Unidades de Artilharia da 2ª DE participam da Operação Santa Bárbara

Três Corações (MG) – No período de 29 de setembro a 6 de outubro, foi realizada a “Operação Santa Bárbara/2012”, no Campo de Instrução da Escola de Sargentos das Armas.

O exercício da 2ª Divisão de Exército (2ª DE) reuniu as Unidades de Artilharia da “Divisão Presidente Costa e Silva”, o 2º Grupo de Artilharia de Campanha Leve (Itu/SP), o 12º Grupo de Artilharia de Campanha (Jundiaí/SP) e o 20º Grupo de Artilharia de Campanha Leve (Barueri/SP), com efetivo de 650 militares.

O Tiro de Artilharia foi realizado com o obuseiro 105 mm M56 Oto Melara, o morteiro 120 mm e o obuseiro 155 mm M114, totalizando 24 bocas de fogo.

Neste ano, o 13º Regimento de Cavalaria Mecanizado também participou da operação, realizando tiros com morteiro 81 mm e canhão 90 mm (Cascavel).

FONTE: EB

Subscribe
Notify of
guest

5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
thomas_dw
thomas_dw
10 anos atrás

nos anos 50 este equipamento era a ultima palavra em tecnologia, a municao tambem deve ser do padrao dos anos 50, fantastico.

Giordani
Giordani
10 anos atrás

Eu ia perguntar exatamente isso! Quantos anos esse equipamento tem de vida útil? Eu sei que uma arma de 1860 é tão letal quanto uma de 2012, mas a tecnologia da última a torna muito mais eficiente…

Se o equipamento é dos anos 50/60, a doutrina de emprego também é?

thomas_dw
thomas_dw
10 anos atrás

Claro que e’ ! Imagine quão reconfortante para um Oficial da artilharia poder usar a mesma doutrina e o mesmo equipamento durante a sua carreira, combina com os FAL que eles usam a 50 anos – a superioridade do 105mm e do 7.62×51 sao indiscutíveis na caserna, que M777 ou ARX160 !!! brinquedos de crianças , M101 e FAL forever ! 🙂

brincadeiras a parte – triste de ver a que estamos reduzidos.

Vader
10 anos atrás

Complicado isso…

joao.filho
joao.filho
7 anos atrás

Que triste isso. E o pior é que o M-41 até pouquissimo tempo era o MBT principal do Brasil…