domingo, fevereiro 28, 2021

Saab RBS 70NG

A Agrale na LAAD 2009

Destaques

EUA e aliados constroem cadeia de suprimentos de tecnologia ‘livre da China’

Biden assinará ordem presidencial para reforçar as indústrias de chips, baterias e terras raras WASHINGTON/TAIPEI – O presidente dos EUA,...

Uma Força Terrestre à altura dos desafios atuais

General de Exército José Luiz Dias Freitas A dinâmica das relações internacionais e das interações sociais, neste primeiro quartil do...

Tropa paraquedista retorna ao Brasil após exercício nos EUA

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 22 de fevereiro, foi realizada no Campo do 26º Batalhão de Infantaria...
Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

A Agrale S/A conquistou grande destaque durante a edição 2009 da Latin América Aero & Defense (LAAD 2009), realizada de 14 a 17 de abril, no Rio de Janeiro. No seu estande a empresa apresentou os veículos AM1 MB destinado a Marinha – Fuzileiros Navais, Viatura de Reconhecimento Leve (VTL Rec) – Exército, Veículo de Combate e Controle (AM20 VCC) – Centro Treinamento do Exército e Veículo de Transporte Não Especializado (VTNE ¾ t).

Outras unidades especiais da Agrale também chamaram a atenção dos visitantes no evento, apresentadas nos estantes de alguns expositores, como os modelos AM 20 GE (pick-up cabine dupla para Guerra Eletrônica), AM20 VCC (Viatura Comando e Controle), VEsPA (Viatura Especial de Patrulhamento) modelo exclusivo da polícia carioca e o VBL (Viatura Blindado Leve), desenvolvido em parceria com a INBRA Filtro.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro Nelson Jobim visitaram o estande da Agrale durante o primeiro dia da exposição e conheceram de perto as mais recentes versões dos utilitários da marca brasileira. Diversas comitivas internacionais também demonstraram grande interesse pelos veículos.

Em sua 7ª edição, a LAAD é realizada a cada dois anos e considerada o mais importante evento no setor de defesa e segurança da América Latina. O evento conta com a presença de oficiais das Forças Armadas do Brasil, América Latina e de outros continentes, representados por delegações oficiais, diplomatas e demais autoridades e o apoio da Associação Brasileira das Indústrias de Matérias de Defesa e Segurança (ABIMDE) e da Associação das Indústrias Aeroespaciais do Brasil (AIAB).

FONTE: Secco Consultoria de Comunicação

- Advertisement -

45 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
45 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo Tadeu
Marcelo Tadeu
11 anos atrás

Maurício R. (Céus, ele voltou!!!) Isto é uma viatura GP (General Purpouse) é para ligação, não é uma VBTP, nem o Hummer (aquela banheira feia pra chuchu!).

E VirtualXi, é o projeto da Engesa que foi comprado pela Agrale e melhorado.

bjs

Zero Uno
Zero Uno
11 anos atrás

Caras…

Esse “Jipe” é demais!!! Gostaria de ter um desses. rssss

Marcos T.
Marcos T.
11 anos atrás

Acho pouco protegido, em caso de guerra assimétrica não gostaria de ter que andar num desses, já pra passear no fim de semana…

Walderson
Walderson
11 anos atrás

Não entendo porque o governo carioca não constroi um moderno centro de convenções junto ao aeroporto. Se o fizesse, poderíamos receber equipamentos de verdade e não só maquete. O brasileiro não sabe se comportar no mundo dos negócios. Não aprendeu ainda a ganhar dinheiro. Fala sério.

gaspar
gaspar
11 anos atrás

Embraer poderia ceder um local ali em Gaviao Peixoto…
ali temos a maior pista da America do Sul, 05 KM…

Marcelo Tadeu
Marcelo Tadeu
11 anos atrás

Wanderson, pelo visto vc não é do RJ. No Centro, onde fica o Aeroporto Santos-Dumont ou na Ilha do Governador, onde fica o Galeão não tem mais terreno disponível. O local onde está sendo realizada a LAAD é o Riocentro e fica na Barra da Tijuca, onde ainda tem muito terreno para construção, vide onde foi realizado o PAN. A Barra é um pouco mais distante do centro, é verdade, mas, o Riocentro em si é enorme e um ótimo local para a realização de eventos deste porte.

abraços

Marcelo Tadeu
Marcelo Tadeu
11 anos atrás

Temos o Aeroporto de Jacarépaguá, que fica na Barra, mas, ele tem restrições de ruído e acho que não poderia receber aviões de combate. Poderiamos usar a Base Aérea do Galeão, na Ilha, mas teríamos que deslocar as comitivas.

lucas lasota
lucas lasota
11 anos atrás

Eu ja morei no rj. No site http://www.defesa.ufjf.br tem um interessante artigo sobre a ma localizacao da laad. O rio centro e longe de tudo. Seria melhor fazer na base aerea dos afonsos, que, alem de ser mais perto (ou menos longe) do centro, possui espaco de sobra. O riocentro somente e bom por ser dedicado a exposicoes, mas no artigo e citado que, apesar de considerarem a laad como a maior e mais importante feira da america latina, esta perdendo forca em frente a fidae, no chile. Mudando de suvaco para axila, a agrale esta fazendo um compentente e… Read more »

COMANDANTE MELK
COMANDANTE MELK
11 anos atrás

Senhor Galante,

uma sugestão, se for possivel creio que seria interesante vocês postarem a entrevista concedida a DefenseNews pelo Gen. José Elito.

Grato

mario
mario
11 anos atrás

eu queria saber mais sobre o veículo do grupo inbrafiltro,além dos dados,se há interece do EB no veículo se ja possui nações intereçadas etc,eu não sei quanto a vocÊs mas eu aco que esse veícuolo vai vingar no mercado

Henrique
Henrique
11 anos atrás

Este jipe é uma cópia do Engesa 4. Como veículo barato para as FAs até serve mas concordo com os comentários acima, não chega ao nível de emprego e operação de um Humvee…
Abraço.

Luciano Baqueiro
Luciano Baqueiro
11 anos atrás

Off-topic : Lançamento das 1ªs bombas inteligentes brasileiras : “Bomba SMKB da Britanite Utilizando um kit de guiagem por GPS produzido em parceria com a Mecton e acoplado às Mk-82 e Mk- 83, a Britanite mostra ao publico as primeiras bombas guiadas brasileiras. Lançáveis de altitudes elevadas (10.000m ou mais), com alcance que varia entre 16 e 40km, as bombas tem cep de 6m. Utilizando em redundância quaisquer dos três sistemas de posicionamento global (Glonass, russo, Galileu, europeu e o GPS, americano) tem assegurada sua capacidade de localização do alvo, tanto de dia quanto à noite ou sob condições atmosféricas… Read more »

Democracia
Democracia
11 anos atrás

Off-topic : Lançamento das 1ªs bombas inteligentes brasileiras : “Bomba SMKB da Britanite Utilizando um kit de guiagem por GPS produzido em parceria com a Mecton e acoplado às Mk-82 e Mk- 83, a Britanite mostra ao publico as primeiras bombas guiadas brasileiras. Lançáveis de altitudes elevadas (10.000m ou mais), com alcance que varia entre 16 e 40km, as bombas tem cep de 6m. Utilizando em redundância quaisquer dos três sistemas de posicionamento global (Glonass, russo, Galileu, europeu e o GPS, americano) tem assegurada sua capacidade de localização do alvo, tanto de dia quanto à noite ou sob condições atmosféricas… Read more »

RODRIGO
RODRIGO
11 anos atrás

Agora está ficando bom : míssil MAR,PIRANHA II ,DARTER,e agora bombas inteligentes !!!!

Paulo Renato
Paulo Renato
11 anos atrás

Precisa-se se investir mas na Agrale.
Esse investimento ajuda a empresa a melhorar seu porte e investir em tecnologia.

Abs.

Samuel
Samuel
11 anos atrás

Esta classe de blindados seria muito bem-vinda para a segurança pública de grandes metrópolis. Quando vejo o “Caveirão” quanse queimo minha retina. Aquele angulo de ataque e aquela estrutura plana parece uma caixa de sapato, ou pior um caixão. Por falar nisso o URUTU III tambem tem as paredes laterais planas!! Algo a se pensar!
Abraços

Luciano Baqueiro
Luciano Baqueiro
11 anos atrás

Democracia,

poderia esclarecer quais são exatamente suas dúvidas ?

Luciano Baqueiro
Luciano Baqueiro
11 anos atrás

Boa noite Galante,

amanhã é o último dia da LAAD não é ? Lembra que ficou de fazer aquelas perguntas p/ os expositores ? Claro que não quero forçar a barra, como sempre digo só tenho a agradecer pelo trabalho fantástico que vcs fazem, mas se puder, quebra esse galho p/ gente, meu friendi. Ah, já que eu estou sendo chato, vou chutar logo o balde, e lógico que isso vale p/ os outros 2 blogs ( Aéreo e Naval ), rs, rs.

Samuel
Samuel
11 anos atrás

Creio que a dúvida que o Democracia é compartilhada por mais pessoas, inclusive eu. Sobre o guiamento das bombas. Sempre ouvi falar que os dados do GPS(Navistar) ornecido pelos EUA para os outros operadores sofrem downgrade, como então seria possivel um CEP de apenas 6m?
Não duvido do poder inventivo de nós brasileiros, nem da genialidade dos técnicos tupiniquins, porem essa nao seria a 1º geração de bombas guiadas? Torço para que se tornem realidades estes dados.
Outra dúvida, O Glonass e o Galileo não estão incompletos ainda?

Cantarelli
Cantarelli
11 anos atrás

Chega de bombas burras agora vamos mandar todas para escola quem sabe um dia elas cursarao a facudade ! ahiajsiajsao

Abraços!

Marcelo Tadeu
Marcelo Tadeu
11 anos atrás

Samuel, não existe mais o downgrade que vc se referiu, o Gps , agora não tem mais a margem de erro para o operadores mundiais. O Glonass existe e era o GPS soviético, agora russo. O galileo está sendo implantado e o Brasil faz parte do time.

abraços

Luciano Baqueiro
Luciano Baqueiro
11 anos atrás

O maior avanço de todos será o dia em que teremos milhões de eleitores inteligentes . Sonho meu, sonho meu …

Marcos T.
Marcos T.
11 anos atrás

cara o topico fala sobre o jipe, como foi parar em bombas inteligentes.
Acho que falta inteligencia aqui no blog
“fora com Off-topics”

COMANDANTE MELK
COMANDANTE MELK
11 anos atrás

Senhor Luciano Baqueiro,

confesso que entrei hoje aqui no Blog com a intenção de justamente sugerir uma matéria sobre a “Bomba SMKB da Britanite´´, o amigo já jogou um pouco de luz postando estas informações, tambem já tinha visto as fotos lá no DEFESANET que aliás esta com umas fotos excelentes sobre a LAAD, pena que não discorrem sobre grande parte do que aparece nas fotos, esperemos por aqui então se nos brindam com maiores detalhes…(creio que esta dificil acompanhar o ritmo dos proprios leitores do Blog…rs).

Grato

Luciano Baqueiro
Luciano Baqueiro
11 anos atrás

Caro Marcos T., não acho que o blog comporte falta de educação como chamar outros de burro. Caso não esteja acostumado, colocar temas ‘off-topic’ dentro de um post, mas ainda dentro do tema defesa, p/ tentar contribuir c/ o enriquecimento do blog, é a única maneira que os blogueiros têm p/ colaborar c/ os editores ( que não são nossos empregados e que possuem suas atividades profissionais e particulares e nem sempre podem acessar todas as fontes p/ promover atualização constante ), pois somente estes podem colocar novos posts. Casos os editores – que são sempre dignos dos nossos maiores… Read more »

Zero Uno
Zero Uno
11 anos atrás

O Marruá é somente um tranporte/utilitário leve. Não é um blindado 4X4. Blindado 4X4 nacional temos o AVIBRÁS Guará já em produção más me parece que o EB não vai adota-lo e o outro da INBRAFILTRO. Más gostaria de saber se o mesmo já fois testato no campo de provas de Marambaia. Até hoje não tive notícias de que o EB tenha testado este blindado 4X4.

