sexta-feira, dezembro 9, 2022

Saab RBS 70NG

EUA diz: Síria vai ser “responsabilizada” caso armas químicas desapareçam

Destaques

Alexandre Galante
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

PHNOM PENH, Camboja – Em declaração feita hoje, os Estados Unidos afirmam que oficiais sírios serão “responsabilizados” caso falhem em guardar o arsenal de armas químicas do país. A declaração foi feita após a emissão de um relatório sugerindo que alguns dos armamentos estavam sendo movidos dos locais de armazenamento.

O Wall Street Journal reportou ontem (12) que relatórios de inteligência americanos sugeriam que algumas armas estavam sendo deslocadas, mas os motivos não eram claros.

O documento dizia que alguns oficiais estadunidenses tinham receio de que os armamentos pudessem ser usados contra rebeldes ou civis, enquanto outros acreditavam que o material estava sendo deliberadamente escondido dos grupos armados de oposição ou autoridades ociedentais no país.

“Nós deixamos claro repetidas vezes que o governo sírio tem a responsabilidade de tomar conta de seu arsenal de armas químicas”, declarou Victoria Nuland, porta-voz do Departamento de Estado norte-americano.

“A comunidade internacional responsabilizará quaisquer oficiais sírios que falhem em cumprir esse dever”, acrescentou em declaração feita durante a viagem da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, ao Camboja.

O Wall Street Journal afirma que o governo de Obama está “particularmente preocupado com os estoques de gás sarin da Síria. O agente nervoso versátil e mortal”. Acredita-se que o país também tenha reservas de gás mostarda e cianeto.

Segundo o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, baseado no Reino Unido, mais de 17 mil pessoas foram mortas de forma violenta desde que as revoltas contra o regime do presidente Bashar Assad estouraram no país, em março de 2011.

FONTE: DefenseNews

- Advertisement -

1 COMMENT

Subscribe
Notify of
guest

1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz
Clésio Luiz
10 anos atrás

Onde foi que eu ouvi essa conversa antes… Ah, foi em 2003, no caso do Iraque.

Com essa declaração, as empresas americanas devem estar salivando, afinal, é mais dinheiro entrando. Primeiro dos EUA, depois da Síria, quando os EUA tomarem conta lá.

Últimas Notícias

Saab recebe pedido para armas antitanque NLAW do Reino Unido

A Saab chegou a um acordo e recebeu um pedido do Ministério da Defesa do Reino Unido para o...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -