sábado, outubro 16, 2021

Saab RBS 70NG

Militares hondurenhos cercam a embaixada brasileira

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Polícia e Exército desalojam milhares de manifestantes da frente do prédio em que Zelaya está desde segunda

Militares hondurenhos cercaram na manhã desta terça-feira, 22, a embaixada brasileira em Tegucigalpa, onde o presidente deposto Manuel Zelaya buscou abrigo ao voltar ao país. A polícia e o Exército desalojaram milhares de manifestantes que permaneciam na frente do prédio. Houve confronto entre os manifestantes e as forças oficiais, que utilizaram gás lacrimogêneo para dispersar os partidários de Zelaya. Segundo informações da imprensa local, várias pessoas ficaram feridas. Existe também a informação não confirmada de que duas pessoas teriam morrido durante a operação da polícia na madrugada.

Zelaya afirmou em entrevista à CNN em espanhol que a Embaixada do Brasil tem sido alvo de ataques das autoridades do regime de facto. “Estão atacando a embaixada brasileira, com sons estridentes para enlouquecer quem está aqui, a embaixada está sendo atacada com bombas”, afirmou Zelaya em declarações a rede de tevê venezuelana Telesur. “Dispersaram a balas uma manifestação pacífica”, acrescentou. “Estamos rodeados de francoatiradores”.

O governo de facto de Honduras suspendeu o fornecimento de água, luz e telefone da sede da diplomacia brasileira. De acordo com informações do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, além de Zelaya mais 70 simpatizantes o acompanham na embaixada. Os funcionários brasileiros foram orientados a permanecer em suas casas, segundo o Itamaraty. O encarregado de Negócios da embaixada brasileira, diplomata Francisco Catunda Rezende, que está respondendo pela representação brasileira até a chegada do novo embaixador, pediu apoio à Embaixada dos Estados Unidos para garantir a segurança e o abastecimento de óleo diesel, para manter os geradores de energia ligados.

De acordo com informações que chegaram ao Itamaraty, tropas do Exército hondurenho conseguiram desmobilizar cerca de 5 mil manifestantes favoráveis a Zelaya, que estavam concentrados em frente a embaixada brasileira. Foram jogadas bombas de gás lacrimogêneo, mas nenhuma chegou a atingir o prédio da representação brasileira, segundo o Itamaraty. Testemunhas, porém, confirmaram que ao menos duas bombas de gás lacrimogêneo foram lançadas dentro da sede do prédio.

“A zona está sob o controle das autoridades”, afirmou um porta-voz da Secretaria de Segurança. Nas proximidades havia dezenas de motocicletas e vários ônibus e carros danificados, muitos com vidros quebrados, durante os protestos.

Segundo o assessor da chancelaria do governo de facto, Mario Fortin, a embaixada pode ser invadida por proteger Zelaya. “A inviolabilidade de uma sede diplomática não implica na proteção de delinquentes ou fugitivos da Justiça”, assinalou. “A ação judicial pode ser realizada, já que Zelaya não foi convidado nem pediu asilo político ao Brasil”. O assessor ressaltou que as relações entre os dois países foram rompidas quando Brasília suspendeu o embaixador de Micheletti, Víctor Lozano, a pedido de Zelaya.

Micheletti pediu que o Brasil entregue Zelaya e afirmou que o País será responsável por qualquer ato de violência que possa ocorrer perto da representação diplomática. O presidente hondurenho foi deposto em um golpe militar quando tentava aprovar alterações na Constituição. O Judiciário, o Parlamento e parte da população eram contrários à medida, por considerá-la inconstitucional.

Questionado sobre a presença de seus seguidores nos arredores da sede diplomática brasileira, que podem ser reprimidos pelas autoridades locais, Zelaya pediu a intervenção da Organização dos Estados Americanos (OEA). “Eles [as autoridades do governo de facto] têm as armas, as bombas, os canhões, os tanques, o povo está indefeso, pedimos que apliquem a Carta Democrática da OEA”.

Neste sentido, como determina a Carta Democrática, Zelaya pediu que “se busquem ações imediatas por uma saída [desta crise] no menor tempo possível. Estamos em estado de sítio. Fecharam os aeroportos, foi imposto o toque de recolher”.

FONTE: Estadão

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Lex
Lex
12 anos atrás

Olha onde esse Zelaya foi nos meter!!!
Espero qe o Brasil seja firme dessa vez e fale grosso com Honduras!

