sábado, fevereiro 27, 2021

Saab RBS 70NG

Em nota, Nelson Jobim nega ter dito que Samuel Guimarães ‘odiava os EUA’

Destaques

Uma Força Terrestre à altura dos desafios atuais

General de Exército José Luiz Dias Freitas A dinâmica das relações internacionais e das interações sociais, neste primeiro quartil do...

Tropa paraquedista retorna ao Brasil após exercício nos EUA

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 22 de fevereiro, foi realizada no Campo do 26º Batalhão de Infantaria...

Rússia e Arábia Saudita assinam acordo para implantação de fábrica de fuzis Kalashnikov

A Rússia assinou um acordo com a Arábia Saudita para implementar a primeira fase de produção conjunta de fuzis...
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Ministério da Defesa divulgou nota nesta terça-feira, 30, através da qual o titular da pasta, Nelson Jobim, nega as afirmações atribuídas a ele em telegrama da embaixada dos Estados Unidos divulgado pelo site Wikileaks. Jobim, que encontra-se hoje em visita oficial à Polônia, teria ligado para o ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), Samuel Pinheiro Guimarães. De acordo com o telegrama, de 2008, Jobim teria dito ao então embaixador dos Estados Unidos do Brasil, Clifford Sobel, que Guimarães “odeia os Estados Unidos”. À época, Guimarães atuava como secretário-Geral das Relações Exteriores, o segundo cargo na hierarquia do Itamaraty.

Jobim desmentiu a afirmação e esclareceu a Guimarães que realmente em algum momento conversou sobre ele com o embaixador, mas disse que o tratou com respeito e classificou Guimarães como “um nacionalista, um homem que ama profundamente o Brasil”. De acordo com o ministro, “se o embaixador disse que Samuel não gosta dos Estados Unidos, isso é interpretação do embaixador, eu não disse isso. Samuel é meu amigo”, afirmou.

O texto divulgado pelo Ministério da Defesa enfatiza haver “divergências de visões entre Brasil e Estados Unidos” que foram “expressa publicamente por Jobim em duas palestras recentes”. Ainda segundo a pasta, o “Brasil tem se mostrado especialmente zeloso na busca da integração sul-americana – política, diplomática, militar, econômica – buscando evitar ações de países externos ao sub-continente que possam simbolizar ameaças à soberania dos países da região”.

No telegrama divulgado pelo Wikileaks, datado de 25 de janeiro de 2008, Jobim teria dito a Sobel que Guimarães aparecia como um “sério problema em diversos níveis”.  Além de “odiar os EUA”, Guimarães também é descrito como alguém que trabalhava ativa e calculadamente para dificultar as relações do Brasil com os americanos e outros países industrializados.

FONTE: Estadão On-Line

- Advertisement -

11 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos Botelho
10 anos atrás

eu tb nego… o fenandinho beiramar negaria… o lula negaria qualquer um negaria…

camberiu
camberiu
10 anos atrás

Uma coisa que eu acho muito interessante sobre essa historia toda do Wikileanks e’ a seguinte: -Tem informacoes sigilosas sobre tensoes com o Iran. – Tem informacoes sigilosas sobre tensoes com a Coreia do Norte. – Tem informacoes sigilisos sobre o apoio dos EUA a guerrilha Kurda na Turquia. – Tem um monte de informacoes sigilosas e constragendoras sobre uma pancada de coisas. Mas nao ha uma unica mensao, uma frase, uma linha, sobre a tal suposta iminente invasao da Amazonia pelos EUA. Sim, aquela que o pessoal do Clube do Exercito jura de pes juntos que deve ocorrer a… Read more »

Nick
Nick
10 anos atrás

Conselho para a Dilma:

Evite falar de assuntos “delicados” com o Jobin por perto….

[]’s

RodrigoBR
RodrigoBR
10 anos atrás

EUA criando confusão novamente no mundo, muita DESinformação para criar desavenças dentro dos países e entre países…

Mauricio
Mauricio
10 anos atrás

CAMBERIU deixa de falar asneiras, você acha que eles iriam tratar esse assunto por via diplomatica, sendo que o certo seria pela via militar.

Paulo Cesar
Paulo Cesar
10 anos atrás

Jobim = X9, não passa de um informante de assuntos internos.

Athos
Athos
10 anos atrás

Se houvesse um agente da CIA no governo Lula, quem seria.
Eu tenho me feito esta pergunta. Quem seria!

Simplesmente não me vem 1 nome a mente. Quem Poderia ser essa pessoa.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

camberiu disse:
30 de novembro de 2010 às 20:22

Tem sim! Eles tirando sarro chamando de “tradicional neurose brasileira”

Estes documentos sobre o Brasil, estão fazendo eu ter crises de risos..

Quando eles falavam somente os podres alheios, principalmente dos americanos, eram considerados as mais absolutas verdades..

Agora que respingou limão no olho da PTzada viraram “desinformação”

SEN-SA-CIO-NAL!

Cláudio
Cláudio
10 anos atrás

Quem Estuda Inteligência sabe o que significa:

– informação =

– desinformação =

– contra informação =

Todavia, a classificação não se resume a issas. Algum militar poderia colocar ai para nós…….

Vader
10 anos atrás

Como diria o PeTralha: “renegar é viver”, rsrsrs…

Ahahahaha, inacreditável, enquanto o WikiLeaks DETONA a diplomacia americana e causa crises atrás de crises diplomáticas ele VALE.

Quando mexe na ferida da esquerduxada, aí NÃO VALE, é “contra-informação”, “trabalha pro governo duzamericanu”, é “guerra assimétrica”…

F A N T Á S T I C O !!!

E muito bem notado pelo Camberiú: no WL “uzamericanu” não falam nada da invasão da amazônia para roubar água, nem da “tomada” do pré-sal, nem do furo do aquífero, nem do sequestro das mulatas…

“Porque será? Dãããããã”…

🙂

Eduardo RA
Eduardo RA
10 anos atrás

Queria ver o Wikileaks vazar os documentos internos do Itamarati dos últimos 8 anos.
Teria que tomar relaxante muscular após a leitura, já que teria contraturas de tanto rir. As asneiras de Tamborim, Guimarães, TOP-TOP devem ser muito piores.

- Advertisement -

Guerras Modernas

Armênia, Azerbaijão e Rússia fecham um acordo para acabar com o conflito de Nagorno-Karabakh

YEREVAN/BAKU (ARMENIA/AZERBAIJÃO) — Armênia, Azerbaijão e Rússia disseram que assinaram um acordo para encerrar o conflito militar na região...
- Advertisement -
- Advertisement -