domingo, agosto 1, 2021

Saab RBS 70NG

Fornecimento de armas russas para a Venezuela poderá alcançar US$ 5 bilhões

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Mi-28N

O primeiro ministro russo, Vladimir Putin, que no final da semana passada realizou uma visita oficial à Venezuela, anunciou durante uma reunião com representantes da indústria armamentista da Rússia que os acordos de venda de material bélico para o governo de Caracas poderá alcançar a cifra de US$ 5 bilhões. Putin explicou na ocasião que os contratos serão distribuídos entre as treze principais empresas fornecedoras de equipamentos militares de seu país sem, no entanto, especificar quais são elas.

Putin assegurou que as fontes fundamentais de financiamento para a realização dos negócios já estão determinadas e foram escolhidas em comum acordo entre as duas partes, demonstrando um claro fortalecimento dos laços estratégicos com o governo liderado por Hugo Chávez, tanto em termos econômicos quanto militares. Do total do dinheiro a ser gasto, US$ 2,2 milhões correspondem ao crédito concedido pelo governo de Moscou. Estima-se que nos últimos quatro anos o valor das compras de armas russas por parte da Venezuela aproximou-se dos US$ 4,5 bilhões.

A imprensa russa vem noticiando frequentemente remessa de armas para a Venezuela em períodos relativamente curtos. Fazem parte da lista de compras agora divulgada, 20 sistemas de mísseis anti-aéreos Tor-1 e Tor-M2E, três submarinos convencionais da classe Varshavianka Projeto 636 (classe Kilo, segundo a denominação OTAN), 12 aviões de transporte Ilyushin IL-76 e IL-78, um possível segundo lote aviões de combate Sukhoi (Su-30MKV ou Su-35), blindados BMP-3 e carros de combate T-72.

As futuras pretensões venezuelanas estariam envolvendo também o recebimento de helicópteros de ataque Mi-28N (foto), lançadores costeiros de mísseis anti-navio com 130 km de alcance, aviões de patrulhamento Ilyushin IL-114, foguetes superfície-superfície Smerch, corvetas guarda-costeira Mirazh (equipadas com seis mísseis de cruzeiro superfície-superfície P-120/SS-N-9 Malakhit/Siren SSM) e uma bateria de mísseis superfície-ar Osa-M (20 mísseis 9M-33/SA-N-4 Gecko SAM).

FONTE: Tecnodefesa

Previous articleEncontro ‘High Tech’
Next articlePombo Impossível
- Advertisement -

51 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
51 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Raul Cotrim de Mattos
11 anos atrás

Agora sim o rearmamento das FA venezuelanas está me preocupando, além da descoberta das novas reservas de petróleo.

(Texto editado pela moderação por conter ofensas aos demais leitores e conter assunto fora do tópico)

Nunca seremos um país grande dessa forma.

BRASIL, UM PAÍS DE TOLOS.

André Mendonça
André Mendonça
11 anos atrás

Desculpa, mas o helicoptero da foto é um Kamov Ka-52 e não um Mil Mi-28 N.
Abraços

Paulo Carrano
Paulo Carrano
11 anos atrás

Não sou um especialista não, mas o helicóptero da foto é o Ka-50/52, e não o Mil Mi-28…

A Venezuela está se armando até os dentes e sempre provocando seus vizinhos… E para um país com diversas crises como é o caso da Venezuela, investir em armas e esquecer do resto é um péssimo negócio!

Paulo Carrano
Paulo Carrano
11 anos atrás
Mateus Lobo
Mateus Lobo
11 anos atrás

Só uma correção o helicóptero da foto não um mi-28 e sim um Kamov ka-50

Mateus Lobo
Mateus Lobo
11 anos atrás

kkkkkkkkkk Galante é verdade, que mascote hein!

WAGNER JORGE BH
11 anos atrás

Nossa a VENEZUELA estar sendo grande!
Em quanto isso BRASIL nada!
nao sabe se compra aquele aviao ou aquele outro aviao!
VENEZUELA já compra é um pacote completo!
http://www.areamilitar.net/directorio/ter.aspx?NN=457
http://www.areamilitar.net/DIRECTORIO/nav.aspx?nn=76
http://www.areamilitar.net/DIRECTORIO/TER.aspx?nn=199

valeuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

MA
MA
11 anos atrás

Planos bem ambiciosos, ein!?
Parece que pretende reequipar todos os setores de suas forças armadas, mesmo que sejam em pouca quantidade.

