandante, e uma situação muito perigosa esta invasão de residências, o comandante que autorizou estas invasões deve ser preso por descumprimento da lei. Deve ficar claro que todo e qualquer militar “é um funcionário público”, e que como tal deve obedecer, submeter-se e cumprir a lei. “UMA VERGONHA” Uma ação estabanada e claramente sem o uso de inteligência, poís é evidente quem faz barreiras pela rua não está no controle e não sabe onde se encontram os fuzis, imcomodando e contrangendo cidadãos comuns. “UMA VERGONHA” E tem mais, não e a… Read more »

Patriota
Patriota
12 anos atrás

A ocorrencia de deste fato grave e as consequencias decorrentes este se tornando algo muito preocupante, e como se não bastasse estão jogando culpa nos soldados, senhores é OBRIGAÇÃO do comandante do quartel garantir o maximo de eficiencia no cumprimento de funções executadas no estabelecimento, portanto o comandante do quartel deve ser responsabilizado pela falha de segurança e pelas consequencias posteriores , ou situação muda ou será simplesmente um absurdo colocar no conselho de segurança da ONU um país com um exercito que mal consegue garantir a segurança de seus quarteis e da população e tomar atitudes de acordo com… Read more »

Rodrigo
Rodrigo
12 anos atrás

Os soldados tem culpa sim, não é possível que DOIS postos de guarda sejam atacados sem que se dê alarme. Por isso em caso de suspeita de conivência de integrantes da guarda, todo mundo é afastado do serviço; esse procedimento é comum.

Patriota
Patriota
12 anos atrás

Rodrigo

colocar apenas sete recrutas mal armados para vigiar um quartel
e ainda por cima revistar as casas dos cidadãos desta forma é
algo realmente digno de um comandadante competente? francamente eu acho que não.

saudações

DaGuerra
DaGuerra
12 anos atrás

Acho que devemos ter uma auto-censura em comentar procedimentos internos das unidades, principalmente em questão de segurança, afinal a situação em todo país é confusa. Ataque a aquartelamentos não afetam apenas ao EB, ou alguém já esqueceu do ataque às intalações dos Marines no líbano em 83? Ou dos terroristas que tomaram um quartel na Argentina, acho que 87, não lembro…

Fabio
Fabio
12 anos atrás

Inicialmente: aqueles que não conhecem uma unidade militar deveriam procurar conhecer primeiro antes de escrever “abobrinhas” aqui; – o Exército tem cerca de 70% de efetivo variavel e 30% de efetivo profissional, no que se refere a soldados, assim é normal que a maioria da guarda do quartel seja de “recrutas”. Por que não são todos profissionais? “grana!! para pagar mais que o dobro do salário” – o responsavél é sim o militar que foi rendido e sua guarda que não reagiu. Aqueles que querem que o Cmt seja punido vão querer a cabeça do presidente da Embraer quando um… Read more »

luiz
luiz
12 anos atrás

Esta é pro patriota

Sobre a guarda não fale o que vc não sabe, OK.
Sobre a situação de sete guardas para tomar conta de um qaurtel !!!!
Vá se informar primeiro.
um abraço

oliveira
oliveira
11 anos atrás

O oficial é sim responsável por seus subordinados e se ele delegou poder a apenas 7 soldados rasos ou temporários ele deve arcar com as responsabilidades da situação e não empurrar pra cima dos soldados tenha dó,um quartel com várias armas e 7 soldados!?!? assim não dá!!!

Últimas Notícias

Colin Powell, líder militar e primeiro secretário de Estado negro dos EUA, morre após complicações da Covid-19

(CNN) – Colin Powell, o primeiro secretário de estado negro dos EUA cuja liderança em várias administrações republicanas ajudou...
- Advertisement -
- Advertisement -