Gostaria que alguém postasse aqui o relatório ou qualquer divulgação sobre os testes com o Guará pelo EB.

Abraços.

Luciano Baqueiro
Luciano Baqueiro
11 anos atrás

Amigo COMANDANTE MELK,

estava em dúvidas sobre se comentava isto neste blog ou no Aéreo, acabei optando por aqui por 2 motivos : é um armamento p/ ataque ao solo e parece que o TERRESTRE anda sendo pouco comentado ( até o nosso Exército andou reclamando que está sendo o primo pobre nas Forças Armadas ultimamente ) então quiz da uma humilde colaborada na movimentação por estas bandas.

Marcos T.
Marcos T.
11 anos atrás

Gosto muito de ler o blog, todos três, todo dia, e procuro ler a opinião de todos más acredito que a maioria por falta de tempo lê apenas os ultimos posts, para saber em que “pé” anda a discussão, ai colocam um off-topic no meio pronto, se foi o assunto.
Sugestão :criar um espaço para isso, quem quiser ler…
Não quis chamar ninguem de burro… desculpa se ofendi alguem.

Luciano Baqueiro
Luciano Baqueiro
11 anos atrás

Ok, Marcos T.

Marcelo Tadeu
Marcelo Tadeu
11 anos atrás

Pessoal, repararam que na parte do Poder Naval e do Poder Aéreo sempre temos novas notícias e o Poder Terrestre tá fraquinho paca? É o EB não tá com muita moral não, ou eu me enganei ou eles estão escondendo o jogo.

Mauricio R.
Mauricio R.
11 anos atrás

Já explodiram algum IED embaixo desse veículo, p/ ver o que sobra???

VirtualXi
VirtualXi
11 anos atrás

Lindo veículo 4×4.

Embora seja uma imitação na cara de pau do Engesa, é uma imitação de um ícone nacional e com os melhoramentos necessários para os novos tempos.

Marcelo Tadeu
Marcelo Tadeu
11 anos atrás

Nem o Hummer aguenta um IED!!!

Mauricio R.
Mauricio R.
11 anos atrás

“Isto é uma viatura GP (General Purpouse) é”

Marcelo Tadeu,

Nunca fui ermbora.
No início da guerra do Iraque, o Hummer tb era somente uma viatura GP, c/ as IED’s e as “roadside bombs”, mudou a situação e houve a necessidade de adaptação, não tão bem sucedida mas houve.
E aí será que o EE-12 ressucitado “Marruá” aguenta aquele tranco que o Hummmer pegou no Iraque e no Afeganistão??? Não!!!

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás

Isso ai é para rally transparaná… Raid de casados e solteiros… Jipe da WWII, não para equipar uma força militar moderna… Para o final de semana e vento no rosto serve, para proteção não, o cara se começar a ser alvejado deve sair correndo de perto do jipe e procurar por proteção. O EB não consegue aprender nada a distância com o que está acontecendo no Iraque? Onde os EADs pipocam por todos os cantos… Mais uma vez uma vergonha, o Chile vai de Humvee e o Brasil de Marrua…

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás

Isso ai me parece mais a esperteza do empresário brasileiro em aproveitar a onde de compra de equipamentos e modernização das três forças e adaptam qquer coisa ao uso militar. Daqui a pouco a Ford vai oferecer sua versão do Ecosport pintado de verde para o exército e falar que é um legítimo 4×4 offroad para múltiplo emprego e transporte leve de pessoal. A VW vai oferecer o Crossfox e a Renault o Sandero stepway, estamos cheios de VTL por ai, é só pesquisar. Qual a diferença deste Marruá e de um Jeep original 1950? Queria ver a eficiência deste… Read more »

Guilherme Poggio
Guilherme Poggio
11 anos atrás

Respondendo ao Luciano Baqueiro em 17 abr, 2009 às 13:44

Como editor e moderador posso dizer que a colaboração dos participantes do blog é muito importante. Muitas vezes, por estarmos ocupados com outras atividades, ou até mesmo com os outros blogs, deixamos algumas notícias “passarem”.

