Home Blindados Exército francês envia blindado VBCI para o Afeganistão

Exército francês envia blindado VBCI para o Afeganistão

843
15

O Exército Francês eviou seu veículo blindado de infantaria para o Afeganistão no esforço de melhorar sua disponibilidade operacional na região.

O diretor do programa VBCI disse que o 35 Regimento de Infantaria foi a primeira unidade do exército a testar o VBCI, que provê apoio de fogo ampliado e digitalização.

O VBCI tem 7,8m de comprimeiro, pesa 28 toneladas, acomoda um piloto e um artilheiro para operar um canhão automático de 25mm e transporta infantaria totalmente equipada.

O veículo provê transporte, proteção e apoio a grupos de combate de infantaria e a seus grupos de comando.

O VBCI recebeu upgrades contra IEDs, um kit de proteção contra RPG e modificações na torreta.

SAIBA MAIS:

15
Deixe um comentário

avatar
15 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
12 Comment authors
PauloBruno RochaRodrigo MarquesAndre_OliveiraFreire Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Falcon
Visitante
Falcon

Alguem tem as especificações tecnicas desse veículo?

Biel
Visitante
Biel

alguém sabe quando a linha de produção do guarani entrará em funcionamento?

Cláudio
Visitante
Cláudio

O Guarani tem desenho parecido com o veículo Francês, parece que a fabricante brasileira está no caminho comum ao dos Franceses.

Vader
Visitante
Member
Vader

Belo blindado.

Mineiro
Visitante
Mineiro

Alguém já sabe qual é o armamento principal da nova família de blindados brasileiros?

Ivan
Visitante
Ivan

Amigos, O VBCI – Vehicule Blinde de Combat d’Infanterie é um interessante VBCI – Veículo Blindado de Combate de Infantaria… he he he, desculpem a brincadeira infame. Mas é isso mesmo, é um excelente Veículo Blindado de Combate de Infantaria, sobre RODAS. Inclusive vejo o peso do mesmo, vazio com cerca de 18 toneladas e totalmente armado com cerca de 26 a 28 toneladas, mais equilibrado do que os pesados Boxer alemães com 25 a 33 toneladas respectivamente ou os leves Striker ou LAV-25 pesando até 19 toneladas. Entretanto acredito que a expectativa de que veículos tracionados a 8 (oito)… Read more »

Freire
Visitante
Freire

O Blindado Guarani vai resolver e sub. o velho Urutu, temos agora a reestruturação da Artilharia, todo mundo pensa em Fuzil,Carro de Combate, mas sem uma Artilharia pesada,Infantaria e Cavalária são Armas cegas em um Combate.É a Artilharia que limpa o TERRENO,para que infantes e cavalarianos avancem no campo de combate.nossa Artilharia está defazada a mais de 40 anos,tirando os AstrosII não temos nada.

BRASIL.

Freire
Visitante
Freire

Sem Falar da Anti -Aérea,para reestrutura-la é só o LULA parar de perdoar dividas de Bolivianos, Paraguaios e Africanos, que tem Dinheiro para comprar umas 20 Anti-Aérea Modernas.

Brasil.

Andre_Oliveira
Visitante
Andre_Oliveira

EM RELAÇÃO AO BLINDADO: Tenho a comentar que ele é bonito, deve ter um ótimo desempenho e é capaz, com sua arma de 25 mm de cumprir eficazmente a função de apoio aproximado ao nível de um pelotão ou companhia, ampliando a mobilidade e a presença da força e a capacidade de seus elementos de não morrerem em combate. É uma boa ajuda para um soldado que sabe que está cumprindo uma missão inútil como essa do Afeganistão. Pelo menos ele tem mais esperança de voltar vivo e inteiro para casa.. VOLTANDO AO BRASIL: O Brasil contará com um equipamento… Read more »

Rodrigo Marques
Visitante
Rodrigo Marques

“”É uma boa ajuda para um soldado que sabe que está cumprindo uma missão inútil como essa do Afeganistão. Pelo menos ele tem mais esperança de voltar vivo e inteiro para casa..”” Remover o Talibã do mundo deve ser considerada uma missão nobre para qualquer soldado, assim como foi a luta contra o nazi-fascismo… A luta contra um regime que entre outros absurdos degrada a vida da mulher a um patamar inadmissível, tem que ser combatida não só pela França, mas por todos os países que lá estão. Sobre uma resposta séria a respeito dos investimentos nas forças armadas do… Read more »

Bruno Rocha
Visitante
Bruno Rocha

Rodrigo Marques disse: 17 de julho de 2010 às 11:11 Desculpa Rodrigo, mas o colega tem razão. As tropas estão matando mais civis que os talibans. Creio que nessas alturas os terroristas são o menor dos problemas, mas é isso aí. Infelizmente os entusiastas militares não falam de política nem aqui nem pensam nisso, mas se quer tem noção que é a política quem “dirige” o “volante” da guerra. Se soubessem só um pouquinho sobre geopolítica, o campo militar de vocês se expandiriam muito, muito mais do que a bomba e o míssil, como pensam a maioria aqui. Amigo, não… Read more »

Bruno Rocha
Visitante
Bruno Rocha

Se pelo menos o país que contra a região agora fosse amigo da ONU, mas passa por cima da mesma quando não lhe interessa.

Paulo
Visitante
Paulo

Sobre o Guarani:

Até o ano que vem 16 protótipos deverão estar construídos e entregues ao EB para serem exaustivamente testados. Só depois de testados, modificados, adaptados e aprovados é que começará a produção.

Rodrigo Marques
Visitante
Rodrigo Marques

Bruno,

Se as tropas estão matando mais civis que talibãs, está errado. Na verdade, o ideal seria que não fosse necessário matar os talibãs, mas…

O que afirmei e continuo acreditando que o melhor para o Afeganistão ( e o Paquistão, indiretamente) é a extinção total do Talibã.

Abraços