Home Sistema de Armas Programa de modernização dos tanques turcos

Programa de modernização dos tanques turcos

430
30

O novo sistema de controle de fogo Aselsan Volkan-2 que será aplicado aos tanques Leopard 2A4 do Exército Turco.

30
Deixe um comentário

avatar
30 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
12 Comment authors
IvanIgoFranciscoMarco Antonio LinsVassili Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Robson Br
Visitante
Robson Br

Depois de terminar o desenvolvimento dos Urutu II (guarani), poderiamos pensar em um osório II, pois a demanda interna justificaria os custos.

Vamos substituir:
250 1A5
90 1A1 (+/-)
60 m60 (+/-)

(+/-) 400 carros de combate.

Jorge Lee
Visitante
Jorge Lee

O Osório apesar de ser um excelente MBT, ele tinha um elevado grau de componentes estrangeiros.

Melhor seria um Tamoyo com equipamentos nacionalizados em parceria com Israel ou Turquia, por exemplo.

Mas isto está longe de se tornar realidade, o VBTP-MR, ex-Urutu III, talvez Guarani, vai render bastante tempo…

sem falar da necessidade de se atualizar ou substituir (prefiro essa alternativa) os M113B.

sds.

Jorge Lee

Wolfpack
Visitante
Wolfpack

Uma cortina de fumaça pode cegar um telêmetro laser? como mostrado no vídeo.
Abs

Jorge Lee
Visitante
Jorge Lee

Wolfpack,
se for uma fumaça térmica, ou com cristais…
pode sim.
Os russos tem uns sistemas defensivos bem avançados neste sentido.
O objetivo e divergir a trajetória de mísseis guiados por laser, de telemetros e visores térmicos.

att.

Artur Paulo
Visitante
Artur Paulo

Na verdade deveríamo parar de frescura e aproveitar todo o que aprendemos com os MBT Osósio e Tamoyo para um novo MBT misto, poderia ser até mesmo com a Argentina, aproveitando-se os TAM e que tenha eqp importado ou não, não se pode produzir tudo, apesar de termos um parque tecnológico que quase foi a pique mas está sendo salvo e é bem capaz para desenvolver material nacional. Só que ficamos com discussões bestas se isso ou aquilo, ou esse parceiro ou aquele, o mpior é que nem somos nós simples e meros blogueiros mas principalmente algumas “cabeças pensantes”. Guarani,… Read more »

Artur Paulo
Visitante
Artur Paulo

P.S. E aprender com os japoneses e chineses que copiar não é feio também.

Lol
Visitante
Lol

Eu andei vendo na net,o TAM não é ruim não:

Fabricante: TAMSE – Argentina
Tripulação: 4
Comprimento: 6.78 – Incluindo canhão: 8.23M – Largura: 3.29M – Altura: 2.43M
Peso vazio: 28000Kg. – Peso preparado para combate: 30000Kg.
Motor/potência/capacidades
Sistema de tracção:Lagartas
Motor: MTU MB 833 Ka500 Turbodiesel 6cyl Potência: 720 cv
Velocidade máxima: : 75 Km/h – Velocidade em terreno irregular: 60 Km/h
Tanque de combustível: 640 Litros Autonomia máxima: 590Km

Lol
Visitante
Lol
Lol
Visitante
Lol

Diga-me um veículo médio de reconhecimento melhor que o Cascavel? Nos anos oitenta, tinhamos um dosmelhores MBT’S do mundo,o Osório,tinhamos o Ogum, o caça tanques NACIONAL ERAO ee-18 Sucuri 2, URUTU, agora vem ai o Guarani, tinhamos o Tamoyo como tamque de apoio ou mesmo tanque médio, tinhamos o nosso vbtp sobre lagartas charrua, jararaca. Diga-me o país da AL que tem ainda hoje a capacidade de fazer tudo isso o que os brazukas fizeram, se os políticos brasileirosmudassem um pouco, poderiamos ser os mais fortes em poderio bélico na AL. Apenas o Chile tem tanques que poderiam nos oferecer… Read more »

AJS
Visitante
AJS

Apesar de poder nos oferecer real perigo, os Leo 2A6 chilenos, teriam primeiramente que cruzar o território argentino para chegar por aqui.

matheus
Visitante
matheus

Está na hora de substituirmos o M-113 pelos BMP-3 ou outro. Quanto aos tanque de guerra, sou a favor da modernização e aquisição dos M-60, para o padrão M-60 120S e da modernização dos Leopard 1 A1 para Leopard 1 A5 e no futuro os Leopard 1 A5 para a versão A6 com blindagem Mexas, como a dos Leopard C2 do Canadá. Toda a modernização deve ser feita no Brasil, ai sim seria um começo para voltarmos a produzir tanques. Uma coisa muito importante é possuirmos boas munições, Tão importante quanto o tipo e calibre de canhão empregado é a… Read more »

matheus
Visitante
matheus

Uma outra medida praticamente inevitável no médio prazo é a substituição do armamento secundário, composto por duas metralhadoras Rheinmetall MG3, que são praticamente metralhadoras MG42 da 2ª Guerra Mundial com cano e câmara redimensionados para calçar o calibre 7,62x51mm OTAN, por metralhadoras FN MAG, haja vista não haver apoio logístico no Brasil para as primeiras.

matheus
Visitante
matheus

Tais modernizações capacitariam a indústria bélica a produzir tais tanques, alem da mão de obra, pois grandes partes dos engenheiros da ENGESA já se aposentaram ou morreram.

Vassili
Visitante
Vassili

Matheus,

Mas a MG-42 foi a melhor metralhadora do seu tempo…… para mim, continua entre as melhores ja fabricadas………

abraços.

Lol
Visitante
Lol

Matheus

O M60-120S é um ótimo tanque,mas o único problema dele é o seu peso, que o deixa muito lento, mas poderíamos substituir por um Scania brasileiro mesmo e fabricar sobre liçença um canhão 120mm ou maior, um L/55 seria um avanço imenço. Me expliquem uma coisa, pra quê o M-113 BR, pouca blindagem, não vejo futuro nessa coisa aí. E nossos Leopards estão de bom tamanho, só precisam de sistemas mais novos e blindagens mais atuais. Creio que na questão das metralhadoras coaxiais a IMBEL poderia fabricar uma.

Lol
Visitante
Lol

SABRA-II
uma ótima opção também mas com um motor melhor.

Jorge Lee
Visitante
Jorge Lee

Arthur Paulo,

Concordo contigo. Olha o post da FRF sobre pesquisa de um futuro MBT brasileiro, só não sei quando isso vai realmente engatar…

Lol,

O chile tem Leopard 2A4, não o 2A6.

Para todos, feliz Ano Novo!

Att.
Jorge Lee

Marco Antonio Lins
Visitante

Ilmos Srs.

Porque não modernizamos os M-60 instalando torre do Abrams com canhãao de 125 mm- somente aproveitaria os chassis? A mesma poderia sofrer uma modernização os Leopards 1A1, não me agrada a sua torres!
Ela apresenta um reforço de blindagem.A modernização feita pela Turquia nos M-60 (que passou a ser M-60s) me desculpe se estou equivocado, este apresentado neste filme não sei se são Leopards!

Feliz 2010 para todos

Lol
Visitante
Lol

—-Novo ano, vida nova—-

Qual o melhor canhao 125mm existente?Eu sei que o melhor 120mm é o L/55, presente nos leopards 2 A6

Francisco
Visitante
Francisco

A Bernardini fez um projeto paralelo ao do CC Tamoio, de um blindado de transporte de pessoal sobre lagartas chamado Charrua. Veja o vídeo em http://www.youtube.com/watch?v=BsLidi92C08&feature=related. Se o projeto não estiver ultrapassado seria bom para substituir o M113, ou não?

Francisco
Visitante
Francisco

No post anterior me enganei. O Charrua é da Moto Peças.