Rodrigo
Rodrigo
12 anos atrás

Já tem 2 mortos, o governo de honduras já avisou que vai colocar na conta do Brasil possíveis atos de violência, se houver massacre a culpa vai ser colocada no Brasil.

ED
ED
12 anos atrás

Levar desaforo de Honduras não. Fuzileiros!!! O pessoal já está no Haiti. Não custa nada passar uma semaninha fora da base.

victor xavier
12 anos atrás

Tem algo errado… quero ver se eles fariam isso se fosse a embaixada dos eua.. somos um país de bananas mesmo! nao quero que começe uma guerra… mas faça valher a soberania de nossa embaixada (que é solo brasileiro).

pais de M msm.

http://rio24horas.wordpress.com/

victor xavier
12 anos atrás

Pressão neles! Que desviem tropas próximas para lá… os fuzileiros que estão no haiti.. não é proximo ? ou to falando besteira?

o que vcs acham ?

massa
massa
12 anos atrás

Muita gente esquece, mas Zelaya não estava sendo perseguido dentro de Honduras, mas retornou para criar uma situação de risco e potencialmente perigosa para ele e para os que o seguem. Não se trata, pois, de um asilo humanitário. Zelaya não ficou quieto dentro da embaixada, mas usou-a como palanque para incitar o povo contra o governo de fato. E o Brasil aceitou que fizesse isso sob nossa bandeira. É a imagem que correu o mundo: Zelaya fazendo comício sob o pavilhão nacional!

claudio/itajai-SC
claudio/itajai-SC
12 anos atrás

Quem está fazendo a segurança da nossa Embaixada? Precisamos dos Americanos paa fazer nossa segurança?

Nesse momento acredito que o governo de Honduras ñ vai fazer nenhuma besteira (invadir a embaixada).
Eles sabem quais seriam as consequencias não só militar como econômicas.

claudio/itajai-SC
claudio/itajai-SC
12 anos atrás

Puxa o Zelaya poderia ter entrado na embaixada da Argentina
kkkkkkkkkkkkkkkkk

Francisco AMX
Francisco AMX
12 anos atrás

Eles tem que invadir e pegar o Zelaya e mandar ele embora denovo! simples assim! o que o Brasil aprenda que nem todo lugar tem espaço para populista e defensor de movimentos como MSTs da vida! o cara volta, faz manifestação partindo da embaixada e o Brasil permite??

Braziliano
Braziliano
12 anos atrás

Para constar:

O estadão escreveu: “cinco mil manifestantes”! Quem estava lá para conferir? O Chavez?

O jornal “estadão” é o mesmo que assina em baixo que na Av. Paulista cabem “MILHÕES DE GAYS”. Experimentem mandar um “e-mail” perguntando como eles fazem o cálculo. É mais fácil esperar presente do Papai Noel.

Conseguiram ridicularizar mais uma instituição Brasileira: O Itamaraty.

Ou alguém duvida que o Lula, Chavez, Zelaya e o MAG tramaram esse circo do asilo político.

Dario
Dario
12 anos atrás

O Brasil já não mantém ha tempos relações diplomáticas com Honduras. Sendo assim, o imóvel onde está abrigado Zelaya não é mais uma embaixada e, pela Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas, não tem privilégio de imunidade. Munidos de um mandato judicial, as forças de segurança hondurenhas tem todo o direito de entrar no prédio e dar voz de prisão ao ex-presidente. As autoridades brasileiras poderiam ter evitado esta situação se não a tivessem fomentado desde o início em combinação com os tiranetes bolivarianos. Se houver sangue em honduras nosso governo estará envolvido até o pescoço, contrariando inclusive nossa Constituição… Read more »

Invincible
Invincible
12 anos atrás

Eles já cortaram água, energia e comunicação. Vão tentar pegar o Zalaya pelo cansaço. Se não vão invadir mesmo. O Brasil não pode reclamar porque deu auxílio para um fugitivo que já havia sido expulso do país. Os dois países estão com as relações cortadas e o governo de Honduras so precisa de um mandato de busca da suprema corte para agir com respaldo legal. O que ninguém está parando pra analisar é que o Brasil foi arrastado para este problema. O Chaviz ajudou o Zalaya a voltar para Honduras, e porque ele não foi para a embaixada da Venezuela… Read more »

victor xavier
12 anos atrás

pq moderou o primeiro comwentario ?^nao foi nem ofensivo nem de baixo calao… isso foi muito feio… n sabia q vcs eram tendenciosos ? eu critiquei sem ofensa.. n foi nada pesado.. perderam pontos.

