Home Noticiário Internacional Exército da Índia quer míssil vagueador

Exército da Índia quer míssil vagueador

427
14

Fire Shadow

O Exército Indiano pretende dotar suas tropas com mísseis que podem demorar-se sobre um alvo por 30 minutos antes de atacar, e para isso enviou um pedido global de informações (RFI), em março, disse o ministro da Defesa A.K. Antony ao parlamento.

O míssil seria capaz de enviar dados críticos sobre instalações inimigas e, mais tarde, auto-destruir-se no alvo.

No RFI, o Ministério da Defesa tem procurado informações dos vendedores sobre velocidade de cruzeiro do míssil, o alcance máximo, seu tempo de espera, a gama do seu link de dados, sua precisão, capacidade de ataque a partir do topo, e se é possível abortar depois de travar num alvo e ser redesignado para um novo alvo.

fire_shadow

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DV
DV
10 anos atrás

Não seria nada mal um casulo-padrão com uma munição com essas capacidades para um eventual Astros III…

fsinzato
fsinzato
10 anos atrás

Seria interessante a instalação de paraquedas balístico, caso não ataque o alvo e ser recuperado para outra missão.

Abs.

Bernardo R.
Bernardo R.
10 anos atrás

Pergunta:

Sobrevoando o alvo, não seria localizado e possivelmente abatido por um sistema anti-mísseis?

Deixo pra alguém mais esperto responder!!

Nick
Nick
10 anos atrás

Será que o AV/MT 300 teria essa capacidade?? Seria de pensar se não tivesse.

[]’s

FighterSkill
FighterSkill
10 anos atrás

Acho que os 30 minutos de voo sobre o TO é interessante. Isto já uma defesa…

Sobre ser abatido…no TO…acho dificil…e se for abatido vai poder enviar as coordenadas e outro kamikase detona.

Bem veremos as especificações…

RL
RL
10 anos atrás

Daqui a pouco os misseis vão até jogar Poker.

Pedro
Pedro
10 anos atrás

Concordo com o comentário acima. Mas é isso mesmo estamos vendo nascer as futuras guerras nas estrelas,onde só máquinas lutarão.

Abraços.

MA
MA
10 anos atrás

Interessante, um UAV kamikaze, parece uma idéia boa.
Mas será que não foi aplicada por nenhum outro país antes? Não lembro ao certo

Vader
Vader
10 anos atrás

Acho uma idéia meio… hare baba! 🙂

Sei lá… essa m. iria ficar sobrevoando por meia hora e ninguém nem tchum? E depois, acabado o combustível e não designado o alvo, deixa o bicho cair na casa de alguém?

Hummmmm… sei lá… muito esquisito…

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Estranha essa informação. Não sabia dessa pretensão indiana. Sabia de uma idêntica do exército britânico. Inclusive esse míssil/UAV da foto é o mesmo Fire Shadow que participa do programa britânico que visa um míssil “vagueador”. Só que esse míssil permite pelo menos 10 horas de “vadiagem” sobre uma área de mais de 2500 km quadrados situada a 100 km do lançador, e não somente 30 minutos. Ainda mais com esse tipo de propulsão. Existem mísseis/UAVs semelhantes em desenvolvimento pelos EUA, tais como o “Dominator”, salvo engano pela Boeing. Um míssil “loitering” também iria fazer parte do sistema NLOS americano, esse… Read more »

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

Que tal um míssil deste tipo stealth?
Ele teria uma utilidade mais significativa do que nos comuns.
Eu falo isso porque parece que estamos caminhando para equipamentos constituídos de material resistente, daí posso pensar e sugerir a furtividade a eles.

Matheusts
Matheusts
10 anos atrás

Seria intereçante ver um missel deses ele não seria muito grande??? ou ele voa em uma velocidade baixa e quando ele segue um alvo ele acelera….. ou 2 estagios vai saber……

Icararaujo
Icararaujo
10 anos atrás

E o Harpy israelense num tem um conceito semelhante? Levando em consideração que é destinado ao SEAD, mas uma adaptação desse sistema UCAV seria interessante?

Torres
Torres
10 anos atrás

Acho interessante o efeito psicologico que tal arma faria no inimigo?
Já pensou uns vinte ou mais sobrevoando “tua cabeça” sem tu saber quando eles iriam atacar.