Colaborações são bem vindas. Afinal de contas o blog é feito para vocês.

Baschera
Baschera
11 anos atrás

Caro Wolfpack,

Rejeito totalmente suas afirmações.
Procure se informar melhor sobre os produtos e o tamanho da Agrale.
Procure ver por que o EB comprou o Marruá. Idem a MB/FN. Idem o governo da Argentina e do Equador.
Sim, ele é um projeto comprado e revitalizado de um produto da extinta Engesa.
No site do Defesa@net, há muitas e variadas iformações sobre o por que do Marruá nas FFAAs.
Mais meia dúzia de países estão testando o mesmo…..

Sds.

Mauricio R.
Mauricio R.
11 anos atrás

“Mais meia dúzia de países estão testando o mesmo…..”

Baschera,

Podem testar a vontade, se passear c/ esse troço no Iraque, Afeganistão, sul do Líbano ou em Darfur, vai ser a mesma coisa.
Não resiste, o conceito está errado, se exauriu.
Tem que ser no minimo, semelhante ao LMV da Iveco.

Mauricio R.
Mauricio R.
11 anos atrás

“Precisa-se se investir mas na Agrale.”

Favor não inventar, é empresa privada, esta que se vire no mercado!!!

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás

Baschera se você considera as Forças da Argentina e Equador referência para alguma coisa, então quem têm que se informar é você. Esta viatura de esclarecimento em uma operação real como a desempenhada na Haiti colocaria os operadores em risco desenecessário, mas se for para passeio nas praias ai sim ele se presta. Em uma época onde IEDs são cada vez mais comuns, o Marrua seria presa fácil.

Luciano Baqueiro
Luciano Baqueiro
11 anos atrás

Amigo Guilherme Poggio,

como digo sempre, só tenho a agradecer pelo belíssimo trabalho de vcs, no que depender de mim colaborarei desta forma sempre que for possível, pois da outra ( $ ) tá prá lá de difícil – já não tenho nem mais carro, agora ele tá em nome do banco, e viva a marolinha …

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Maurício,
mas existem missões adequadas a esses veículos em vários cenários e situações, incluindo táticas. Um exército não pode ter só veículos altamente blindados resistentes a minas, IEDs, RPG, tiros de ponto 30, ponto 50, etc.
Esse veículos podem ser usados em missões de reconhecimento armado, utilitário, etc.
Para o Brasil então é essencial termos veículos do gênero operando dentro de nossas fronteiras.
Nas regiões quentes em que nossas forças tenham que operar é claro que devemos ter veículos mais apropriados.
Um abraço.

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás

Quando a AVIBRAS e a AGRALE tentam desenvolver uma viatura blindada como o Guará e o VBL (IMBRAFILTRO) o desenho do veículo não difere muito de uma viatura de transporte de valor destes que existem aos milhares no Brasil a fora. Falta criatividade ou capacidade mesmo para desenvolver uma viatura moderna como a apresentada pela IVECO LMV. http://www.forte.jor.br/?p=1407
Porque a Iveco não produz este LMV no Brasil?

Mauricio R.
Mauricio R.
11 anos atrás

“Nas regiões quentes em que nossas forças tenham que operar é claro que devemos ter veículos mais apropriados.”

Em um design moderno e antenado c/ o mercado, a suite de guerra nuclear, quimica e biológica, tem um bom ar-condicionado.

- Advertisement -

Guerras Modernas

Armênia, Azerbaijão e Rússia fecham um acordo para acabar com o conflito de Nagorno-Karabakh

YEREVAN/BAKU (ARMENIA/AZERBAIJÃO) — Armênia, Azerbaijão e Rússia disseram que assinaram um acordo para encerrar o conflito militar na região...
- Advertisement -
- Advertisement -