quarta-feira, outubro 27, 2021

Saab RBS 70NG

Lula: ‘não cabe a militares gostar ou não de Amorim’

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Francisco Carlos de Assis

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que não cabe aos militares gostar ou não da indicação do ex-chanceler Celso Amorim para ocupar o Ministério da Defesa, no lugar de Nelson Jobim. Lula fez essa declaração ao ser questionado se Amorim conseguirá desempenhar um bom trabalho à frente da pasta, uma vez que militares já manifestaram insatisfação com a escolha. “Não cabe aos militares gostar ou não gostar de uma indicação da presidente da República. Temos que aprender a trabalhar para depois ver se vai dar certo ou não”, afirmou, em Bogotá.

Perguntado se o número de ministros demitidos não é grande para o pouco tempo de governo da presidente Dilma Rousseff, Lula respondeu que é sempre um sofrimento a tomada de decisão para demitir um colaborador. E lembrou, contudo, que em período eleitoral, por exemplo, alguns ministros entram na sala do presidente com a carta de demissão nas mãos para deixar o cargo, sem saber se este é o desejo do mandatário, sob a alegação de que o “dever à pátria” os chamam.

Lula não quis entrar na discussão sobre o motivo que levou Dilma a demitir Jobim, mas entende que a escolha de Celso Amorim foi acertada. “Eu não sei o que aconteceu com o ministro Jobim, mas eu penso que quando se analisa a competência intelectual e o trabalho, não tem pessoa igual ao Amorim no Brasil”, disse, lembrando que, se a Dilma convidou Amorim, é porque ela sabe que o ex-chanceler tem condições de fazer um bom trabalho, e se Amorim aceitou o cargo, é porque ele sabe que pode fazer um bom trabalho.

Lula fez essas afirmações em rápida entrevista a jornalistas brasileiros após proferir palestra no evento Nutrição Infantil para Prosperidade de Todos, realizado pela Fundação Êxito, organização não-governamental que trabalha no combate à desnutrição de crianças colombianas. (O repórter viajou a Bogotá a convite da Proexport, Agência de Promoção do Turismo, Investimento e Exportação do Ministério do Comércio e Indústria e Turismo da Colômbia).

FONTE/FOTO: estadao.com.br/Reuters

- Advertisement -

3 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

Cabe sim.
O que não cabe, é ex-presidente nem tão isento assim, dando palpite no governo atual.

Observador
Observador
10 anos atrás

Tomara que o Lula continue falando besteira.

Quanto mais meter o bedelho no governo atual, mais ficará isolado. Falar sem ser convidado só causa constrangimentos aos seus “cumpenheiros”. Ao persistir nisto, passará a ser uma figura isolada dentro do próprio partido.

Antonio M
Antonio M
10 anos atrás

“…Temos que aprender a trabalhar para depois ver se vai dar certo ou não…”

Para quem se cercou e protegeu tantos pilantras impunes é fácil falar isso.

Isso também mostra o desdém com a área. Como brincar de “tentativa e erro” com um ministério da defesa ??!?!?!?!

Quer dizer que ele contrataria uma pessoal qualquer para cuidar de seus filhos pequenos sem se preocupar se ela os trataria mal, alimentaria mal, agredissem-nos e tudo bem pois iria “ver depois” também ?!?!?

Últimas Notícias

Turquia e Coreia do Sul assinam declaração para fornecimento de motores para o MBT Altay

Foi assinada uma declaração de intenções entre a Coreia do Sul e a Turquia para o fornecimento de motores...
- Advertisement -
- Advertisement -