sábado, outubro 16, 2021

Saab RBS 70NG

Ataque ao senador paraguaio: carro era de São Paulo

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Há provas do envolvimento do PCC também

Barra de Cinco Pixels

vinheta-clipping-forteA promotora Lourdes Peña afirmou nesta terça-feira que o carro utilizado no atentado contra o senador liberal do Paraguai Robert Acevedo é de origem brasileira, com placa de São Paulo, e não há indícios de que foi roubado. Mais cedo, a imprensa paraguaia revelou que dois brasileiros foram detidos por envolvimento no crime e que há suspeita de que pertençam à facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

O senador, do Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), ficou ferido e não corre risco de morte. Ele é dono da rádio Amambay e várias vezes fez denúncias públicas contra a corrupção e a máfia do narcotráfico.

Segundo Peña, que concedeu entrevista à rádio 650 AM, o carro foi adquirido do Banco Itaú e não há nenhum pagamento pendente em seu registro. “O veículo é legal, segundo os dados preliminares que temos. Agora estamos verificando os dados com relação ao proprietário”.

A promotora explicou que a caminhonete, que foi incendiada, tem placa de São Paulo, cidade de atuação do PCC. A polícia encontrou ainda diversos cartuchos de bala de alto calibre dentro do veículo.

Peña confirmou ainda a prisão dos brasileiros Eduardo da Silva e Marcos Cordeiro Pereira, e afirmou que eles viviam em uma casa alugada, onde havia ainda sete veículos de procedência duvidosa.

“Estamos fazendo buscas na residência dos brasileiros. Ao lado da casa havia sete veículos, alguns com placa de São Paulo”, disse. Ao menos três dos veículos tinham placas adulteradas do Paraguai.

Eles foram presos na cidade de Pedro Juan Caballero. A cidade fica 550 quilômetros a nordeste de Assunção, na fronteira com o Brasil, e onde operam grupos de narcotraficantes. A zona foi declarada desde sábado (24) em estado de exceção, como estratégia do governo de Fernando Lugo para combater uma guerrilha de esquerda autodenominada Exército do Povo Paraguaio e que seria responsável por dezenas de homicídios e sequestros.

A polícia afirma que o atentado foi cometido por um grupo de criminosos da região. O próprio senador acusou, em declarações à rede de TV Telefuturo, grupos narcotraficantes pelo atentado.

Segundo seu irmão, José Carlos Acevedo, o senador estava sendo seguido há 15 dias. Ele disse ainda que vários grupos criminosos da região queriam matar o senador e que chegaram a contratar assassinos profissionais.

“Tive a informação esta manhã de que havia gente de fora que veio para acabar com a vida do meu irmão”, disse José Carlos, sem dar mais detalhes.

A rede de TV Telefuturo, que revelou que os dois suspeitos fazem parte do PCC, diz ainda que a polícia mantém operações de busca por outros suspeitos do atentado.

O ministro de Interior, Rafael Filizola, e o vice-ministro de Segurança, Carmelo Caballero, estão na cidade supervisionando os esforços.

Atentado

O ataque aconteceu perto do terminal de ônibus da cidade, por volta das 18h (19h em Brasília), de acordo com o site do jornal paraguaio “Ultima Hora”.

Os bandidos se aproximaram do carro do senador e dispararam ao menos 40 vezes, segundo as marcas deixadas no veículo, relataram fontes policiais a rádios da capital.

Derlis Arce, secretário do senador, informou à rádio Ñanduti que Acevedo levou dois tiros, um de raspão, e está em estado estável na clínica San Lucas.

Em entrevista à TV Telefuturo, da clínica onde está internado, o senador contou que “por um milagre de Deus não estou como os companheiros que estavam comigo, executados em pleno centro”. O motorista Floriano Alonso e o policial Richard Martinez, que protegiam o parlamentar, morreram no ataque.

Acevedo relatou que um motociclista o ajudou a chegar até uma farmácia, em frente à clínica San Lucas, onde ele ficou escondido até que os criminosos fossem embora. Só então, cruzou a rua e foi atendido no hospital.

A cidade de Pedro Juan Caballero é a capital de Amambay, um dos Departamentos (Estados) declarados em estado de exceção pelo Parlamento paraguaio para combater a guerrilha EPP.