É uma pena que saindo do poder o Chavez, todo esse equipamento vai ser sucateado.

Aguia
Aguia
11 anos atrás
Paulo Henrique
Paulo Henrique
11 anos atrás

MA disse:
8 de abril de 2010 às 16:29
“Planos bem ambiciosos, ein!?
Parece que pretende reequipar todos os setores de suas forças armadas, mesmo que sejam em pouca quantidade.

É uma pena que saindo do poder o Chavez, todo esse equipamento vai ser sucateado.”

Isso se ele não resolver testar isso tudo antes de sair…

Alex Nogueira
Alex Nogueira
11 anos atrás

De prateleira ou não as compras da Venezuela são de deixar de queixo caido. Um duro golpe em nós brasileiros que sonhamos em ver nossas FA melhor equipadas. O chavito pode ser um péssimo presidente mas pelo menos de assuntos militares ele entende. Parabéns a venezuela.

* Quando a venezuela adquirir reabastecedores e awacs o que será da américa latina? Vamos perder a superioridade? E se vier SU-35?

Paulo Henrique
Paulo Henrique
11 anos atrás

Nos últimos anos, o governo Brasileiro vem demonstrando uma certeza preocupação com a situação caótica que vive as nossas Forças Armadas. O problema é que não possuímos uma cultura militar forte, isso quer dizer que a sociedade não vai aprovar um investimento em massa de recursos em meios militares, nem a sociedade e nem a política burocrata pacifista que temos. O Brasil quer ter maior destaque internacional, Venezuela e Chile investem de maneira satisfatória em suas forças, esses fatores exigem um Brasil mais forte militarmente, mas alguém aqui acha que a sociedade vai apoiar? Não antes de uma extrema necessidade,… Read more »

Fabio
Fabio
11 anos atrás

Bom, para quem não acompanha a economia/política da Venezuela pode até acreditar nesse “poderá” da notícia. Atualmente a Venezuela esta com restrições energéticas e de alimentos, ou seja faltam comida e luz. Não preciso me alomgar explicando as multiplas implicações para o país. Além de serem “mais” supostas compras de “prateleira”. Mas para aqueles que acreditam nesse “poder” bélico Venezuelano, teremos a Cruzex para avaliar o desempenho dos seus SU-30…claro, se viérem né…se estiverem voando… “Algo” me diz que alguma coisa vai acontecer na ultima hora e não teremos a oportunidade de verificar os pilotos venezuelanos se confrontarem com nosso… Read more »

Nick
Nick
11 anos atrás

Caro Alex Nogueira,

Se vier os Su-35BM,

Nossos Rafales terão de se contentar em ser o 2º melhor caça da região. E no futuro o 3º, com a vinda dos F-35 para o Chile e Colombia.

Sobre essa comprar de prateleira, natural para um governo que se prepara para um guerra de libertação contra as forças opressoras satânicas do norte.

Sinceramente caro Alex, eu me vendo como venuzuelano em plena crise econômica em virtude das ações “revolucionárias” do grande Chavito ficaria não muito feliz com essas gastos.

[]’s

Edgar
Edgar
11 anos atrás

Acho que o Chávez em sua sede por projeção interna de poder se esquece de gastar com o que realmente importa para sua nação, que é energia.

Considero estes gastos dele mais irresponsáveis do que notórios para a história venezuelana.

Pegue este dinheiro e construa hidrelétricas, termoelétricas, etc., pq se o seu “maior inimigo” resolver atacar, suas forças armadas não duram 48 horas, independente de quanto equipamento vocês comprarem.

Marcelo Tadeu
Marcelo Tadeu
11 anos atrás

È… muito fácil economizar energia, deixar o povo na miséria, fechar TV e comprar armas. Quero ver ele pagar. Prefiro muito mas o Brasil comprar com tranferência de tecnologia do que só comprar por comprar e ter que ter consultor russo até pra trocar um pneu de um veículo comprado por lá.

Não se enganem, comprar é uma coisa, manter é outra e ninguém na América latina têm o Parque industrial que o Brasil tem para manter uma logística dessa magnitude. A Venezuela acha que os EUA vão atacá-la a qualquer momento, por isso essa paranóia.

