domingo, setembro 19, 2021

Saab RBS 70NG

Mapeamento da ‘Cabeça do Cachorro’

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Começa o processamento das primeiras imagens

O Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) divulgou hoje, 27, que já estão sendo processadas as primeiras imagens aéreas de radar na banda “P” (com capacidade de atravessar a cobertura florestal, coletando informações a partir do solo) da cartografia terrestre da Amazônia Legal, feitas na região conhecida como Cabeça do Cachorro, no Amazonas. A informação foi divulgada pelo diretor de Produtos do Sipam, Wougran Galvão, durante sua palestra no Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, promovido pelo Inpe, em Natal (RN). Segundo o diretor, são 70 mil quilômetros quadrados de área imageada que estão sendo processadas pelo Exército. A previsão é atingir 700 mil quilômetros quadrados de coleta de imagens de radar na banda “P”, até o final do ano. “Ao todo, são 1.100 mil quilômetros quadrados a serem coletados por sistema sensor de radar operando na banda “P”, ressaltou Wougran.

O Projeto da Cartografia da Amazônia, lançado em setembro do ano passado pelo Presidente Lula já destinou, desde o começo até hoje, R$ 74,6 milhões, e, para 2009, ainda estão previstos mais R$ 54,6 milhões. O investimento reservado para concluir a cartografia náutica, geológica e terrestre é de R$ 350 milhões. Wougran também destacou que até o final do primeiro trimestre de 2010 a Marinha terminará a construção de quatro barcos que serão responsáveis pela execução da cartografia náutica da Região. “Os mapas náuticos são da década de 60 e 70, estão muito desatualizados. Além disso, grande parte do escoamento da produção e do descolamento da população é realizada pelos rios”, argumentou.

Segundo Wougran, o mapeamento permitirá ao Brasil conhecer os 1,8 milhão de quilômetros quadrados da Amazônia Legal que não possuem informações cartográficas terrestres, náuticas e geológicas (Amazônia possui 5,2 milhões de quilômetros quadrados). O principal objetivo do Projeto é acabar com os vazios cartográficos e contribuir para o desenvolvimento e proteção da Amazônia. “É uma questão estratégica ao país produzir essas informações, pois a cartografia terrestre se concentra em áreas de fronteiras”, afirmou Wougran. De acordo com ele, as cartografias vão auxiliar no planejamento e execução dos projetos de infraestrutura como rodovias, ferrovias, gasodutos e hidrelétricas, além da demarcação de áreas de assentamentos, áreas de mineração, agronegócio, elaboração de zoneamento ecológico, econômico e ordenamento territorial, segurança territorial, escoamento da produção e desenvolvimento regional.

As informações ainda ajudarão no conhecimento da Amazônia brasileira e na geração de informações estratégicas para monitoramento de segurança e defesa nacional, em especial nas fronteiras. O trabalho é coordenado pelo Sipam, órgão ligado à Casa Civil da Presidência República, e os executores são o Exército, a Marinha, a Aeronáutica e o Ministério de Minas e Energia, através da CPRM (Serviço Geológico do Brasil).

FONTE: Rondoniadinamica.com.br

- Advertisement -

6 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
gaspar
gaspar
12 anos atrás

Mas os R99B ja nao tinham essa capacidade de “ver” atraves das folhagens, nuvens… diziam que ele poderia ate analisar o solo atras de minerais…
a quanto tempo nos temos o R99B ???

João Curitiba
João Curitiba
12 anos atrás

Já estava na hora da gente conhecer nosso próprio País. Aqui, no caso, a Amazônia. É um dos primeiros passos para poder planejar o futuro da Área.

Zero Uno
Zero Uno
12 anos atrás

gaspar.

Faltava é grana meu caro… E o R99B estava sendo usado para missões puramente militares.

Más antes tarde do que nunca. Precisamos cuidar da nossa Amazônia e conhece-la profundamente.

gaspar
gaspar
12 anos atrás

Zero Uno,

grana para o combustivel ?! ou para equipamentos em terra capaz de “decifrar” os dados obtidos pelos sensores ???
a Petrobras fornece alguma quantidadede combustiveis para as Foras Armandas ??? seria uma vergonha se a Petrobras nao fornece-se combustiveis para s as Forcas Armadas…

Taer
Taer
12 anos atrás

Já estava passando da hora! Nossos “amigos” do norte já fazem esse “trabalho” por muitos anos!
Sds.

Cesar A Schenini
11 anos atrás

Toda iniciativa para o conhecimento do nosso país é valida, mais ainda quando As Forças Armadas estão presentes
parabens

Últimas Notícias

Saab recebe pedidos de Carl-Gustaf M4 e munições

A Saab recebeu pedidos para o rifle sem recuo Carl-Gustaf® M4 com munição incluída. O valor do pedido combinado...
- Advertisement -
- Advertisement -