sexta-feira, julho 30, 2021

Saab RBS 70NG

Genoino renuncia ao cargo no Ministério da Defesa

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

O ex-presidente do PT José Genoino, condenado na terça-feira (09) por corrupção ativa pelo Supremo Tribunal Federal (STF), anunciou nesta quarta-feira sua renúncia do cargo de assessor especial do Ministério da Defesa. O petista, que participa da reunião do Diretório Nacional de seu partido, nesta quarta-feira na Capital, leu para os jornalistas uma carta com suas considerações. Além de informar a renúncia do cargo, diz que sai com a consciência dos inocentes, sem vergonha de nada. E que está indignado porque considera sua condenação “uma injustiça monumental”.

Invocando a frase do escritor Mário Quintana: “Eles passarão, eu passarinho”, Genoino leu o texto de uma folha e meia com os olhos marejados, porém manteve um tom altivo, dizendo que, apesar de se dizer que as decisões do STF devem ser cumpridas, ele se reserva ao direito de discordar e discutir a sentença que lhe foi imposta e que será obrigado a cumprir. “Como posso esperar um julgamento sereno, num momento em que juízes são pautados por comentaristas políticos”, criticou. E destacou que o julgamento coincidiu “matematicamente” com as eleições municipais.

No final do texto, Genoino diz que sua condenação é uma tentativa de condenar também o seu partido, o PT e que setores contrários ao partido fracassarão porque a população “sempre nos favorecerá. E diz que continuará a lutar com todas as forças por um Brasil melhor, “como sempre fiz”.

FONTE: Agência Estado (reportagem de Daiene Cardoso)

FOTO (José Genoino recebe Medalha da Vitória do então ministro da Defesa Nelson Jobim, por serviços prestados ao Ministério): G. de Paiva – O Globo

NOTA DO EDITOR: não está exatamente entre os temas do site Forças Terrestres o julgamento do “Mensalão” pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Porém, achamos pertinente a publicação do “clipping” acima devido ao fato de se referir ao cargo até agora ocupado por José Genoino como assessor especial do Ministério da Defesa. Até o momento desta publicação (13h20), não foi divulgada qualquer nota a respeito no site do Ministério da Defesa.

Solicitamos que a discussão político-partidária não seja o mote de comentários sobre a matéria, e sim a questão do cargo no ministério, que Genoino ocupava desde 10 de março de 2011, quando foi nomeado Assessor Especial do então ministro Nelson Jobim, onde seu papel seria defender os assuntos do Ministério da Defesa junto ao Congresso. Sobre esse assunto, há outros links que podem ser consultados, a seguir.

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

9 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
aldoghisolfi
aldoghisolfi
8 anos atrás

Lembrei do Jânio e do Guevera…
JG indo embora, antes tarde do que nunca!

Giordani
Giordani
8 anos atrás

Demorou!
Já vai tarde!
Fecha a porta. Por fora!

Requena
Requena
8 anos atrás

Ele nem poderia ocupar esse cargo. A nomeação dele foi apenas uma das várias “provocações” que os vermelhos fazem com as Forças Armadas.

Porém como bem diz o ditado, “o tempo é o senhor da razão”…

Agora esse corrupto borra botas sai pela porta dos fundos do Ministério da Defesa. Uma “honraria” digna de um canalha como ele.

Observador
Observador
8 anos atrás

Senhores, A minha crítica as declarações deste sujeito não são político-partidárias; a minha crítica é ao ser humano José Genoíno mesmo. Este sujeito é de um cinismo e de um mal-caratismo de assustar. Se diz injustiçado por juízes que “são pautados por comentaristas políticos” e que tudo não passa de uma trama urdida por “setores contrários ao partido”. Ora, este sujeito que de genuíno nem o nome tem, foi julgado por uma corte em que a MAIORIA dos juízes que lá está foi nomeada pelo próprio partido dele, via Presidência da República. Inclusive o último deles a ser nomeado (Toffoli)… Read more »

Guilherme Poggio
Editor
8 anos atrás

De passarinho ele não tem nada. Só o Jarbas.

Menos um Aspone no MinDef.

cfsharm
cfsharm
8 anos atrás

Ora, Ora, Ora…
Então temos um “cidadão” que se dizia defensor da democracia e que agora julga-se injustiçado por ter sido julgado de forma justa. Confirma-se aquilo que todo mundo já sabia – a justiça é para os outros, quem está no poder é que manda e ponto final – engraçado parece ditadura de esquerda e… É.
Só que não deu certo – aos trancos e barrancos mas somos uma democracia. E agora “jg” ( em minúsculas mesmo”) vá ver o sol nascer quadrado com seus pares bem longe do MD – lá seguramente o senhor nunca teve lugar.

Grifo
Grifo
8 anos atrás

Senhores, lugar de “passarinho” como esse é na gaiola.

fabioCrescenti
fabioCrescenti
8 anos atrás

Ele não poderia ficar no MD mesmo, afinal é só “falar” que vai apertar que ele entrega….. 🙂

cristiano.gr
cristiano.gr
8 anos atrás

Esse é só um dos tantos que tem em Brasília.

Os brasileiros ainda não têm cultura para virar o jogo contra os “governantes” e os que têm ficam pensando em seu umbigo. Mas um problema do Brasil é também boa parte de seu povo que pensa sempre em dar um jeitinho.

Últimas Notícias

Rússia e China realizarão treinamento conjunto no exercício Zapad/Interaction 2021

A Rússia deve se juntar a um exercício militar no noroeste da China em agosto com o tema de...
- Advertisement -
- Advertisement -