O estado de exceção, decretado por 30 dias, afeta os Departamentos de Concepción, San Pedro, Amambay, Presidente Hayes e Alto Paraguai, onde vivem 800 mil pessoas, quatro deles fazem fronteira com o Brasil.

A polícia descartou qualquer ligação entre o EPP e o atentado desta segunda-feira.

FONTE/FOTO: UOL/Reuters

- Advertisement -

20 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
bulldog
bulldog
11 anos atrás

Agora que a parte BOA da América do Sul tá sabendo se virar economicamente isso vem à tona. As FARC são um óbvio pretexto e instrumento de desestabilização no continente. Quem a está usando? e como os governantes sulamericanos são nada mais que um bando…vai dar certo…isso aqui será um barril de pólvora daqui cinco anos. Todo o esforço econômico irá por água abaixo se ninguém virar macho…e não é só socar a mesa…

bulldog
bulldog
11 anos atrás

Alguém realmente acha que o PCC tem capacidade de operar na AS? Só um grupo tem esse poder. As FARC. Se estão se aliando a facções criminosas comuns para cruzar fronteiras, isso vai dar motivo pra novas bases por aqui, para sobrevoos de reconhecimento, envio de $ para países fronteiriços… já vi tudo…

@MauroVS
@MauroVS
11 anos atrás

Falta pouco.

Não sei quanto falta, mas uma guerra na américa do sul não demora muito.

Sopa
Sopa
11 anos atrás

Que exploda o Paraguai e Bolívia!!

FlavioGrassia
FlavioGrassia
11 anos atrás

E o pessoal dos Direitos Humanos defende direito para esses marginais, é mole?

RtadeuR
RtadeuR
11 anos atrás

Hoje o Min. da Defesa americano abriu nota oficial dizendo que as cidades de Praia Grande, Guarujá , Santos, São Vicente e Cubatão (SP) são inseguras devido à uma violenta onda de assassinatos, que envolvem o crime organizado.
Só o que faltava agora é uma desastabilização política no centro do continente. Quem está por tráz disso?
Se o Brasil quer ser lider vai ter que se envolver de uma vez por todas na questão do crime organizado.
Ou vamos deixar parar a Avenida Paulista mais uma vez.

julio
julio
11 anos atrás

Temos que ter cautela com as noticias que vem de lá. O mais provavel é que o atentado foi arquitetados por paraguaios. Por mais que criminosos brasileiros atuem lá, não teriam o interesse direto em matar um político paraguaio.
Agora, é piada a promotora dizer que “há indicios que o carro não foi roubado”. Ora ou foi ou não. Por outro lado porque usar um carro que não foi roubado se no local onde os brasileiros foram presos haviam carros roubados. Há muito por esclarecer.

julio
julio
11 anos atrás

só pra completar..só falta os presos se suicidarem na cadeia.

Athos
Athos
11 anos atrás

Eu tinha certeza que alguém falaria de FARC por aqui, mesmo o atentado sendo a 3mil km do ende eles se situal.
Coisa pouca, algo como da Arabia saudita a França.

Farias
Farias
11 anos atrás

Há dois erros nesse texto:
1º – não houve carro-bomba; o atentado foi a tiros e o veículo foi incendiado para destruir provas;
2º – não há provas, sequer indícios de que os acusados do atentado eram membros do PCC; há suspeitas, pelo fato de um deles aparentemente ser de São Paulo e o outro do Espírito Santo.

Junior
Junior
11 anos atrás

Não foi o PCC não, eu acredito no Serra quando ele disse que o PCC foi extinto.

Jorge Nunes
Jorge Nunes
11 anos atrás

Mas vá lá isso é estranho. 1. O carro pode ter sido roubado em São Paulo e usado por paraguaios? Todo mundo já não sabe que registro de carro no Paraguai é mais fácil que comprar chocolate? 2. Para quê arrumar confusão em época de eleição no Brasil? – Querendo mostrar serviço Lula pode querer intervir no Paraguai, dois H2 Sabres novos disparando podem ser um espetáculo em rede nacional de TV. >>> Ou cria um desgastes desnecessário no Mercosul. Em todo caso vão ter que chamar o BOPE. 3. A polícia do Paraguai ficou parada deixando os traficantes tomarem… Read more »

V.T.G.
V.T.G.
11 anos atrás

“O carro era de São Paulo”

Hahahah… ninguém atentou para o fato de uma enorme porcentagem da frota de veículos paraguaios serem carros roubados do Brasil?!