RicardoG
RicardoG
11 anos atrás

Buáááá… é de prateleira mas eu queroooo.
Pelo menos os Tor.
Cruzes, se comprarem Su-35, vai ficar muito feio pra nos.
Levando em consideração as críticas que os três finalistas do F-X2 receberam, perde sentido a retirada do Su-35 da jogada. Baita caça.

Renato
Renato
11 anos atrás

Eu duvido que eles consigam sustentar essas compras por muito tempo, ainda mais num país que está com apagão e sem comida. Ok, podemos estar enrolando demais, mas pelo menos temos como pagar nossas contas.

Diêgo Luiz
Diêgo Luiz
11 anos atrás

Equanto o “el general” faz suas comprinhas gastando dinheiro que nem ele pode ter ainda ou seja fazendo imprestimos dos proprios russos, o povo morre de fome , a economia se acabando com a desvalorização da moeda e a crise energetica piora… haja paciencia esse povo venezuelano, não ate quando essa guerra civil para tirar chaves vai chegar viu…

João Gabriel
João Gabriel
11 anos atrás

Enquanto isso no Brasil….

Galileu
Galileu
11 anos atrás

tor m1-m2 , su35 e mi28………

Como o pessoal disse se com su30 deita e rola com o su35 aew fecha as portas das forças, vamo trsformar em bingos final de semana……para arrecadar uma graninha.

sem contar as beleziinhas dos tor e o caçador mi28.

Ainda bem que temos as maiores forças da Al…:)

Francoorp
Francoorp
11 anos atrás

Não tem somente armas envolvidas entre estes dois países, mas uma inteira Geopolítica, e é a Geopolítica que gera as guerras, e não as armas em sí… O Chavez pode ter estas armas, e daí?? Vai guerrear com quem?? Não tem folego nem pra produzir comida no país, como é que vai sustentar um exército em expansão, lembrando que Napoleão disse que ” Um exército marcha sobre o seu estômago”. Mas este é só um ponto em uma guerra, mas é o mais importante, pois a fome destrói a moral do combatente. Mas tem muito mais nestes acordos com a… Read more »

bulldog
bulldog
11 anos atrás

Todos muito preocupados com as armas do Chaves, que mal sustentaria mais de sessenta dias de campanha contra a Colômbia. Deveríamos nos preocupar com o que a Mãe Rússia quer na AS. Com o que fará em troca do petróleo da Venezuela e do gás da Bolívia.

Paulo Henrique
Paulo Henrique
11 anos atrás

O que a Rússia quer é simples, aumentar a sua lista de parceiros econômicos…E ela continua sendo a primeira alternativa dos países que fogem da linha norte-americana.

André Mendonça
André Mendonça
11 anos atrás

Quero ver daqui a 10 anos quantos porcento disso vai estar funcinando ou de onde a Venezuela vai tirar dinheiro pra operar suas forças armadas.

Robson
Robson
11 anos atrás

Marcelo Tadeu, vc está coberto de razão.

Raphael
Raphael
11 anos atrás

É chavito se comprar o Mi-28N terá o melhor helicoptero de ataque do continente americano mais precisa comprar no minimo umas 30 unidades se quiser por medo nos americanos.

Se a Mula velha não desse a bunda para a França e ficasse com medinho dos Estados Unidos hoje nós teriamos Mi-28N, Su-30MK2, S-300 e BM-30.

Antonio M
Antonio M
11 anos atrás

O tipo de rearmamento que a Venezuela está fazendo não faz sentido. Estão somente adquirindo equipamentos e não investimento em aumentar sua capacidade intelectual e industrial para isso. E como já disseram, é muito fácil comprar armas deixando seu povo na miséria. Prefiro muito mais como é no Brasil (apesar de ter perdido o bonde nos anos 80), incentivando ainda mais o desenvolvimento de forma geral como saúde, educação, infraestrurura para que possamos comportar o desenvolvimento econonômico e social de onde virão cidadãos que poderão ser os técnicos, engenheiros, cientistas e militares que darão a consistência necessária para tocar nossas… Read more »

Skill
Skill
11 anos atrás

O Hugo não quer muito tranferencia de tecnologia…quer realmente estar preparado para um Guerra contra a Colombia…

Ou apoiar militarmente seus parceiros como a Bolivia…e Peru…(um quewr saida para o mar…o outro esta de saco cheio da Colombia…).

Depois de adquirir as armas e treinar seus pessoal e estar pronto para o que der e vir em curto espaço de tempo (ou medio)….ae sim ele terá capacidade mental e paciencia para discutir uma tranferencia de tecnoligia com a Russia.

Antonio M
Antonio M
11 anos atrás

“… precisa comprar no minimo umas 30 unidades se quiser por medo nos americanos. …” Me desculpe mas sem subestimá-lo e nem as FAs venezuelanas, 30 unidades não podem colocar medo nem no Brasil. Alguns artigos atrás falei do Emb326 Xavante que se tivesse sido modernizado, poderiamos ter algo como o MB339CM voando atualmente e com o armamento igual ao Impala, dois canhões de 30mm etc, pods de guerra eletrônica teríamos “minis A10” rsrsrsr!! Mesmo sem eles mas com os planejados 130 (99 que sejam!) Supertucanos somados aos 43 AMX-M teríamos uma força de “caça helicópteros” sem igual na AL… Read more »

Skill
Skill
11 anos atrás

Haaa…outra!

Sobre a falta de energegia e alimento é na verdade um boicote orquestrado pelas Forças Ocultas que não conseguiram pela violencia agora vão sabotar o Sistema Socialista de Chaves justamente para “provar” para a população (quem vai sofrer mais…claro) que o melhor sistema é o Capitalismo..

Assim vai o jogo

Bernardo R.
Bernardo R.
11 anos atrás

Relaxa galera….. a torneira venezuelana já está minguando… ja ja pára de escorrer….

Antonio M
Antonio M
11 anos atrás

“…Forças Ocultas que não conseguiram pela violencia agora vão sabotar o Sistema Socialista de Chaves…”

Sinto muito mas, esse discurso cheira mofo.

Até Jânio Quadros quis usar desse expediente mas, não colou ….

Matheusts
Matheusts
11 anos atrás

vai tira a grana da onde????
daqui a poco o povo da venezuela vai fugir do pais
de tanto corte que acontece unica coisa preucupante é o SU-35 e os sub agora o resto é defesa

Athos
Athos
11 anos atrás

Exatamente Antônio, essa história de oculto não engana mais ninguém pois todos já sabem que aqueles militares que deram o golpe(de um dia) no Chavez foram pra miami logo após o Povo te-lo libertado.
Estão lá ate hoje.

Então, de oculto não tem nada mesmo…

Parabéns ao Chavez que pelo menos esta tentando defender a riqueza do Povo da Venezuela.

O que me preocupa mesmo é a Colômbia com 5 bases alienígenas e um orçamento de defesa completamente desproporcional ao praticado na região.
Já já aquilo vira israel, instrumento de poderes ocultos.

Ops, oculto, caí na minha pegadinha!

flw

Lanterna Verde
Lanterna Verde
11 anos atrás

Fiquem tranquilos senhores, nada disto chegará na Venezuela, pois em um país onde se tem crises energéticas e de abastecimento de alimentos, um presidente, faz compras militares deste âmbito é de uma irresponsabilidade tremenda, se este senhor parasse de cutucar os EUA e usar este como pretexto para se armar ao invés de investir em infra-estrutura, principalmente energética, creio que seus dias no governo estarão contados, o povo não irá permitir um gasto desta amplitude, que poderia ser usado na contrução de meios geradores de energia.

marcos adriano
marcos adriano
11 anos atrás

o brasil pode comprar dos russos tor,s300,mi24(exercito e fab),torpedos skval etc. a rusia esta vendendo muito bons equipamentos para garantir nossa defesa!!! russo nos vendem que de melhor por que nao comprar?o brasil tem que ter mix de equipamento para garantir defesa nacional!!!que é agora é politica de estado!!!!nos temos que nos aliar com paises que nos transfere tecnologia!!!!nao somos mais comprador de armas!!!!nos temos a´responsabilidade de garantir á defesa das nossas amazonia azul e verde.investindo em defesa daremos salto tecnologico!!!!defesa nao é gasto é investimento pois tem emprego dual (serve ao civil e militar)

Baschera
Baschera
11 anos atrás

Dá-lhe Chapolin Colorado !!!
“Não contavam com minha astúcia !! ”

Sds.

