quinta-feira, outubro 28, 2021

Saab RBS 70NG

Israel sofre novo ataque de hackers em escalada de guerra cibernética

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Sites da Bolsa de Valores de Tel Aviv e de companhia aérea El Al foram derrubados

 

TEL AVIV – Os sites da Bolsa de Valores de Tel Aviv e da companhia aérea israelense El Al foram derrubados nesta segunda-feira, 16, após ataques de hackers. Na noite de domingo, um hacker conhecido como OxOmar, que deu início a uma recente onda de ataques cibernéticos em Israel, anunciou que um grupo de hackers chamado “pesadelo” realizaria o ataque.

Às 10 horas da manhã, horário local, ambos os sites saíram do ar. Tanto a Bolsa de Valores como a El Al esclareceram que os sites em questão são as páginas que dão informações ao público. O site de operações comerciais da bolsa não foi afetado.

O novo ataque ocorre duas semanas depois que OxOmar começou a invadir sites comerciais de Israel e a expor dados de cartões de crédito de cidadãos israelenses. Até hoje o hacker já expôs informações de mais de 30 mil cartões com endereços, números de identidade e nomes dos titulares.

O vazamento dos dados levou centenas de milhares de israelenses a verificar seus cartões e gerou preocupação com uma possível “guerra cibernética” que estaria sendo lançada contra Israel.

Convocação

O ataque desta segunda-feira fortalece os receios de que hackers possam prejudicar a infraestrutura do país por meio de ataques aos sistemas de computadores. No domingo, o porta-voz do Hamas na Faixa de Gaza, Sami Abu Zuhri, tinha convocado hackers pró-palestinos ao redor do mundo a intensificar a guerra cibernética contra Israel.

“A invasão aos sites israelenses abre uma nova frente da resistência à ocupação israelense”, afirmou Abu Zuhri. Na última sexta-feira, um grupo de hackers que se autodenomina “time dos hackers de Gaza”, invadiu o site do Corpo de Bombeiros de Israel.

O vice-ministro das Relações Exteriores, Danny Ayalon, declarou que os ataques dos hackers “são ataques terroristas” e anunciou que “Israel vai responder com força àqueles que violarem a soberania cibernética do país”. Para a presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia do Parlamento israelense, deputada Ronit Tirosh, a invasão dos sites “é o começo de uma guerra cibernética que poderá paralisar a infraestrutura essencial do país”.

De acordo com a deputada, existe o risco de que ataques cibernéticos danifiquem os sistemas de energia, água, comunicação e distribuição de alimentos em Israel. O governo israelense anunciou a formação de uma Autoridade Cibernética, cuja função é tomar medidas de defesa do espaço virtual do país, porém, de acordo com a imprensa local, o novo órgão ainda não recebeu os recursos necessários para começar efetivamente a trabalhar.

FONTE: Estadão

- Advertisement -

1 COMMENT

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
paulsnows
paulsnows
9 anos atrás

Dizer que e guerra cibernetica e bom para limpar a barra dos responsaveis pela bolsa e pelos cartões perante seus clientes.

Ciberguerra para roubar numeros cartões de credito???

Ta bom, eu acredito…

Então temos aqui tambem.

Últimas Notícias

Forças Armadas da Ucrânia usam drone turco Bayraktar TB2 em Donbass

As Forças Armadas da Ucrânia usaram drones de ataque de média altitude Bayraktar TB2 em Donbass. Os drones de ataque...
- Advertisement -
- Advertisement -