Não estou afirmando que não tem brasileiro envolvido, pode até ter. Mas quando o mínimo que se espera durante um ataque criminoso, é que o infeliz não utilize o carro da família para tanto!

Bernardo R.
11 anos atrás

Eu acho muito engraçado tb!!! Esses bostaguaios aí tão querendo “fugir” e jogar a batata quente pro primeiro que aceitar…. Não vamos cair nessa pelo amor de Deus….. Se eu estiver errado, vou ser o primeiro a me retratar, mas vim jogar isso pra cima de brasileiro é f*&¨%#….. Como disse o amigo acima, pode ter brasileiro, mas a elaboração, organização e financiamento do plano não são de tupiniquins jamais!!! Recrutar um criminoso de origem brasileira é uma coisa, aqui até sobra gente com essa laia….. Agora botar na gente, a responsabilidade de atentados que exalam subversão……. NÃO!!! Que queimem… Read more »

Antonio M
Antonio M
11 anos atrás

Gostaria que tudo fosse elucidado mas, o grande problema que precisa ser combatido é a corrupção.

O PCC não e pouca merd… não !!! No julgamento dos acusados de matar um bombeiro nos ataques em São Paulo em 2006, foram inocentados pelo juri popular mesmo com todas as provas contra os meliantes. Até o juiz teria estranhado o ocorrido e não descartava medo dos jurados por ameaças de morte por dessa máfia, onde a corrupção policial e de juizes realmente podem inviabilizar qualquer tentativa de punição.

war dog
war dog
11 anos atrás

Pois é Antonio M, na ultima apreensão da contabilidade do grupo criminoso em 2008 eles movimentavam 7,5 milhões de reais/mes, dinheiro proveniente do controle do trafico de cocaina dentro de todos os presidios paulistas. Um dos seus lideres – Marco Willians Herbas Camacho (marcola) – tem descendencia paraguaia e possui pelo menos uma fazenda por lá.

Athos
Athos
11 anos atrás

War Dog, me desculpe, mas 7mi só a boca de baixo da rocinha deve movimentar por semana. Eu disse a de baixo porque no alto do morro tem mais.

É isso aí. Graças a política de segurança do Estado de São Paulo, hoje, exportamos também terrorismo para o mundo.

O povinho paulista deve estar morrendo de orgulho.

Antonio M
Antonio M
11 anos atrás

“…mesmo o atentado sendo a 3mil km do ende eles se situal.
Coisa pouca, algo como da Arabia saudita a França….”

Por isso que apreenderam notebooks das farcs (minúsculo mesmo!). Para quem não sabe, a internet encurta as distâncias…

Povinho de São Paulo? Não vi ninguém qualificar a população de outros estados com diminutivos. Complexo de inferioridade de quem fala?

Boa parte da “tecnologia” adotada por esses bandidos foi culpa do sistema penal sim, quando prendeu guerrilheiros, terroristas de esquerda junto com bandidos comuns. Está aí o resultado…..

Aldo
Aldo
11 anos atrás

As FARC já atuam junto aos grupos criminosos Marras da América Central e tem fortes laços com o Cartel de Tijuana no México, portanto não é nem um pouco de se estranhar que elas atuem a 3000 km de seu quartel general.Mas é claro , dizer que a escumalha da esquerda latino-americana está por trás do crime organizado não pega bem, né?

Fabiano Corrêa
Fabiano Corrêa
11 anos atrás

B A L E L A!!!!! Esse é o nome que se dá a uma história destas. Logo após o fatídico ocorrido, a imprensa de toda a América do Sul se volta para as declarações da “vítima”, um Senador Paraguaio, Robert Acevedo. A jornalista Maria Carolina Abe, em matéria publicada pela Folha de São Paulo em 28/04/2010, pergunta ao senador: “Folha- O sr. viu as pessoas que atiraram? Acevedo- Não deu tempo de ver. Só vi o veículo, que tinha placa de São Paulo. O atentado foi cometido por gente de grupos criminosos organizados do Brasil, pagos por narcotraficantes paraguaios… Read more »

Últimas Notícias

ESPECIAL: Apresentação das capacidades do Exército Francês

Por Jean François Auran* Colaborador especial do Forças Terrestres/Forças de Defesa Parece às autoridades militares francesas que o mundo está se...
- Advertisement -
- Advertisement -