quarta-feira, outubro 27, 2021

Saab RBS 70NG

Jobim defende criação de Conselho Sul-Americano e quer plano plurianual de investimentos no segmento

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

A necessidade de um plano plurianual de investimentos em tecnologia no setor de Defesa brasileiro e a integração dos países da América do Sul para a proteção dos povos e recursos naturais da região foram os principais pontos levantados pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, na abertura da LAAD – Defence & Security 2011, maior e mais importante evento do setor de Defesa e Segurança da América Latina, que acontece desta terça até sexta-feira no RioCentro.

O ministro, que discursou na cerimônia de abertura, defendeu a fundação do Conselho de Defesa Sul-Americano, que teria a colaboração dos países e toda a região com o objetivo de proteger seus povos e recursos naturais.

“O compromisso, portanto, da América Latina, é exatamente o compromisso que se espelha na fundação do Conselho de Defesa Sul-Americano, órgão pelo qual temos condições de discutir e fixar linhas estratégicas de colaboração para que tenhamos países sul-americanos com presença, clareza e transparência”, disse Jobim.

O ministro ressaltou também que é preciso que o Brasil tenha um ciclo permanente de inovação no setor de defesa. Para isso, Jobim disse que é necessário um orçamento plurianual “minimamente estável” para investimentos em tecnologia, já que os projetos de pesquisa necessitam de planejamento e não podem ser interrompidos.

O presidente em exercício, Michel Temer, que discursou ao lado de Jobim na abertura do evento, defendeu também a integração da América Latina e sugeriu a criação de um centro único de integração e atuação na defesa da região. Ele ressaltou ainda a importância da contribuição do evento na defesa da paz.

“As defesas dos países, estando bem aparelhadas, funcionam como elemento de dissuasão de qualquer espécie de conflito que queira se estabelecer no mundo”, lembrou o presidente em exercício.

A LAAD – Defence & Security 2011 começou quebrando recordes de público e expositores em relação às sete edições anteriores da feira. Sérgio Jardim, diretor-geral da Clarion Events, empresa que organiza a feira, destacou o crescimento do evento nesta edição.

São 663 expositores de 40 países, 20 pavilhões nacionais e 63 delegações de 61 países. A estimativa é de que, durante os quatro dias, o evento receba 24 mil visitantes, entre representantes das Forças Armadas e órgãos de segurança pública, autoridades e representantes de empresas do setor na América Latina e demais continentes.

Além do presidente em exercício, Michel Temer, e do ministro da Defesa, Nelson Jobim, participaram da cerimônia de abertura nesta terça-feira outras autoridades como o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general José Elito Siqueira, o ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Moreira Franco, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, parlamentares, os comandantes das três Forças Armadas e do Estado Maior e ministros da área da defesa de diversos países.

Segurança Pública em debate

A oitava edição da LAAD foi palco, pela primeira vez, do Seminário de Segurança Publica. O tema da estreia foi Tecnologia: Modernização, Inovação e Inteligência para a Segurança Pública e o primeiro palestrante, o Coronel PM Álvaro Camilo, Comandante Geral da PM de São Paulo e Presidente do Conselho Nacional de Comandantes-Gerais de Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares.

O Coronel Camilo apresentou os investimentos que a PM de São Paulo fez em tecnologia e na compra de equipamentos e como isso contribuiu para os resultados positivos na Segurança Pública do Estado. Paralelamente, ao seminário de Segurança Pública, foi iniciado nesta terça-feira o III Seminário de Defesa, com o tema Tecnologia: Soluções, Inovações e Evolução Tecnológica parra a área de Defesa Nacional, que foi aberto com palestra do ministro Nelson Jobim.

Novos negócios em Defesa e Segurança

Neste primeiro dia da feira, companhias expositoras anunciaram parcerias e novas unidades no setor de Defesa. Uma delas, a Iveco, anunciou a criação no Brasil de uma unidade de fabricação de veículos de defesa.

A unidade, que receberá investimentos de R$ 75 milhões, ficará em sete Lagoas, Minas Gerais, e deverá produzir o novo Veículo Blindado de Transporte de Tropas, desenvolvido em conjunto com o Exército Brasileiro. O protótipo do veículo, chamado de Guarani, foi apresentado no estande da empresa, na LAAD, nesta terça-feira.

A Embraer Defesa e Segurança também apresentou novidades neste primeiro dia do evento. A empresa anunciou a assinatura de acordo estratégico com a AEL Sistemas, subsidiária da empresa israelense Elbit Systems, com o objetivo de avaliar a exploração conjunta do mercado de veículos aéreos não-tripulados (VANT). O acordo inclui a potencial criação de uma empresa, com participação majoritária da companhia brasileira, para atuar neste segmento.

Outra parceria anunciada pela Embraer neste primeiro dia da LAAD foi com a Atech Negócios em Tecnologias, outra expositora do evento. A parceria, segundo comunicado da Embraer Defesa e Segurança, aumentará a capacidade das empresas para o desenvolvimento de produtos e serviços na área de sistemas de comando, controle, computação comunicações e inteligência.

FONTE: FSB

- Advertisement -

1 COMMENT

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antonio M
Antonio M
10 anos atrás

O NJ deveria abrir uma fábrica de champanhe.

Como gosta de fazer espuma …….

Últimas Notícias

Turquia e Coreia do Sul assinam declaração para fornecimento de motores para o MBT Altay

Foi assinada uma declaração de intenções entre a Coreia do Sul e a Turquia para o fornecimento de motores...
- Advertisement -
- Advertisement -