Jacubão
11 anos atrás

É… Enquanto isso, “vamos babar”….

Barbosa
Barbosa
11 anos atrás

Os dados são relativos até ao final de 2008, más de maneira alguma, confirmam as afirmações de muitos aqui . De que Chavez é um desastre para a Venezuela, que só sabe comprar armas, etc… A Venezuela foi declarada como Território Livre de Analfabetismo, enquanto aqui no Brasil, temos ainda 14,247 milhões de analfabetos, um índice de 9,8% de analfabetismo. Na América do Sul, só Peru tem índice maior de analfabetismo do que o Brasil, inclusive Bolívia e Paraguai tem melhores índices de alfabetização do que os nossos… A Venezuela tem o 4º PIB da AL , só atrás de… Read more »

Barbosa
Barbosa
11 anos atrás

Mais alguns dados, não me parece que as compras de armas de Hugo Chaves estão sacrificando o povo venezuelano… — Washington, 11 Fev/2009 – ABN ─ A economia e os indicadores sociais da Venezuela após dez anos de revolução bolivariana são as causas da alta popularidade que o Governo do presidente Hugo Chávez mantém. Assim o assinalou o codiretor do Centro de Investigação em Economia e Política (Center for Economic and Policy Research ─ Cerp) Mark Weisbrot, instituição que nesta quarta-feira publicou um informe sobre o crescimento da economia venezuelana desde 1999. “Ao analisar os dados econômicos e os indicadores… Read more »

Antonio M
Antonio M
11 anos atrás

Essa conversa de popularidade e adesão popular Hitler, Mussolini, Stalin também tinham e vocês já sabem como terminou….

Paulo Pedro
Paulo Pedro
11 anos atrás

os colombianos podem abrir os olhos,o bicho vai pegar,este armamento e para uma eventual gerra contra os colombianos,a guerra entre eles e questao de tempo,e eles ja sabem.

pbjj
pbjj
11 anos atrás

ja mandaram os assassinos economicos não tiveram exito
os chacais da CIA que novamente não tiveram exito na venezuela
agora só falta os eu EUA arrumarem uma desculpa para invadir milirtamente a venezuela igual fizeram no iraque e no afeganistão. a venezuela esta certa em se armar mesmo com um desequelibrio tecnologico militar entre as duas naçoes.
acho que vamos ver a historia se repitir igual aconteceu no iraque, afinal guerra gera divida, divida gera poder.
é lamentavel e apoio chaves
Sds

marola
11 anos atrás

o lula não investe nada em armamento só da boca para fora e o pais morrendo de fome é só vocês darem uma passadinha pelas praças e de baixo das pontes e passarelas e verão a fome dos brasileiros que sefrem com a miséria. assim que isto não é desculpa para não se armar e cuidar da nossa soberania antes que os outros se encarreguem de cuidar para eles.

Leandro RQ
Leandro RQ
11 anos atrás

Um dia desses li na internet que a Dilma montou um verdadeiro QG em Brasília apenas para coordenar as ações petistas na internet.

Segundo falaram centenas de pessoas vão monitorar e se defender de ataques contra o molusco e sua trupe.

Pelo jeito já chegaram aqui nos Blogs…

Eduardo Ma.
Eduardo Ma.
11 anos atrás

Senhores, perdôem-me, mas o KA52 ainda não entrou em operação.Não possue rotor anti torque na cauda por possuir 2 rotores coaxiais de centro.A foto é do MI28N.
Tirem as dúvidas em: http://en.rian.ru/photolents/20081008/117558846_17.html

Reginaldo Carvalho Nanal
Reginaldo Carvalho Nanal
11 anos atrás

O importante para o reaparelhamento e ampliação do material bélico das forças armadas brasileira é sem dúvida alguma, a transferência de tecnologia militar.

JORGE TERRA
JORGE TERRA
10 anos atrás

Quando começarem os problemas economicos pelo fato de chavez implantar o sistema socialista ele vai procurar um culpado, um bode expiatorio, alguem para por a culpa e justificar seus fracassos. ai que entra o brasil.cuidado temos um louco a solta.

Últimas Notícias

Rússia e China realizarão treinamento conjunto no exercício Zapad/Interaction 2021

A Rússia deve se juntar a um exercício militar no noroeste da China em agosto com o tema de...
- Advertisement -
- Advertisement -