quinta-feira, agosto 5, 2021

Saab RBS 70NG

Transporte de Tropas Kangaroo

Destaques

O Kangaroo foi uma conversão de carros de combate M4 Sherman criado pelos canadenses pensando em diminuir perdas na infantaria. Os primeiros foram convertidos de canhões autopropulsados M7 Priest. Os canhões foram retirados de serviço pois a artilharia estava sendo padronizada com o canção 25 prd SP e não eram mais necessários. Retiraram a peça de artilharia e tamparam o buraco e foram para combate com 12 tropas. Planejaram a conversão de 100 Priest para equipar quatro Tropas com 25 blindados cada, mas apenas 55 foram disponibilizados. Foram armados com uma metralhadora 12,7mm e cerca de 60% receberam rádios. O nome Kangaroo veio do apelido da oficina que fez a conversão.

Os Kangaroo entraram combate na noite de 7 de agosto de 1944 na Operação Totalize ao sul de Caen e depois em ataques a vários portos no canal da Mancha. Os carros de combate e o Kangaroo mostraram que podiam avançar em campo aberto contra uma posição inimiga em pouco tempo sem muitos riscos. As posições eram subjugadas pelos carros de combate e a infantaria, sem estar cansada pela corrida como antes, era usada para limpar o local e tomar a posição.

Os transportes usados pela infantaria mecanizada eram o Universal Carrier e o M3 meia lagarta. A mobilidade era melhor que os caminhões, mas eram bem menos blindados e não conseguiam acompanhar os carros de combate fora de estrada. Então se tinham que acompanhar tropas podiam ser tão moveis quanto os caminhões. Se tinham que acompanhar blindados tinham que ser tão blindados o que também era importante para diminuir perdas o que era um problema para as formações canadenses e britânicas. O Kangaroo foi a primeira tentativa de resolver o problema e conseguiram mesmo sendo uma solução improvisada. A única limitação era a falta de cobertura acima das tropas devido a retirada da torre do Sherman. Com o sucesso converteram a sua versão do Sherman chamada RAM que virou o Ram Kangaoroo pois os convertidos a partir do Priest foram retirados de serviço no fim de setembro de 1944.

Os britânicos também converteram o Sherman para o Kangaroo. O 49 Royal Tank Regiment recebeu 53 Kangoro para equipar dois esquadrões. Cada Esquadrão tinha uma unidade de comando e  quatro companhias de infantaria. As táticas foram desenvolvidas em combate. As vezes se separavam dos carros de combate e notaram que precisaria de mais armas. Além da metralhadora frontal adicionaram uma no anel da torre. Uma tática era disparar em qualquer possível posição inimiga e assim adicionavam qualquer arma que encontravam nos seus blindados. Os gastos de munição eram astronômicos, mas as perdas eram muito baixas. O comandante do blindado comandava quando em movimentos, com o comandante das tropas podendo dar ordens para parar e tomar comando das tropas desembarcadas. Foi notado que a eficiência diminuía após as tropas desembarcarem seja em perdas inimigas, velocidade de avanço ou diminuição das próprias perdas. Eram tropas especializadas e muito requisitadas e não tinham muito tempo para descansar, treinar ou testar táticas.

A habilidade de manobrar em campo com os carros de combate era a maior vantagem sobre os projetos anteriores e levou a modelos dedicados que entraram em serviço após o conflito.

Bibliografia – Armoured Personnel Carrier – A Survey. Maj Gen N. W. Duncan.

 

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias

Assessor de segurança nacional dos EUA viaja ao Brasil

Esta semana, o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, viajará para o Brasil e Argentina, acompanhado...
- Advertisement -
- Advertisement -