sábado, outubro 1, 2022

Saab RBS 70NG

Síria continua a atrair mercenários estrangeiros

Destaques

Alexandre Galante
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Cada vez mais mercenários estrangeiros deslocam-se para a Síria. Segundo informações divulgadas na última segunda-feira por meios de comunicação sírios, as tropas governamentais capturaram na cidade de Aleppo, no norte do país, um grupo de oficiais da Turquia e da Arábia Saudita. Na segunda cidade mais importante do país, destacamentos militares do Governo continuam uma operação de envergadura contra elementos do Exército Livre da Síria. “Soldados da fortuna” ocupam aldeias e bairros urbanos e entregam-nos ao Exército Livre.

Anteriormente, a imprensa ocidental comentou que o “apoio militar” prestado à oposição se regulariza a partir de uma base secreta na região da cidade de Adana, no sul da Turquia. A base está desdobrada pela Turquia, Arábia Saudita e Qatar. Perto dela situa-se a base de Incirlik da Força Aérea dos Estados Unidos.

Comentando a captura de mercenários estrangeiros em Aleppo, o perito Vitali Naumkin disse à Voz da Rússia:

“Não há nada de novo na participação de oficiais turcos e sauditas da operação, porque é conhecido que o chamado Exército Livre da Síria é armado, treinado e abastecido por instrutores de vários países árabes, da Turquia também. Não há nada de surpreendente que hoje estas pessoas participam diretamente em ações militares, talvez como instrutores ou como mercenários. O fato de eles terem sido capturados e, possivelmente, serem demonstrados por meios de comunicação não alterará nada. Os países referidos apoiam abertamente a oposição síria.”

Segunda-feira, um representante anônimo do governo dos Estados Unidos declarou que Barack Obama teria assinado uma deliberação, permitindo que a CIA e outros departamentos americanos prestem assistência aos rebeldes sírios. Ao mesmo tempo, o jornal Washington Post comunicou que senadores republicanos influentes exigiram que a Administração americana comece a apoiar ativamente a oposição armada na Síria. Os autores desta iniciativa afirmam que a falta de vontade dos Estados Unidos de intervir na Síria teria contribuído para prolongar e tornar mais sangrento o conflito no país.

Há dias, canais de televisãomundiais exibiram um posto de controle na fronteira sírio-turca, ocupado pela oposição síria. Um vídeo gravou um grupo de rebeldes armados sob bandeira da Al-Qaeda. Eles revelaram que voluntários da Argélia, Arábia Saudita, Egito e Tunísia combatem na Síria contra Bashar al-Assad. Neste contexto, o jornal saudita Al-Sharq comunicou, citando fontes nos serviços secretos da Jordânia, que do lado da oposição síria combatem não menos de seis mil membros da Al-Qaeda. Ultimamente, este número cresceu em proporção geométrica, refletindo um reforço da intervenção militar externa nos assuntos da Síria.

FONTE: Voz da Rússia

- Advertisement -

4 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

4 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz
Clésio Luiz
10 anos atrás

Esse pessoal aí são alguns dos mercenários atuando na Síria? Não me parece sábio da parte de alguns deles de mostrar o rosto.

E olha o velho FAL que o Capitão Price tá usando ali.

ReturnOfTheKing
ReturnOfTheKing
10 anos atrás

Concordo com o Clésio mostrar o rosto não é uma boa idéia, fiquei surpreso a ver um FAL já que a maioria deles usam A famosa AK47

Vader
10 anos atrás

Hoje a imprensa divulgou um vídeo de que foi capturado um pelotão inteiro de iranianos pelo Exército Livre da Síria.

Requena
Requena
10 anos atrás

Posso estar enganado, mas pela cara dos barbudos ali, parecem ser tchetchenos…

E não deve deve ser a coisa mais difícil do mundo arrumar uns mercenários tchetchenos pra lutar com os russos na Síria…

Últimas Notícias

Guarani nº 600

A Iveco Defence Vehicles (IDV) produziu no último dia 28 de setembro o chassi de número 600 da VBTP...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -