quinta-feira, agosto 5, 2021

Saab RBS 70NG

Obesidade no Exército brasileiro cresce 300%

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A taxa de recrutas com excesso de gordura, aos 18 anos, passou de 0,9% para 2,8% em três décadas

 

Fernanda Aranda, iG São Paulo 

Os recrutas brasileiros estão mais gordos e mais próximos de problemas de saúde como diabetes, hipertensão e impotência sexual. Uma pesquisa conduzida pelo cardiologista do Hospital do Coração (Hcor), Daniel Magnoni, mostrou que os jovens com 18 anos, interessados em ingressar nas Forças Armadas Brasileiras, chegam ao Exército já com excesso de gordura em níveis prejudiciais ao organismo.

Em 30 anos (1978 e 2008), o aumento das taxas de obesidade nesta população foi de 300%, saindo de 0,9% há três décadas para atuais 2,8%. O sobrepeso aumentou 200%, saindo de 6,8% para 15,5%

A conclusão foi feita com base em 2 milhões de homens recrutas. Para Magnoni, a pesquisa espelha uma situação preocupante em uma parcela da população muito jovem. “Esperávamos que estivessem menos gordos e mais saudáveis. Eles tinham 18 anos quando foram avaliados”, afirmou o cardiologista.

De fato, o excesso de peso precoce é um fenômeno nacional, como evidenciou inquérito do Ministério da Saúde. A avaliação da população entre 18 e 24 anos mostrou que 31,6% estão com o peso em desacordo com a altura. O índice é crescente conforme o grupo etário e chega a 58,8% na população com mais de 60 anos.

Para o urologista Modesto Jacobino, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), o fato de já conviverem de forma tão precoce com a obesidade, faz com que a “fatura” seja cobrada imediatamente e não a longo prazo. “É um preço que pode ser refletido de forma imediata”, diz. “Mais dores nas articulações, mais problemas cardiovasculares, mais impactos na libido e na distribuição de hormônios, o que dificulta a potência sexual também”, diz o especialista.

Praticar exercícios físicos e manter uma alimentação balanceada são as receitas universais para brigar contra a obesidade. No Exército, informou a assessoria de imprensa, a tendência é que o excesso de peso seja revertido com o passar do tempo. “Estabelecemos um programa de treinamento gradativo a ser seguido, com o objetivo de alcançar a homogeneidade da tropa”, afirma a nota. “A realização do treino pode ser por frações, por nível de aptidão física e até mesmo individualmente.”

FONTE: saude.ig.com.br

- Advertisement -

1 COMMENT

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
paulsnows
paulsnows
9 anos atrás

A obesidade aumenta na população em geral. Do jeito que esta o titulo parece que os recrutas entram magros e engordam no Exercito!
E, se o Exercito não quer os gordinhos, basta não recruta-los.

Últimas Notícias

Assessor de segurança nacional dos EUA viaja ao Brasil

Esta semana, o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, viajará para o Brasil e Argentina, acompanhado...
- Advertisement -
- Advertisement -