Rodrigo Marques
Rodrigo Marques
12 anos atrás

Atitude vergonhosa da política externa brasileira. Lembrando que a constituição hondurenha não foi violada. O Brasil interfere em assuntos internos de outro país, contrariando a nossa Carta e a da OEA. Faz muito bem o governo de Honduras em cortar toda infraestrutura da Embaixada em Tegucigalpa. O que eu acho engraçado são os machões do blog convocarem os fuzileiros que estão estacionados no Haiti para uma intervenção em Honduras. Para estes eu quero que pensem se fosse na Inglaterra ou na França… rs Patético!!! Lembrando também que presidencialismo não é um sistema em que o presidente é um ditador com… Read more »

Lex
Lex
12 anos atrás

Qe loucura esse comentario heimm Rodrigo Marques em 22 set, 2009 às 14:18?!?!? rsrsrs…

ED
ED
12 anos atrás

Que o Zelaya é um desmiolado, eu não tenho dúvida alguma. Agora dizer que o que ocorreu em Honduras é perfeitamente legítimo e constitucional, é completamente absurdo. Se fosse assim, os EUA não teriam se colocado contra o governo interino, favorecendo um de seus ferozes críticos. O que o Judiciário de Honduras poderia ter determinado era a nulidade do referendo convocado pelo Zelaya, não a sua expulsão sob a mira de armas e na calada da noite. Se era para o Zelaya ser preso, de acordo com as leis de Honduras, por que despacharam ele na surdina no dia do… Read more »

Super Hornet
Super Hornet
12 anos atrás

Dario, O Brasil nao rompeu relações com Honduras, apenas chamou o seu embaixador de volta para consultas. O Brasil ainda mantém relações com Honduras, tanto é que nosso presidente falou hoje por telefone com o governo golpista de Honduras. Eu acho que seria interessante tirar a nossa “Marinha do Rio de Janeiro” do porto e fazer um bloqueio marítimo e desde já os FN e FE devem estar de aviso. Duvido que Honduras cometa a burrada de colocar os pés no NOSSO TERRITÓRIO! Outra fator interessante, o abrigo político é obrigagação de qualquer nação democrática, depois esse asilo é julgado,… Read more »

Daniel
Daniel
12 anos atrás

hehehe!! O problema é alguem pra empurrar os navios até la!!!! atualmente o Brasil ainda n tem condições de demostrar poder tão longe!!!!o máximo q poderia fazer mandar uns barcos pra bem perto e mesmo assim se chegarem la!!!

Clésio Luiz
Clésio Luiz
12 anos atrás

Ficar sem água e luz por causa daquele coitado? Se eu estivesse naquela embaixada já teria jogado ele por cima do muro, e ainda fazendo questão que ele se rasgasse no arame farpado antes de cair no chão do outro lado.

Esse episódio demonstra que a política externa do Brasil está jogada às traças. Não tinham nada que abrir os portões para esse desordeiro entrar.

Então joguem ele por cima do muro enquanto é tempo…

Marco
Marco
12 anos atrás

Pra quem não sabe, Israel apoia o governo de Micheletti. E onde Israel entra os adversários tremem.
É esperar pra ver.
Os EUA apoiam tb a Micheletti pq nem sempre a prática é igual ao discurso.
Vejo o caso das bases na Colômbia.

Roberto CR
Roberto CR
12 anos atrás

Rodrigo Marques em 22 set, 2009 às 14:18 “E é bom que se diga algo muito importante, principalmente para os que acham que a vontade popular não está sendo cumprida, não havia nenhum distúrbio na capital hondurenha até o governo brasileiro irresponsavelmente dar guarida a este bandido.” Suas fonte de informação precisam ser melhoradas. E pra turma da intervenção armada sobre Honduras… rsrsrs… menos né gente. Eu também estou indignado com a insinuação de invasão, mas ainda não temos essa bala na agulha. E deixem a turma do Haiti no Haiti. Invadir a nossa embaixada vai deixar o governo hondurenho… Read more »

RoninSnkShit
RoninSnkShit
12 anos atrás

Uma pergunta: existe segurança nas Embaixadas Brasileiras? Elas são feitas por quem? Exército? Marinha? Segurança interna?

Com o que estão equipados?

Abs!

athalyba
athalyba
12 anos atrás

foi deposto em um golpe militar quando tentava aprovar alterações na Constituição. Péééééééé, errado. O Presidente de Honduras queria convocar uma Assembléia Constituinte, não era ele quem ia mudar a Constituição. Por favor, atentem para a pergunta que seria feita ao povo hondurenho (acho que não preciso traduzir): La consulta deberá llevarse a cabo, a más tardar, el último domingo del mes de junio del año 2009 y planteara la siguiente pregunta: ¿ESTA USTED DE ACUERDO QUE EN LAS ELECCIONES GENERALES DE NOVIEMBRE 2009, SE INSTALE UNA CUARTA URNA PARA DECIDIR SOBRE LA CONVOCATORIA A UNA ASAMBLEA NACIONAL CONSTITUYENTE QUE… Read more »

Rodrigo Marques
Rodrigo Marques
12 anos atrás

Roberto CR, Repito, não havia nenhum distúrbio na capital hondurenha, até darmos guarida a este delinquente. “”Se as coisas não forem bem, perderemos respeito no nosso quintal.”” Quintal? Em que mundo o colega está vivendo? Estamos apenas fazendo um papel ridículo e se você quer saber, o melhor é o Zelaya sair logo e se entregar, porque assim a nossa vergonha vai ser menor. No mínimo estamos provocando uma guerra civil em Honduras com esta postura. Só pra citar alguns casos tenebrosos envolvendo a inviolabilidade de embaixadas: a embaixada americana no Irã foi invadida e mantiveram reféns por meses. A… Read more »

Marcelo L.
Marcelo L.
12 anos atrás

Honduras não seria louca, por que ela não só seria expulsa (ela esta suspensa) com dever de bloqueio político e econômico de todos países americanos. A menos que o tal de Micheletti seja além de ditador burro, corrupto é eufenismo já que ele nos primeiros dias de governo o dono da tv e jornais local que vende remédios para o governo recebeu uma baita encomendada…deve ser de supositório que o infeliz deve estar usando nele mesmo.

Rodrigo Marques
Rodrigo Marques
12 anos atrás

Perfeito Athaliba!!! Só houve um problema com o tal referendo. Ele não passou no Supremo de Honduras. Talvez porque para começar não houve motivos para a criação de uma Assembléia Nacional Constituite. Então quando um presidente dá uma ordem direta e inconstitucional a um comandante militar e este ao recusar obedece-la recebe voz de prisão, não há nada a fazer senão depor o presidente por crime de responsabilidade. Notar o caráter draconiano da constituição hondurenha, que não prevê um processo de impeachment quando o Supremo e o Legislativo “farejam” golpe de estado em Honduras, aplicando a deposição automática. Notar que… Read more »

Patriota
Patriota
12 anos atrás

Tá na hora do Mulla deixar de ser covarde e mandar um recado para os hondurenhos , a embaixada é solo patrio e que se houver qualquer
violação a nossa soberania declararemos guerra.

Vamos ficar parados vendo uma republiqueta de bananas ameaçando nossos compatriotas?

Acorda Brasil!

Ighor Melo
Ighor Melo
12 anos atrás

Rodrigo Marques, boa noite. A embaixada americana no Irã não foi invadida pelo governo iraniano, logo sua comparação não procede, caro Rodrigo. Segundo, não foi bombardeada a embaixada chinesa na Sérvia, e sim um automóvel onde estava o Cônsul chinês. O automóvel estava em uma zona de bombardeios e atendia as descrições de um dos alvos do dia para os pilotos da OTAN. A culpa neste caso foi do cônsul que não tomou os devidos procedimentos de identificação de seu automóvel à distância (padrões para automovéis de representação diplomática em zonas de conflito) e entrou em uma zona de bombardeio.… Read more »

kirsanoff
kirsanoff
12 anos atrás

se duvida o lula ainda vai doa uns urutu e uns tucano pra ajuda o FA de honduras

aki tudo eh bondade e amizade

RoninSnkShit
RoninSnkShit
12 anos atrás
COMANDANTE MELK
COMANDANTE MELK
12 anos atrás

Senhores, atenção para maiores informações referentes aos desdobramentos dos acontecimentos na embaixada brasileira em Honduras. Lá vai… Celso Amorim: ‘Cogitamos pedir reunião do Conselho Segurança da ONU’; rádio hondurenha transmite ao vivo Atualizado em 22 de setembro de 2009 às 17:19 | Publicado em 22 de setembro de 2009 às 16:58 Nalu Fernandes – Agência Estado NOVA YORK – O ministro de Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, afirmou nesta terça-feira, 22, que o País não vai tolerar nenhuma ação contra a embaixada em Tegucigalpa, onde está o presidente deposto Manuel Zelaya, embora não acredite que isso possa ocorrer. “Nem… Read more »

Julio
Julio
12 anos atrás

Um país que deseja ser grande e respeitado tem que pensar nos atos menores que comprometem todo trabalho diplomatico que sempre foi realizado em governos anteriores. Certo ou errado, o Brasil sempre tentou manter a neutralidade nos problemas internos dos países latinos, ou quando apoiando, fazia sob a bandeira da ONU ou da OEA. É evidente que em Honduras não houve um simples golpe militar, mas, na verdade um movimento das instituiçoes legais daquele país – Judiciário, Legislativo. Entretanto, a imprensa latina joga nos militares a responsabilidade pelo Golpe, esquecem que tudo foi feito com apoio e instigação dos poderes… Read more »

Rodrigo Marques
Rodrigo Marques
12 anos atrás

Boa noite Ighor, A embaixada dos EUA foi invadida por um grupo paramilitar de apoio ao regime dos aiatolás. Sobre o bombardeio da Embaixada chinesa, a internet está repleta de referencias. uma delas aqui http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u37105.shtml Esta cita até a data: 24 de março de 1999 http://wapedia.mobi/pt/Belgrado Finalizando, espero não ter dado a entender a ninguém que sou favorável a invasão, bombardeio e até mesmo o corte de água, luz, telefone que estão sendo feitos neste momento a nossa embaixada em Tegucigalpa. Muito pelo contrário, os casos que citei classifiquei como tenebrosos. Só quis mencionar dois casos anteriores. Também não acredito… Read more »

Jairo
Jairo
12 anos atrás

“… pediu apoio à Embaixada dos Estados Unidos para garantir a segurança e o abastecimento de óleo diesel, para manter os geradores de energia ligados…”

Ué, vão pedir arrego pros americanos??
Pô, logo pro Grande Satã, logo prá eles que não são confiáveis, logo prá eles que querem mandar o ferro velho do F-18 prá cá, logo prá eles que vão invadir Copacabana, alias Amazônia, etc… que ironia, né mesmo.

Amaral
Amaral
12 anos atrás

Ora, se vocês querem um Brasil com forças modernas, um Brasil forte, têm que observar a geopolítica. Para ser influente tem que participar (Timor, Haiti). Para participar tem que sempre tomar partido. Não é partido “casos isolados”. É ter rumo, princípio, orientação, de forma que cada Estado vizinho ou não conheça nossa doutrina. Neste caso não estamos isolados, até o Obama apoia a linha adotada pelo Brasil.

Direita Reacionaria Não
Direita Reacionaria Não
12 anos atrás

Não acredito nos comentarios de alguns participantes deste blog por ignorancia ou preconceito defendem um governo golpista que derrubou seu presidente eleito para colocar no lugar um marionete da Elite local que se assustou com as ideias “socialistas” do presidente e com medo de perder a mamata. Deixa eu ver se entendo Uribe pode reeleição sem limite na Colombia ( esta aprovando agora o “plebicito” agora Hugo Chaves e Zelaya nao podem eles são ditadores os de “direita” são governos consititucionais defendendo do “comunismo” então so pode se perpeturar no poder governos reacionarios de Direita, apoiados pelas elites. O Brasil… Read more »

Amaral
Amaral
12 anos atrás

Agora uma pergunta: estamos preparado materialmente e humanamente para uma operação de proteção a uma unidade diplomática brasileira em cenário de conflito? Como deslocar tropa rapidamente? Quais meios de suporte? Só temos um porta-aviões, não temos bases própria próxima do cenário, sequer temos hoje caças para proteger Brasília. Estas são as grandes indagações tática e estratégica.

DaGuerra
DaGuerra
12 anos atrás

Conspiração vergonhosa do desgoverno petralha para provocar uma guerra civil em Honduras por causa de um golpista como Zé-Laya. Nem precisa invadir, ver os ratos se rendendo será muito melhor, sem água, comida, luz, telefone e ouvindo um sonzinho. E agora LULA, e agora Amorim? Chama o BRADOCK, O CAP NASCIMENTO, OS MARINES…KKKKKKKK…..onde estão os carriers??

Sopa
Sopa
12 anos atrás

Se o Brasil ou Itamaraty já faz cacas como esse sem ser ter cadeira na ONU, imagina quando tiver !!

Quem dirige essa carroça ???

