Home Cultura Fotos do 3º Encontro Anhanguera de Viaturas Militares Antigas

Fotos do 3º Encontro Anhanguera de Viaturas Militares Antigas

4429
17

O evento, noticiado aqui no Blog das Forças Terrestres, ocorreu no fim de semana de 19 e 20 de setembro de 2009, no 13º Regimento de Cavalaria Mecanizado, em Pirassununga / SP. A presença do público foi um pouco prejudicada no sábado, devido à chuva, porém isso permitiu um pouco mais de espaço para fotografias do que no domingo, quando a presença do público foi maior.

Além das viaturas, marcaram presença barracas de lojas especializadas em vendas de equipamentos para veículos militares antigos e de uniformes originais. E, falando em uniformes, muitos entusiastas e proprietários de viaturas leves circulavam uniformizados pelo evento, como se pode ver na foto acima.

Os veículos estavam organizados em três grupos principais: as viaturas operacionais do 13º RCMec, as viaturas leves de colecionadores e um pequeno conjunto que alinhava, próximos, blindados da II Guerra Mundial e carros de combate e protótipos mais recentes, como o M-41, o Osório e o Ogum.

Três viaturas blindadas da II Guerra Mundial chamavama a atenção: um M-5 Halftrack de transporte de pessoal, e dois veículos de reconhecimento, um M-8 Greyhound 6×6, equipado com torreta para canhão de 37mm, e um M-20, versão de comando do M-8, com um reparo simples antiaéreo (embora sem a metralhadora instalada). O padrão de camuflagem, porém, não era o original da II Guerra, e sim similar ao atualmente utilizado pelos blindados sobre rodas do Exército Brasileiro (deve-se lembrar, porém, que essas viaturas tiveram vida longa no EB).

Na área das viaturas leves antigas, muitas se destacavam pelo bom estado de conservação e restauro. Duas viaturas de 1942, porém, chamaram mais a atenção deste editor: um Dodge DWC pela sua conservação e beleza, e um Jeep pela grande quantidade instalada de equipamentos, o que incluía um reparo de metralhadora.

No setor onde estavam os blindados sobre lagartas, o Osório chamava bastante a atenção dos visitantes, dificultando um pouco a realização de fotos sem pessoas em volta, mesmo no sábado chuvoso. A presença de um veterano M-41 ao seu lado ajudava a perceber as grandes dimensões do protótipo da Engesa. Outro protótipo era o Ogum, cuja presença incentivou a realização de uma matéria especial do Blog.

Diversos modelos de viaturas operacionais do 13º RCMec estiveram expostos ao público. O trio de “cobras”, Cascavel, Urutu e o raro Jararaca formavam o conjunto exposto de blindados sobre rodas, e o Jeep Willys, JPX, e Land Rover Defender, o conjunto de viaturas leves, ao lado de uma moto e um quadriciclo.

Mas, entre todos, sobressaiam-se os dois caminhões russos Ural, empregados somente pelo 13º RCMec. Um deles estava configurado como Viatura de Transporte de Pessoal, e o outro como Viatura de Manutenção (trazendo na lateral o apropriado nome de “Brucutu”), com um interessante adereço sobre o capô, que este autor ainda não havia visto.

Vale lembrar que o 13º RCMec, cujas origens remontam ao 2º Batalhão de Carros de Combate criado em 1945, é uma unidade hoje voltada para operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), e tem o seu 4º Esquadrão de Fuzileiros Mecanizado operando no Haiti, na Missão de Paz da ONU.

Nas instalações que hoje ocupa, estavam baseados até 2005 o 2º Regimento de Carros de Combate, equipado com carros Leopard 1A1 e o 11º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado, com equipamento similar ao da unidade atual, no nível esquadrão. Da junção de ambos, nasceu o 13º Regimento de Cavalaria Mecanizado, tendo os Leopard 1A1 de sua dotação sido transferidos para unidades no sul do País.

OBS: passe o cursor sobre as fotos, antes de ampliá-las, para ler as legendas.

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sopa
Sopa
10 anos atrás

Dói quando vejo o osório assim !!

“Nas favelas não, mas no seNADO só sujeira pra todo lado”

Dell72
Dell72
10 anos atrás

Ta ai uma coisa que nos coloca paradoxos interessantes
é um encontro de veiculos militares antigos e que nós ainda usamos eles hoje (Ex. M-41)
É uma bela materia queria eu muito poder visitar mas como estou longe impossivel mas graças que temos como viajar sem sair de casa.
Parabéns

LBacelar
LBacelar
10 anos atrás

Vale lembrar tbm que no domingo ocorreu no 13º RCMec um grande evento de paintball MilSim com mais de 200 jogadores, contando com militares e civis

gaspar
gaspar
10 anos atrás

a 5a foto do 2o quadro mostra um caminhao com um “rolo” na frente.
queria saber se ha algum veiculo de tranposrte atual que ainda utiliza este tipo de sistema para subir/ultrapassar obstaculos ??

wiltgen
10 anos atrás

Muito boa a matéria Nunão!
Abraços,

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Mas que mania essa de pintar viaturas históricas com o padrão de camuflagem moderno, falta um pouco de critério.

Julico
10 anos atrás

Nois temos os Jararaca operacionais ????

Nunão
Nunão
10 anos atrás

“Julico em 24 set, 2009 às 13:07
Nois temos os Jararaca operacionais ????”

Julico, pelo que sei, Jararaca no EB só existe essa viatura que está no 13º RCMec, e que eventualmente tem sido utilizada em operações do Regimento. Já li também que eles tinham guardado um protótipo de guerra química. Se vacilar, usam as peças de um no outro.

luis
luis
10 anos atrás

E o Esquadrão Mecanizado, ainda desativado, é triste…..

abraço

Andre Luiz
Andre Luiz
10 anos atrás

Encontro de viaturas militars antigas?

Ah tá, entendi, é uma referencia ao exercito brasileiro

Coral Sea
Coral Sea
10 anos atrás

Lendo a excelente reportagem, me apareceu uma dúvida:
Quais são as unidades do EB equipadas com carros de combate?
Pelas minhas contas seriam os seguintes:
1. Regimento em Santa Maria/RS
3. Regimento no Rio de Janeiro/RJ
4. Regimento em Rosário do Sul/RS
5. Regimento em Rio Negro/PR

Alguém confirma ou corrige??

Dell72
Dell72
10 anos atrás

aqui no sul ainda tem
o 6º RCB (Alegrete)
9º RCB (são Gabriel)

André SS
André SS
10 anos atrás

correto Rodrigo, vieram da Receita, uma empresa tentou vende-los por aqui, mas o negócio não deu certo ou tinha algo errado, daí foram doados ao EB e FAB.

fullcrum
fullcrum
10 anos atrás

Não daria pra produzir o Osório ao invés de comprar os Leo 1A5, seria tão caro assim???

fullcrum
fullcrum
10 anos atrás

A propósito alguém sabe de onde saiu esse Ural???

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Acho que esses Ural foram apreendidos pela Receita Federal, por importação ilegal. Ficaram jogados em um depósito vários anos, ainda bem que deram um uso para eles.

marcello
marcello
10 anos atrás

o ural (s) , vieram de troca . compensação de importação , me parece também que extinguiram uns 10 esquadrões , só quero ver oque sobrou para nos proteger .