domingo, agosto 1, 2021

Saab RBS 70NG

Coreia do Norte promete ‘guerra sagrada’ contra Coreia do Sul

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

SEUL, 25 Fev (Reuters) – A Coreia do Norte ameaçou neste sábado travar uma “guerra sagrada” em resposta a exercícios militar planejados em conjunto por sua arquirrival Coreia do Sul e os Estados Unidos, dizendo que está determinada a impedir que Washington imponha sua vontade política.

O comunicado foi emitido pela Comissão Nacional de Defesa do Norte, um dia após o recluso Estado realizar sua primeira rodada de negociações com os EUA desde que o jovem e inexperiente Kim Jong-un assumiu o cargo em dezembro, após a morte de seu pai.

“Agora que uma guerra foi declarada contra nós, o Exército e as pessoas estão firmemente determinadas a enfrentá-la com uma guerra sagrada em nosso próprio estilo”, disse o comunicado, divulgado pela agência de notícias estatal KCNA.

“Os imperialistas norte-americanos são o inimigo jurado que querem lançar uma guerra de agressão para impor um ‘estilo político americano sobre nós’…” A guerra sagrada, disse, usaria “meios fortes desconhecidos pelo mundo”.

Pyongyang tem usado periodicamente o termo “guerra sagrada” para combater o que vê como ameaça do Sul e de seu aliado norte-americano.

Os Estados Unidos e a Coreia do Sul agendaram manobras militares separadas para a semana que vem. O Norte elevou seu nível de alerta militar desde que os aliados fizeram um treinamento de artilharia na semana passada perto da fronteira marítima disputada na costa oeste -também perto de uma ilha sul-coreana bombardeada pelo Norte após um exercício semelhante em 2010.

O último treinamento, descrito pelo Sul como rotineira, ocorreu sem incidentes.

Na sexta-feira, o Representante Especial da Política dos EUA para a Coreia do Norte, Glyn Davies, encerrou dois dias de negociações com seu correlato norte-coreano em Pequim, visando conduzir à retomada das negociações entre seis partes para persuadir o Norte a abandonar seu programa nuclear.

Dirigindo-se aos jornalistas em Seul neste sábado, depois de informar funcionários sul-coreanos, Davies disse que as negociações, as primeiras desde a morte do antigo líder Kim Jong-il, foram “um bom começo com o novo governo na RDPC (República Democrática Popular da Coreia, o nome oficial da Coreia do Norte).”

Ele reafirmou os fortes laços entre a Coreia do Sul e os Estados Unidos -que possui cerca de 28 mil soldados no país.

(Reportagem de Sung-won Shim)

FONTE: Reuters

- Advertisement -

4 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
mauriciopacheco
mauriciopacheco
9 anos atrás

ATENÇÃO,CORÉIA DO SUL E EUA,A CORÉIA DO NORTE, COM O APOIO DO IRÃ,VÃO LANÇAR UM GRANDE ATAQUE CONTRA VOCÊS,UTILIZANDO “MODERNAS” ARMAS,DE FABRICAÇÃO “PRÓPRIA”.

mauriciopacheco
mauriciopacheco
9 anos atrás

COMO DIRIA O TÉCNICO JOEL SANTANA, EM BOM INGLÊS.
O KIM JONG UN,ARE YOU DE SACANAGEM!

Vader
9 anos atrás

Hahaha, cara, ler comunicado de comuna é a coisa mais surreal que existe, não consigo ficar sem me dobrar de tanto rir, rsrsrs…

Marcos
Marcos
9 anos atrás

Os norte-coreanos surtaram!
Guerra Sagarada??
E vão fazer o quê? Vão torpedear outra nave da Coréia do Sul? Hora dessas pega pela frente um Contra Torpedeiro americano e dai a coisa fica feia.

Últimas Notícias

Rússia e China realizarão treinamento conjunto no exercício Zapad/Interaction 2021

A Rússia deve se juntar a um exercício militar no noroeste da China em agosto com o tema de...
- Advertisement -
- Advertisement -