Direita Reacionaria Não
Direita Reacionaria Não
12 anos atrás

Resposta ao Daguerra em relação ao termo “golpista como zelaya” deixa eu ver se entendo quem é eleito diretamente pelo povo é golpista quem derruba este governo com uso de armas e se coloca no poder é o governo constitucional interessante teu argumento.

Sopa
Sopa
12 anos atrás

Se o Brasil ou Itamaraty já faz cacas como esse sem ter cadeira na ONU, imagina quando tiver !!

Quem dirige essa carroça ???

Direita Reacionaria Não
Direita Reacionaria Não
12 anos atrás

Resposta ao julio “movimento das instituiçoes” foi sim é golpe ou qual a definição para um presidente eleito ser deposto por força militar pra mim isso é golpe ou sera que so se considera golpe quando é de esquerda

Direita Reacionaria Não
Direita Reacionaria Não
12 anos atrás

É impressão minha ou meus comentarios são censurados?? legal otimo exemplo de liberdade de expressão

claudio alfonso
claudio alfonso
12 anos atrás

Ta na hora de acabar com esse circo de um governo golpista hondurenho. Temos que intervir de forma direta, quem sabe até com representação da ONU. Não podemos acietar esse achincalhe, esse ataque a embaixada brasileira! Fuzileiros navais já!!!

Wolfpack
Wolfpack
12 anos atrás

Era isso que o Celso Amorin desejava o Brasil no centro das atenções. Agora quero ver onde isso vai dar?

Wolfpack
Wolfpack
12 anos atrás

Ah Manda o Marco Aurélio Garcia para negociar. Manda rápido, manda o Sarney também, o Molusco, mas só com passagem de ida.

Roberto CR
Roberto CR
12 anos atrás

Rodrigo Marques em 22 set, 2009 às 16:46

Realpolitic parceiro. É por ai que o mundo anda. E o Igor Melo já falou por mim no caso das embaixadas que você sitou. Aliás, o wolfpack (21:14) fez a pergunta certa a meu ver “Agora quero ver onde isso vai dar?”. Foi o que eu quis dizer sobre a pretenção do Brasil em ser um jogador global. E é quintal mesmo companheiro. Ou se arranja uma zona de influência ou não se tem voz. O Brasil quer voz? Então arranje uma zona de influência.

Abs

Rodrigo Marques
Rodrigo Marques
12 anos atrás

Roberto CR, Há uma resposta minha ao Ighor aguardando moderação, pois eu coloquei 2 links relacionados aos ataques às embaixadas. Neste comentário está a reafirmação ao meu repúdio a estes dois tipos de acontecimentos que eu citei.( Agressões a embaixadas) E quanto ao deboche sobre o “nosso” quintal, meu camarada, se vamos querer englobar países da america latina sob a nossa influência, seria melhor começar a nos fazer respeitar por alguns países fronteiriços bem pertinho aqui da gente, que nos usurpam Refinarias da Petrobras, que ameaçam não honrar empréstimos junto ao BNDES para pagar por hidrelétricas e pasmem, rasgam contratos… Read more »

Dario
Dario
12 anos atrás

Super Hornet, para exclarecimentos:

Em 29 de junho o governo brasileiro declarou não reconhecer o governo interino de Honduras, o que para efeito legal equivale a uma ruptura de relações.
Quanto ao restante do comentário, por favor, atente para o artigo 19º da Carta da OEA e principalemnte para o o art 4º da nossa Constituição.

Andre Luiz
Andre Luiz
12 anos atrás

As olavetes em outros foruns estao euforicas, querem ver nossos avioes bombardeando Honduras e showzinho dos fuzileiros navais para retomar a embaixada, digno de filme,he,he,he Agora sobre a situaçao Ponto primeiro: Zelaya foi democraticamente eleito. Ponto segundo: me parece que o Zelaya estava tentando dar uma de Hugo Chavez e mudar a Constituição para se candidatar eternamente. Não acompanhei o suficiente para saber se foi isso mesmo. Ponto terceiro: seja lá o que ele tentou fazer não era ilegal. Estava seguindo o processo legislativo normal. Se conchavando, se com fisiologismo ou o quê, é outra história. Ponto quarto: o golpe… Read more »

Últimas Notícias

ESPECIAL: Apresentação das capacidades do Exército Francês

Por Jean François Auran* Colaborador especial do Forças Terrestres/Forças de Defesa Parece às autoridades militares francesas que o mundo está se...
- Advertisement -
- Advertisement -