segunda-feira, agosto 2, 2021

Saab RBS 70NG

Paraguai retira seu embaixador da Venezuela

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

País também declarou representante venezuelano em Assunção ‘persona non grata’

 

ASSUNÇÃO — O governo paraguaio retirou seu embaixador da Venezuela nesta quarta-feira e declarou persona non grata o representante venezuelano em Assunção. O Ministério de Relações Exteriores expressou, por meio de um comunicado, que diante das graves evidências de intervenção por parte de funcionários da Venezuela em assuntos internos do país, o governo paraguaio decidiu retirar seu embaixador.

Como o embaixador venezuelano Arrúe De Pablo não se encontra atualmente no Paraguai, não é necessário fixar uma data para que ele deixe Assunção. A medida tem efeito imediato. O texto explica que, conforme previsto na Convenção de Viena sobre as relações diplomáticas, o país declarou De Pablo persona non grata.

Também nesta quarta-feira, a ministra da Defesa, María Liz García de Arnold, prestou depoimento sobre a suposta incitação do chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, a chefes militares contra o governo de Federico Franco. Serão convocados os membros do então Gabinete Militar e o ex-secretário privado de Lugo, Miguel Rojas.

De acordo com um vídeo divulgado na terça-feira, o chanceler da Venezuela, Nicolás Maduro, esteve reunido com a cúpula das Forças Armadas do Paraguai horas antes da deposição do presidente Fernando Lugo, no dia 22. Militares e políticos paraguaios dizem que, nessa ocasião, Maduro teria pedido aos generais que não reconhecessem a destituição e continuassem a receber ordens de Lugo.
Em um comunicado difundido pelo site “Paraguay resiste”, Lugo denunciou que o vídeo trata “inutilmente de comprometer a diplomáticos estrangeiros em manobras que nunca aconteceram”. O objetivo seria desviar a atenção sobre o “golpe parlamentar” que lhe tirou o cargo.

O ex-presidente paraguaio também afirmou que as gravações expõem não somente o chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, mas “todo o corpo diplomático de diplomáticos a uma situação constrangedora”.
Nesta quarta-feira, os assessores legais de Lugo apresentaram uma ação de inconstitucionalidade ante a Corte Suprema de Justiça contra a resolução do Congresso que destituiu o ex-presidente.

Venezuela retirou embaixador após destituição de Lugo

A gravação do circuito interno do palácio presidencial (abaixo) confirma que o ministro do governo de Hugo Chávez reuniu-se com os comandantes no ápice da crise paraguaia. O vídeo, porém, não prova que o ministro venezuelano tenha de fato incitado a desobediência entre os militares de Assunção.

Após a destituição do ex-presidente paraguaio Fernando Lugo, o líder venezuelano Hugo Chávez ordenou a retirada de seu embaixador em Assunção. Brasil, Argentina e Uruguai também convocaram seus diplomatas instalados na capital paraguaia.
No mesmo dia, o governo venezuelano havia anunciado que iria interromper o envio de petróleo ao Paraguai. Logo depois, no entanto, o titular de Petropar, Sergio Escobar, voltou atrás e informou que a petroleira estatal PDVSA não cortaria mais o envio de combustível ao Paraguai.

FONTE: O Globo

- Advertisement -

5 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos
Marcos
9 anos atrás

As ações brasileiras no evento podem ser classificadas como alopradas ou pensadas? Se forem alopradas, tudo bem, nada que já não tenhamos visto. Mas se as ações foram pensadas, é preocupante. Isso significa dizer que o projeto de um socialismo bolivariano está em andamento, inclusive aqui no Brasil. A tomada de postos ditos de “cargos de confiança” por seguidores ou apoiadores dos atuais mandatários é algo sem precedente na história do Brasil, que só se assemelha a estrutura montada na extinta União Soviética. E os eventos de destituição do Presidente da Vale, uma empresa privada, pelo ex Presidente Lula da… Read more »

Marcos
Marcos
9 anos atrás

E se ilude que acha que o golpe virá através de ações de força. Muito pelo contrário, a estratégia de tomada de poder é via legalidade, como tem sido feito em outros países. Foi assim que o Partido Nacional Socialista alemão tomou ou poder, via legalidade, e todas as ações a seguir, que levaram o país, primeiro à uma ditadura, depois à guerra, foram legais.

Marcos
Marcos
9 anos atrás

O artigo acima, dos 1500 médicos cubanos, só confirma essa aliança com governos de ditaduras de esquerda.

Luiz Paulo
Luiz Paulo
9 anos atrás

Marcos disse: 5 de julho de 2012 às 10:44 Marcos se me permite as ações do PT são todas pensadas. Dá uma pesquisada na vida do Zé Dirceu que vai clarear bastante coisa. Inclusive sobre esses exemplos que vc colocou. Como a mídia ta bem aparelhada pelos ‘cumpanheiros’ declarados e não declarados (os ‘incubados’) e as nossa universidades não tocam nesse assunto da esquerdização do país, nem no ‘oráculo do céu’ – lula – então as coisas ficam parecendo que acontecem ao acaso, de última hora e etc… Dá uma olhada nas atas do Foro de São Paulo, desde 1990… Read more »

Marcos
Marcos
9 anos atrás

Luiz Paulo:

Tô sabendo do tal Foro!

Lembro que o sapientíssimo ser das galáxias siderais, em um encontro desses qualquer, falou demais e, citando o primeiro Foro, lembrou à todos das decisões ali propostas e todas efetivadas. É coisa de arrepiar.

Últimas Notícias

Rússia e China realizarão treinamento conjunto no exercício Zapad/Interaction 2021

A Rússia deve se juntar a um exercício militar no noroeste da China em agosto com o tema de...
- Advertisement -
- Advertisement -