quarta-feira, agosto 4, 2021

Saab RBS 70NG

Obama: Otan avalia opções militares contra crise na Líbia

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

WASHINGTON – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou nesta segunda-feira que a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) está avaliando opções militares em resposta à Líbia. Em declarações feitas após conversar com a primeira-ministra australiana, Julia Gillard, Obama afirmou que os dois países concordaram que a violência do governo líbio contra a população é inaceitável.

– Quero enviar uma mensagem bem clara aos que rodeiam o coronel Kadafi. Cabe a eles decidir como agir. E serão responsabilizados por qualquer violência que ocorra – disse Obama.

Aviões militares líbios lançaram inúmeros ataques contra forças oposicionistas nesta segunda-feira, no segundo dia de uma dura ofensiva governamental para impedir o avanço dos rebeldes à capital do país, bastião de Kadafi.

O presidente americano afirmou ainda que autorizou a liberação de US$ 15 milhões em ajuda às organizações internacionais e não-governamentais que assistem e retiram as pessoas que tentam fugir da violência na Líbia.

Mais cedo, o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, enfatizara que armar os rebeldes é uma das muitas opções que os EUA consideram para a Líbia. Mas ressaltou que o país não quer se colocar à frente dos eventos.

– A opção de dar assistência militar é uma das que estão na mesa, porque nenhuma opção foi removida da mesa – disse Carney.

Mais de 200 mil pessoas escaparam do país, em sua maioria trabalhadores estrangeiros, criando uma crise humanitária na fronteira com a Tunísia, outro país do Norte da África que recentemente foi cenário de protestos de rua que causaram a queda do presidente.

Centenas de pessoas já morreram desde o início dos protestos na Líbia, embora as duras restrições ao trabalho da imprensa tornem impossível estabelecer uma cifra precisa.

Os EUA e a ONU impuseram sanções ao regime de Kadafi e as forças militares americanas se posicionaram na costa líbia para respaldar a demanda pela renúncia do ditador líbio.

FONTE: Reuters

- Advertisement -

4 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Wagner
Wagner
10 anos atrás

Vader… cadê seu Império Vader ?? Não foi para isso que vc se juntou a eles, ao Dark Side ?? ih ih ih !! 🙂 faz uma semana que estou esperando e nada ! O enterprise está parecendo mais o quartel Swampy ! Se duvidar deve até ter o Tainha como comandante dos esquadrões… Cade os F 18 ?? Foi até engraçado a Hilary e o Gates falando as desculpas para não intervir : Hilarry : ” Vejam bem.,.. é um país bem grande…” Gates : ” Olhem só, os Hornets estão meio estressados… os pilotos estão de folga” Gates:… Read more »

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Se intervisse vocês comunas estariam reinando em cima do império do mal intervencionista, que deu dinheiro pro Kadhafi e toda aquela baboseira que você fala o dia inteiro.

Não se preocupe o do Kadhafi está guardado e para o seu desespero não serão as ____________comunas do leste europeu quem irão dar.

Vai sobrar para os gringos e o resto da OTAN.

Wagner
Wagner
10 anos atrás

E quem disse que eu apoio o Kadafi ?

Quem disse que sou comunista ?

Quem disse que eu quero que a Russia se meta nessa encrenca ?

VC VIVE NA DECADA DE 80 ACHANDO QUE OS COMUNISTAS DOMINAM O LESTE EUROPEU.

E EU JA DISSE QUE EU ACHO QUE A OTAN TEM QUE INTERVIR !

CARA LARGA DO MEU PÉ, QUE SACO !

Vader
10 anos atrás

Wagner disse: 7 de março de 2011 às 19:56 Wagner, aproveita que vc mandou o Rodrigo largar do seu pé, e larga do meu também… Já te disse que não sou americano, nem mesmo pró-americano, para que o “Império” seja meu: com perdão da blasfêmia, mas “meu reino não é deste mundo”… 🙂 E não é porque eu não sigo o consenso do grêmio estudantil do Colégio da Tia Cida, e não sou antiamericano, que sou pró-USA. Na verdade se eu fosse americano seria contra QUALQUER intervenção dos EUA. E o mundo que se lascasse, que se explodisse, sem os… Read more »

Últimas Notícias

Assessor de segurança nacional dos EUA viaja ao Brasil

Esta semana, o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, viajará para o Brasil e Argentina, acompanhado...
- Advertisement -
- Advertisement -