Home Noticiário Nacional Risco de crise institucional?

Risco de crise institucional?

74
3

Do Historiador Carlos Fico, em O Globo, sobre os perigos da crise aberta pelo governo com os militares na reserva:

“Os militares erraram, mas o governo precisa ter serenidade. O manifesto interclubes foi uma espécie de provocação. Eles expressaram insatisfação num tom forte. O governo conseguiu uma vitória política: obrigar o Clube Militar a retirar o manifesto. Os militares da reserva têm direito a se manifestar. Mas a nota que saiu depois atinge a hierarquia e a disciplina. Diz que o Congresso pratica revanchismo explícito, é inconsequente. Isso, os militares da reserva não poderiam fazer. Contraria o estatuto militar. Mas, se o governo punir, um deles vai recorrer da decisão. Pode virar um imbróglio jurídico. O STM teria de se manifestar. O problema seria evitado se o governo, após a retirada do manifesto e a nota de ataque ao Congresso, pedisse aos comandantes militares que tomassem providências. Agora, ou pune e vira crise ou não pune, e desautoriza o ministro da Defesa (Celso Amorim). Transformar a questão em debate jurídico é receita certa para aumentar a crise”.

Carlos Fico não quer participar da Comissão da Verdade.

O historiador teme que a CV leve a uma “verdade histórica” única, a exemplo do que ocorreu com outros países que tiveram o mesmo processo:

“A expressão não pode ser entendida como estabelecimento da verdade oficial. O desafio da comissão é não cair em uma leitura unívoca. Comissões da Verdade em todo o mundo acabaram produzindo um relatório, associado a seus membros, que vira a narrativa oficial. Para os historiadores, o conceito de verdade não é absoluto”.

FONTEwww.alertatotal.net

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos
Marcos
8 anos atrás

As duas destrambelhadinhas abriram a boca para falar bobagens, do tipo: “nóis vai se vingá”.

Dai apareceu a outra para bater palminha, tipo Hebe Carmargo: “que coisa mais linda, né genti”.

Resultado: os Clubes Militares botaram a boca no trombone.

Ai começa o primeiro imbróglio da inconsequência: Madame Min manda os milicos tirarem os textos de suas páginas, o que foi inconstitucional.

Ai vem o segundo imbróglio: os Milicos resolveram bater forte e mandaram um texto sem dó, nem perdão.

aldoghisolfi
aldoghisolfi
8 anos atrás

Por que os reformados não deixam as manifestações serem feitas apenas pelos clubes militares? São associações civis, sujeitas à lei civil…

Chego a pensar: será que vai dar saudades do NJ?

giordani1974
giordani1974
8 anos atrás

“Nefte Paíf” as Leis são só para os bancos estudantis e para pobres. O CM agiu certo. Nefte Paíf, passa-se a mão na cabeça de todos. É um desautorizando o outro. Para punir o CM, antes é preciso punir a dupla de Antas, as fogueteiras de brasília(essas bobagens que a maria do rosário está fazendo a nível nacional ela já fazia aqui na aldeia…agora aguentem!) e colocar a frente do MD alguém sério. Daí sim, Madame Mim poderá exigir algo do CM…

E a verdade sempre foi e sempre será contada pelos vencedores…e revanchistas!