Igo
Visitante
Igo

Jorge Lee,

O TRAMBOLHO tinha motor, suspensão e transmissão importados, sem contar a parte de tiro… Ele era tão “extrangeiro” quando o Osorio, a diferença era na qualidade e preço.

Sds,

Ivan
Visitante
Ivan

FELIZ ANO NOVO! ! !

Que 2010 seja nota 10 para todos nós.

Grande abç,
Ivan.

Vassili
Visitante
Vassili

marco Antonio Lins, dia 31 20:15 hs…… Pq o EB não substitui a atual torre do M-60 A3TTS por uma do M-1 Abrams, aproveitando apenas o chassi?????????? Simples, projeto totalmente diferente. Sabe quanto pesa a torre do Abram????????????? quase 20 toneladas…………… E o M-60 ja esta no limiar de peso para nossas pontes rodoviárias……. ou seja, se trocar a torre, ele ultrapassa o limite de peso…………… mesmo que isso fosse possível, a atual suspensão não aguentaria o aumento de peso, obrigatoriamente tendo que tb ser substituida………….. Além do que, a blindagem dele é fraca para os padrões atuais, tem motor… Read more »

Vassili
Visitante
Vassili

Marco,

Eu sei que o projeto M-60 120S usa a torre do M-1 A1, sendo em tese possível a troca da torre, mas o EB ja se decidiu: o futuro da Cavalaria blindada brasileira vai se basear no Leopard 1A5…..

E eu considero o escolhido para o cargo bastante ultrapassado em termos balísticos, ou seja blindagem…………… Falta nele uma blindagem reativa para incrementar o capacidade de sobrevivência dele em teatros de combate intenso……..

Alem de que o motor tb é considerado fraco para os padrões atuais. Tem potência de 830cv………..

abraços.

Igo
Visitante
Igo

Vassili,

O fato de o motor possui “apenas” 830cv não o define como fraco. O motor do M1 e do Leo2 são muito mais potentes devido ao maior peso que precisam deslocar. O ideal é fazer um comparação peso/potencia.

No Leo1A5, ele tem 42400KG/830CV = 50Kg/cv

No M1, ele tem 69500kg/1500cv = 46Kg/cv

No Challenger, ele tem 62000kg/1200cv = 51kg/cv

Abraços

Lol
Visitante
Lol

Deem só uma olhada no Leopard 1A1 coma torre do Osório:

http://www.areamilitar.net/analise/analise.aspx?NrMateria=49&p=4

matheus
Visitante
matheus

Vassili modernizar o M-60 não é só trocar a torre e sim fazer com que o carro suporte tal modificação, nossas estradas tem a capacidade de suportar tal modernização, exceto por alguns trechos, nada que não possa ser resolvido. Na versão modernizada o M-60 teria um aumento de peso só de 4 toneladas. No caso brasileiro tal modernização aumentaria a vida útil do tanque em 15-25 anos. Entenda o pacote de modernização. A General Dynamics aproveitando um pedido do governo da Turquia, desenvolveu em cooperação com a indústria turca, uma versão do M-60, que combina o chassis básico desse tanque,… Read more »

Vassili
Visitante
Vassili

Igo,

veja bem:

O peso de 42.000 kg do Leo 1 é o peso dele vazio………. Com tripulação, combustível e munição aumenta sigificativamente, o tornando na relação peso/potência menos capaz que o mostrado na conta…

abraços,

Vassili
Visitante
Vassili

Matheus, Concordo plenamente com suas afirmações………… Só que, vc ja viu como fica um M-60 depois de ser atingido por u HellFire?????????? e um M-1 Abrams?????????????????? Entende a brutal diferença que me refiro???? mesmo a blindagem toda poderosa do Abrams não suporta o impacto de um hellFire ou Javelin… Mas ele tem uma tecnologia (não me lembro o nome) que impede que a explosão atinja o compartimento da tripulação, permitindo que esta sobreviva para outro “reid”………… Ja o M-60 (o Leopard 1 muito provavelmente tb) simplesmente tem a torre da tripulação arrancada dos trilhos, sendo arremessada paca cima, com tripulação… Read more »